Selfies de Kim Kardashian no museu

qua

Kim Kardashian cruzou a fronteira do kitsch quando decidiu levar suas selfies para um livrinho digno de mesa de centro para uma sala de estar +18. Enquanto Lena Dunham falou que o livro era uma ferramenta e tanto de empoderamento, ela mesma disse essa semana que não se importa se as imagens que tira a objetificam: elas também a tornam mais poderosa. Se depender da internet, o poder não acaba tão já mesmo.

Esse tumblr Kim At The Museum levou o livro da Kardashian-mór para diversos museus e fez novas fotos simplesmente sensacionais com a musa da mídia misturada à “arte de verdade”. O tumblr foi criado pela agência Sid Lee, de NY, e não fica claro se tem dedo da Kim aí ou se foi só um passatempo dos criativos entre um cafezinho e outro.

Gostando ou não da mulher, há de se admitir que a intervenção com o livrinho ficou bem sensacional:

kimmuseu

kimmuseu2

kimmuseu4

Continue lendo →

Esse é o melhor vídeo de avião que você pode ver sem viajar

qua

Já fiz viagens com algumas companhias aéreas diferentes para o exterior e é difícil alguma conseguir marcar de verdade. Geralmente, a gente só lembra das empresas por motivos negativos – mal atendimento, vôo atrasado ou cancelado, bagagem perdida e afins. E aí, obviamente, a gente jura nunca mais voar com ela e fim de papo.

Difícil mesmo é uma companhia te marcar por um motivo bom. Creio que depois da comidinha e do “open bar de sorvete” da Airfrance (que me salvou de um vôo péssimo, aliás), a única outra companhia que me marcou pra valer foi a Delta. E pelo motivo mais inesperado do mundo: o vídeo de segurança da empresa. Esse aqui:

 

Depois de outros vôos com eles, percebi que a empresa faz questão de usar o humor a seu favor e simplesmente me apaixonei pela última “superprodução” da companhia, que vi sem sair de casa esta semana, dado o tanto que o vídeo viralizou – já na casa dos 7 dígitos.

deltaflight

muitas saídas, super seguro

Apelidado de “o video se segurança mais internet de todos”, ele traz um gazilhão de referências a memes e virais e tem direito a finais alternativos remixados pelo maníaco do liquidificador do “Will It Blend?”. Coisa mais maravilhosa:

Much safety!

Adoraria ver esse vídeo no avião pra ficar olhando pro lado feito louca e ver quem tá pescando as referências. Tipo: “gente, vocês entenderam a piada? Não? Meu deus, que mundo vocês vivem?”. Pode não ser o melhor vôo da sua vida, mas certamente começa bem engraçado.

Falando nisso, como não rir se passarem esse outro vídeo com espírito anos 80 em que absolutamente nenhum passageiro sabe o que é Internet, muito menos wi-fi? :P

Jungle: a banda que você precisa ouvir – e ver só se quiser

sex

Imagem, superexposição, mais imagem. Vídeos. Virais. Imagem. Imagem é tudo para quase todas as áreas do entretenimento atual, até mesmo para a música que, coitada, vive uma repetição de clichês e personalidades sonoras simplesmente porque vende bem. É quase um dilema “tostines”: a imagem é importante para vender mais ou vende mais porque a imagem é super explorada? Dois amigos de infância resolveram quebrar este paradigma e esta semana deram um rasante pelo Brasil mostrando no palco o que descobriram.

jungle0

J. e T.: sucesso sem fama

Jungle é a banda formada pela dupla J. e T. (ou mais precisamente Josh Lloyd-Watson e Tom McFarland) e por mais 5 integrantes que fazem a magia soul-funk-eletrônica acontecer no palco. Vi de perto o show em São Paulo esta semana e me encantei com o trabalho dos vizinhos de porta de Londres que esconderam sua identidade por algum tempo.

jungle1

a Jungle completa

Acontece que J. e T. quiseram começar um experimento e tanto em 2013: mostrar que a música pode sim funcionar por si só e não ficar na dependência da personalidade de um frontman. Por isso mesmo, os rapazes conseguiram se manter misteriosos por algum tempo, mesmo com as visualizações de seus clipes passando da casa dos 6 dígitos.

