Holy Burger: hambúrguer para comer rezando no centro de SP

sex

Para ver tudo o que já contei nesta tag, clique aqui.

Eu adoro hambúrguer. Eu como hambúrguer frequentemente. Eu também confesso que embarquei no hype do sanduíche em São Paulo e por isso também já gastei dinheiro à toa, comendo porcaria que não valia um tostão furado ou era absolutamente supervalorizada. Dito isso, vem o alívio: nem tudo está perdido. O Holy Burger é dessas novidades que valem a pena. E, já aviso, tem preço justíssimo.

holy6

holy2

A casa pequena fica no centro de São Paulo e está despretensiosamente localizada perto de vários botecos simples ali na região do Mackenzie. Algumas mesas ficam na calçada, algumas cadeiras em volta do balcão e outras pequenas mesas no salão, que nada mais é que uma cozinha para olhos atentos ficarem observando.

Uma placa já avisa que eles não gostam de servir hambúrguer bem passado. E eu penso: graças a Deus! Quantas lanchonetes pseudo de qualidade começaram a servir carne torrada mesmo quando você pede ao ponto? Veja, sempre se pode reclamar, mas uma hora fica chato ficar pedindo para seu lanche voltar quando se está morto de fome.

Pedimos, então, nossos sanduíches. Optei pelo Original Burger, uma mistura dos ingredientes mais maravilhosos que um hambúrguer pode ter, em minha humilde opinião: pão preto, carne ao ponto rosadinha, bacon, cheddar e maionese – que preferi pedir à parte.

holy4

Original Burger: fome só de olhar para a foto

O sanduba chega “agregado” por um espeto de churrasco e é com certeza um dos melhores que já comi. Em São Paulo, entrou para o top 3 fácil, até porque meu favoritão anda deixando bastante a desejar. Sempre volto nessa lanchonete esperando aquele hambúrguer pelo qual me apaixonei, mas nos últimos tempos parece que eles não são mais tão cuidadosos assim. Uma tragédia que só posso esquecer comentando sobre a batatinha frita do Holy:

holy

As deliciosas fritas e nossas SixPoint

Para acompanhar, pedimos a porção (gigante!) de batatas fritas fininhas e crocantes por somente doze realidades. Eu que sou completamente ta-ra-da por batatas fininhas voltaria lá para sempre por isso. Para sempre. Sério. SERIÃO. Inclusive me surpreendi com o preço – muitas cervejas da longa carta deles custam bem mais caro que isso. Que mantenham assim! E, claro, também existem bons drinks, milk shakes e, para quem curte, strawberry lemonade, algo que vou provar na próxima ida.

holy1

holy5

A decoração rústica, apesar de bem cenográfica, combina com a região da cidade e deixa o espaço pequeno mais aconchegante. No verão, pode ser um pouco quente, mas me parece um lugar delícia para escapar do friozinho na mudança de estação que vem aí.

Para fechar, as sobremesas são uma coisa. Também sou fã incondicional de pudim e, qual foi minha surpresa, quando o mesmo chegou dentro de uma latinha de leite condensado na mesa? Gostoso e uma gracinha:

holypudim

 VAI LÁ: Rua Doutor Cesário Mota Junior, 527, São Paulo, SP. Horários, cardápio e informações extras aqui.

Look do dia: Super Bowl na #BudMansion

ter

Para ver mais looks, navegue pela tag.

Três coisas essenciais para acompanhar eventos esportivos: conforto, boa companhia e… Cerveja gelada! <3 Ao lado do namorado e com meu mais amado tênis do momento no pé, não pensei duas vezes e aproveitei o convite da Budweiser para acompanhar o Super Bowl numa super festa.

#BudMansion transformou um casarão no Morumbi num verdadeiro parque de diversões para os fãs de esporte e serviu de cenário para retomar os trabalhos dos looks do dia também! kkk Piscina, letreiros de neon, mega telões espalhados por todo espaço e várias salas de estar para se jogar e acompanhar o jogo – e o show de Katy & os tubarões – no maior conforto.

Para o rolê, optei por estar confortável e fresca, mas ao mesmo tempo com um ar moderno. Fui no preto total – sim, eu sairia assim pra sempre! – e joguei o top de couro fake, mais rígido, para quebrar um pouco a casualidade.

A noite foi uma delícia e deu para vibrar muito com Tom Brady, esse cara que tem sorte no jogo & no amor. Para poucos, né!

Top de couro fake: Zara
Saia: Bershka
Tênis: Topshop
Bolsa: Asos
Colar: Topshop
Pulseira: Aliexpress

Continue lendo →

Mulher cervejeira: testei o Clube do Malte!

dom

Foi-se o tempo em que tínhamos que nos render só às opções de cervejas do supermercado do bairro! Hoje, além dos bares com cartas gigantes dedicadas às cervejas, existem serviços especializados para te ajudar a encontrar e conhecer o que há de melhor no meio ~cervejeiro~!

