Planeta Terra 2012, a edição da mulherada: Imagens da Semana

qua

Entre um show e outro curti o camarote do Palco Indie graças à gentileza da Gol. Obrigada pelo convite! Para ver tudo o que já contei nesta tag, clique aqui.

.

a vista do camarote!

Já fui em Planeta Terra que poderia se chamar “Planeta Strokes”, em outro que poderia ganhar facilmente o prêmio de “lineup da vida” e fui neste, nesta edição 2012, que pode ser facilmente lembrada como “a edição da mulherada”. Não teve para ninguém: foi o girl power que garantiu a energia de shows como o do Garbage e o do Gossip

Beth Ditto chamou todas as atenções, Shirley Manson arrancou choros e suspiros e, entre amor & ódio, Azealia Banks mostrou para muita gente que veio pelo menos para incomodar. Fora tudo isso, ainda teve a fofurice de Little Boots, uma das primeiras artistas de eletropop que comecei a curtir láá atrás, junto com a Yelle. Faz tempo e tem história, mas ouvi o primeiro CD dela “Hands” de cabo a rabo no repeat por pelo menos um ano e foi uma delícia ver a gatinha bem de perto!

Little Boots: uma lady!

Dando uma volta pelo festival, vi trechinhos ainda do Maccabees, do The Drums e até mesmo do Garbage; só uma pena que perdi as músicas que curto pra valer do grupo, mas ainda assim valeu a pena.

Pouco depois, veio Azealia Banks. 10 minutos de DJ e show de meia horinha da moça já fizeram o povo querer arrancar as calcinhas. Vale o parênteses: Azelia tem apenas um EP lançado, clipes lindos e uma mixtape recheada de música boa, mas também de muita coisa conceitual que não cola em festival. Daí a escolha de esquentar o povo e entrar só pra arrebentar, algo que ela já fez lá fora e que funciona já que o tempo para causar é curto.

Azealia Banks: perucona e o top que brilha – e que não deu certo

Nos bastidores rolaram boatos de que a nova-iorquina deu uma de estrela, mas no palco sinceramente isso não veio à tona. Foi só música boa e um fôlego desgraçado para entregar as notas e o rap sem parar de mexer as pernocas um só segundo. Achei de tirar o chapéu. Só incomodou mesmo o probleminha que a gata teve com o figurino; algo deu errado com o top cheio de “luzinhas” e toda hora ela virava para o DJ para arrumar, fora que saiu do palco segurando o peitinho e com cara de ponto de interrogação depois que o áudio falhou por alguns segundos para a plateia. Bizarro! Vai se benzer, diria a minha avó. hehe

Só sei que depois dessa apresentação, dona Banks me ganhou mais ainda e já tô até com ciúmes do tanto que ela vai estourar. Digo e repito: Rihanna que se cuide.

Beth Ditto simpaticona e seu Gossip

E então, Beth Ditto e o Gossip. Nem ao menos considerei dar uma ouvida no Kings of Leon, porque perder esse espetáculo de voz e personalidade ia ser imperdoável. Beth entrou no palco já dando uma ~zoada~ para aquecer o público, brincou de falar “Oi Oi Oi” e apresentou o grupo como sendo o Kings, que tocava lá do outro lado. O povo já começou a rir e antes de outra piada, Beth mandou mil e um “deixxxculpa” por ter cancelado outras apresentações por aqui. E mandou ver na sequência.

Beth tomou goles e goles de caipirinhas e cervejas, arrotou duas vezes, cantou sem perder uma nota pulando pelo palco descalça e ainda achou espaço para homenagear outros artistas no meio de suas próprias músicas. Rolaram trechinhos de Nirvana, Michael Jackson, Ramones, Madonna e até Lady Gaga, de quem ela disse que é fã (só não saquei se foi ironia! hehe).

Foi extremamente divertido e fiquei pensando que, sei lá, uma cantora de timbre parecido como a Adele jamais seria capaz de fazer aquilo. Beber e soltar o gogó na sequência com tamanha precisão não é apenas difícil, é simplesmente arriscado e pode danificar a voz. Mas, ó,  a Beth #vidaloka não estava com medo algum e ainda se jogou pra plateia no fim do show: saiu dando selinho no povo.

Só amor pra ela! <3

.

E O LOOK!

E, rá!, mais uma vez uma roupa confortável para ir em festival. O dia estava chuvoso e a probabilidade de lama era alta, logo fui de bota, calça pra não sujar as pernas e joguei um casaquinho muito, muito leve por cima da blusa, só pra não tomar ~friagem˜. rs Os créditos das peças seguem depois das fotos e o coturninho é mais um achado da viagem! Yey! <3

Jaqueta e blusa: H&M; jeans: 7 For All Mankind; coturno: Necessary Clothing;
colar: Ebay (vendedor xiaojion)

. 

