Tag: Internet


.

10. Teste de personalidade: Quem é você na fila do pão?

9. Tom Hanks lança aplicativo que transforma iPad em máquina de escrever

8. Como nosso destino pode ser traçado na barriga da mãe

7. Monte seu “salão”: os itens para cuidar do cabelo em casa como um profisisonal

6. Trend: tatuagens metalizadas temporárias

5. Novas marcas de óculos escuros para ficar de olho

4. 5 produtos para turbinar o escovão no cabelo

3. Estilo de blogueira: Carla Lemos, do Modices

2. O que deixa um site independente de pé em 2014?

1. “Faça o que quiser”, por Gabriela Bianco

 

Você também poderá gostar de:

Postado por Fernanda Pineda

Tags: , ,

.

10. Jogadores da Inglaterra ganham Xbox One de consolação após serem eliminados da Copa

9. “The Sims 4″ não terá piscinas (!), bebês nem modo de criação de padrões

8. Roube como um artista: dicas de criatividade

7. Pitbull roubou música dos anos 70 para fazer “Timber”

6. NY tem shows de graça no verão; veja como funciona

5. Google oferece cursos gratuitos de programação para mulheres

4. Qual notícia bizarra da Copa você é?

3. Verde e amarelo não precisam ser combinados só na Copa

2. Madonna vai abrir duas academias no Brasil

1. Sufoco na Copa, sucesso no Twitter: jogo do Brasil bate o recorde de postagens na rede

 

 

Você também poderá gostar de:

Postado por Fernanda Pineda

Tags: , ,

.

Sem dúvida alguma, o site “50 Ways to Get a Job” é certamente uma das coisas mais legais que vi na internet este ano. De forma simples e intuitiva, ele propõe 50 saídas diferentes para quem está no processo de procura por um novo emprego – é claro que o objetivo final é o mesmo, mas dependendo do estágio em que você está, há estratégias específicas para serem usadas e tudo está lá descrito de forma bem didática.

Lá há sugestões de maneiras diferentes de fazer networking,  retomar contatos legais do passado e até mesmo jeitos de se auto-analisar diante de situações frustrantes durante a busca pelo emprego ideal. E ah, sim, uma das melhores dicas é: escolha uma empresa e work for it!

Você também poderá gostar de:

Postado por Fernanda Pineda

Tags: , , , ,

Você acredita que o Orkut foi durante 10 anos o site mais acessado do Brasil? Pois é: realmente não parece que ficamos tanto tempo presos ao mesmo sistema, à mesma rede social, para nos comunicar online. Os últimos dois anos já estavam uma completa “várzea”, é verdade, mas a falta de opção fazia a gente ficar.

Em 2014, opção de rede é o que não falta e muito me espantou quando recebi um e-mailzinho do Twitter me parabenizando pelos sete anos de uso da rede. Sete anos! Caramba! E ainda não me vejo, nem de longe, abandonando o site ou incomodada com alguma mudança recente – ao contrário do Facebook, que parece estar espantando todo mundo ao espremer os usuários até o último centavo.

.

imagem via

O passarinho do “What are you doing?” está bem vivo e digo agora as 7 coisas mais legais que continuam alimentando o fogo dessa paixão!

.

7. O novo perfil

Depois de muito tempo com uma interface sem gracinha, a grande novidade da vez é o design diferenciado para as páginas de perfil. Já que estamos na era da selfie, nada mais justo que exibir o avatar dos usuários num tamanho mais digno.

6. Você sabe o que é bom para você

Sua timeline nunca será infestada pelas opiniões da irmã da prima da sua tia se o irmão do seu cunhado der um like por acaso e o site achar aquele conteúdo relevante para você. Você escolheu seguir aquele usuário? Ele aparece. Você não escolheu? Ele só pode aparecer via retwit. E olhe lá: o unfollow e o block são de simples operação e serventia da casa.