Este mês puder conhecer o Clube do Malte e recebi algumas cervejas no conforto da minha casa, todas bem diferentes entre si: a Austral Patagona Pale Ale, a Haus Dreizehn Ipa e a levíssima lager Phuket. Agora, mais importante que variedade, o que me chamou a atenção no box de Outubro foi a qualidade dos produtos selecionados.

Apesar de serem todas diferentes, nenhuma desagradou, pelo contrário: fui surpreendida até mesmo pela pale ale, que não costuma ser das minhas favoritas pelo paladar mais encorpadão.

Continue lendo →

Cateto, queijos e cervejas artesanais na Mooca: Imagens da Semana

ter

Para ver tudo o que já contei nesta tag, clique aqui.

Cateto: cervejas, queijos e um lugar para passar horas degustando novos sabores

Quem disse que só se pode harmonizar queijos com vinhos? Hora de rever isso aí. Os sócios do Cateto – Beber e Comer Artesanal resolveram tentar algo diferente: unir queijos brasileiros com bebidas de cervejarias artesanais. O bar de ambiente rústico e aconchegante apóia produtores locais e abre suas portas justamente num bairro que carecia (e muito!) de novas propostas. Sim, é no coração  da Mooca, meu! Oba!

.

as cervejas e o cardápio do Cateto

No Cateto, não há cozinha. Tudo é preparado à vista e no balcão. O menu de comidinhas foca em sanduíches e em tábuas de queijos e embutidos. Já a geladeira tem cervejas diferentonas que já ficaram famosas e muitas do tipo “achado”,  que nunca tinha ouvido falar ainda – caso da Madalena, de uma cervejaria do ABC. Também dá para levar tudo para viagem, com exceção do chopp Colorado, tirado ali no bar, na hora.

.

o balcão e algumas peças de queijo para levar para casa

Provamos duas cervejas diferentes (Madalena e Curupira), o chopp, uma porção de bruschetas que levam linguiça defumada, além de uma bela tábua de queijos. No dia em que fomos, ainda estava rolando uma degustação e tivemos a felicidade de comprar queijos diretamente com o produtor mineiro. Os queijos, aliás, são sempre servidos com uma porção de pesto ou de mel. Para escolher tudo isso, um dos donos, o Márcio, nos deu recomendações e foi super prestativo.

Das cervejas às comidas, tudo estava maravilhoso, sem exceções. Os mais puristas só não vão gostar de uma coisa: as bebidas são servidas em potes de vidro, não em copos. Não me incomodo e acho que tem a ver com a proposta, mas, é… Prefiro copos. rs

.

as bruschetas e a maravilhosa tábua de queijos: diferentes texturas e sabores

O Cateto é lugar para chegar relativamente cedo  e passar a tarde comendo e bebendo, sem preocupação – especialmente se você adorar queijos e cervejas. rs Como o local é pequeno, talvez seja realmente bom ficar atento à este detalhe e se programar. Algumas degustações tem sido marcadas na casa, por isso a lotação também pode variar bastante. Ah sim: o som também faz jus ao estilão da casa e é uma verdadeira viagem no tempo.

.

as sacolinhas para levar sua “marmita” para casa

Ultimamente, o bairro vem ganhando várias novidades que se destacam das tradicionais pizzarias e faço questão de prestigiar, até mesmo porque é ótimo não ter que atravessar a cidade só para tomar uma cerveja num lugar legal, para comer num bistrô, ou num japa com preparo de respeito.

Estes lugares das redondezas, aliás, estão despertando a curiosidade até de gente que chamava a região de “zona lost”. Casos recentes são o do Cadillac Burger, que foi eleito uma das melhores hamburguerias da cidade em 2013 segundo a Veja (já falei sobre ele aqui no blog também) e o Bravo Bistrô, que está entre os 10 mais de São Paulo no Trip Advisor.

Será que finalmente a Mooca vai entrar no mapa de São Paulo também para os “modernos”? Torço para que sim. Há muitos bairros além de Pinheiros, Vila Madalena e Jardins que merecem as visitas dos recém-chegados.

.

PREÇO MÉDIO: Aqui tudo vai depender do seu consumo de álcool. A nossa conta saiu em R$53 por pessoa.

VAI LÁ: Cateto – Beber e Comer Artesanal. Rua Fernando Falcão, 810 – Mooca. Aberto de quarta a domingo.

Páscoa com cerveja e chocolate: Imagens da Semana

qui

Para ver tudo o que já contei nesta tag, clique aqui.

os redondinhos polêêêmicos!

Polêmica, Brasil, polêmica: chocolate com cerveja! Sim, sim senhor. Recebi um engradado com seis ovinhos de Páscoa com Skol que causaram furor quando postei a foto no Instagram. Os comentários iam desde “É bom?” até “Eca, é sério?” e “Ai que inveja, onde compra?”. Por isso mesmo, achei que valia mostrar aqui.