Comentários via Facebook

9 comentários

  1. Juliana Sena

    Não conheço a cantora Azealia, vou procurar pelas músicas dela.
    Adorei seu look também, só me deu dó do coturno que era novo…rs
    E friagem lembrei na hora da minha mãe falando:
    “Pega a blusa para não pegar friagem!” kkkk

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Juliana Sena on 24/10/2012 at 10:23 am said:

      Não conheço a cantora Azealia, vou procurar pelas músicas dela.
      Adorei seu look também, só me deu dó do coturno que era novo…rs
      E friagem lembrei na hora da minha mãe falando:
      “Pega a blusa para não pegar friagem!” kkkk

      Procura, sim! Eu já postei bastante sobre ela, acho muito muito bom. É bem anos 90, só que modernizado. rsrs

      Mas então, o coturno não era mais novo! kkk Eu AMEI tanto que já tinha usado na viagem mesmo e 2x aqui em SP. Daí já botei na prova de fogo, até pq coturno bom é coturno com carinha de qe aguenta chumbo grosso! hahaha E o solado vai laceando tb :D

      Responder
  2. camila

    queria ter ido nesse terra, mas as parcelas do lolla 2013 ja estouraram a cota de shows desse ano! pergunta indiscreta… essa camisa é meio transparente, vc nao ta com um SUT normal ne? é daqueles tipo rendados? pergunto pq nao acho em lugar nenhum!

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      camila on 24/10/2012 at 10:57 am said:

      queria ter ido nesse terra, mas as parcelas do lolla 2013 ja estouraram a cota de shows desse ano! pergunta indiscreta… essa camisa é meio transparente, vc nao ta com um SUT normal ne? é daqueles tipo rendados? pergunto pq nao acho em lugar nenhum!

      Oi Cá!
      Não é um sutiã normal mesmo, não. É um sutiã que parece top, mas tem estrutura então o peito não fica “amassado”. rs Tem uns modelos legais e bem diferentes na Uniqlo, comprei viajando, lógico! :/ Nunca vi nada parecido aqui.

      Responder
  3. Deiah Oliveira

    Como eu queria assistir a Beth e o Gossip. Ela é a alma da banda, né?
    O único problema dos festivais, na minha opinião, é acontecerem longe de onde moro. Hahaha! Na verdade, o problema é meu, não é.
    Daí fica tudo muito caro. Queria muito ir no Lolla, por exemplo, mas junte passagem+hospedagem+preço absurdinho do ingresso e lá se vai uma pequena fortuna.
    Quanto a roupa, amei e estou indo AGORA procurar um coturno nessa internet pra chamar de meu!!!

    Responder
  4. Mari

    Te vi passando com o seu namorado no Planeta Terra. Ai falei pro meu namorado “Essa é a Fernanda dona do blog onde vi a indicação de onde almoçamos hoje…” hahaha :)

    Realmente a Lanchonete da Cidade é sensacional. E o Baccio di Latte (apesar da fila). Sempre vou pra SP e nunca tinha pensado em ir nos lugares que você coloca aqui hahaha #retardada. Mas dessa vez procurei antes e fui no foco programação fake-doll. Não me arrependi! Vou me sentir obrigada a testar outros lugares, que chato…

    Enfim, fui pro Planeta Terra por causa do Kings e agora fiquei com vontade de ter visto Gossip (também). E a Azealia mandou super bem mesmo!

    Responder
  5. Camila

    Fê, ajude eu? Hahaha
    Há um tempo comprei aqueeele sneaker, do mesmo vendedor do e-bay que você comprou (CALMA, não é mais um comentário com dúvidas sobre e-commerce! hahaha), e arrematei na mesma numeração que a sua. Também deu certinho pra mim, um pouco largo mas nada que uma meia mais grossinha não resolva. Como pelo visto calçamos o mesmo número, vim tirar uma dúvida quanto à numeração dos sapatos que você compra pela Urban Outfitters. Tô louca por uma botinha de lá, mas não sei qual número eu escolho. Você pode me dar uma luz? Haha Obrigada, Fê! Beijos

    Responder
  6. Paula Pacheco

    Adorei o look Fê, amo quando os looks são mais casuais assim, e que coturno MARAVILHOSO, quero já, sdkjgfkhgf; beijos, Paula.

    Responder

Deixe seu comentário