Os 15 restaurantes mais instagramados de São Paulo

qui

Um cardápio ilustrado com fotos só não é mais cafona do que pagar caro em comida mal feita versão ~gourmet~. Mas que atire a primeira pedra quem nunca salivou ao ver uma foto na timeline do Instagram e colocou o restaurante na listinha de “to go” só por conta da imagem! Se você é dos meus, aliás, é provável que não só tenha ficado com fominha quanto tenha checado cardápio, opiniões & fotos antes mesmo de sair de casa.

Como o aniversário da cidade já está aí, vamos juntar a fome com a vontade de comer para aproveitar uma das coisas que São Paulo tem de melhor: a gastronomia! Usando a ferramenta Sightsmap, que mostra fotos postadas com geolocalização, encontramos os 15 restaurantes mais “instagramados” de Sampa.

Raio gourmetizador à parte, uma coisa deu para notar: quanto mais farta a porção e mais “confortável” o cardápio, mais sucesso faz. Bom apetite e senta que lá vem #foodporn!

1. Outback Steakhouse

Se a unidade do Shopping Center Norte é a que mais fatura no mundo, imagine qual restaurante tem mais fotos publicadas no Instagram? Isso mesmo. Se contássemos as unidades do restaurante de forma individual, a lista ia estar cheia de “Outback’s”. Não tem jeito: o brasileiro é fã da cebola, da costelinha, do pãozinho preto com mel e do chocolate thunder de sobremesa. E nem precisa dizer que quase todas as unidades vão de vento em popa, com direito à fila nos horários nobres, né?

2. Bella Paulista

Na briga das padarias multifuncionais que pipocam pela cidade, a Bella Paulista levou a melhor. O estabelecimento serve lanches, pratos e salgados 24 horas por dia. Apesar dos preços relativamente justos para a região da Paulista, a padoca só sofre do mal do menu gigante: tudo sai dentro do aceitável, mas sem grandes brilhantismos. O legal é que eles tem delivery – também 24h.

3. Galeria dos Pães

Numa área ainda mais nobre dos Jardins, a Galeria dos Pães vem em segundo lugar e oferece café da manhã, pratos, sandubas e quitutes, mas é famosa mesmo pelo sistema de buffet que fica aberto até tarde. No inverno, especialmente, o salão bomba e as sopas são bem gostosas. Através do site é possível fazer encomenda de pães também.

4_applebees

4. Applebee’s

Ops, parece que somos mesmo fãs de franquias americanas e suas porções bem servidas! Ou pelo menos curtimos fotografá-las. O Applebee’s também aparece com suas unidades bem colocadas na capital paulista. As batatinhas, drinks e costelinhas são campeãs de cliques. O meu favorito por lá, infelizmente, quase não aparece: são as “pipoquinhas” de camarão.

5. Athenas Café e Restaurante

Restaurante em plena Rua Augusta que vai do café da manhã até o início da madrugada tinha tudo para bombar, né? E bomba. Nas redes sociais, o comentário é de que o Athenas tem preço justo e porções honestas. E, vamos lá, às vezes é só disso que a gente precisa, né? Ah sim. Bons drinks também ajudam muito!

Continue lendo →

Shopping list: dignidade no verão!

qua

Sobreviver ao verão nunca foi tão difícil quanto neste mês de janeiro – estamos bem perto de bater recordes históricos de temperatura e, vamos combinar, a falta d’água não ajuda em nada a melhorar este quadro! A nossa vontade era sair de biquíni ou passar a noite no banco de trás do carro para aproveitar o ar condicionado, mas antes disso acontecer, você certamente vai precisar sair de casa apresentável.

Parece impossível – e é quase impossível mesmo – mas é necessário. Por isso, separei hoje algumas das peças mais legais em liquidação para dar um up nessa dignidade aí sem gastar muito! São roupas para não pensar, não grudar e não complicar – só vestir e sair!

 tops & t-shirts

wishtlist_topsverão

Um top de linho, uma regata divertida macia (já vi ao vivo! <3) ou um regatão moderno de tela: você escolhe, dá pra o dia de trabalho, passear no domingo e sair à noite – ou até encarar aquele casual day na firma.

