Reciclando o armário: doar, vender ou mandar direto para o lixo?

qui

closet

closet incrível de Aimee Song do “Song of Style”

O clima virou, o calor abrandou e já tem muita gente buscando os casaquinhos e jaquetinhas no fundo do armário. elo menos em São Paulo, o outono já deu as caras e estamos com os dois pés numa das estações mais gostosas do ano!

Além de ser uma ótima época para dar aquela chacoalhada na ordem dos fatores desta grande equação que é o guarda-roupa, há também motivos nobres em jogo: em maio começam as tradicionais campanhas de arrecadação de agasalhos. Várias cidades de todo o país já começaram seus mutirões para receber doações e você com certeza pode ajudar.

Outra opção super interessante é também vender algumas peças. É claro que você pode doar tudo sempre que quiser, mas em tempos de crise, vender ou trocar com as amigas pode ser bem vantajoso, especialmente quando o item tem vida útil “fashion” mais longa. 

+ Leia mais: 5 motivos para fazer uma limpeza no guarda-roupa

 

doar ou vender, eis a questão!

Se for doar, saiba que é importante SIM que as peças estejam em bom estado. Isso não significa que é preciso que a cor de um moletom esteja 100%, mas sim que não dá para doar sapatos furados, se é que me entendem. Quem receber a peça, precisa ainda conseguir aproveitá-la, se não por sua beleza, pelo menos por sua funcionalidade. Se o moletom aquece e o sapato protege os pés, ótimo. Se não, lixo.

Continue lendo →

Baile do MET: as lindas, as Giovanas e as que brigaram com o stylist

ter

Este ano o tradicional baile do Met anunciou a chegada da exposição “China: Through the looking glass”, que celebra a moda chinesa com mais de 130 obras da alta-costura do país. A mostra será aberta ao público em Nova York no próximo dia 7.

Como sempre, é uma noite eletrizante, desde quem foi convidado e quem não foi, até quem resolveu ousar e brincar com o tema – ou não conseguiu. Enfim, vamos aos looks: uma seleção entre as minhas lindas favoritas, as moças que chamaram todas as atenções e as que vão precisar de uma D.R com o stylist para já.

as lindas do baile

As duas favoritas: uma sexy, outra moderna, ambas absolutamente irretocáveis.

rosie

Rosie Huntington-Whiteley apareceu assim, uma verdadeira visão, no tapete vermelho. Beleza totalmente harmoniosa com o longo Versace e tudo em seus devidos lugares. O decote ousado poderia ser um problema, mas o caimento está realmente perfeito para a modelo. Impecável.

annehathaway

Num tom completamente diferente, Anne Hathaway levou uma referência delicada e direta do dresscode com o capuz no longo Ralph Laren. O vestido de lamê foi feito especialmente para ela, sob medida.

Continue lendo →

O aplicativo que pode mudar o jeito como você se veste

sex

Pastinha de referências, street style, desfiles: tudo isso inspira a gente a ousar e a sair do lugar comum na hora de se expressar com nosso guarda-roupa. O problema é que, ainda assim, às vezes não conseguimos nos relacionar com estas imagens que tanto amamos analisar. Aquele jeans boyfriend é maravilhoso no Pinterest, mas você não tem nada parecido? Ou você acha lindo, mas não em você mesma?

Precisamos ser mais práticas, é claro, mas ninguém falou em largar a criatividade para isso! Por isso mesmo, a minha a reação ao descobrir este app foi simplesmente ficar assim: de cara.no.chão.

saiaremix

O Polyvore, aquele site que dá ao usuário o poder de curadoria em lojas do mundo todo, criou um serviço inverso e gratuito para aproveitar melhor seu acervo. No celular, ao invés de ser a criadora de um set de peças de roupas e acessórios, você encontra as montagens já feitas para se inspirar.

O aplicativo gratuito Remix aproveita todo o extenso acervo de produtos e montagens dos usuários do site-mãe e coloca à disposição do usuário para busca. Você vai na caixinha de busca e joga lá, por exemplo, “leather skirt” (saia de couro), como eu fiz na montagem acima. O aplicativo vai te entregando N combinações de looks e é impossível que em algum momento você não encontre peças parecidas com as que tem no armário para se inspirar.

Depois disso, você pode salvar seus looks e peças favoritos, de forma a criar um acervo permanente de ideias ou até mesmo uma wishlist de itens que seriam bem-vindos para compor com o que você já possui em casa. É ou não é um guiazinho de montação de bolso? <3

A brincadeira é fodástica e dá para começar com uma calça de joelho rasgado e acabar com um look festa incrível.

remix_calcas

 

Dá para usar o aplicativo para ver novos jeitos de usar a mesma roupa, encontrar combinações para conseguir tirar do armário aquele lance bafônico que você comprou e ainda não estreou, ou até mesmo ver 300 combinações de sapatos para um vestido, de forma que você observa muitas combinações antes de decidir em qual investir.

