Tag: celebridades


Nesta segunda-feira rolou o baile do Met em Nova York e o tema foi “Punk: Chaos to Couture”, o mesmo da exposição que ocupa o Museu Metropolitan na cidade até agosto. O tema parece fácil,  já que mil e um estilistas levaram suas versões do movimento para as passarelas, mas o encontro do movimento punk com a alta costura rendeu poucas e boas no tapete vermelho. Seria uma saída fácil para muita gente encher uma roupa de tachas e ir, vestir um moicano e ir, ou até mandar o stylist ir dar um passeio num dos brechós incríveis da Big Apple e trazer algo grifado de anos atrás.

O problema é que, CLARO!, a maior parte dos stylists nem fez o seu trabalho (ou fez mal feito de tanta piração!) e foi um festival de gente que apareceu com looks dignos de gritar “QUÉ ISSO NOVINHA”. Outro grupo simplesmente tomou activia e foi andar pelo tapete vermelho, sem se importar em nada com o tema da noite. Que feio!

Eis aqui meus 10 looks favoritos do baile do Met:

Cara Delevingne: a modelo britânica foi com um vestido Burberry customizado com spikes e nos deu uma boa ideia do que fazer com um pretinho básico encostado. Só achei que exagerou muito no borrado da maquiagem, deu a impressão até que a pele estava meio mal feita

.

Lily Collins: a atriz misturou mechas azuis não tão legais com uma maquiagem meio cisne negro também não tão legal, mas a overdose de informação do ombro para baixo ficou aí sim bem legal para a ocasião.  Vestido e jaqueta são Moschino, sendo que o casaco é vintage. Como tuitou Coco Rocha antes de sair de casa: “go big or go home!”

CONTINUE LENDO »

Você também poderá gostar de:

Postado por Fernanda Pineda

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Talentosas e corajosas, várias atrizes toparam posar sem maquiagem ou com um quêzinho beeem natural para “W” de fevereiro. A edição deste mês traz o tradicional resumão anual com atores que se destacaram no último ano. Na capa, Emma Stone vem abrindo os trabalhos – e mais 33 atores completam o recheio, que você pode ver aqui.

Entre as corajosas e geneticamente lindas, teve atriz que acabou ficando com ares até forçados de heroin chic – aquela tendência de beleza que ficou famosa nos anos 1990 por ir de encontro ao look saudável que modelos como Claudia Schiffer exibiam. Na época, o  destaque ia para os olhos bem fundos, as olheiras em evidência, o rosto magro e com ossos aparentes e a pele pálida.

Será que forçaram a barra na “naturalidade” ou é bom ver um pouco de vida real em fotos bem feitas? Dê o seu veredicto nas fotos a seguir; o meu vem logo na legenda!

.

Amy Adams: pele de porcelana, branquinha e maquiagem quase zero. Parece que só as olheiras foram camufladas para valer. Com ssa foto, concluo que a maquiagem costuma fazer um belo trabalho para deixá-la com cara de novinha. Ela costuma interpretar personagens bem mais novas que ela mesma! 

Rachel Weisz: musa. Parece que só está com a pele feita e o contraste ajudou bastante. Acho que uma foto tão profissional pede sim algum cuidado, por mais que a revista esteja ávida por revelar até os poros das celebridades 

Jessica Chastain: também de pele feita e talvez com um tracinho leve delineando o canto superior externo do olho. Gosto também, mas realmente as peles das mais branquinhas parecem pedir por mais cuidados na hora do clique

Kristen Stewart: a impressão é que maquiaram a ex-vampirinha às avessas. Ao invés de parecer natural, a maquiagem parece forçar o visual “dodói”. Veja que tem um puxadinho no olho e a boca tem um gloss estranho. Não gostei, e ainda achei que a roupa com detalhes coloridinhos esquisitinhos acabou derrubando de vez a gata. O carão aí era ideal para estar mais descontraída, camiseta e boné, etc etc.