Os “redondinhos” são uma criação especial da Skol para a Páscoa e vários fãs da marca estão recebendo caixinhas como essa. Os ovos são feitos de chocolate ao leite da chocolateria Folie e a cerveja aparece no recheio, com um trufado de chocolate branco com um gostinho alcoólico bem leve no final. Eu achei os chocolates uma delícia (nhamm!) e, enfim, para dar uma ideia, se eu não soubesse que tinha cerveja, ia chutar que a receita levava licor, parece bastante.

Para quem ficou interessado, a partir do dia 27/3 todo mundo vai poder comprar os kits de “redondinhos” no Facebook da Skol. A brincadeira vai custar caro, R$70 por cada kit, mas a marca também promete lançar promoções para distribuir os chocolates.

provando que tem breja aí dentro!

É super raro um “mimo” aparecer assim por aqui, mas se tem uma marca parceira deste blog há um bom, bom tempo, esta marca é a Skol. Já curti diversas experiências a convite da marca e a parceria rendeu conteúdos diferentes, como os vídeos do festival Skol Sensation, a cobertura do Skol Praia e até mesmo um super jantar para degustar a Skol 360.

Já rolou bastante coisa bacana nos últimos tempos e a galera estava doida para saber mais, especialmente depois da polêmica e da curiosidade que gerou no povo que viu a foto do engradado de chocolate no Instagram! Bom, espero ter respondido as dúvidas. Qualquer coisa mandem aí que a gente vê o que pode faz fazer para todo mundo conseguir  provar o chocolate com cerveja! Desde que eu não tenha que dividir os meus ovinhos, tá tudo certo! hauahuah ;D

Mimos e aquisições: Imagens da Semana

qui

Para ver tudo o que já contei nesta tag, clique aqui.

2012 já começou há mais de 20 dias e essa tag ainda não tinha voltado à ativa, então está mais que na hora de começar!

Para a reestreia, resolvi fazer um compiladão com compras e presentes do fim de ano e um pouco do começo de ano, já que faz bastante tempo que não falo dessas coisas por aqui. Tem bastante coisa pra mostrar, então vou de jogo rápido. Quem quiser mais detalhes, fique à vontade para perguntar nos comentários!
.

CERVEJAS DO MUNDO TODO

A Heineken acaba de lançar no Brasil o projeto United Beers of The World e eu recebi uma caixona imensa com oito cervejas para fazer uma verdadeira “volta ao mundo” de copo em copo. Quando postei a foto no Instagram, num dia super quente, matei todo mundo de inveja! rs

A caixa veio com Edelweiss, XX, dois tipos de Murphy’s, Sol, Xingu, Amstel Pulse e Birra Moreti. Ainda não tomei todas, mas não tem como não amar a já conhecida Sol mexicana e a Edelweiss austríaca, ambas bem frescas e bem diferentes entre si, já que a primeira é pilsen e a segunda é uma weiss, com sabor mais frutado. De todas, já sei que não vou curtir as Murphy’s, que são tipo stout e mais pesadas, mas como já está tudo na geladeira, né…? hehe No site, aliás, tem a história das ceverjas e uma promoção com frigobares bem bonitões!

.

MEU PANAMÁ!

 Pode falar que o hype passou, pode falar que não curte e pode falar que é coisa de hipster: pouco me importo e continuo adorando chapéu panamá. Eu já queria comprar um pra mim faz tempo e na ida para Buenos Aires em dezembro consegui encontrar este que estou usando na foto, bem bonitão. Comprei numa loja de chapéus bacanudos em San Telmo. Pelo que me lembro, paguei cerca de R$70.

.

JAQUETA DA DOMA

 Outra compra feita em solo portenho. Cheguei na cidade com uma única missão: encontrar uma jaqueta vermelha. Depois de rodar a cidade vários dias e só encontrar produtos não tão legais por preços nada amigáveis por conta da inflação, achei a minha queridinha na loja da Doma na região dos outlets de Villa Crespo. A peça estava com preço bom porque era a última, tipo pegar ou largar, e caiu como uma luva para mim.

Já usei duas vezes graças aos dias chuvosos e meio frios que andaram rolando em São Paulo e fez sucesso. Já prevejo que vai ser parte do meu uniforme no inverno!

.

MAQUIAGEM E ETC.

 Entre minhas últimas aquisições de maquiagem e reabastecimento de estoque de favoritos, comprei algumas coisas novas que ganharam meu coração. Da esquerda para direita: delineador Fluidine da MAC, que eu não tinha ainda e realmente é uma unanimidade e dura bastante; base Teint Miracle da Lancôme, que tem um acabamento hiper natural e parece cuidar da pele, sensação que poucas bases me dão; primer Veil Foundation na cor verde da Bodyography, produto excelente e que faz muita diferença para quem tem pele com tendência à vermelhidão (é um dos best-sellers da marca); perfume Miss Dior Chérie, versão travel com um tamanho bom e que pode ser reabastecida com o frasco tradicional do perfume; e corretivo Undercover Pot da Laura Mercier, que vem com três etapas de correção da pele, uma mais pesada e sequinha, para camuflar, outra cremosa, que também ilumina, e um primer em pó, que ajuda a segurar tudo isso o dia todo e dá conta do recado.

Continue lendo →