O filme de “Confissões de Adolescente”

qui

“Confissões de Adolescente”: as atrizes originais, ao alto, fazem participação no filme.
No sofá, as novas protagonistas: Sophia Abrahão, Malu Rodrigues, Isabella Camero e Clara Tiezzi

Nos anos 90 um seriado fez muito sucesso e mexeu com a cabeça dos jovens falando de assuntos atuais de um jeito descomplicado e direto – e não, não era “Malhação”. Em “Confissões de Adolescente”, série dirigida por Daniel Filho e adaptada do romance da também protagonista Maria Mariana, os dramas eram bem reais: ninguém tomava suco no gigabyte e drogas e gravidez indesejada apareciam com frequência ao longo dos episódios. E agora o programa vai virar filme, numa nova adaptação e novamente com o talento de Daniel Filho no comando.

Para quem não se lembra, na foto acima tem um refresco: as quatro garotas principais eram vividas, da esquerda para a direita, por Maria Mariana, Daniela Valente, Georgiana Góes e Deborah Secco. Os nomes das personagens vão mudar, mas logo abaixo estão as jovens atrizes correspondentes aos papeis da série antiga: Sophia Abrahão será Tina (antiga Diana), Malu Rodrigues será Alice (antiga Nathália), Isabella Camero será Bianca (antes Bárbara) e Clara Tiezzi será Carina (antes Carol, personagem que levou Deborah Secco para a TV). 

A história será obviamente adaptada para os dias atuais e de cara dá pra perceber que eles vão mostrar as redes sociais como os novos diários das adolescentes – a mais pura verdade! Nem tenho 16 anos e já tô ansiosa pra ver: o filme chega às telonas em dezembro deste ano!

Como não poderia deixar de ser, as atrizes das antigas vão sim dar pinta no novo filme, mas com participações pontuais, apenas para a alegria dos fãs. 
 

Daniela Valente, Deborah Secco, Maria Mariana e Georgiana Góes: o quarteto principal da série exibida nos anos 90

E relembrar é viver, né? Uma boa alma colocou no Youtube o primeiríssimo episódio da série, que explica todas as relações entre as meninas rapidinho e já parte para a primeira pauta, que até hoje aflige as adolescentes: o primeiro beijo. O bonitinho é que a Nathália (Daniela Valente), no auge do axé, fala que encontrou um menino lindo “numa festa de música baiana” e o pai (Luis Gustavo) reclama que o telefone tá sempre ocupado. Bons tempos do telefone fixo! rs

Separa um tempo e assiste!

.


Christopher Abbott deixa o seriado “Girls” (sim, o Charlie!)

seg

Seria esse o bye bye de Charlie em “Girls”?

Nem só de sucesso, grana e coolness vive a faz-tudo Lena Dunham: a série “Girls” (HBO) acaba de ficar órfã de um de seus rapazes mais queridos, Charlie. Aparentemente as coisas não vão tão bem no hypado reino do Brooklyn e o ator Christopher Abbott, que vive o namorado de Marnie, resolveu deixar o seriado.

Depois do cara entrar no mapa com a guinada que seu personagem teve na segunda temporada, Abbott tomou a decisão de sair do seriado após discutir com Lena durante as gravações da próxima leva de episódios. Segundo uma fonte próxima, o ator não estava “contente” com os rumos que o seriado vinha tomando.

A informação é oficial, os agentes do ator já confirmaram e agora é esperar para ver o que será feito. Será que Charlie vai sair do mapa justamente depois de ficar rico e se reconciliar com Marnie? Será que a produção vai optar por substituí-lo por outro ator? O que será que Lena está planejando, de tão drástico? Será que o personagem vai parar no mesmo lugar de origem do seu dinheiro – o nada?

.

Dúvidas, dúvidas, dúvidas. A terceira temporada de “Girls” terá 12 episódios e estreia em 2014.

Norman Reedus de “The Walking Dead” posa para Terry Richardson

sex

.

Recalcados dirão que um matador de zumbis segurando um gatinho é montagem, MAS NÃO É! <3 E agora Terry Richardson ganhou mais espaço no coração feminino com o resultado de mais um ensaio de matar a mamãe (lembram desse?).

