Westworld: a melhor série do ano e por que você deve assistir

ter

Entre todos os seriados que chegaram às nossas telas este ano, temos um vencedor: “Westworld”. A série de ficção científica da HBO tem uma mistura e tanto: um tema central super quente, produção excepcional (e provavelmente caríssima!), elenco primoroso e um roteiro absolutamente bem amarrado que deixa todo mundo em casa roendo os dedos de curiosidade – e de tanto elaborar teorias malucas.

A primeira temporada acaba de chegar ao fim e já há uma continuação da série confirmada para 2018. No vídeo de hoje, faço um review de “Westworld” e mostro, afinal, se vale a pena assistir. Se joga! 

Dá o play e se inscreve no canal para receber os vídeos primeiro! ;)

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

Vai ter Funko Pop de Stranger Things!

ter

A Internet já clamava por versões Funko dos personagens de Stranger Things e agora finalmente imagens oficiais foram divulgadas! Os brinquedos são lindos – e assustadores também! Acredito que os fan-favorites que vão sumir das prateleiras são Barb, essa versão da Eleven no tanque – de capacete e descalça – e o queridinho Dustin, que infelizmente ficou com o charme dos dentinhos escondido! rs

strangerthings-2

Barb, Eleven e Demogorgon <3

Além dessa novidade-desejo, hoje mesmo a Netflix divulgou um vídeo em inglês recapitulando a primeira temporada, como se fosse um jornal de TV, e deu também algumas leves diquinhas do que podemos esperar para a segunda. Os bonecos começam a ser vendidos no início de 2017 e a próxima temporada da série chega ao Netflix completa, com um total de 9 episódios, também no próximo ano.

Confira todos os bonecos e veja o vídeo de divulgação da série depois do pulo! ;)

 strangerthings_eleven

Continue lendo →

O que os óculos do Snapchat e a série Black Mirror tem a ver?

qua

O seriado “Black Mirror” é um prato cheio para quem adora discutir os efeitos da tecnologia em sociedade – sério, se você não viu ainda, simplesmente arranje um tempinho pra ver. As duas primeiras temporadas e um especial de Natal, totalizando 7 episódios, estão no Netflix e a terceira temporada chega no dia 21 de outubro. Cada episódio uma história diferente, um recorte, um paranauê tecnológico que vai deixar você de cabelo em pé.

E qual não foi minha surpresa quando o Snapchat lança um óculos para “gravar memórias”? Exatamente o que acontece num dos episódios da série e, vos digo, não acaba bem. No primeiro vídeo da semana, discuto essa nossa necessidade de filmar tudo o tempo todo e o que isso pode transformar nossos comportamentos.

Dá o play e se inscreve no canal para receber os vídeos primeiro! ;)

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

6 Séries do Netflix para ver na academia e animar seu aeróbico

seg

Já se foram muitos e muitos posts com dicas de músicas para treinar… Agora e que tal seriados para treinar? Sim, esse post é exatamente sobre isso: sobre assistir coisas bacaninhas do Netflix enquanto você faz um treino aeróbico. Não, eu não estou louca e SIM, super funciona, sou adepta e ainda espanta aquele tédio sepulcral que é ficar num aparelho olhando para o nada!

academia

foto vida real durante o treino no elíptico assistindo “Unbreakable Kimmy Schmidt”

Eu não sei há quanto tempo passei a carregar o iPad para me acompanhar em algumas sessões de treino aeróbico, mas sei que é certamente uma das melhores companhias que posso ter quando não estou com aqueeeela animação ou quando simplesmente não quero ficar atrasada com meu entretenimento. #prioridades #otimizaçãodetempo

Eu costumo ver seriados quando estou fazendo aeróbico contínuo no elíptico ou na escada ergométrica (eita aparelho maravilhoso. É subir & suar!), mas certamente também deve funcionar para quem só caminha na esteira ou faz bike ergométrica. É especialmente legal nesses casos porque são exercícios que não tem impacto e você consegue apoiar um tablet tranquilamente no equipamento. Por outro lado, não recomendo assistir nada se você estiver fazendo qualquer tipo de treino intervalado (vai acabar perdendo o timing) ou fazendo uma corrida intensa: o impacto não é amigo de assistir coisas com legenda e você pode acabar ficando enjoado.

academia_tablet_seriado

“fitness woman” via Shutterstock

MAS O QUE ASSISTIR?

