Tumblr prova que até a moda precisa dos Pokémon!

qui

A esta altura, é praticamente impossível que você não tenha ouvido falar da febre que é o novo jogo mobile “Pokémon Go”. Além de já ter rendido histórias curiosas pelo mundo tudo, o jogo já está em pelo menos 2% dos aparelhos com sistema Android no Brasil, tudo na base da gambiarra. Mesmo ansiosos (ansiosérrimos!), não há motivo para se desesperar: Pikachu e cia. vão chegar já já por aqui e aí nossa vida acabou mesmo. Partiu botar o tênis no pé e largar tudo pra caçar uns bichos! rs

Enquanto isso, vale se deliciar com o trabalho de um canadense que resolveu unir seu amor por moda e pelos Pokémon no tumblr “Pokémon & Fashion”, com diversas montagens das criaturinhas invadindo grandes campanhas de marcas e editoriais de moda classudos. Não tem como não amar! <3

Fotos da Vogue e campanhas de marcas como Balmain, Alexander Wang, Marc Jacobs e muitas outras ficaram uma graça depois dessa ~invasão! hahaha

pokefashion9

pokefashion2

pokefashion3

pokefashion4

pokefashion5

pokefashion6

pokefashion7

pokefashion8

pokefashion1

Já dá para comprar a Barbie produtora de games!

sex

Em janeiro, a Mattel anunciou um monte de novidades relacionadas à Barbie: desde novas profissões até novos corpos, fato que parou a internet, já que finalmente a empresa deu um passo importante em direção a representatividade. Falamos sobre isso aqui no blog e destacamos as duas novas “profissões dos sonhos” da boneca: produtora de games e vice-presidente de empresa. Eis que no auge da semana da E3 – maior feira de games do mundo – a nossa programadora chegou:

 barbie_produtoragames1

barbie_produtoragames2

Depois de várias controvérsias envolvendo um livrinho preconceituoso e esquisito da Mattel que dizia que a Barbie só poderia programar com a ajuda de homens, parece que agora a coisa mudou de figura.

No detalhe da tela do computador, vemos uma interface de programação e o visual da boneca me parece bem condizente – quer dizer, não há problema algum em programar de salto alto, só não é o mais usual, né? rs A boneca veste jeans, tênis, regata cinza, óculos coloridos e parka verde militar. Há um ponto aí, com certeza.

barbie_acessoriosos acessórios da Barbie programadora: óculos, headphone, tablet e notebook

Barbie desenvolvedora de jogos está a venda na Amazon por quase US$56,99 doletas (ouch!) e algo me diz que há grandes chances dela sumir das prateleiras rapidinho! Quem mora fora ou estiver de passagem pela gringa, consegue comprar a boneca mais barata em lojas físicas – geralmente essa coleção de carreira fica abaixo dos 15 dólares e tem até embalagem mais humildona.

Confesso que mesmo não sendo uma colecionadora, fiquei com vontade de comprar. Mas, não importa o que você faça, fica o aviso: melhor nem ler os comentários dos ‘incomodados’ com a nova profissão da Barbie. Não vale a pena! ;)

[VÍDEO] Mulher-Maravilha: tudo sobre a heroína que amamos!

qui

Acho que já deu um bom tempo desde a estreia de “Batman vs. Superman” e podemos falar sobre o filme sem medo de spoilers, certo? ;) Por isso mesmo, eu sentei junto com minha amiga Lia Camargo (sim, do Just Lia!), super fã da Mulher-Maravilha, para falarmos sobre essa personagem que foi um dos maiores (senão o maior!) destaque do longa.

A Mulher-Maravilha vai ganhar seu filme solo ano que vem e demos nossos palpites, além de conversarmos sobre o histórico da personagem, seu uniforme que sempre rende polêmica e a forma como Gal Gadot está fazendo a heroína na tela grande.

Antes de dar o play, inscreva-se no canal e receba os vídeos primeiro! ;)

.
Para completar a dobradinha, também gravei um vídeo com a Lia para o canal dela, comendo vários MM’s diferentes! Dá uma olhada em como ficou! :D



Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

 

Designers fazem arte para conscientizar sobre a Doença de Parkinson

seg

Talvez você conheça alguém que tem Parkinson, talvez você não saiba muito sobre a doença ou talvez você tenha tido uma noção do que se trata com o bom filme “Amor e outras drogas” (2010), em que Anne Hathaway vive uma jovem enfrentando os primeiros sintomas de Parkinson.

A doença, mais comum entre os idosos, atinge pelo menos 1% da população acima dos 60 anos e, apesar do nome ‘famoso’, é conhecida apenas de forma rasa pela população em geral. Para ampliar a consciência da sociedade e reduzir o preconceito, no Dia Mundial da Doença de Parkinson (11 de abril) a campanha #EscrevaParaLutar no Brasil encoraja pacientes da comunidade a se expressarem sobre seu dia-a-dia e sobre o tratamento.

parkinson0

Entre as iniciativas da campanha, também está o convite para que designers, ilustradores e qualquer pessoa online baixem a fonte que tem como base a linda letra de uma paciente com Parkinson. Sonia trabalhou como professora por mais de 30 anos e usou sua letra para educar e se comunicar, até que teve a carreira afetada pelo preconceito em torno da doença. Uma pena, não é mesmo?

