Dismaland: a Disney de Banksy

ter

Uma grande área abandonada no litoral do Reino Unido tomou forma para abrigar um dos maiores projetos de Banksy que se tem notícia até o momento: nada mais, nada menos que uma ‘Disney às avessas’.

Com ingresso custando apenas três libras, a instalação em forma de parque abriga obras de diversos artistas e é uma crítica a boa parte do que a gente entende por diversão, desde as placas da entrada até o staff propositalmente mal humorado. Quem precisa de magia, não é?

dismaland

A Dismaland inaugurou no dia 22 de agosto em Weston-super-Mare e segue somente até o dia 27 de setembro. Na programação, já estão prometidos shows do Massive Atack e das russas do Pussy Riot. Segundo relatos, ironicamente o hype está tão grande que já há uma bela dificuldade para comprar ingressos.

Mesmo daqui de longe, vale ver com atenção as imagens publicadas do lugar. Tudo construído totalmente em segredo, assim como a identidade de Banksy. Por quanto tempo? Mais uma vez, tão pop quanto crítico. E bem a tempo da ressaca do verão.

dismaland1    dismaland2  dismaland3  dismaland4

Continue lendo →

Karlie Kloss: top, angel e… Youtuber?!

qua

Super modelo, angel da Victoria’s Secret, já eleita “o novo corpo”, estudante de programação e bff de Taylor Swift: Karlie Kloss provavelmente não é o tipo de pessoa que você espera que vá investir num canal de Youtube. Mas as coisas estão mudando.

karliekloss

– Por que não? Deixa eu investir também!

No canal “Klossy”, Karlie já acumulou quase 140 mil inscritos em quinze dias e tem mostrado bastidores de trabalhos e também publicado alguns vídeos mais pessoais para angariar público – sim, isso inclui perguntas e respostas (!).

Dá para perceber também que a moça já vinha registrando bastidores há tempos: o vídeo mais bombado mostra o backstage do desfile da Victoria’s Secret de 2014, em Londres, e a modelo indo malhar de madrugada, na correria, para se sentir segura de lingerie no grande dia. Vai vendo:

Aqui no Brasil, e acredito que mesmo no exterior, percebemos que algumas celebridades só resolvem investir para valer em internet quando percebem que uma fonte importante de renda (ou de fama) se foi. Não é raro encontrar atores meio na geladeira ou comediantes desempregados mandando ver na web só depois de perceberam que na mídia tradicional não tem mais espaço. E não, isso não é um demérito: todo mundo precisa pagar o leite das crianças, inclusive essa que vos fala. Se esse é o caminho, uai, pois que seja então.

Por outro lado, vem aí a outra questão que todo mundo aponta como o grande motivador de sucesso no Youtube: a espontaneidade. Karlie, além de já carregar números absurdos em outras redes sociais, definitivamente tem uma vida agitada o suficiente para não precisar investir em nada disso, o que só contribui ainda mais para o sucesso da top.

Quem quer ver um vlog de blogueira indo até o Guarujá quando pode ver a Karlie Kloss chorando uma unha do pé machucada no set de um clipe do Chic com o Nile Rodgers? Vou deixar vocês responderem:

Entender o que faz sucesso no Youtube é como estudar um buraco negro pra mim: quando acho que estou entendendo alguma coisa, PÁ, não era bem isso. Por exemplo, para o tamanho do meu canal, meu vídeo de ’50 fatos sobre mim’ cresceu rápido e eu não sou nenhuma Karlie Kloss, ou seja: por que as pessoas querem saber disso, OMFG? Por que querem saber isso de mim ou de de qualquer anônimo “famoso”? Não sei responder, mas eu também já cliquei em muitos. A chave da empatia é uma questão tão nebulosa que até gente muito querida pode passar para o lado negro da força se “fizer internet” do jeito errado.

karlie2

Enquanto as respostas não vem, já estou aqui inscritíssima no canal de Miss Karlie com a pipoca em mãos, torcendo inclusive para vê-la junto com a Taylor Swift fazendo algum desafio de comer coisas estranhas. Isso certamente quebraria a internet.

 ps: logo logo vem aí um blog de beleza de Kylie Jenner. Estariam vídeos de tutoriais incluídos na conta? Veremos.

Sem carão e sem salto: Michi Provensi fala da estreia do programa Móv3l na MTV

ter

É difícil aceitar e se re-apaixonar por algo quando ele muda da água para o vinho. A nossa MTV quentinha e cheia de paradas de clipes está mais do que morta e enterrada: é simplesmente parte de um passado que não faz mais sentido, com tanto à disposição online.