Continue lendo →

O look do dia que não tem rosto

qua

Se roupas são um excelente meio de expressão para pessoas, pessoas são também cabides com excelente expressividade para acompanhar as roupas. Mas e se o “cabide” perdesse sua principal forma de expressão e fosse apenas um suporte para o que as roupas podem ser? Será que elas ainda assim carregariam algum tipo de expressividade? De sentimento?

A fotógrafa alemã Guda Koster publicou uma série de fotografias em que ela desafia a forma como usamos roupas e escancara que às vezes o que sentimos transparece na escolha do inofensivo “look do dia”. Você pode sorrir o quanto quiser: uma bad vibe pode estar nos trajes mesmo assim. Não é à toa que uma roupa alegre pode acabar influenciando positivamente um dia meia boca.

facelesslook3

Dá pra ser feliz no trabalho assim?

Guda faz todo trabalho sozinha: planeja o styling, registra as imagens usando o timer da câmera e faz do próprio corpo uma espécie de tela para estranhas esculturas. Algumas das minhas imagens favoritas:

facelesslook2

facelesslook7

Continue lendo →

Pesquisa descobre quanto tempo a gente perde tirando selfies

qua

Fazer selfies é um esporte, um ganha-pão para muita gente e, como deve pensar a Kim Kardashian, até mesmo uma forma de arte. A coletânea de fotos de Kim, inclusive, endossa as três teses. Agora você já parou para pensar em quanto tempo passa tentando encontrar a foto perfeita, mesmo quando não ganha nada com isso?

selfie

a resposta: 5 horas por semana (!)

Uma pesquisa da loja online Feel Unique investigou a história a fundo e chegou a conclusão de que a grande maioria das mulheres entre 16 e 25 anos passa cerca de 5 horas por semana se auto-fotografando. O clique perfeito surge, geralmente, depois de 7 fotos. Considerando que a própria Kim já disse que chega a tirar até 15 imagens antes de publicar, tá na hora de prestar mais atenção ao segredo do sucesso, não?

Bobagens à parte, o site diz que cada sessão fotográfica dura cerca de 16 minutos e que a maioria das garotas tira cerca de três auto-retratos por dia. O motivo para tanto registro varia bastante e vai desde guardar na memória um dia em que você estava bonita, receber uma injeção de ânimo com os comentários ou mandar aquele “baba baby” para um fulano que te dispensou – ou para um fulano que te interesse.

E aí, você passa tempo demais tirando fotos? Passa tempo demais vendo as fotos dos outros? Apesar de ser uma selfie lover, estou mais para o segundo grupo e senti calafrios só de pensar nessa quantidade de tempo da vida jogada fora, mesmo que só olhando a timeline alheia. Já pensou que até o final do mês você gastou quase um dia to-di-nho com sessão de selfie? Uó.

Os resultados completos da pesquisa estão no infográfico depois do pulo.

Continue lendo →

A magia do cinema tem nome: chroma key

ter

Pense no filme mais aguardado do mês: “Os Vingadores: A Era de Ultron”. Agora pense em quanto tempo os atores passaram dentro de um estúdio, cercado por telas verdes e cobertos por roupas esquisitas, cheias de sensores que serão lidos por computadores depois. Pois bem: deve ter sido muito tempo. O filme estreia no próximo dia 22 e é mais um integrante da safra que não é nada sem um bom chroma key.

É chocante ver como foram feitas algumas cenas emblemáticas do cinema contemporâneo e observar como é solitário o trabalho dos atores que ficam, muitas vezes, diante de uma tela colorida e nada mais. São artistas que provavelmente não fazem ideia de tudo que vai vir na pós-produção, e diretores ridiculamente bem treinados e cheios de imaginação, que conseguem saber exatamente aonde cada elemento vai pingar no quadro.  O engraçado é que, mesmo sendo estes os filmes que pagam as contas de Hollywood, as premiações continuam negando a eles suas estatuetas “sérias”.

 “os vingadores” (2012)

osvingadores

 

“alice no país das maravilhas” (2010)

alice

 

“a vida de pi” (2012)

avidadepi

 

“batman: o cavaleiro das trevas” (2008)

batman

“o hobbit” (2012)

hobbit

 

“gravidade” (2013)

gravidade

“game of thrones” (2011)

gameofthrones

“o senhor dos anéis” (2001)

senhordosaneis

 

Antes de pegar a pipoca para ver a obra de arte digital do mês, também vale rever o making of do primeiro “Vingadores”: