Links que valem o share: semana #66

dom

 

 

.

10. Mulheres estão liberadas para comer hambúrguer, homens não

9. Nova mania: máscaras faciais descartáveis

8. A mulher por trás de Kim Kardashian

7. Segredos de beleza das blogueiras gringas

6. Ouça “Baby don’t lie”, novo single solo de Gwen Stefani

5. “Mortal Kombat X” vai virar quadrinho para acompanhar lançamento do jogo

4. Vine ganha app nativo para Xbox One

3. Chico Barney faz um desabafo sincero sobre a “Trip”

2. Cinco coisas que aprendi com “The Sims 4″

1. “Se você diz que gosta de moda…”, por Jana Rosa

Guia de viagem: três imperdíveis em NY (que eu vou perder)

sáb

Finalmente, as férias! E como o título do post deixa claro, estou indo rumo à Nova York desta vez. Vou ficar mais de 15 dias, fazer coisas diferentes e testar pela primeira vez a experiência de não ficar num hotel ou hostel – e sim, desta vez vou trazer tudo com mais detalhes para cá, com tudo o que esse destino incrível e procuradíssimo merece!

Para começar a conversa da Big Apple, deixo três coisas imperdíveis para se fazer na cidade e, veja bem, as três eu vou perder! Por isso mesmo, esse post é para você que já está na cidade, que está a caminho ou que vai chegar logo depois!

antes de chegar: Jeff Koons no Whitney Museum

Quase 150 obras de Jeff Koons estão expostas no Whitney Museum até o dia 20 de outubro, segunda-feira. A exposição faz um retrospecto do trabalho do artista desde 1978 e encerra com chave de ouro o museu em seu local atual. Depois da exposição o Whitney fecha as portas e faz sua mudança para o Meatpacking District (bairro hypado do Highline Park e cia.). Reabre apenas em 2015.

durante a viagem: o book tour de Lena Dunham

“A voz da geração” Lena Dunham está quase encerrando sua turnê de lançamento do livro “Not That Kind of Girl”. Na série de eventos programados, os looks de Lenda são inclusive comandados pela #girlboss Sofia Amoruso e sua Nasty Gal. Além de ver os figurinos de perto, os fãs podem ouvir a autora e também conversar com convidados especiais.

No Brooklyn, no dia 21, por exemplo, quem está com a atriz e escritora é a colega de elenco de “Girls”, Jemima Kirke (!). Seria fantástico de ir se: 1- não fosse o dia que eu estou pondo os pés na cidade e 2- se já não estivesse tudo esgotado. Pelo menos vou passar na Barnes & Noble mais próxima para comprar tanto o livro da Lena quanto o da Amoruso!

pós-viagem: Alexander Wang para H&M

Esta semana NY já assistiu ao lançamento de uma das coleções mais badaladas de fast fashion de todos os tempos: Alexander Wang para H&M. O grande motivo para tanta expectativa? Conseguir por preços razoáveis o estilo sporty e moderno do estilista, que não parece sair de moda nunca.

As cores absolutamente sóbrias e os tecidos estruturados também são ótimos atrativos e a cidade parou para um desfile estrelado, com direito até a show de Missy Elliott. A coleção chega às lojas no dia 6/11 e dá para imaginar a farra que vai ser na porta da loja conceito da rede, na 5ª Avenida. O lookbook completo com preços aqui. Sim, estou bem chateada de perder isso aqui só por um dia! rs

Ilustrassom: música para ouvir e ver

qui

Pelas mãos da carioca Nai Mattoso, versos da música brasileira viram poesia audiovisual na timeline do Instagram. Todo dia no @Ilustrassom, a designer e arquiteta posta os hits que não saem da sua cabeça de um jeito mais do que especial. É certamente um dos trabalhos mais legais que já vi na rede social e passa bem longe das baboseiras dos personagens fictícios.

O projeto também funciona no Facebook e no blog de mesmo nome e reúne artes de todo tipo: algumas são mais diretas e escancaradas, outras trazem uma interpretação bem pessoal para músicas que todo mundo já cantou um dia. Basta dar o play nos vídeos aí embaixo para entender como a brincadeira funciona lindamente!

 

 

Continue lendo →

10 antes dos Trinta

qua

Confesso que me assustou um pouco escrever esse trinta por extenso no título, mas qual outro jeito de começar se não com um número de impacto? Há 72 horas entrei para o grupo dos 20 e muitos anos que está mais perto dos inta que dos inte. Fiz 26. E neste delicioso clima de revéillon pessoal, é claro que as prioridades mudam dentro daquela grande lista de resoluções-para-a-vida-toda.

Tenho 10 coisas que gostaria de voltar e ver riscadas até a próxima eleição presidencial – agh, agora pareceu bem perto.

 

1. ser anfitriã por um dia

Começando com uma fácil: dar um jantar, uma grande festa, um grande baile. Na adolescência, eu era a responsável pelos melhores bailinhos com dança da vassoura e, por algum motivo, essa veia festeira se perdeu ao longo do tempo. Acho incrível ver todos se divertindo ao redor de algo planejado por você; talvez por isso eu goste tanto de tocar em festas também.

2. me presentear com uma jóia

O que também quer dizer: “se presentear com um luxinho”. Como ultrapassei recentemente a fronteira da massagem profissional, vou direto para o all in com esse desejo adulto. Uma caixinha azul digna de deixar até para as netas, quem sabe?

3. viajar para um lugar exótico

Ir para uma praia na Indonésia, caçar uma aurora boreal, andar de camelo no deserto, o que a imaginação mandar. Mas a primeira opção é a que mais fala alto no coração. Acho que assisti “A Praia” muitas vezes.