Desta vez, o modelão é ninguém menos que o ator Norman Reedus, o rostinho de bad ass que interpreta o impiedoso e ao mesmo tempo sensível Daryl Dixon em “The Walking Dead”.

A terceira temporada da série chegou ao fim no último domingo (31), bateu recorde de audiência e foi realmente especial para o Reedus, pois Daryl cresceu ainda mais na série e ganhou uma cena dramática de cortar o coração.  #nospoilers

.

.

Depois destas fotos maravilhosas, vale o lembrete: Normanzinho também pilotou uma moto e foi o malvadão “Judas” para a Lady Gaga!

.

10 coisas que a segunda temporada de “Girls” mostra sobre os jovens

sáb

A segunda temporada de “Girls” chegou ao fim no último domingo e os episódios fizeram, mais uma vez, um retrato dos jovens adultos, ou pelo menos dos jovens adultos nova-iorquinos. Embora o seriado ainda seja muito criticado por sua visão estreita de alguns assuntos, as verdades estão lá e o sucesso só veio com a identificação do público.

Dito isso, separei as 10 verdades que a segunda temporada de “Girls” escancara sobre jovens homens e mulheres de 20 e tantos que ainda não sabem muito bem a que vieram (contem spoilers pontuais!).

. 

1. Nós AINDA não sabemos o que queremos

Nós não temos a menor ideia. Não temos certeza de nada: Marnie arranja um emprego aleatório para “se encontrar e ganhar dinheiro”, Shoshanna se declara para o namorado e resolve ficar com outro pouco depois, Hannah aceita empregos malucos e Jessa se divorcia. Logo no primeiro capítulo, Marnie resume tudo muito bem: “Eu queria que alguém me dissesse: ‘é assim que vai ser o resto da sua vida'”. Quem nunca desejou isso?

.

2. Nós temos a impressão sincera que podemos fugir dos problemas (e de que isso é aceitável)

Hannah sai para curtir com roupas duvidosas numa bela quarta-feira à noite e Jessa continua desaparecendo a todo momento – além de ter largado a amiga para trás durante uma visita a seus próprios pais.

.

3. Aceitamos propostas absurdas de trabalho porque uma proposta ruim é melhor que não ter proposta

Lembram do link sobre os jovens de 20 anos trabalharem 20 horas por menos de 20 mil ao ano? Então: é Hannah e seu ebook, que deve ser realizado com perfeição até o fim do mês. É Hannah e suas matérias malucas de jornalismo gonzo, que a obrigam a perseguir o vizinho ex-viciado. É Marnie virando hostess porque não pode continuar como curadora de arte. Quem não leu, recomendo novamente aqui.

.

4. E ficamos pirados ao ver alguém que conseguiu realizar até os sonhos que não tinha ainda

No auge da crise, Marnie vira a ex-namorada stalker e não se conforma ao ver Charlie realizado e aparentemente rico após lançar um aplicativo bem-sucedido de Facebook. Digamos que, dramaturgicamente, foi um turning point tirado da cartola, mas quem nunca ouviu ou viveu uma história do tipo?

.

5. Não assumimos nossas fraquezas para nossos melhores amigos

Ao final do episódio 6, Marnie e Hannah se enganam. Uma imagina que a outra está numa situação melhor e a dupla tem uma patética conversa por telefone. Ambas fingem estar perfeitamente bem, a vida segue e os problemas vão para debaixo do tapete. Melhor comemorar apenas as conquistas – coisa que Hannah faz com o jantarzinho do capítulo 4.

.

6. Culpamos nossos pais por nossos fracassos

Embora Jessa seja extremamente avoada e temperamental, ela não falha ao lembrar que só é assim porque viveu numa família problemática. Com tanta personalidade assim, não seria melhor e mais saudável simplesmente tentar mudar?

.

7. Não sabemos nos cuidar

Seus amigos são presentes o suficiente para te levar até o hospital? Para te acompanhar e cuidar de você? Se sim, que sorte. Aparentemente a maioria não pode dizer o mesmo: não sabemos nos cuidar e sempre ligamos para a mamãe e para o papai desesperados para saber qual remédio tomar.

.