Para comprar:
1. Blusa de linho Topshop;
2. Regatona Ellus 2ND Floor;
3. Regata de Tela Urban

macacões

wishlist_macacao

O macacão azulzinho é perfeito para um show ou para um chopp no meio da tarde; já o preto e branco vai bem à noite, no trabalho e onde mais você quiser. O de seda, poderoso, é perfeito para um encontro ou para a balada!

Para comprar:
1. Macacão Anna Flynn;
2. Macacão Handbook;
3. Macacão de seda Topshop

vestidos

wishlist_vestidos

Vestido jeans cai bem em qualquer lugar, é um verdadeiro coringa! Já o rendado Bobstore tem pinta de noite mas deve ficar lindo num fim de tarde na praia. Já o floridinho é perfeito para o almoço de domingo e para aquele rolê em família.

Para comprar:
1. Vestido jeans Topshop;
2. Vestido de renda Bobstore;
3. Vestido de margaridas Fiveblue

sapatos <3

wishlist_sapatos

Birken com um nadinha de salto, tênis estiloso para usar sem meia e sandália de franjas nude com um preço abusado de bom! Essa seleção de sapatos é para quem tem auto-controle: já quero comprar tudo! hehe

Para comprar:
1. Birken da Schutz;
2. Tênis com estampa de cobra Pink Connection;
3. Sandália de franjas Vizzano

 

ps: estou pensando em fazer mais posts de achados! Vocês curtem? O que gostariam de ver por aqui?  ;)

Como assinei uma trégua fashion com meus glúteos

seg

Uns com muito, outros com tão pouco! Ah os desejos de um corpo perfeito, uma curvinha aqui ou menos curvinhas lá. Hidrogel em umas, “thigh gap” em outras. Para completar a neurose, todos os manuais de estilo nos explicam que devemos ressaltar nossos pontos fortes em detrimento dos pontos não tão legais. Mas o que é um ponto forte? O que é legal em mim? Muito me estranha não vermos mais mulheres de sobretudo, pois é o que a auto-estima da maioria recomendaria como peça ideal. Uma pena.

Sou desse #timecasacão e nunca tive a preocupação de mostrar alguma parte xis do corpo por gostar dela, mas sempre tive a obsessão por disfarçar, tentar esconder ou subtrair um pouco de algumas coisas. Em especial, a minha grande, redonda e brasileira bunda. Sempre achei que  ela era a destruidora do look: “como vou usar essa roupa moderna com essa bunda gigante?”. Na minha cabeça, gente moderna não tem bunda – assim como não tem coxa, provavelmente tem cabelo liso, etc., mas principalmente não tem bunda.

jenselter2

Jen Selter, a musa da buzanfa com a maior auto-estima do mundo, para a “Vanity Fair”

Engoli essa história goela abaixo há muito tempo e sempre me surpreendia ao ver Beyoncé em sua vida fora do palco, bem moderna, cabeluda e bem bunduda. Aí os exercícios entraram na minha vida, emagreci, tonifiquei, defini algumas partes do corpo, mas fui pouco a pouco descobrindo que, minha filha!, não há nada para diminuir seus glúteos se veio escrito na sua bula genética que grandes eles serão. Pelo contrário: quanto mais eu malho, mais a bunda insiste em aparecer gritando “TÔ AQUI DE BOAÇA, MANDA MAIS WHEY”. Em suma: nem a corrida, esporte acusado de derrubar buzanfas, foi capaz de acabar com tanta imponência.

Continue lendo →

Links que valem o share: semana #74

dom

10. O teste de personalidade baseado no Facebook que está deixando todo mundo noiado

9. Como andar de metrô em Nova York: linhas, estações e afins

8. “Girls” retorna com cena ousada e o sexo que não se vê na telinha

7. Rio de Janeiro vai receber exposição de 25 anos da Pixar

6. Tendência de volta: o ‘bico de pato’ ganha novas roupagens

5. 7 marcas de biquínis gringas que você precisa conhecer

4. “The Sims 4″ ganha expansão; versão para Mac sai em fevereiro

3. Receita: petit gatêau de goiabada e mascarpone

2. “This girl can”: porque mulheres reais devem se exercitar sem neuras

1. 19 provas de que 2015 começou com tudo

Emojização: a palavra mais usada de 2014 foi um simples `<3′

qui

Ainda dá tempo de mais uma retrospectiva de 2014? Pois essa é bem surpreendente. Entre ebola, #selfies, #gamergates e #sonyleaks, a palavra mais usada do ano não foi sequer uma palavra, mas sim um emoji. Eis que o termo mais usado na Internet em 2014 foi ele, o coraçãozinho vermelho cheio de amor pra dar: “<3″.

