A riqueza que te carrega

qui

“Coisas que você precisa fazer quando virar adulta: servir um jantar requintado para os amigos, ajudar no casamento de alguém, se dar uma jóia”. Até hoje não tinha ligado para o “se dar uma jóia”, até que uma coleção nova da Tiffany’s me fez encher os olhos: braceletes modernos, limpos, valiosos e ao mesmo tempo discretos. Milhares de dólares que eu não me ocupei em transformar em reais porque… Porque eu ainda tenho outras prioridades.

 

.

Entre tantos desejos de consumo que invadem nossas timelines diariamente, o que você realmente precisa para te fazer feliz e ainda não tem? O que é luxo para você? Enquanto o luxo de uns é ter tempo para viver e experimentar, o luxo de outros é só o luxo, mesmo quando a conta bancária não acompanha o ritmo de tantas vontades. Roupas, jóias, sapatos, personal trainer babá: o céu é o limite para levar para frente uma pobreza de espírito que não cabe numa “selfie sem make”.

É difícil admitir, mas quantos (todos nós) já ficamos imaginando a reação que causaríamos ao aparecer no lugar xis com a coisa y? Ou tentamos sempre ser o primeirão da turma a ter o brinquedo novo, o celular novo ou o videogame novo, mesmo que isso signifique um aperto desnecessário na fatura do cartão? Acho engraçado notar que, ao mesmo tempo, vários (de todos nós) sofrem dessa vaidade, mas não pensam duas vezes na hora de apontar o dedo para essa cultura-pop-ostentação. Essa mesma das músicas, que faz a menina do morro desejar uma bolsa igualzinha a que você deseja. Ou se esforçar para comprar do mesmo jeito que você se esforçou.

Essa semana me perguntaram o que eu faria se tivesse 2 bilhões e tralalá no bolso e apenas seis meses de vida, condição sine qua non para o dim dim brotar na conta. Difícil. Minha primeira resposta, rindo: “compraria um monte de bolsas de rica!”. Mas isso era só o meu humor idiota trabalhando. Minha segunda resposta, mais provável: “produziria uma música e faria um clipe memorável usando o dinheiro, vou poder dizer que pelo menos tentei ser cantora uma vez na vida”. Realizar um sonho, contar uma história, sei lá. Tão mais legal que aparecer num episódio de “Acumuladores”.

O mais interessante do desafio do “dois bilhões” é colocar as coisas em perspectiva: com apenas seis meses de vida, contados a partir de hoje, quanto de riqueza você acumulou com você? Quantas e quais experiências fizeram você se perguntar o que quer da vida? A resposta é pessoal, a resposta pode nunca vir e tá tudo bem, mas são as dúvidas que vão te fazer ser realmente interessante.

Não vou enganar ninguém com esses parágrafos: é claro que sou materialista e vaidosa. Não tenho esse espírito elevado de quem não se importa com o que os outros pensam e definitivamente não acho a história da moda uma banalidade. Você anda nu? Eu também não. Mas dentre todos os feeds para seguir, escolho quais acompanhar: parei com pessoas físicas e jurídicas que não sabem explicar o luxo que vomitam para o resto do mundo.

A cada dia rumo aos “seis meses”, acrescentamos uma letrinha no nosso epitáfio. Alguns enchem os seus de riquezas, outros de histórias. Qual você prefere?

“Just Dance 2015″ tá recheado de hits; veja lista completa das músicas

ter

“Just Dance 2015″: zoeira never ends!

“Just Dance 2015″ chega às lojas no dia 21 de outubro e é a edição do jogo mais recheada de hits recentes que já vi – poderia até se chamar “Billboard edition”. Nomes que agitaram o ano como Iggy Azalea e Ariana Grande aparecem na lista de músicas mais de uma vez e não duvido nada que mais conteúdo das moças seja adicionado para download posterior.
.

.

O jogo vai ser lançado em todos os consoles com suporte para movimento (Wii U, Xbox One, Xbox 360, PlayStation 3 e PlayStation 4), vem acompanhado de um app de apoio para celulares e também traz o novo modo “Community Remix”, em que você pode dançar acompanhando o vídeo de um jogador comum, e não as animações de cores berrantes que marcam a série. 

