O casamento da Ginger Spice, Geri Halliwell

sex

Depois de se tornar universalmente famosa por carregar a Union Jack no corpo, Geri Halliwell certamente deixou o passado excêntrico para trás. Especialmente no dia de seu casamento que, como contam os tablóides, foi “bem inglês”. <3

casamentogerihalliwell

A eterna Ginger subiu no altar!

No dia 15, a eterna Ginger se casou com o empresário da Fórmula 1 Christian Horner e fez um pedido bem específico para a designer Philipa Lepley: um vestido “simples, limpo e chique”. Antes de exibir o traje do grande dia, a ruivinha ainda mostrou os acessórios no Instagram: brincos de pérola vintage, uma pulseira de diamantes e um laço azul no pulso. Nos pés, uma sandália prata que pouco apareceu nas fotos.

casamentogeri6

casamentogeri7

casamentogeri2

casamentogeri3

Apesar da escolha extremamente tradicional parecer curiosa no caso dela, é inegável que ficou lindíssima e radiante no dia tão especial. A escolha da manga três quartos também ficou super adequada para casamentos diurnos em dias mais frios – bem como acontece na terra da Rainha.

Este é o primeiro casamento de Geri que, aos 42 anos, só comprova que esse tipo de celebração não tem idade! O importante é se divertir e ser feliz!

e cadê as outras Spice Girls?

casamentogeri1

Resposta: só Emma foi à cerimônia. :( Enquanto Geri subia no altar, Mel C estava gravando na Ásia; Victoria não deu detalhes, mas mandou votos de felicidade aos pombinhos pelo Twitter e Mel B também mandou só um alô para o casal.

Agora, adivinhem só quem pegou o buquê? :) O namorado da Baby Spice caprichou no posicionamento e agora podemos ficar aqui sonhando com uma cerimônia toda rosa bebê. Quem sabe, vai. *____*

A photo posted by emmaleebunton (@emmaleebunton) on

15 Looks das Spice Girls que você poderia usar hoje

sex

Os anos 90 estão de volta – e tão perigosamente de volta – que até demos das Spice Girls vieram à tona 15 anos depois da gravação. Por isso, a mais bacaninha para você dar o play antes de continuarmos o assunto:

O ponto é que, se por um lado a música se foi e Victoria foi engolida pelo mundo da moda, o estilo do quinteto parece estar mais atual do que nunca. O curioso é que, na época, lá por 97, elas eram totalmente descoladas da realidade.

Ninguém usava roupas esportivas do jeito que Mel C fazia, Geri frequentemente não sabia se assumia a cafonalha ou se colocava uma fantasia de cabaré e Mel B, bem, ela podia ser normcore fora do palco, se normcore permitisse oncinha. Emma também usava os únicos tênis plataforma que já foram legais na história da humanidade. Nada comparado aos tênis com salto que marcas como a Ked’s lançaram ou os sneakers tenebrosos que andaram pelos pés de todo mundo em 2013.

spicegirls0atualizadíssimas, bem!

Para provar que o estilo maluquete 90’s das moças faria um sucesso daqueles, separei 15 montações legais das apimentadas. São looks que você poderia usar hoje e facilmente ser a mais ~modernosa~ do recinto! Vamos a eles:

Continue lendo →

Spice Girls: modos de usar

ter

Olimpíada passou voando e medalhas escorregaram ralo a abaixo, mas essas semanas deram um bom motivo para cinco mulheres se reencontrarem num palco. Não houve uma alma feminina adolescente nos anos 1990 que não esperou a apresentação das Spice Girls no fechamento dos jogos de Londres.

Como relembrar é sempre viver, nada como comparar os rostinhos das Spice Girls, antes e depois. É impressionante como elas mudaram, mas continuam lindas e jovens (botox, maybe? rs). Outra coisa impressionante é que todas, de alguma forma, se aprofundaram em seu próprio estilo, com exceção de Mel B. Não é por nada, mas parece que antes ela era muito mais… Autêntica. Impressionante como, mesmo estando num grupo “fabricado”, a Scary Spice era muito mais original com o cabelão afro assumido do que domado.

A voz continua a mesma, mas os cabelos….

ANTES

.

DEPOIS

.

 

E se você ainda não viu o vídeo da apresentação do quinteto nas Olimpíadas, deixo de presentinho aqui:

 

.

Spice Girls e outras divas na revista “Lovecat”

qua

A revista “Lovecat” tenta trazer um olhar “diferente” pra falar de moda, música e cultura. Nunca li nem peguei nas mãos, mas os editoriais que ficam circulando pela internet são realmente interessantes – é dessa mesma publicação aquelas fotos de Lindsay Lohan por Terry Richardson, que acabaram ficando melhores que as do ensaio da loirinha pra “Playboy”.
.

capa dupla: Lana Del Lips e o cabelo pink de Alison

Em sua quarta edição, a “Lovecat” veio com uma capa dupla, com fotos incríveis das musas indies Lana Del Rey e Alison Mosshart, do The Kills. Se não bastassem as fotinhos da frente pra vender que nem água, por dentro os editores mandaram ver no tema “women who rock” e capricharam chamando cinco tops para demonstrar o estilo de cantoras como Cindy Lauper, Cher, Olivia Newton-John, Amy Winehouse, Britney Spears, Christina Aguilera e… Spice Girls! <3
.

