Katy Perry: a artista mais bem paga e 5 lições de negócios para aprender com ela

qua

Capa da “Forbes” de julho, Katy Perry acaba de abocanhar o título de artista mais bem paga do mundo, com ganhos estimados em US$135 milhões de dólares no último ano. O resultado vem quase um ano e meio depois do lançamento de seu último álbum, “Prism”, e de uma turnê mundial arrebatadora. E, claro: uma apresentação viralizante no intervalo do Super Bowl.

katyforbes

Katy Perry e seu negócio de gente grande

Na lista geral das 100 celebridades mais endinheiradas da “Forbes”, a cantora ficou em terceiro lugar e foi também a única mulher a aparecer no top 5. A próxima é ninguém menos que Taylor Swift, com seus US$80 milhões em oitavo lugar.

Com suporte de gravadora, de fãs ativos em redes sociais e de uma equipe que deve dar inveja a muito CEO de executivo, muita gente deve pensar que Katy não acompanha os negócios tão de perto, ou que foca só no lado “artístico” da coisa, procurando sempre a inspiração para seu próximo hit. Não é bem por aí: “Eu sou orgulhosa de ser dona do meu próprio negócio. Eu sou empreendedora e quero abraçar isso”, disse a cantora sobre o assunto.

Agora, quem não se lembra da avalanche de comentários sobre o fato de Katy Perry ser injustiçada no Grammy todo ano…? Bem, parece que o jogo virou, não é mesmo? Hitmaker, viral e, sim, muito rica, Katy tem certamente muita coisa para ensinar sobre como gerir seu próprio negócio e que passos seguir para ter uma vida profissional de gente grande.

5 lições de negócios de Katy Perry:

katy

1. escolha um bom nome

Katheryn Elizabeth Hudson pode ser um ótimo nome para uma empresária, para uma princesa ou para qualquer anônima, mas certamente não é nada sonoro para vender a cabeça e a voz por traz de “I Kissed a Girl”. Para sua “empresa” enquanto artista, o nome escolhido foi Katy Perry, unindo seu apelido ao sobrenome de solteira da mãe. Um nome curto, sonoro e instigante pode fazer maravilhas para ajudar as pessoas se lembrarem quem você é e o que pode fazer por elas. Um bom nome é personalidade instantânea.

2. você vai errar antes de acertar

Se tem algo que Katy sempre soube é que desistir não era uma opção. No filme “Katy Perry: Part of Me”, a jornada difícil da cantora fica bem clara. Empresários que não davam chances, gravadoras que a colocavam na geladeira e dificuldades financeiras longe da família foram algumas das barreiras que a cantora enfrentou no anonimato. Ainda assim, ela ainda encontrou forças para compor músicas para outros artistas e assim se sustentar até que a hora dela chegasse.

Quanto aos erros, não foram poucos: rolou  mudança de nome (ela chegou a lançar um álbum como Katy Hudson), de estilo musical (ela foi considerada uma “nova Alanis” no início) e até mesmo de visual.

3. fique alerta às tendências e se renove

Ok, você já chegou a algum lugar e conseguiu colocar seu negócio como player no jogo. Ótimo! Ou melhor: ótimo até a próxima novidade que você não domina surgir. Katy Perry não abaixa a antena: tem uma presença online e tanto e sabe farejar tendências. No hit que a lançou, “I Kissed a Girl”, a conversação sobre “sexualidade fluida” aparece de forma leve numa música dançante e com refrão chiclete. O mesmo aconteceu com a conversação sobre bullying e o hit “Firework”.

Além disso, ela é a pessoa com mais seguidores no Twitter no mundo inteiro e ainda tem alguns dos vídeos mais assistidos também: “Dark Horse” e “Roar” estão no top 5. Aliás, precisamos falar que ela foi uma das primeiras artistas grandes a “mexer” com emoji? 

gif_roar

4. aprenda com a concorrência

Justin Bieber fez um filme? Katy Perry também. Kim Kardashian fez um jogo? Katy Perry fará o seu também, com a mesma produtora inclusive. Você pode ser o primeiro em muitas coisas, mas não significa que seus adversários não tenham bons exemplos para dar. Observe o que eles estão fazendo, aprenda com os erros e faça melhores acertos.

5. tenha os pés no chão

Ao contrário de artistas e empresários que ficam atordoados com o próprio sucesso, fontes próximas à Katy já garantiram que ela faz de tudo para reinvestir no próprio negócio e não costuma esbanjar tanto quanto poderia. Apesar de ter consciência de seu tamanho, Katy evita a vaidade. Na entrevista para a Forbes, a cantora também mandou essa: “Adoro me vestir de Katy Perry, mas eu sou Katheryn Hudson na hora dos negócios”.

Fora isso, reconhecer que não se pode ser ‘top de linha’ o tempo inteiro também é ótimo! ;)

 

Comentários via Facebook

5 comentários

  1. Camilla

    A gente tem tanto pra aprender com eles né? <3

    Beijinho Fer!
    http://www.mademoiselleparis.com.br/

    Responder
  2. Juju Gomes

    Ela arrasa! Musa!

    Responder
  3. Márcio Luís

    Também sou apaixonado por essa mulher!
    E quanto às duas meninas que comentaram aí acima de mim… [suspiros]!

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      só tenho leitora gata!

      Responder
      1. Márcio Luís

        Escritora gata atraindo leitoras gatas…
        Só podia dar nisso! ^^
        Bjo, Fê!

Deixe seu comentário