4. fazer o dinheiro trabalhar por mim

Hora de ser mais agressiva e aprender a investir dinheiro de verdade, estudar investimentos, aplicações, ações e descobrir o que pode ser mais interessante para o meu humilde caso. Fazer, finalmente, algo que vá além da tradicional poupança.

5. cometer uma loucura socialmente aceita

Fazer uma loucura realmente louca pode ser arriscado, mas uma loucura socialmente aceita pode fazer de você facilmente a pessoa mais interessante de qualquer rodinha. Algumas loucuras socialmente aceitas: morar fora, participar de um reality show, atravessar o país de carro, praticar triathlon, fazer um ensaio sensual, ter coragem de encarar uma plástica, aprender a atirar ou a abrir o tarô.

6. experimentar o offline

Anos de online me fizeram gostar ainda mais de pegar em papéis e de conhecer as pessoas que sobrevivem escrevendo-os. Um desejo meu certamente seria ver algo meu no papel. Um livro seria incrível, mas já ficaria bem feliz assinando uma coluna. Acho o formato fantástico.

7. trabalhar o outro lado

E que lado? O lado B, o artístico. Dublar, formar a banda que nunca formei, rodar um filme, voltar ao teatro, estrear num musical. Sei lá. É mais uma lista que não sei onde começa e onde termina, mas que precisa de atenção – ou ainda fico louca um dia.

8. fazer caridade

De verdade, com a mão na massa. Não basta mandar dinheiro, agasalho, roupa ou comida. Estou falando de trabalho voluntário e de entregar meu tempo para outra pessoa, ajudar com meu próprio esforço ou atenção.

9. e a terapia

Ah, esta deliciosa relação de amor e ódio que começa como uma deliciosa paquera, continua com você saindo pior do que entrou e termina em amor eterno ou em divórcio com separação de bens! No meu caso, sempre separação de bens. Vamos fingir que isso nada tem a ver com meus problemas de relacionamento e aceitar que eu estava me divertindo com os terapeutas errados enquanto não encontro o certo. Que ele apareça até os 30. E me dê alta!

10. chegar aos 30 melhor que aos 26

Cheguei aos 25 melhor que aos 24 e aos 26 melhor que nunca. Continuar neste processo de vida e alimentação saudáveis é um projeto realmente eterno que não quero abrir mão, já que o reloginho não vai andar para trás, no máximo vai correr mais devagar. Aliás, se você aí nunca pensou nisso, tente dar uma chance. Vale a pena.

E você, o que quer fazer (ou já fez) até chegar aos 30?

Look do dia: quatro vezes Brasil Game Show

ter

viajando com o Oculus Rift

Semana passada não teve um programa de TV ou site de entretenimento que tenha ficado imune à magia dos games! <3 O Brasil Game Show tomou conta do Expo Center Norte de quarta à domingo e pra lá eu fui cumprir mais uma série de missões especiais na produção e apresentação do Power Up!.

Já falei dos programas algumas vezes aqui (inclusive na E3!) e, para quem ainda não conhece, trata-se de um dos meus projetos favoritos no trabalho! O programa é semanal, vai ao ar toda quinta, e já completou mais de dois anos no ar. Encerrando o jabá profissional, se você curte jogos, deveria assistir, especialmente um dos episódios gravados no evento, sobre as garotas gamers ainda sofrerem preconceito na comunidade (2014 gente, chega!).

Para gravar durante longas horas, no meio da multidão e num evento ~nerd~, é preciso estar apresentável, mas acima de tudo, confortável. Temos atualmente algumas marcas parceiras do programa, que sempre colaboram com t-shirts divertidas, e sempre tento misturar um pouco com peças pessoais para não deixar a produção descontraída demais. Então, bora lá, dia-a-dia, o que eu usei na #BGS2014!

dia 1

Como acontece na cobertura de quase todo evento, o primeiro dia é sempre o mais puxado. Você ainda está se adaptando, decorando onde fica cada coisa, e precisa correr de um lado para o outro tentando tirar o máximo possível de coisas da sua lista de afazeres. E que afazeres! Nossa primeira tarefa foi sabe qual? Entrevistar Ed Boon, o criador do Mortal Kombat (!).  

Regata: Liverpool
saia: Aliexpress
meia-calça: American Apparel (a melhor do mundo!)
coturno: Necessary Clothing (NY)
Relógio: Fossil

genuinamente feliz curtindo uma selfie com o Ed e o companheiro Prandas

dia 2

Dia levemente mais tranquilo e aproveitei para por a saia justinha para jogo. Gosto bastante de combinar bottoms justos com camisetas mais street e descontraídas. Além de serem naturalmente opostos, a camiseta mais comprida dá uma boa segurança para usar uma parte de baixo mais curta.

Camiseta: WAD
saia: Le Rêve Jeans
bota: Zara

pegando carona com o busão do “Sunset Overdrive”

Continue lendo →

Links que valem o share: semana #65

dom

.

10. 30 brinquedos que marcaram os anos 80, 90 e 00

9. Quatro tendências da semana da moda de Paris

8. Batons ao estilo Kylie Jenner: várias marcas e cores

7. Super Bowl deve ter show de Katy Perry em 2015

6. Raio-X: o que realmente acontece com seu corpo enquanto você faz sexo

5. Iggy Azalea insinua que pode ter gravado música com Britney Spears

4. No Brasil Game Show, jogos favoritos são os inéditos “Sunset Overdrive” e “The Order: 1886″

3. Jennifer Lawrence fala pele primeira vez sobre o vazamento de fotos

2. Chateada com presente de R$500 de padrinhos, noiva solta o verbo no Facebook

1. “Veja” confunde Tolstói com “Toy Story” em entrevista com Eduardo Jorge