CONTINUE LENDO »

Você também poderá gostar de:

Postado por Fernanda Pineda

Tags: , , , , , , , , , , ,

Faz tempo que não boto a tag “Modos de Usar” para jogo logo no título, mas dessa vez ela é perfeita para explicar a semelhança que vejo em Lana Del Rey e o figurino de Emma Watson em seu novo filme, “The Bling Ring”. Enquanto muita gente viu piriguetismo no figurino da atriz para o longa dirigido por Sofia Coppola, eu vi uma bela de uma semelhança com as “ousadias” de nossa Laninha – seria ela uma periguete indie e com glamour? rs

O caso é que tem mesmo tudo a ver, já que LDR se define como uma “Nancy Sinatra gangster” e Emma vai dar vida a uma delinqüente juvenil, filha de uma ex-coelhinha da “Playboy”:
..

TOP E SHORT JEANS


.

BARRIGA DE FORA


.

JAQUETA DE COURO E BRINCO DE ARGOLA

 

BATOM PINK

.
“The Bling Ring” conta a história verídica de uma quadrilha de adolescentes que conseguiu assaltar a casa de celebridades como Paris Hilton, Orlando Bloom, Megan Fox e Lindsay Lohan entre 2008 e 2009. Por enquanto, completam o elenco Leslie Mann, Kirsten Dunst e Gavin Rossdale. O filme tem previsão de estreia para 2013.

E aí, parece? Só falta ter flor na cabeça? Eu acho que o figurinista andou estudando, sim! hehe

Você também poderá gostar de:

Postado por Fernanda Pineda

Tags: , , , , , , ,

A chegada da revista “Glamour” no Brasil foi anunciada em janeiro e a publicação acaba de divulgar sua primeira capa, com Juliana Paes:

Juliana Paes estrela a capa nº 1 da “Glamour”

A franquia, que vai “engolir” a “Criativa” e sumir com o site atual do ar, deve seguir uma linha editorial semelhante a da mamãe gringa e elevar ainda mais o grau de “coolness” que já encontrávamos na Criativa.

A “Glamour” chega às bancas no próximo dia 30 e estou curiosíssima pra ler, apesar das chamadas de capa não terem me chamado tanto a atenção. Será que vão ser 15 truques legais mesmo? Explico: aqui no Brasil é super comum encontrar chamadas *quentíssimas*, tipo 150 camisetas pra vestir antes de morrer, para depois abrir a revista e ver que não era bem assim e que você podia morrer sem isso. hehe

Os editores brasileiros já se inspiram há um bom tempo nas chamadas de capa das estrangeiras, porém esquecem de entregar matérias tão bacanas quanto as revistas de lá. Não à toa desisti de assinar revistas nacionais e assino várias gringas. É ótimo poder ler tudo de fora, mas tem hora que você quer ler coisas sobre sua realidade, ver dicas de compras de shoppings onde você pode ir amanhã e ler histórias que poderiam ser da sua vizinha.

A falta de profundidade nas femininas daqui é um problema sério, vai dizer que você nunca se sentiu folheando um álbum de fotos com legendas ao ler alguma revista? Complicado. Por exemplo, a “Nova”, franquia da “Cosmopolitan”, com suas dicas de sexo fica parecendo uma piada perto das dicas de sexo (de verdade!) que encontramos na Cosmo UK.

Falando nisso, como bem disse a Lia, a Glamour UK é uma das melhores revistas femininas do mundo. Se a do Brasil trouxer 50% do que tem na inglesinha e ainda adaptar para nossa realidade, já estarei feliz.

.

ps: Nylon bem que podia entrar na onda e vir pra cá, hein? Dizem que a revista não tem interesse em nós. :(

Você também poderá gostar de:

Postado por Fernanda Pineda

Tags: , , , , ,

há males que vem para o bem

Em pleno feriado do dia 15 de novembro, não se falava em outra coisa no Twitter: os beijões de Ellen Jabour e Pê Lanza no camarote do SWU. Uns criticaram a garota, outros aproveitaram pra levantar a bola do frontman do Restart. Tirando o peso de serem dois famosos, nada demais.

Neste domingão, Ellen contou que nunca se sentiu tão desejada como agora e comentou “parece que estou com mel no corpo” durante uma entrevista para o jornal “O Dia”. Quer dizer, todo mundo já teve uma ficada bem desastrada, só que há males que vem para o bem.