Enquanto a franquia exclusiva de Xbox “Dance Central” tem coreografias mais fáceis de copiar e ganhou a versão Spotlight online, “Just Dance” sempre exagerou no swing dos movimentos, tornando tudo bem mais difícil e desafiador. Agora com essa lista absurda de músicas, com certeza vai ser a primeira escolha de muita gente. É hora de suar e fazer aquela festinha em casa – ah sim: o contador de calorias continua firme e forte! hue

.

Veja a lista completa de músicas de “Just Dance 2015″:

(sim, fiz grifos pessoais com as mais imperdíveis!)

• “Bang Bang” – Jessie J Ft. Nicki Minaj & Ariana Grande
• “She Looks So Perfect” – 5 Seconds of Summer
• “Problem” – Ariana Grande Ft. Iggy Azalea and Big Sean
• “4×4” – Miley Cyrus
• “Best Song Ever” – One Direction
• “Happy” – Pharrell Williams
• “Till I Find You” Austin Mahone
• “Addicted To You” – Avicii
• “Black Widow” – Iggy Azalea Ft. Rita Ora
• “Maps” – Maroon 5
• “Birthday” – Katy Perry
• “Bad Romance” – Lady Gaga
• “Built For This” – Becky G
• “Holding Out For A Hero” – Bonnie Tyler
• “Summer” – Calvin Harris
• “Tetris” – Dancing Bros.
• “You Spin Me Round (Like A Record)” – Dead Or Alive
• “Let It Go” – Disney’s Frozen
• “Burn” – Ellie Goulding
• “Bailando” – Enrique Iglesias Ft. Descemer Bueno & Gente de Zona
• “Mahna Mahna” – Frankie Bostello
• “Never Can Say Goodbye” – Gloria Gaynor
• “I Love It” – Icona Pop Ft. Charli XCX
• “You’re On My Mind” – Imposs Ft. J. Perry
• “Love Me Again” – John Newman
• “Only You (And You Alone)” – Love Letter
• “Ain’t No Mountain High Enough” – Marvin Gaye and Tammi Terrell
• “Get Low” – Dillon Francis & DJ Snake
• “Diamonds” – Rihanna
• “Me And My Broken Heart” – Rixton
• “Walk This Way” – Run-DMC & Aerosmith
• “Don’t Worry Be Happy” – The Bench Men
• “Epic Sirtaki” – The Bouzouki’s
• “Speedy Gonzalez” – Los Pimientos Locos
• “Macarena” (Bayside Boys Mix) – The Girly Team
• “Love Is All” – The Sunlight Shakers
• “It’s My Birthday” – will.i.am Ft. Cody Wise
• “The Fox (What Does the Fox Say?)” – Ylvis
• “XMas Tree” – Bollywood Santa
• “Fatima” – Cheb Salama

5 motivos para fazer uma limpeza no guarda-roupa*

seg
Arranjar espaço, fazer uma boa ação ou levantar um dinheirinho: não importa qual sua motivação, mas todo mundo precisa fazer uma limpeza no armário de vez em quando. Será que chegou sua hora? Veja alguns motivos para separar uma tarde e fazer essa tarefa (que é muito mais divertida que lavar louça, eu juro!).
.
.

5. O espaço não está dando conta

Se as suas gavetas estão emperrando para abrir e fechar e as camisas saem mais amassadas do cabide que da centrifugação da máquina de lavar, está na hora de repensar a quantidade de coisas que você tem guardadas aí. Quando uma peça nova entra, outra peça antiga pode sair, concorda? Que tal tirar uma camiseta antiga sempre que uma nova chegar ou um sapato antigo sempre que um novo chegar?

4. Você tem peças que não usa há meses

Durante seis meses, muita coisa acontece na vida de uma pessoa e, veja, se não houve uma ocasião boa o suficiente para usar uma peça absolutamente normal, não é agora que a oportunidade vai surgir, certo? Existe uma regrinha de alguns manuais de estilo que diz exatamente isso – e é realmente verdade.

Claro que a regra não vale para casacos de frio, roupas de festa ou para aquele moletom da faculdade que você guardou de recordação. Estou falando das blusas cotidianas aí paradas, da jaquetinha que já ganhou uma substituta mais atualizada ou da bermuda que precisava de um ajuste há meses e que agora já nem parece interessante. Desagradável, mas acontece e é melhor encarar a realidade: isso vai facilitar bastante o seu dia-a-dia.