.

Apesar da proposta da revista, as cantoras escolhidas para o editorial não dão um passo fora do lugar comum, só que não dá pra negar que as fotos ficaram incríveis e mostram versões “atualizadas” do estilo dessa mulherada toda – é sempre legar ver como certas coisas das antigas (com exceção da Amy) continuam atuais. No entanto, para mim o que fez valer esse recheio foi mesmo terem lembrado das meninas do Girl Power: por mais “construídas” que elas fossem, foi ali que muita gente jovem começou a perceber que estilo não precisava ser uma coisa só!

.

Nicola Roberts e o jeitinho inglês de dançar funk

ter


.

A inglesinha Nicola Roberts de 25 anos fez fama e ganhou dinheiro com o Girls Aloud, girl band que se manteve unida entre 2002 e 2009. Como nunca fui fã do grupo, desconhecia o talento da garota até começar a ver blogs de música noticiando o clipe “Beat Of My Drum”:


.

No vídeo, uma branquinha fofinha mexia o popozão com a maior classe enquanto as batidas da música produzida pelo Diplo iam me ganhando aos poucos. Viciei na música e comecei a caçar mil e um remixes até que descobri que a garota era, na verdade, a ruivinha da girl band inglesa que ficava quase sempre de escanteio nos clipes.

Apesar do movimento da parte traseira da garota ser fruto de muito ensaio, já que ela não é uma exímia dançarina ao vivo, o vocal poderoso fica bem claro durante as apresentações da canção ao vivo. Foi aí que enxerguei potencial e comecei a caçar tudo o que se fala sobre a Nic (a_íntima):


.

Seu primeiro CD solo “Cinderella’s Eyes” chega às lojas no dia 3 de outubro, mas várias faixas já foram divulgadas antecipadamente. Fora a própria “Beat Of My Drum”, já podemos ouvir “Dance In The Rain”, “Porcelain Heart”, “Lucky Day” (que será o próximo clipe) e “Disco, Blisters and a Comedown”, minha favorita depois do pancadão chique, apesar de todas serem ótimas:

Nicola Roberts – Disco. Blisters & A Comedown by headphonesupii
.

Por enquanto, estou torcendo para a mocinha dar certo em carreira solo: adorei seu estilo e voz, e fiquei chocada ao ver o quanto ela era sumariamente ignorada em Girls Aloud (procure por ela no clipe do maior hit da banda, por exemplo, e veja que não estou exagerando!).

A questão é que o páreo está duro para as ex-girls trabalharem separadamente: enquanto Nic impressiona a crítica mas não emplaca nos charts, uma concorrente do mesmo grupo tenta emplacar também, Cheryl Cole, que se manteve na mídia graças ao programa “The X-Factor”.

Quem era fã de Girls Aloud deve ouvir boas notícias em breve, já que há boatos de uma possível reunião das garotas. Eu, no entanto, torço para que isso não aconteça para que Nicola possa investir mais em si mesma e perceba, enfim, que tons graves  não são para ela! rs

Tomara que o monstro da carreira solo não pegue a garota assim como pegou quase todas as Spice Girls que, apesar de talentosas, jamais conseguiram repetir sozinhas o que o grupo conseguiu e inclusive se reuniram diversas vezes única e exclusivamente pelo dinheiro.
.

ps: quem foi na última Alt + Tab ouviu Nicola Roberts no meu set quem estiver na Funhouse nesta quinta deverá ouvir de novo! Vou contar mais detalhes por aqui em breve! ;)

ps2: vem mais post como este aqui pela frente, uma mistura de bio do artista + porque estou amando ouví-lo. Já fiz isso algumas vezes antes, mas quero tornar mais freqüente! ;)

Musical das Spice Girls está em produção

ter

Spice Girls na “Rolling Stone” em 1997: saudade!

As Spice Girls estão voltando. Não exatamente Victoria Beckham, Emma Buntom, Geri Haliwell, Mel B e Mel C, mas  sim suas músicas e seus estilos, recheados com muita nostalgia.

Segundo a “Nylon”, o produtor Simon Fuller, que já foi empresário das garotas e criou os programas “American Idol” e “So You Think You Can Dance”, está por trás da produção de um musical da Broadway que reuniria os grandes sucessos da girl band.

Por enquanto ainda sem data de estreia definida, a peça se chamará “Viva Forever” (!) e será escrita pela comediante Jennifer Saunders, que já colaborou com “Friends” e é a roteirista de “Absolutely Famous”. A ideia original de levar as pimentinhas para os palcos foi de Judy Craimer, justamente a pessoa que pensou em colocar as músicas do Abba como pano de fundo para a história de “Mamma Mia”.

Ainda não se sabe o que esperar do roteiro, se será a história do grupo ou se as canções serão apenas um plus, como em “Mamma Mia”, mas sinto cheiro de comédia por aí. A própria Jennifer Saunders declarou que a peça irá “aproveitar a personalidade distinta das Spice Girls”, o que pelo menos garante um elenco original.

Acho ótimo e absolutamente divertido, principalmente porque será uma forma de reviver os 90’s sem precisar contar com a personalidade das cinco integrantes, que demonstraram só estar afim de money, honey quando armaram aquele “retorno” desastroso.

E aí, você iria para Nova York assistir? (e fazer umas compras, vai…)