Com uma linha de entrevista lida, deu pra notar que a ex-namorada de Rodrigo Santoro entendeu as regras do “jogo do amor”: às vezes você precisa simplesmente mostrar que está na pista pra negócio para não perder por W.O. Explico.

Enquanto Ellen não era vista com ninguém, estava quietinha na casa dela ou passeando com o cachorro, ela estava numa estante. Linda e loira, mas lá no alto e inalcançável – ou você acha que é fácil para um cara qualquer chegar chegando na mina que pegava o Santoro? Homem que é homem não tem medo de mulher, mas se for para algo casual, com certeza a maioria vai preferir evitar a fadiga de tomar um não.

Um caso besta de uma noite só pode ser mesmo só um caso besta, mas uma garota esperta vai saber escolher o que fazer e com quem fazer a partir do momento em que o “mel” começar a rolar. Já ouviu dizer que para conhecer as pessoas você tem que querer conhecê-las? Então.

Voltando ao caso, a partir do momento em que Pê Lanza entrou na história, não só a Ellen se mostrou disponível, quanto facilitou para os outros rapazes que sempre quiseram chegar mas não tinham tanta coragem. Algo na linha: “agora eu também posso”.

Preciso dizer que, obviamente, esse não é o mesmo mecanismo das pessoas comprometidas que ficam mais assediadas a partir do momento que colocam aliança no dedo (isso rende outro post, aliás), mas sim uma questão de oferta e procura.

Enquanto a moça não mostra que está afim de oferecer algo e parece fechada para balanço, ninguém a procura – ou procura menos, afinal a moça em questão é a Ellen Jabour, né? Só que, digamos assim, um “erro” como esse pode ter um papel importante na vida amorosa de uma garota. Serve para mostrar que você tem desejos e que, uh lá lá, não é uma princesinha perfeita, inatingível. Dá uma apimentada.

Para não dizer que não falei do rapaz na questão, obviamente o passe do sr. Pedro Lanza valorizou. Duvido e muito que ele vá pegar outra Ellen da vida, mas certamente as mulheres da idade dele, que geralmente preferem os mais velhos, vão dar uma olhadinha diferente pra ele.

O que aprendemos com Ellen Jabour? Aprendemos que, bem, às vezes pegar um carinha aleatório depois do terceiro drink pode mesmo fazer muito bem. Agora é pegar os limões e fazer uma limonada – só não vale sair repetindo a dose.

.

Você também poderá gostar de:

Postado por Fernanda Pineda

Tags: , , , , , ,

Britney usando seu Von Dutch em 2007 e provando que tendência é coisa para os fracos

Alguém se lembra o que todas (todas mesmo!) as celebridades tinham em comum em 2002 e 2003? Sim: um belo bonézão Von Dutch na cabeça para se esconder dos paparazzi.

A marca, que surgiu como um furacão junto com as calças Diesel, acabou ficando datada, mas tem editorial por aí mostrando que talvez seja a hora de ressucitar os bonés, especialmente os de aba reta, mais esportivos.

Para edição de setembro da moderninha revista Jalouse, a stylist Jennifer Eymére apostou em vários bonés para arrematar o estilo grunge em Milla Jovovich.

A atriz aparece com o acessório na cabeça na maior parte do ensaio, que também trata de dar um UP nos bons e velhos brincos de argola pesados. As fotos são de Kenneth Cappello:

.

CONTINUE LENDO »

Você também poderá gostar de:

Postado por Fernanda Pineda

Tags: , , , , , , , ,

Sobre a autora: Fernanda Pineda Vicente, também conhecida como @loverox, vivendo em São Paulo. Produtora formada em Rádio e TV pela Faculdade Cásper Líbero e atriz profissional eventualmente praticante. Apaixonada por cinema, música, moda, nerdices e gatos, adora postar por aqui achados e descobertas na web e na vida real.Veja o perfil
dTwitterYoutubeFacebook
Banner GIF Outlet 300x250Blazers e Suéters 300x250

Página Inicial | Domínio | Perfil | Arquivos | Links | Contato

Assine o Feed | 15 Users Online

Copyright © 2010 Fake-Doll. All rights reserved.