Dismaland: a Disney de Banksy

ter

Uma grande área abandonada no litoral do Reino Unido tomou forma para abrigar um dos maiores projetos de Banksy que se tem notícia até o momento: nada mais, nada menos que uma ‘Disney às avessas’.

Com ingresso custando apenas três libras, a instalação em forma de parque abriga obras de diversos artistas e é uma crítica a boa parte do que a gente entende por diversão, desde as placas da entrada até o staff propositalmente mal humorado. Quem precisa de magia, não é?

dismaland

A Dismaland inaugurou no dia 22 de agosto em Weston-super-Mare e segue somente até o dia 27 de setembro. Na programação, já estão prometidos shows do Massive Atack e das russas do Pussy Riot. Segundo relatos, ironicamente o hype está tão grande que já há uma bela dificuldade para comprar ingressos.

Mesmo daqui de longe, vale ver com atenção as imagens publicadas do lugar. Tudo construído totalmente em segredo, assim como a identidade de Banksy. Por quanto tempo? Mais uma vez, tão pop quanto crítico. E bem a tempo da ressaca do verão.

dismaland1    dismaland2  dismaland3  dismaland4

Continue lendo →

O look do dia que não tem rosto

qua

Se roupas são um excelente meio de expressão para pessoas, pessoas são também cabides com excelente expressividade para acompanhar as roupas. Mas e se o “cabide” perdesse sua principal forma de expressão e fosse apenas um suporte para o que as roupas podem ser? Será que elas ainda assim carregariam algum tipo de expressividade? De sentimento?

A fotógrafa alemã Guda Koster publicou uma série de fotografias em que ela desafia a forma como usamos roupas e escancara que às vezes o que sentimos transparece na escolha do inofensivo “look do dia”. Você pode sorrir o quanto quiser: uma bad vibe pode estar nos trajes mesmo assim. Não é à toa que uma roupa alegre pode acabar influenciando positivamente um dia meia boca.

facelesslook3

Dá pra ser feliz no trabalho assim?

Guda faz todo trabalho sozinha: planeja o styling, registra as imagens usando o timer da câmera e faz do próprio corpo uma espécie de tela para estranhas esculturas. Algumas das minhas imagens favoritas:

facelesslook2

facelesslook7

Continue lendo →

Invenções de moda para quem vive na cidade grande

qua

Que tal um vestido que te proteja de engraçadinhos invadindo seu espaço no metrô? Ou um lenço que te previna de sentir o bafo de cigarro alheio? E que tal um chapéu que torne seu rosto invisível para câmeras de segurança? Tudo isso é possível com as invenções malucas da artista Kathleen McDermott!

Atualmente estudando arte em Hong Kong, a americana criou o projeto de arte e intervenção Urban Armor, que propõe soluções de boa convivência em público e questiona a forma como as mulheres interagem com a cidade – mais especificamente com as grandes cidades! E o mais legal de tudo é que ela dá instruções bastante detalhadas de como reproduzir essas invencionices artísticas e tecnológicas em casa.

.

O VESTIDO ANTI-EMPURRA EMPURRA

A primeira grande invenção é o vestido que previne a invasão da bolha de espaço pessoal. Sentiu que alguém está muito perto de você no metrô? Sem problemas. Um sistema parecido com um guarda-chuva automático começará a se abrir por dentro do seu vestido, que vai virar um belo bolo de noiva rígido, preservando seu espaço sagrado no vagão.

.

.

A MÁSCARA ANTI-BAFO

Você tem amigos que não param de fumar ou bebem e não se atentam muito à própria higiene bucal? Sem problemas. Este lenço subirá automaticamente em torno do seu rosto, protegendo que qualquer odor indesejado seja sentido. Também funciona como uma indireta bem direta.

.

.

O CHAPÉU DO ANONIMATO

Nada mais chato que ter uma discussão em família no elevador do prédio e sentir que o porteiro, o vizinho ou o mundo inteiro está te observando, não é mesmo? Por isso, o chapéu com luzes de led estrategicamente posicionadas é a salvação de quem circula por ambientes monitorados sem querer ser identificado. Não é que funciona mesmo?

.

.

Ficou interessado em alguma das peças? Dá pra fazer em casa com as  instruções que estão no site. Não sei vocês, mas já imagino Solange indo agora comprar um chapéu e umas luzes de LED pra escapar de zeladores gananciosos… 

“Girls” ganha versão fofa com ilustrações

ter

Nina Cosford é ilustradora, vive em Londres e já teve seu trabalho em diversas publicações importantes. No Tumblr, ela começou um projeto para homenagear a série “Girls”: Nina usa diversas citações do seriado para criar ilustrações belas e sensíveis.

Pelo site é possível até compras alguns trabalhos, feitos em tiragem limitada de 100 unidades. Cada uma custa em torno de US$29,99.

