Glow: a nova série empoderada da Netflix tem tudo para virar hit

qui

Mulheres no controle de seus corpos, carreiras e do rumo de suas próprias vidas: são assim as personagens de “Glow”, a nova série original da Netflix que tem tudo para ser mais um sucesso da plataforma de streaming! O seriado das mesmas produtoras de “Orange is The New Black” mergulha no universo da luta livre feminina pegando carona no programa de TV “Gorgeous Ladies of Wrestling”, que existiu de verdade e foi ao ar nos Estados Unidos nos anos 80!

Além de muita música e moda 80’s, a série traz nada mais nada menos que 14 mulheres lutadoras na tela e, entre elas, rostinhos famosos como o de Alison Brie (“Mad Men”) e Kate Nash (sim, a cantora britânica!). Dá o play no vídeo da crítica para entender porque já tem tanta gente torcendo por uma segunda temporada! <3

Aproveita e se inscreve no canal  para receber os vídeos primeiro!

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

Mulher-Maravilha: o filme que a gente queria e precisava!

qua

Depois de mais de 70 anos, finalmente a Mulher-Maravilha ganha seu próprio filme e com todo o cuidado e respeito que a heroína merece. Apesar dos erros anteriores na adaptação dos quadrinhos para a tela grande, a DC acertou bonito com Diana Prince e o resultado está arrasando não só na crítica, mas também na bilheteria, fazendo história e abrindo espaço para mais representatividade!

Eu estava TÃO ansiosa e gostei tanto que já assisti ao filme duas vezes! No vídeo de hoje, trago a crítica com comentários sem spoilers! Um brinde a Gal Gadot, Chris Pine e, principalmente, à diretora Patty Jenkins!

Aproveita e se inscreve no canal  para receber os vídeos primeiro!

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

Dear White People: um papo sobe a incrível e importante série do Netflix

qua

Na última semana terminei de assistir a nova série original da Netflix, “Dear White People”, e trago agora um comentário sobre essa série que, além de tratar de assuntos importantes, é extremamente bem feita e tem direção de arte e fotografia caprichadas! A trama acontece numa universidade da tradicional Ivy League dos Estados Unidos e toda a história se desenrola quando um grupo de alunos passa a denunciar atos de racismo depois de uma festa de Halloween em que os convidados eram estimulados a fazer “blackface”.

A discussão super relevante, a boa direção e o elenco já estão garantindo uma avaliação altíssima para a série no Rotten Tomatoes.  Certamente esta é uma daquelas obras obrigatórias para os brancos refletirem sobre os próprios privilégios e exercitarem um pouco o músculo da empatia. Para falar de todas estas questões com propriedade, convidei a Xan Ravelli, do Soul Vaidosa, para vir comigo nessa.

Dá o play e se inscreve no canal para receber os vídeos primeiro!

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

Como fazer amizades na vida adulta, #Friendcrush e o divórcio

sex

Há muitos anos mergulhei num tema que até hoje me toca demais aqui no blog: amizade. E mais espeficicamente a questão: é possível fazer amigos depois de adulto? O texto na época foi um sucesso, descobri que o problema não era só comigo e hoje tenho a mais absoluta certeza que é algo perfeitamente comum e normal e este é um dos assuntos do vídeo de hoje.

Por que é que é tão difícil fazer novos amigos? E por que é que também perdemos mais amigos do que nunca conforme vamos ficando velhos? E antes que você pense que vai ficar sozinho nesse mundão, também vamos acender a luz no final do túnel: todo mundo tem um (a) #friendcrush dando sopa por aí e querendo muito tirar essa amizade do papel. Como, finalmente, fazer essa amizade acontece? ;)

Dá o play e se inscreve no canal para receber os vídeos primeiro!

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

#Girlboss: crítica da série e o que realmente aconteceu na vida real

sex

Quem acompanha este blog há algum tempo, deve saber que acompanho o trabalho da Sophia Amoruso há muitos anos. Mesmo se envolvendo em polêmicas, ainda acho incrível a história de empreendedorismo dela, que saiu basicamente do nada. Tendo isso em mente, era impossível não ficar ansiosa e criar expectativas quando a Netflix anunciou uma série que contaria a vida dessa mulher.


Sophia pôde contar sua história no livro #Girlboss, que é direto e divertido, e agora pôde mais uma se ver retratada na ficção. Mas não é que eles conseguiram pasteurizar os fatos e ainda tirar umas coisas da cartola que, não só não tem nada a ver com a realidade, quanto são inclusive menos interessantes (e menos polêmicas)? Pois bem.

No vídeo de hoje, explico um pouco da história da Sophia da vida real e faço uma crítica do seriado que, sim, tem um monte de coisas bacanas e diverte, mas que passou longe de ser tão bom quanto poderia. E, pior: não empodera ninguém. Dá o play!
.

Aproveita e se inscreve no canal para receber os vídeos primeiro!

.

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

As melhores salas de cinema de São Paulo: pipoca, programação, 3d e Imax

sex

Eu sou completamente apaixonada por ir ao cinema. É claro que também curto ver filmes em casa, mas a ida ao cinema tem um quê de “sagrado” pra mim e acho delicioso ficar de olho nas estreias, abrir a programação, escolher minha poltrona e até decidir qual cinema ir baseado em onde encontro a melhor pipoca! rs Pensando nisso, gravei um vídeo fazendo um verdadeiro ranking com minhas salas de cinema favoritas da cidade. Você conhece todas essas? Tem alguma para recomendar? E qual a melhor pipoca de cinema para você? Conta aí nos comentários! :D

Aproveita e se inscreve no canal para receber os vídeos primeiro!

 

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.