Comic-Con 2015: 13 looks das poderosas no paraíso nerd

qui

Em 2014, as estrelas de sagas destópicas e as atrizes do gigante elenco de “Game of Thrones” foram as grandes responsáveis em levar mulheres para os palcos das conferências da San Diego Comic-Con. Depois de um ano em que mulheres clamaram por mais representatividade e ficamos procurando, afinal, onde a Marvel escondeu os licenciados da Viúva Negra (“Vingadores”) e da Gamorra (“Guardiões da Galáxia”), as coisas parecem estar um pouquinho mais interessantes para o nosso lado – e, sim, os gibis com moças estão vendendo bem, obrigado!

comic_con2015

É claro que ainda é cedo para dizer que todo mundo é bem representado no mundo da cultura pop. Queremos sim mais mulheres, mas também mais negros e mais latinos, por favor. Porém, nada nos impede de comemorar os avanços, especialmente com tantas atrizes incríveis e coisas boas vindo à tona. Podemos aplaudir a Mulher Maravilha, em “Batman vs. Superman”, as três anti-heroínas de “Esquadrão Suicida”,  as poderosas protagonistas das séries “SuperGirl” e “Agent Carter” e, é claro, as moças de “The Walking Dead” e “Game of Thrones”. Fora tudo isso, tem também o super elenco feminino de “X-Men” e do aguardadíssimo “Star Wars”, além do adeus de “Jogos Vorazes” e sua Jennifer Lawrence.

who run the world? girls!

Para “rulear” no evento, as atrizes geralmente apostam naquele estilo que a gente adora ver para se inspirar: arrumadinho, mas com os dois pés na vida real. Às vezes, rola até um tênis, veja só. A beleza também tem ares naturais, sem rebuscar muito no cabelo e na maquiagem. Hora de ver as escolhas de algumas das mulheres mais bombadas da cultura pop atual!

comiccon_jlaw

Jennifer Lawrence para conferência de “Jogos Vorazes”: a atriz falou por Katniss pela última vez na Comic-Con usando este longo preto com recortes no abdome. Estranho, não? Hora de ligar para o stylist e pedir coisas melhores. Mesmo linda de rosto e cabelo, o corpo da atriz ficou perdido nesse vestido sem estrutura. Com tanta lindeza para favorecer, a parte mais “tchans” do traje é no final das costas, com uma leve abertura. Jura?

comiccon_jessicac

Jessica Chastain, para o filme “Crimson Peak”:  poderia atééé ser um look sério demais. Saia de renda e saltão preto para uma Comic-Con? Sei não. Mas aí tem essa manga na blusa, cores harmoniosas e um cintinho delicado e aparecido para marcar a cintura, cabelos soltos. Pá! Adoraria que ela estivesse mais descontraída para um evento assim, mas é inegável que foi uma escolha acertada.

comiccon_katemara

Kate Mara para o filme “Quarteto Fantástico”: Kate consegue levar seu physique de atriz moderninha e sexy também para o figurino que usa em eventos. Embora o vestido pareça um pouco largo nos ombros e peitoral (falta de ajuste, talvez?), combina demais com a atriz e reafirma sua personalidade. Num mercado cheio de mulheres que usam com louvor o cabelão e o peitão, Kate vai na contramão e se destaca com esse quê minimalista.

comiccon_galgadot

Gal Gadot no painel “Woman Who Kick Ass”: a Mulher Maravilha é de fato uma lindeza sem fim! E como fica absurda com os cabelos presos! Gal acertou em cheio nos dois looks que usou para o evento. O pretinho com recortes caiu como uma luva no corpo longilíneo da atriz. A maquiagem elegante e sem exageros foi o complemento mais que perfeito também.

Continue lendo →

Cara Delevingne e Pharrell cantam e dançam juntos em curta da Chanel

seg

Depois de um teaser engimático, é chegada a hora de assistir “Reincarnation”, fashion film de Chanel dirigido por Karl Lagerfeld. No curta-metragem, a top Cara Delevingne e o músico/produtor/cantor Pharrell Williams provam que podem fazer de tudo. A dupla, além de encarnar a realeza da Áustria, dança e interpreta em parceria a música “CC The World”. É claro que a canção é de autoria de Pharrell.

“Reincarnation” toma como inspiração a criação de uma das peças mais icônicas da casa: a jaqueta que revolucionou o guarda-roupa feminino. No papel de Gabrielle Chanel, Geraldine Chaplin faz as honras.

Não sei o que mais me impressiona, se é a simplicidade do roteiro bem realizado, a interpretação de Pharrell, Cara cantando ou a peruca gigante em movimento. Quanta emoção! Além do curta-metragem, Cara e Pharrell estrelam também uma próxima campanha para a marca. Vai sair o single também? rs

Cara Delevingne na campanha da Saint Laurent

qui

Depois de Courtney Love e cia., chegou a vez de Cara Delevingne ser a estrela da campanha grunge da Saint Laurent. A modelo mais hypada (e polêmica) do momento parece ter sido a melhor representante que Slimane encontrou para sua coleção até agora.

Desde que surgiu nas passarelas e campanhas, Cara sempre foi uma das maiores adeptas da moda anos 90 e, só de ver as fotos, temos mesmo a impressão de que ela tem tudo isso no guarda-roupa. Fora a afinidade, sempre tenho aquela impressão de que quando os jovens de uma geração completam seus 20 aninhos, começaremos a ver a nostalgia do ano de nascimento deles aparecer. E Cara nasceu em 1992 – bingo!

.