Algumas das ilustrações (lindas!):

.

Continue lendo →

The Creators Project: Imagens da Semana

ter

Para ver tudo o que já contei nesta tag, clique aqui.

.

“Six-Forty by Four-Eighty”: os pixels interativos de Zigelbaum e Coelho

Neste domingo fui com o Rafa à terceira edição do The Creators Project que rolou aqui em São Paulo. O evento mistura música, arte, tecnologia e agora até gastronomia numa parceria entre a Vice e a Intel. Assistimos ao show da Karol Conká, dançamos ao som do Leo Justi,  visitamos as instalações que chegavam até a ter fila (!) e também comemos nas barraquinhas dos chefs da feira O Mercado, que estavam instalados por lá fazendo a alegria do povo – comi dois sanduíches deliciosos e não vejo a hora de ir na feira oficial mesmo, que é realizada uma vez por mês na cidade. Com certeza venho contar aqui!

Uma das instalações que eu achei mais legal (sem fila e super intuitiva para interagir) foi a “Meditation”, de Minha Yang. Aproveitei para fazer um vídeo para mostrar a obra (vocês vão entender como funciona), mas a ideia do artista é de promover uma conexão profunda consigo mesmo ao trabalhar com as formas e o som emitido pelos círculos centrais. Infelizmente tive de trocar o áudio original do trabalho do artista porque estava muito barulho e mal dava para ouvir, mas já dá pra ver a obra em ação:

.

Adorei o evento (que teve entrada grátis), a música boa, a cerveja barata e as comidinhas despretensiosas! As obras são sempre incríveis e o Creators ganhou e muito ao se mudar da Bienal para o Moinho. Nem se compara esta edição com a do ano passado, mas imagino que eles já estejam pensando em algo diferente para o ano que vem! Deixo vocês com mais algumas fotos e, lá pra frente, o que eu escolhi vestir para o dia (atentendo a pedidos! hehe).

 A instalação “Parede” de Rejane Cantoni e Leonardo Crescenti: você tirava uma foto do seu olho e ele ia  automaticamente para o mural digital

no centro, o meu olho e o do Rafa aparecendo juntos! hehe

a barraca com os melhores sandubas!

vista geral da “praça de alimentação” e da galera modernete 

.

E O LOOK!

Enquanto esperávamos o DJ Leo Justi começar, aproveitei a pista semi-cheia para registrar o look para quem sempre me pede! rs O vestido tem estampa de lenço espelhada e o efeito é super legal no corpo, mas fiquei chateada porque não esperava que ele fosse amassar tanto, mesmo sem ficar sentada. Peninha, mas agora já sei que infelizmente não dá pra usar esse aí para um jantar, por exemplo.

Jaqueta: OMK Couro (guerreira!); vestido: River Island; colar de triângulo invertido: Ebay; meia: Trifil; bota biker e bolsa: Asos

.

A Mooca é “in”, meu bem: cenário de clipe, filme, desfile e agora recebe o Creators Project!

qua

Se antes o bairro da Mooca era lembrado apenas pelas pizzas, pelas fábricas antigas e abandonadas ou pelos cenários da novela “A Próxima Vítima”, agora a região vem conquistando pouco a pouco um arzinho “cool” – ou pelo menos vem sido lembrada com bastante freqüência pelos produtores audiovisuais e de eventos.
..

Depois que as ruas do bairro serviram de cenário para as cenas externas do filme “Os 3” em 2011, um antigo ferro velho do bairro foi aproveitado como passarela inusitada para receber o desfile de Verão 2013 da Cavalera, no último São Paulo Fashion Week.

.

Para completar, os super moderninhos da Banda Uó resolveram levar suas cores para o bairro e gravaram seu mais novo clipe por lá, o “Faz Uó”:

.

Só para confirmar o “hype” (risos!), nos dias 4 e 5 de agosto o centro de eventos Moinho (antiga balada Moinho Santo Antônio, quem lembra?) vai ser palco do The Creators Project, evento gratuito que reúne instalações de arte, exibições de filmes e debates com convidados especiais.

Este ano, entre os destaques estão a instalação interativa “The Treachery of Sanctuary”, de Chris Milk, o documentário sobre a finada banda LCD Soundsystem, um painel sobre moda sustentável com Oskar Metsavaht, outro sobre música com os fodões do “do it yourself” Emicida e Ganjaman e as barraquinhas de comes e bebes da feirinha gastronômica O Mercado!

.

Bota no calendário e já faz o RSVP que vai valer a pena! E, claro, preciso dizer: sou vizinha da região e tô adorando esse aproveitamento diferente, meu! São Paulo é muito grande pra receber coisas bacanas apenas em 5 bairros. ;)

.