3. O armário está cheio e você acha que não tem o que vestir

Para sintomas críticos, soluções drásticas: tenha um armário recheado apenas com peças incríveis e você terá sempre coisas incríveis para vestir. E por peças incríveis, entenda também peças que caem bem, com barras bem feitas e nada fora do lugar. Pare de procrastinar e leve todo esse material para um bom costureiro te ajudar – ou abra mão de uma vez se não valer a pena.  A ideia aqui é bancar a “editora de moda” do seu próprio guarda-roupa, eliminando as gorduras que entulham seu armário e que te atrasam todos os dias quando você fica parada com cara de paisagem sem saber o que vestir.

.

2. Caçar seus próprios tesouros

Limpar o armário faz as energias circularem e te ajuda a encontrar aquelas peças-tesouro que não saíram de casa ultimamente, mas que têm tudo para voltar daqui um ano – ou dois, ou três, por exemplo. Peças de grife, de materiais nobres ou herdadas da família podem ficar guardadas num baú ou num outro local de sua preferência. Quando for o momento oportuno, as peças estarão bonitinhas te esperando lá, num verdadeiro santuário!

1. “O ‘lixo’ de um é o ‘luxo’ do outro”

O dito popular americano deixa claro: o que não serve mais para você pode ser de grande valia para outra pessoa, vide as campanhas de doação de roupas durante o inverno. Além disso, hoje não faltam meios para passar para frente o resultado dessa limpeza que você já deve estar afim de fazer depois de ler este post. Você pode também selecionar as peças mais legais para vender, assim como vários usuários fazem com suas roupas e calçados à venda na OLX! Depois de todo esse trabalhão, não vai ser nada mal ganhar uma graninha, não é mesmo? ;)
.

 .

*Este post é um publieditorial. 

Conta mais: o blog quer te conhecer!

qua

senta aí, me conta essa fofoca!

Há longas primaveras fiz uma pesquisa para conhecer melhor quem acessa, comenta e acompanha o conteúdo do Fake-Doll! Chegou a hora de repetir a dose: que tal me contar um pouco sobre você e sobre o que você acha do site? Talvez você tenha chegado agora, mas já são mais de 8 anos no ar, logo nada mais justo que ver quem está por aqui, não é?

Quem puder separar cinco minutinhos para participar da pesquisa vai certamente fazer a blogueira aqui feliz! Obrigada! ^^

.

Inspiração NYFW: street style ‘par de vaso’

ter

Enquanto Anna Dello Russo acredita que é um bom sinal encontrar alguém com uma roupa igual a sua em um evento (sinal de que você está tão certa que mais alguém pensou o mesmo), a grande maioria dos mortais não é muito fã de sair por aí e encontrar alguém vestindo exatamente a mesma coisa. Mas e se não for tudo igualzinho, apenas… Parecido? Apenas no mesmo clima?

Os cliques de street style da New York Fashion Week estão cheios de duplas e trios que parecem ter trocado uma meia dúzia de mensagens no whatsapp para darem pinta no evento num mesmo clima. Pode ter sido só uma coincidência, especialmente no caso das modelos, mas sabe quando você quer ousar, mas não quer ser o único do lugar? Pois acredito mais nessa opção.

Estampas parecidas, sapatos da mesma cor… E ainda sair numa fotografia bonita com a amiga. Talvez realmente não seja tão ruim e ainda dê aquela coragem para bancar a ousada & destemida com algo novo.  ;)

.

Links que valem o share: semana #61

dom

.

10. Allison Williams vira “Peter Pan” em musical para a TV

9. Receita de petit getêau funcional de doce de leite (!)

8. Os botões e o poder nos blazers de Dilma e Marina

7. Ideias para fazer um closet aberto bonito e funcional

6. “The Sims 4″: conheça as três principais novidades do jogo

5. Três a cada quatro homens prefere mulher sem maquiagem, diz pesquisa (e daí?)

4. Elenco de “Os Batutinhas” recria pôster do filme 20 anos depois

3. Olivia Palermo lança coleção de sapatos em parceria com a Aquazzura

2. Teste mostra que discurso dos presidenciáveis é o mesmo há décadas

1. “Sim, é coisa de pele”, por Luiza Brasil