Continue lendo →

10 modelos para seguir no Instagram

ter

Bastidores de desfiles, festinhas com famosos, dicas de beleza, presentinhos, cachorros, gatos, poses sexies e poses engraçadas e até comida: as modelos são as melhores representantes da classe artística no Instagram e são realmente donas de muito bom gosto.

Como nem tudo que reluz é ouro, tem também muita conta de modelo meio “pasteurizada”, nada de dia-a-dia, só foto de ensaio, só glamour… Blé! Queremos vida real! Por isso, nada como uma listinha para escolher 10 tops famosas que valem a pena seguir no Instagram!

.

Se existe uma culpada pela onda fitness no Instagram, ela atende pelo nome de Candice Swanepoel. A sul-africana que é Angel da Victoria’s Secret exibiu sua barriga negativa na rede e iniciou toda uma revolução (para alguns positiva, para outros nem tanto). 

O que mais tem? Corpão, bastidores de ensaios, muita praia e até legendas em português, já que o namorado da angel é brasileiro!
Segue lá:  @angelcandices

.

Nascida e criada em tempos de Internet, Cara Delevingne tem mais de 1 milhão e 600 mil seguidores (tá bom pra você?) no Instagram e é uma das modelos que mais sabe usar a rede a seu favor.

O que mais tem? Festas VIP a rodo, amigos famosos e o estilo pessoal e intransferível de Cara
Segue lá:  @caradelevingne

.

 Karlie Kloss primeiro foi tida como “o corpo”, posto que já foi da veterana Elle Macpherson, e depois cortou o cabelo. Adivinha? Virou “o corte” também. Super working girl, Karlie sempre posta fotos de todos os seus trabalhos, inclusive os bicos como repórter para a MTV.  

O que mais tem? Fotos divertidas (Karlie é das mais espontâneas!), bastidores de trabalhos e rolês com os amigos
Segue lá:  @karliekloss

.

Pensou numa modelo cool, pensou em  Chloe Norgaard. A americana é adepta do rainbow hair, é DJ nas horas vagas, tem uma turma de amigos baladeiros, alimenta seu próprio Tumblr e já foi capa da revista i-D. Preciso dizer que o próprio estilo dela é o maior destaque?

O que mais tem? Muitas ideias de montação e baladas a rodo
Segue lá: @chloenorgaard

.

A linda lady britânica Rosie Huntington-Whiteley é follow obrigatório nesta lista. Além de mostrar seus mil e um trabalhos no Instagram, Rosie é uma das modelos que mais posta fotos ao natural, sem o carão e a maquiagem de sempre. E continua com cara de boneca, claro.

O que mais tem? Bastidores de trabalhos, viagens e o cachorrinho fofo dela
Segue lá: @rosiehw

Continue lendo →

Uma Rita é bom, uma Rita Ora e uma Cara Delevingne é demais!

qui

Rita Ora e sua comparsa oficial: juntas na balada e no trabalho

Rita Ora e Cara Delevigne são grudadas e aparecem juntinhas também no novo vídeo da cantora, “Facemelt”. Aliás, elas são tão grudadas que não só eu quanto muita gente da imprensa caiu na história de que as duas eram namoradas: tudo balela. Elas são coladinhas, se chamam de “marida”, mas o que rola ali na saúde e na doença é pura amizade.

E bem, não só na saúde e na doença, no trabalho também. A dupla se uniu para um vídeo especial da música “Facemelt”  produzido em parceria com a Hunger TV, canal de vídeos da revista Hunger, da qual Rita também é capa este mês.

O resultado é um clipe cheio de referências fashion deliciosas, caretas da dona Delevigne, fotografia bem trabalhada e edição maluquinha que faz a gente confundir quem é Cara e quem é Rita. É assistir e ficar desejando um brinco bem gigantesco e um topete bem feito. Luvas também!

.

.

Bom, já entendemos que Rita Ora é menina para ficar de olho, se não por sua música, pelo menos pelos #projetos e contatos: é bem provável que a moça esteja namorando Calvin Harris. Será que esse rumor é verdadeiro? rs

10 “punks” favoritos do baile do Met

ter

Nesta segunda-feira rolou o baile do Met em Nova York e o tema foi “Punk: Chaos to Couture”, o mesmo da exposição que ocupa o Museu Metropolitan na cidade até agosto. O tema parece fácil,  já que mil e um estilistas levaram suas versões do movimento para as passarelas, mas o encontro do movimento punk com a alta costura rendeu poucas e boas no tapete vermelho. Seria uma saída fácil para muita gente encher uma roupa de tachas e ir, vestir um moicano e ir, ou até mandar o stylist ir dar um passeio num dos brechós incríveis da Big Apple e trazer algo grifado de anos atrás.

O problema é que, CLARO!, a maior parte dos stylists nem fez o seu trabalho (ou fez mal feito de tanta piração!) e foi um festival de gente que apareceu com looks dignos de gritar “QUÉ ISSO NOVINHA”. Outro grupo simplesmente tomou activia e foi andar pelo tapete vermelho, sem se importar em nada com o tema da noite. Que feio!

Eis aqui meus 10 looks favoritos do baile do Met:

Cara Delevingne: a modelo britânica foi com um vestido Burberry customizado com spikes e nos deu uma boa ideia do que fazer com um pretinho básico encostado. Só achei que exagerou muito no borrado da maquiagem, deu a impressão até que a pele estava meio mal feita

.

Lily Collins: a atriz misturou mechas azuis não tão legais com uma maquiagem meio cisne negro também não tão legal, mas a overdose de informação do ombro para baixo ficou aí sim bem legal para a ocasião.  Vestido e jaqueta são Moschino, sendo que o casaco é vintage. Como tuitou Coco Rocha antes de sair de casa: “go big or go home!”

Continue lendo →