emoji1

“<3″: o emoji universal

O site Global Language Monitor analisa o conteúdo publicado online há mais de 10 anos e, pela primeira vez, o ganhador não é sequer uma palavra, mas um ícone. Na sequência, outra não-palavra: a boa e velha hashtag, impulsionada por praticamente todas as redes sociais. Já no ranking de nomes mais mencionados, o vencedor foi, infelizmente, “ebola”.

emoji2

A internet clama por “mais amor, por favor”? Estamos ficando mais fofos? Ou estamos empobrecendo todos os idiomas do mundo em troca de algo que simbolize simpatia quando não temos nada além a dizer? Hm… Acho que fico com a última opção. E é uma pena que, além de idiomas, essa escolha empobreça também relacionamentos. Afinal, o que responder para o seu amigo fofuxo quando o assunto é sempre continuado com um simples “<3″? Um cocozinho, talvez?

Em outros anos, o monitoramento indicou que o nome mais mencionado foi “Papa Francisco” (2013), a principal frase “Gangnam Style” (2012) e a palavra mais citada “occupy” (2011). Para os curiosos, a lista completa fica aqui.

5 coisas que o filme de “50 Tons de Cinza” pode fazer melhor que o livro

qui

Quando ninguém mais se aguentava de esperar, “50 Tons de Cinza” começou a inundar a internet com trailers chamando para o filme. Foi o campeão de views em 2014 e ninguém duvida que o longa vá levar multidões para o cinema. E acredite se quiser: já falta menos de um mês para a estreia!

Para conter a ansiedade de ver essa história que a gente ama – mas que também ama odiar – listei 5 coisas que o filme pode fazer melhor que o livro. Como sempre acreditei que esse seria um caso de adaptação melhor que o original, estou confiante na produção. Jamie Dornan, tô contigo e não abro: dia 12 de fevereiro estarei com a pipoca em mãos pra te ver! #MrGreyWillSeeYouNow

50tons

1. sem essa de deusa interior

Os diálogos internos de Anastasia Steele são até engraçados no começo do livro. “Deusa interior? haha, da hora”, mas não demora muito para querer amordaçar e dar você uns tapas na deusa interior em posição de lótus dela. Ter que ouvir narrações em off do gênero, comentando sobre ansiedade, tesão ou medo, tornaria os 120 minutos insuportáveis. Torcendo muito para a diretora ser o mais voyeur possível para contar essa história. Nada contra a voz de Dakota Johnson, que fique claro.

2. quem se importa com números?

Enquanto muitos acusam Grey de machista e Anastasia de aproveitadora, eu só consigo acusar a autora de sem noção. Como publicar um fenômeno editorial cuja protagonista passa por todo período universitário sem nenhuma experiência sexual? Isso sim é motivo de indignação, até porque homens machistas e mulheres aproveitadoras existem aos montes e sempre existirão – assim como homens aproveitadores e mulheres machistas também.

Em suas particularidades, Anastasia não precisava ser adepta da vida sadomasô. Não precisava ser experiente. Não tinha que ser manjadora dos paranauês de submissa. O que a Anastasinha precisava é ser menos, ahn… Virgem! Duvido que o longa vá mudar a criação de E.L. James a esse ponto, mas já seria fantástico se eles simplesmente não tocassem no assunto. Mostrar a personagem apenas como inexperiente já tá de bom tamanho – até porque, cof cof, toda ex-virgem sabe que dificilmente vai adorar de paixão sua primeira vez. Só com Anastasia é diferente…? Não criem essa expectativa em milhares de jovens, faz favor.

Continue lendo →