Aí veio a MTV na versão “canal pago”: mais gringa, bem enlatada, mas ainda cheia de planos. Depois de fazer versões nacionais de formatos gringos como o “Are You The One?” e comemorar o sucesso de originais como “Papito in Love” e o incrível derivado “Adotada”, no ar em sua segunda temporada, está na hora de esquentar um pouquinho a programação.

movelmtv_michi2

Luitha Miraglia, Michi Provensi e José Trassi, de “MÓV3L”

Para quebrar o gelo, a MTV quer sair do estúdio para circular num motorhome sensacional, procurando a única coisa que a internet não dá: experiências reais. O canal estreia nesta quarta, dia 5 de agosto, o programa “MÓV3L”, em que três jovens rodam por São Paulo em busca de novidades e, porque não, aventuras. Feirinhas gastronômicas, festivais de música e eventos de moda certamente vão aparecer por lá – e às vezes coisas que podem estar acontecendo do lado da sua casa e você não faz ideia. Quem nunca, não é mesmo? Passei por isso esse fim de semana, aliás.

No comando do programa estão os apresentadores José Trassi, Luitha Miraglia e a já figura carimbadíssima da moda e da noite, Michi Provensi. Depois de lançar o livro “Preciso Rodar o Mundo – Aventuras Surreais de uma modelo real”, Michi parece que foi descoberta por outros olheiros: os do entretenimento. Fez turnê por vários programas de TV falando de seu livro e ganhou um programa de música eletrônica com a Skol, o “Beats Show”. Agora, quer ainda mais abrangência: “a MTV vivia nos meus sonhos! Estou realizando um grande sonho de trabalhar com comunicação”.

Será que Michi é das nossas e também já pediu música no Disk? Aposto que sim! No dia do lançamento do programa para a imprensa, bati um papo com ela.

movelmtv_michi3

Michi: “Era meu sonho poder falar com todo mundo”

Tem alguma coisa da sua experiência como modelo que você leva para o programa? Algo que você aprendeu, por exemplo, convivendo com muita gente num espaço tão apertado quanto o de um motorhome?

MICHI: Ah, dos três aqui eu sou a mais acostumada a passar perrengue. Não tem banheiro no motorhome, por exemplo. Como modelo, tô acostumada com estruturas precárias. Você vai fotografar, sei lá, no deserto e não tem onde fazer xixi. Quem vem de televisão tá acostumado com mais regalias. A moda é roots, só tem glamour na foto.

Continue lendo →

Grávida fã de Britney faz clipe de paródias para anunciar o baby

qui

Depois do hype em torno de vídeos de pedido de casamento, agora é a vez dos anúncios de gravidez se tornarem cada vez mais criativos. Mas vai ser difícil ganhar desse aqui: Machel Green e seu marido Jared descobriram que serão pais de uma menina e resolveram fazer praticamente um curta-metragem ilustrando os quatro primeiros meses da gravidez.

Tudo com paródias de músicas e clipes de Britney Spears (!!!).

babybritney

 E a baby vai ser uma: pretty girl! kkk

No primeiro mês, a mamãe Machel conta para o maridão que, sim, eles fizeram um bebê de novo ao som de “Ooops! I did it Again”, no segundo, ela conta seus dilemas com náuseas ao som de “Toxic”. Em seguida, vem “I’m a Slave 4 U”, que virou “I’m avoiding U” (Estou te evitando) – tudo porque, bem, ainda não era a hora de contar para os amigos.

No quarto mês, finalmente rola o grande anúncio ao som de “Everytime” e tudo termina com a belezura “Pretty Girls” para avisar que, sim, senhoras e senhores, é uma menina!

Gente, estou apaixonada pela criatividade desse casal! <3 O vídeo com certeza vai chegar nos 7 dígitos e provavelmente atraiu bons visitantes para a loja deles, que vende letreiros de neon e coisas do gênero (?). São lindos, entrega no BR sem taxa? Por favor, obrigada! hahahaha

5 motivos para ver “Jurassic World” (e dois para não ver)

qua

Depois de 14 anos sem um filme da franquia, o parque dos dinossauros volta para a telona em grande estilo com “Jurassic World”. Apesar da crítica não ter dado muita bola para o filme, a surpresa veio logo no primeiro final de semana: o longa já bateu a marca de maior bilheteria de estreia, superando “Os Vingadores”.

O longa estrelado pelo também Marvel e ‘guardião da galáxia’ Chris Pratt arrecadou $262 milhões nos Estados Unidos e mais de R$20 milhões por aqui. E todo esse povo pagante não está errado, não: tem muita coisa legal no retorno da série às telonas. Vamos a elas!