5. O choro é livre

Já são alguns anos de Twitter e há um grande fato que envolve a rede: mesmo sendo gigante, ela não é popular entre todas as faixas etárias. Por isso mesmo, é bem provável que você não precise fazer contatos “por obrigação” na rede ou precise ficar explicando para sua tia porque fez aquela piada, o que significa aquele meme e… ZzZz.

4. A propagação

Fez uma boa piada? Deu um “furo”? Postou uma foto de um flagra? Não importa: no mesmo instante, alguém pode repostar e o conteúdo irá se espalhar instantaneamente. Sem delay, sem atraso, sem hierarquização.

3. A concisão

A objetividade  dos 140 caracteres é das coisas mais geniais das interwebs. Quem tem tempo de ler todos os textos gigantes (e às vezes desnecessários) postados em outras redes e sites? Seguir um Twitter bacana pode ser, sim, um bom jeito de se informar das manchetes para daí decidir no que se aprofundar de verdade.

2. Um lugar para conhecer gente

Sejamos sinceros: quem adiciona um completo desconhecido no Facebook para paquerar? A chance de dar errado é bem grande, certo? O mesmo não acontece no Twitter: por ser mais impessoal, a rede permite uma aproximação mais suave via reply que, quem sabe, pode render um follow, depois uma DM… Funciona!

1. Continua lindo.

A quantidade de pessoas ouvindo ou clicando pode ter até caído ao longo dos últimos anos, mas a rede continua sendo um excelente espaço para mobilização rápida e organização de conteúdos por assunto. É essa a especialidade do Twitter: a selfie do Oscar que o diga!

.

Você também poderá gostar de:

Postado por Fernanda Pineda

Tags: , , ,

.

10. 10 artistas do Lollapalooza para seguir no Instagram

9. O estilo de Allison Williams, a Marnie de “Girls”

8. #Aftersexselfie: a nova mania que é bem isso que você leu

7. Tudo que rolou no episódio dos Simpsons na Copa do Mundo

6. O que teve no baile de gala da Amfar (e a Ana Maria Braga, hein? hauah)

5. Aplicativo calcula quantas calorias são perdidas durante o sexo

4. Como organizar sua viagem para o Japão

3. Restaurant Week: relato para repensar se o evento vale a pena

2. Quem manda no seu estilo? A ditadura (também política) da moda

1. “Leia se for macho”, por Fred Di Giacomo

 

 

Você também poderá gostar de:

Postado por Fernanda Pineda

Tags: , ,

 

O site Fashionista fez um tour pelo escritório do Pinterest em San Francisco e conversou com várias garotas que trabalham na rede social perfeita para se inspirar – se você não me segue por lá, taí meu user: /loverox! As entrevistas ficaram ótimas, mas o que me chamou a atenção mesmo foi a decoração do lugar e o ambiente perfeito para trocar ideias.

Há grandes mesas para almoçar e se reunir, um bar lindão com uma cabine telefônica inglesinha e, claro!, vários boards na vida real. O mais bacana é perceber que muitas ideias de decoração que a gente vê no próprio site estão aproveitadas no escritório deles. Uma graça!

.

CONTINUE LENDO »

Você também poderá gostar de:

Postado por Fernanda Pineda

Tags: , , , ,

Sobre a autora: Fernanda Pineda Vicente, também conhecida como @loverox, vivendo em São Paulo. Produtora formada em Rádio e TV pela Faculdade Cásper Líbero e atriz profissional eventualmente praticante. Apaixonada por cinema, música, moda, nerdices e gatos, adora postar por aqui achados e descobertas na web e na vida real.Veja o perfil
dTwitterYoutubeFacebook
Banner GIF Outlet 300x250Blazers e Suéters 300x250

Página Inicial | Domínio | Perfil | Arquivos | Links | Contato

Assine o Feed | 16 Users Online

Copyright © 2010 Fake-Doll. All rights reserved.