Replika: testei o app que parece episódio de “Black Mirror”

sáb

Se você acompanhou a última temporada de Black Mirror, lançada em 2016 na Netflix, certamente passou em algum momento pelo episódio “Be Right Back”, em que uma mulher pode ter a experiência de ‘reviver’ o marido morto através de um software ultratecnológico. Pois foi exatamente desta forma que o aplicativo “Replika” nasceu, tanto que seu primeiro teste chegou a ganhar a mídia do mundo todo tamanha a semelhança com o plot do seriado.

Uma programadora criou uma inteligência artificial que pudesse simular conversas com um amigo falecido e o experimento deu tão certo que a empresa Luka resolveu transformar isso num app que todo mundo pode baixar. Nesse app, você pode criar um clone seu de inteligência artificial para conversar… E a experiência é bem maluca. Conto mais sobre essa história no vídeo de hoje!

Dá o play e aproveita para se inscrever no canal  e receber os vídeos primeiro!

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

 

O inimigo agora é outro: review da terceira temporada de Narcos

ter

A terceira temporada de “Narcos” estreou em setembro na Netflix e depois de me deliciar com uma boa e velha maratona, trago hoje a crítica e também alguns comentários sobre a série – como sempre, sem spolers! Desta vez, os grandes vilões são os integrantes do Cartel de Calí, que se tornam os mais bem-sucedidos do narcotráfico colombiano após a morte de Pablo Escobar, interpretado nas duas primeiras temporadas por Wagner Moura.

Sem o carisma de Escobar e com novos vilões, fica a dúvida: vale a pena continuar assistindo? O que aconteceu com o ritmo da série sem o personagem tão icônico? Estas e outras perguntas respondidas no vídeo de hoje!

Dá o play e aproveita para se inscrever no canal  e receber os vídeos primeiro!

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

 

Review: o livro da Duny, de Girls In The House, é um hino – e é hilário!

qua

Se você curte cultura pop, memes e “The Sims” (e como não curtir?), com certeza já se deparou com “Girls In The House”, websérie cheia de personagens hilárias gravada dentro do jogo. O programa já ganhou várias temporadas, shows derivados e agora a grande protagonista da série dá mais um passo em direção ao estrelato: Duny acaba de lançar um livro! 

Escrito pelo roteirista e criador da série Raony Phillips, “Meu Livro. Eu Que Escrevi” (Ed. Intrínseca) traz Duny como narradora de sua própria vida e propõe um mergulho na cabeça dessa personagem que fala o que pensa, é barraqueira, ácida e muuuuito bonita de rosto mexxxxmo. 

Quem já é fã da série, certamente sabe que Raony não está para brincadeira no seu timing de humor e na precisão com que escreve os diálogos – com o perdão do trocadilho! Mas em “Meu livro…”, o autor surpreende com o ritmo em que alterna fatos e pensamentos da personagem, além de rechear com referências absurdamente específicas da cultura pop que vão fazer você chorar de rir durante a leitura.

Logo depois de ler, também acabei conhecendo o criador disso tudo durante a gravação do podcast Asterisco, do site Judão (recomendo que você ouça!) e hoje trago não só a review em vídeo, mas também algumas curiosidades que descobri sobre a série nessa entrevista. Enfim: este foi o primeiro “livro de youtuber” que eu li. Acho que comecei certo! rs

Para ver a review completa, dá o play e aproveita para se inscrever no canal e receber os vídeos primeiro!

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

Atômica: crítica do novo filme #girlpower de Charlize Theron

sex

“Atômica”, novo filme estrelado por Charlize Theron, acaba de chegar aos cinemas e merece ser assistido na tela grande. No filme, a atriz vive uma espiã inglesa trabalhando em Berlim no final da Guerra Fria, bem às vésperas da queda do Muro que separava a cidade. No vídeo de hoje, faço a crítica sem spoilers e conto algumas curiosidades sobre o filme! Além da impecável Charlize, também estão no elenco James Mcavoy (“Fragmentado”), Sofia Boutella (“Kingsman”) e Bill Skarsgård (“Hemlock Groove” e o novo Pennywise de “It”).

Dá o play e aproveita para se inscrever no canal  e receber os vídeos primeiro!

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

 

Taste of São Paulo: comendo nos melhores restaurantes da cidade num dia só!

qua

Nossa vontade de comer bem e ampliar os horizontes gastronômicos é uma realidade há tempos – o sucesso do “Masterchef” que o diga, não é memso? Por isso, fiquei um tanto quanto curiosa quando ouvi falar do festival “Taste of São Paulo” pela primeira vez em 2016. Este ano, pude finalmente ir passear na segunda edição do evento e “brincar” neste parque de diversões foodie que foi montado novamente no Clube Hípico de Santo Amaro!

Um dos pratos que provei: torresmo de barriga com goiabada do A Casa do Porco

No #TasteOfSP, alguns dos melhores restaurantes da capital montam suas cozinhas e servem quatro pratos cada, sendo três tradicionais do cardápio da casa e um quarto prato exclusivo para o evento, tudo com preços variando entre R$15 e R$30. Além disso, rolam aulas de culinária e até degustação de vinhos para quem adquiriu ingressos especiais. No meu caso, fui cobrir o evento para vocês, mostrar esse lugar que vira um grande pique-nique e é claro: COMER! rs  No lineup desse festival, 30 restaurantes paulistanos marcam presença, como DOM, Fasano, Nino Cuccina, A Casa do Porco, Bar da Dona Onça, Pizza Brás, Adega Santiago, Jiquitaia, Mocotó, Fechado pra jantar, Eataly e outros.

Dá o play para sentir o clima e ver quanto gastamos! Aproveita e se inscreve no canal  para receber os vídeos primeiro!

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

 

Shonda Rimes no Netflix e review do livro “O Ano Em Que Disse Sim”

qui

Shonda Rhimes, a mulher superpoderosa por trás de séries premiadas como “Grey’s Anatomy”, “Scandal” e “How To Get Away With Murder” acaba de trocar a emissora norte-americana ABC, onde trabalhou por 15 anos, pela Netflix.

Enquanto todas essas notícias pipocavam na mídia, eu estava terminando de ler o livro da Shonda, “O Ano Em Que Disse Sim”, e tirei alguns aprendizados interessantes da vivência dela que, durante um ano, resolveu dizer SIM e aceitar oportunidades e situações que ela costumava evitar, seja por timidez seja por puro medo.

No vídeo de hoje, faço minha review do livro – spoiler: eu gostei, mas não taaanto assim – e comento o que essa mudança de “job” da Shondinha pode ter a ver com a própria fase de descobertas que ela relata em “O Ano..”.

Dá o play e aproveita e se inscreve no canal  para receber os vídeos primeiro!

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.