8. Não conseguimos lidar com prazos

A geração Y se acha tão produtiva que pensa que pode checar o e-mail, atender o telefone, ver os updates no Facebook, tocar uma apresentação de Power Point e almoçar ao mesmo tempo. Os prazos chegam, os talentosos ficam para trás e os persistentes é que chegam lá. Tudo porque você ficou navegando enquanto deveria estar focado: Hannah e seu Yahoo respostas confirmam a tese. Cena do final da temporada para rir alto!

.

9. Não sabemos lidar com o sexo casual

Marnie e seu affair Booth, o artista plástico, são os exemplos da vez. A pobre garota linda não compreende que não passa de um passatempo e se esquece de aproveitar a situação com a qual tanto sonhou – esquece até de aproveitar o sexo enquanto ele ainda existe. Por outro lado, Hannah não tem limites nem critérios – pelo menos tem a atitude de garantir o seu “proveito”. E isso nos leva ao item número 10, que é….

.

10. Ainda não deixamos de ter preconceito com a garota desajeitada que consegue “o príncipe”

Depois da repercussão polêmica do capítulo de número 5, em que Hannah transa com um rapaz mais velho, rico, bonito e gostoso, e desta série de outras questões, ainda temos que lidar com o fato de que as mulheres são sim grandes propagadoras do machismo. E as “moderninhas” não escapam. Já deu.

.

.

Perfeitinha de “Girls”, Allison Williams é capa da “Company”

qui

capa incrível da Company de fevereiro com Allison Williams

Se existe uma candidata perfeita à nova it girl da TV, essa pessoa é Allison Williams, a perfeccionista & “chatinha” Marnie de “Girls” (HBO). A morena é capa da revista inglesa “Company” desse mês e posou em fotos incríveis para o recheio da revista.

Assino a “Company” no iPad e é uma das revistas mais bacanas que já li por aí: é cool sem afetação e tem títulos bem diretos, ao contrário da “Nylon” que às vezes dá uma enrolada cansativa e desnecessária – acho que já enjoei! hehe Na edição que traz nossa Allison na capa, aliás, a publicação dedicou muitas e muitas páginas para falar da série (tem papo rápido com Lena Dunham também!), visitou os bastidores e também elegeu os lugares mais legais para se visitar no Brooklyn.

Fora isso, é claro que Allison deu uma entrevista à revista e falou sobre sua relação com a moda, sobre o sucesso da série e sobre o estilo que ela adota no dia-a-dia. Apesar de ser toda mulherzinha na televisão, ela diz que é adepta do jeans, camiseta e sapatilhas de dia e do saltão à noite. Vida real, né? Não sei se ela já pegou metrô em NYC, mas pelo estilo que ela curte, parece bem possível! hahaha

No ensaio, a srta. Williams ganhou um ar mais cool, mais Brooklyn girl, mais modernete. Gostei bem!
.

Quem curte o seriado, vai adorar devorar essa revista de cabo a rabo! A edição custa US$2,99 na livraria da App Store!

.

As meninas no tapete vermelho da premiére de “Girls”

sáb

Zosia Mamet, Lena Dunham, Jemima Kirke e Allison Williams:
as “Girls” em momento tapete vermelho

Nenhuma série estreia uma nova temporada sem uma grande festa, certo? Certo! Por isso, tá na hora de ver como o quarteto de atrizes do seriado mais cool do momento foi ao lançamento da segunda temporada. Sim, estou falando mais uma vez de “Girls” da HBO!

Realmente não costumo me importar muito com celebridades e tapetes vermelhos, mas alguns casos têm me deixado um pouco mais empolgada (vide Kristen Stewart) e estas quatro certamente entram nessa cota.

os looks completos do quarteto mais cool da TV

A festa aconteceu nesta quinta e reuniu Lena Dunham, Jemima Kirke, Allison Williams e Zosia Mamet em seus estilos tão pessoais e, em certo ponto, tão parecidos com o de suas personagens, numa grande festa.

Resolvi olhar o que cada uma escolheu para a ocasião: enquanto Jemima estava num vintage pouco revelador mas totalmente a cara dela, Allison foi com maquiagem caprichada, mas não se arriscou nem um pouco. Quem já viu a moça em outras ocasiões, vai concordar comigo que ela estava um pouquinho sem graça (dá uma olhada aqui).

Veja o que cada uma escolheu para a noite:

Continue lendo →