É óbvio que você não vai querer se acabar de chorar nem passar medo enquanto faz um treino, então o que mais funciona é, basicamente, comédia, sendo que o tempo do episódio tem que casar com o tempo do treino! Se tiver um minutinho ou dois a mais, é mais um motivo pra você esperar o episódio acabar e treinar mais um pouquinho! ;)

giphy-1

só não vale roubar! 

Fora isso, você ainda pode escolher algumas séries para assistir só na hora do treino e aí fica curioso para assistir e não deixa de treinar… Né?

Continue lendo →

Divorce: a nova série da HBO com Sarah Jessica Parker

seg

[ATUALIZADO: A série estreia dia 9 de outubro de 2016!]

Quem já se recuperou de um dos finais de temporada mais absurdos de todos os tempos? Se você é fã de “Game of Thrones” como eu, certamente está enlouquecendo sem saber como vai sobreviver até o ano que vem somente imaginando o que vem pela frente. Ok, vamos viver… Mas mais tristinhos, que fique claro! rs

Enquanto isso, outras séries do próprio canal vão tentar preencher esse vazio no coração. Além da misteriosa “WestWorld”, que vai contar inclusive com Rodrigo Santoro, também vem por aí uma série beeem pé no chão, com relacionamentos modernos e tom de comédia: “Divorce”, estrelada pela eterna Carrie, Sarah Jessica Parker.

sjp_divorcehbo

Sarah Jessica Parker no set de “Divorce” (HBO)

O seriado ficou na gaveta do canal algum tempo e finalmente estreia na “fall season” gringa – ou seja, em setembro. Ainda não há data precisa confirmada, mas já sabemos que não só a atriz principal quanto o próprio canal tem expertise para falar de relacionamentos, vide o sucesso de “Sex And The City” no passado e da minha queridinha “Girls” no presente.

Não sabemos se a tradição de SJP estar sempre acompanhada de um figurinista bombástico será mantida, mas que a trilha sonora promete, isso já sabemos. Começando pela música do trailer, da banda Man Man, logo aí para o play!

Que venha setembro!

Jessica Jones, obrigado por falar o que faltava

qui

Depois do sucesso de “Demolidor”, “Jessica Jones” tinha muitos desafios pela frente em sua estreia. Embora não haja a pressão óbvia por audiência da TV tradicional, não é preciso ser um gênio para deduzir que empresas do porte de uma Marvel e de uma Netflix esperam, sim, o sucesso. E conquistar isso com uma personagem não tão conhecida e feminina parecia algo assim, meio, ‘só acredito vendo’. Todo mundo queria que desse certo, mas ninguém sentia aquela firmeza . Pois não é que deu?

jessicajones_1

A história não tão famosa de Jessica Jones permitiu que roteiro e direção corressem livres das expectativas dos fãs por ver um quadrinho filmado. Encontraram saídas interessantes e um roteiro tenso e cheio de reviravoltas (eu gritei vendo um episódio, mas não vou dar spoilers!) para uma história que fala não só das grandes responsabilidades que vêm com os superpoderes, mas também de heroísmos e vilanismos que todos nós presenciamos no dia-a-dia.

Quanto à protagonista, a heroína de Krysten Ritter aqui passa bem longe da simpatia dos Vingadores e, por isso mesmo, tem carta branca para surpreender o público com um ótimo trabalho. Na outra ponta está o poderoso manipulador Kilgrave, também conhecido como Homem-Púrpura pelos fãs dos quadrinhos. Interpretado por David Tennant, o personagem é um presente para qualquer bom ator e ele não deixa por menos. Com o surreal poder de controlar mentes e dar qualquer comando para um ser humano, Kilgrave espalha caos e não tem escrúpulos: vale tudo, desde tomada de propriedade, até assassinato e sexo não consentido.

Após um determinado período que os dois passaram juntos (impossível chamar isso de relacionamento), Jessica tenta retomar sua vida e é atormentada constantemente pelas façanhas do vilão, fazendo-a sair da zona de conforto para enfrentar seu trauma e evitar que ainda mais pessoas inocentes sejam prejudicadas.

jessicajones_2

Jessica é uma protagonista incrível. Interessante, mal humorada, sexualmente ativa e totalmente desencanada sobre o que os outros pensam dela. Eu diria até que ela não liga se você, espectador, não gostar dela. É assim, doa a quem doer. Ela não só bebe, quanto transa e trepa. E aparentemente isso ajuda a curar sua eterna ressaca. Ressaca moral, ressaca de fazer o que não quis, com quem não queria, por motivos que não concordava. Ressaca de ter que sorrir quando queria chorar, ressaca de vestir o que não gostava, de comer o que não queria. Jessica deu certo e ainda tocou no assunto que faltava.

Continue lendo →