Quem tem costume de fazer compras no exterior ou de adquirir produtos em sites estrangeiros, tipo Asos, vai fazer a festa ao encontrar no app peças iguaizinhas às que tem no closet. Eu até me emocionei, gente. kkk Daí é só favoritar e dar sempre um refresh nas novas combinações que pintam no app.

Em resumo: é simplesmente útil e incrível para sair da mesmice. Só não é 100% perfeito porque não tem versão em português. Ainda. Deixo aqui, portanto, meu apelo pela versão BR do aplicativo.

Para entender de vez como funciona:

 

Hair Brasil: afinal, o que rola numa feira gigante de beleza?

qua

Esta semana tive a oportunidade de ir pela primeira vez a uma feira (gigantesca!) de beleza, a Hair Brasil! A convite da Ciclo Cosméticos, pude ir até lá para conhecer os produtos da marca e também ver o que rola num grande evento como esse, que recebe gente de todo o país circulando pelos corredores com malas recheadas de compras.

hairbrasil

#beautycraziness!

Eu já tinha ido ao Expo Center Norte em outros eventos, mas nunca tinha visto os pavilhões tão lotados com expositores dessa maneira. Como o lugar fica cheio de marcas incríveis, é preciso ter foco, porque dá para enlouquecer rapidinho com tanta coisa para comprar. É o verdadeiro terror para o consumismo investigativo!

não é só cabelo!

cico1

Apesar do nome, a Hair Brasil não tem só produtos para cabelo. Rola maquiagem, produtos malucos para unhas (que eu nem consegui entender em alguns casos! hehe), um montão de aparelhos estéticos e também produtos para o corpo. O mais legal: muita coisa é made in Brazil e é uma ótima oportunidade para apoiar o mercado nacional.

No stand da Ciclo, conheci os produtos para o corpo de-lí-cia que misturam fragrâncias famosas com embalagens fofas e preços amigos. Meu cheirinho favorito foi o da linha Amore, mas quem foi adolescente nos anos 2000 certamente mataria as saudades do perfume-mania do Thierry Mugler com a linha Angel. O mais legal? Tem até sabonete líquido com a essência! Para quem odeia misturar cheios diferentes no corpo, o kit é um prato cheio.

ciclo2

Continue lendo →

Look do dia: festival Lollapalooza 2015

ter

Para ver mais looks, navegue pela tag.

contei como foi minha experiência no Lollapalooza em vídeo, então agora é hora de mostrar o que eu vesti. Este ano o tempo não foi na-da amigo de quem foi ao festival. Enquanto no domingo choveu pra valer, o sábado nubladão também prometia chuva o dia todo. Resumindo: não tinha como sair de casa sem se programar para caso a previsão desse certo. Deixei um camisão jeans na mochila do namorado e levei capa de chuva na bolsa. Mas, fomos sortudos, nada disso foi necessário!

Com o ventão e a falta de sol, a blusa de mangas longas foi um belo coringa e fiquei bem o dia todo, sem passar calor nem frio, mesmo dançando pra valer. Enquanto as mangas são de renda e ficam transparentes, o “corpo” da blusa tem forro de algodão bem macio.

Já esse short trouxe de Los Angeles e, desde então, é meu favorito da vida. Amo que ele é cintura alta sem apertar e não escorrega nem por reza brava. A botinha já cansou de aparecer aqui e é de outros carnavais, mas só agora é que tomei coragem de botar pra jogo num festival com risco de lama.  Perdi a dó! :P hehe

Mais fotos depois do pulo! ;)

looklolla1

Blusa: Forever 21
Short: PacSun (Los Angeles)
Óculos: Jeepers Peeppers (Asos)
Bolsa: Luz da Lua (antigaça!)
Bota: Schutz
Colar de ferradura: Urban Outfitters
Pulseira: Forever 21

looklolla3

Continue lendo →

Não meça nossas roupas, parça.

sáb

Mais um ingrediente foi colocado na roda de discussão sobre os direitos das mulheres e a busca por igualdade entre os sexos: as roupas que elas usam. Ou melhor, o preconceito que muitas roupas geram.

campanha3

A ONG suíça Terres des Femmes lançou uma campanha que critica a forma como julgamos as mulheres por suas vestimentas. E quando eu digo “julgamos” é porque homens e mulheres são responsáveis por espalhar este tipo de problema adiante.

Nas imagens, nunca a avaliação é positiva, é sempre uma qualificação que não leva em conta o estilo, a personalidade e muito menos a liberdade de cada um ao se vestir. Os termos são, de baixo para cima: puritana, antiquada, entediante, provocante, atrevida, pedindo por isso, piranha e prostituta. 

campanha2

campanha1

“Não meça uma mulher pelas suas roupas” é uma campanha bem legal produzida na Miami Ad School da Alemanha, mas a ideia, no entanto, não é original. A estudante Pomona Lake lançou algo bem parecido em 2013 e teve um alcance menor com seu trabalho, então agora corre-se o risco da discussão mudar para quem copiou quem. Enquanto isso, ficaremos aqui com a pipoca na mão esperando para falar do que interessa, já que a raíz das duas ideias é o que realmente importa.