Os trabalhos dos designers atentam para o problema, ao mesmo tempo que    mostram a delicadeza da situação, graças à letra da ex-professora, agora transformada em fonte e sem fronteiras para que todos possam usar.

parkinson1

arte de Doug Lira

parkinson2

por Gustavo Dallegrave e Gustavo Orsati

parkinson3

por Lucas Cordeiro

Para conhecer mais sobre a campanha, baixar a fonte e também ver a história de Sonia, recomendo uma passadinha no site da campanha “Escreva para Lutar”. 

Enflux: a roupa fitness do futuro que analisa seu exercício

qua

Já existe no mercado hoje uma infinidade de pulseiras e relógios que prometem resolver a questão tão subjetiva da ‘medição’ na hora do treino. Enquanto no passado só atletas profissionais tinham um interesse real em medir sua performance, hoje praticamente qualquer pessoa que queira se exercitar acha interessante ter pelo menos um pouquinho de informação sobre seu avanço. O motivo é bem simples: ver sua evolução em números pode ser um incentivo poderoso para não voltar ao sedentarismo.

enflux1

Enflux: moda fitness do futuro?

Apesar de já termos tecidos inteligentes que repelem o suor, secam rápido, retém a temperatura e etc., a proposta da Enflux é diferente, no mínimo interessante – parece coisa de filme de ficção científica! O usuário veste uma espécie de macacão que se conecta com um celular e pode monitorar absolutamente tudo o que faz através de um app relacionado. A medição vale não somente para exercícios ‘simples’ de serem medidos, como a corrida, mas também para esportes, yoga e exercícios de força, como crossfit e musculação.

No vídeo de demonstração do traje, uma atleta coloca a roupa à prova justamente enquanto faz agachamento. Além de anotar as calorias gastas e afins, o software também é capaz de reproduzir os movimentos dela em tempo real e dar um feedback sobre como o movimento foi executado. Óbvio que isso não substitui um instrutor para aprender a técnica, porém é uma alternativa e tanto para quem vai treinar sozinho ou ficar afastado do professor por um tempo.

Fiquei realmente MUITO curiosa para experimentar algo assim, especialmente porque faço musculação quatro vezes por semana e sei o quanto é difícil medir o esforço real de um treino com pesos. Quer dizer, você até pode ir anotando suas cargas e usar um medidor de batimento cardíaco, mas além de um app facilitar e digitalizar o trabalho, ele ainda pode mostrar exatamente em que momento você fadigou e perdeu a postura correta, ou então ir analisando quantas vezes aguentou repetir o movimento até a falha. Algo bem interessante para observar caso seu treino seja de exaustão, por exemplo.

enflux

Pelo visto, a queima calórica vai se tornando cada vez mais uma “commodity” tecnológica em tempos de lifestyle saudável: qualquer aparelho vai ser capaz de medir. Ganha quem souber dar o melhor significado desses números para o usuário.

O projeto Enflux está arrecadando fundos no Kickstarter e, por enquanto, é ainda salgado: a partir de US$249 é possível adquirir a tal roupa. Eles garantem que dá para lavar o traje sem danificar também – será? Bem, vou ficar sonhando (e muito) por aqui. Que venha o futuro!

 Via Tecnoblog

O jogo do Leonardo DiCaprio no Oscar

qui

O Oscar tá quase aí e nossa listinha de filmes indicados tá cada vez mais riscada – dos que quero muito ver, só falta “O Quarto de Jack”! Agora a grande questão deste ano é: será que o DiCaprio finalmente leva esse prêmio pelo trabalho em “O Regresso”? Tem um joguinho muito viciante apostando que sim…

dicapriogame1

Red Carpet Rampage: o jogo pra levar Leo DiCaprio até o Oscar

O game te coloca para sentir toda a fúria do ator, que já tá aí a muitas indicações sangrando sem a estátua no bolso. No Red Carpet Rampage você é o DiCaprio numa verdadeira corrida maluca pelo prêmio: tem que ser rápido e esbugalhar o teclado pra chegar lá. É preciso ultrapassar repórteres e fotógrafos, aperfeiçoar seu discurso, encontrar os indicados negros e também fugir das Lady Gaga’s no seu caminho. Ou seja, hilário!

dicapriogame2

dicapriogame3

dicapriogame4

O jogo é simples e bem repetitivo, mas ridiculamente engraçado e cheio de referências à carreira do ator. No mínimo um bom entretenimento para um dia de tédio. Só senti falta de alguma referência a “O Regresso”: será que nos níveis avançados você luta com o maldito urso? heheh Com meu tecladinho do notebook, só cheguei ao level 6. Tentem e me contem! ;)