5 motivos para assistir “Jurassic World”:

jurassic1

Chris Pratt e seu ‘cachorrinho’ Blue em “Jurassic World”

1. O filme respeita os fãs das antigas

De cara, é preciso falar sobre isso, embora mostrar seja dar um pouquinho de spoiler. Como não queremos isso, vamos por partes: caso você ainda não tenha ido ao cinema assistir, saiba que serão várias as referências que o novo longa faz aos antigos, seja através de cenas e personagens, seja através de enquadramentos que marcaram a franquia. E, sim, é muito legal! Agora, se você já assistiu ao filme, vale dar o play neste vídeo, que é um prato cheio para ver se você sacou tudo:

2. O parque é tão de verdade que dói!

Dói porque cadê esses dinos para eu ir lá fazer uma selfie? hehe Americanos são “só” um pouquinho experientes nesse business de entretenimento e de construção de parques temáticos e talvez não fosse algo para se prestar tamanha atenção, porém é impossível não exaltar o trabalho de direção de arte do longa.

São cenários e detalhes da ambientação extremamente bem pensados, desde o grande resort que agora acompanha o parque até o happy hour num restaurante temático cafona. Em resumo: é tudo tão verossímil que o mais improvável mesmo é a protagonista correndo de salto pelo mato. Just saying!

jurassic2

Continue lendo →

Herbal Essences: de volta ao Brasil!

ter

Quando comecei a procurar produtos específicos para o meu cabelo na pré-adolescência, uma das marcas que mais me acompanhou foi Herbal Essences. Lembro de ter usado pela primeira vez ainda criança no chuveiro da minha tia, que tinha trazido aquele shampoo cheiiiroooso dos Estados Unidos, e depois reencontrei a marca quando precisava de algo que desse jeito na juba indomável, que ninguém da família sabia lidar. Ahhh as delícias de ser cacheada numa família de lisas! :P Aprendi a me virar, né?

O valor do Herbal cabia na mesada, o cabelo ficava hidratadinho e cheiroso e, olha, já tava de bom tamanho! Eram poucas as opções sem ser o escovão na época e, que dó, eu ainda não fazia ideia do que era um bom leave-in (e provavelmente, 90% das mulheres brasileiras também não). O cabelo ficava hidratado, cheiroso, brilhante e era isso – a “forma”, bem, só fui me encontrar anos depois e acabei não abrindo mão da química, como vocês sabem.

herbal2

Naked: a linha “leve” de Herbal Essences, para uso diário sem pesar

Depois dessa minha paixonite, a marca deixou o Brasil, mas acaba de anunciar seu retorno! A P&G está trazendo os produtos importados direto para os nossos mercados e farmácias e com preço ainda acessível, mesmo com dólar elevado: sai 23,90 o shampoo ou condicionador.

As prateleiras vão estar recheadas com 7 linhas de produtos, com objetivos bem específicos: Naked Moisture e Naked Shine (produtos livre de resíduos pesados, corantes e parabenos, indicados para uso diário), Long Term Relationship (cuidados para fios longos), Tousle Me Softly (para fios ondulados), Moroccan My Shine (com o também queridinho das brazucas, óleo de argan) e Color Me Happy (cabelos coloridos).  Além disso, há também a linha Hello Hydration, a best-seller de toda América Latina.

tô testando!

No evento de boas vindas da marca ao Brasil, a especialista de Herbal Essences falou bem do queridinho das latinas! Segundo ela, a Hello Hydratation se adequa a todos os tipos de cabelo e garante hidratação perfeita, nem a mais, nem a menos, independentemente do clima. Ela mesma já testou o produto em climas úmidos, de inverno e verão, e também em cidades mais secas e notou o cabelo intacto em todas as situações. Promissor!

herbal1

Hello Hydration: o mais vendido na LatAm!

Recebi um par deste pra testar e, apesar da fragrância não ter sido tão fantástica quanto o que me lembro da fase teenager, senti os fios, digamos, ‘selados’. Quero testar mais, mas é essa a minha sensação: não vi uma explosão de maciez, mas senti que nada poderia abalar o cabelo.

Pelo efeito que senti, imagino que o produto possa ser bacana para quem tem pontas duplas, mesmo não sendo específico para isso. Fora isso, notei um volume bacana e nem sinal de cabelo “mortão” no fim do dia, como acontece quando hidrato em excesso. Até mesmo por isso, estou doidona pra testar o Naked para cabelos mistos/oleosos. Acho que vai ser o ideal para mim, que tenho química e lavo a cabeça quase sempre por conta da rotina de exercícios.

e tem mais novidade: Aussie no Brasil!

A novidade já está espalhada e causou comoção no meu Instagram, mas não custa repetir: a linha moist da Aussie também vai estar, finalmente, à nossa disposição em farmácias, mercados e perfumarias. Cada item vai custar R$39,90 e é o fim da mala lotada de creme (e do lucro absurdo dos muambeiros). Já uso o 3 Minute Miracle de tempos em tempos e falei dele neste vídeo aqui. 

A photo posted by Fernanda Pineda (@loverox) on