Rihanna processa Topshop e prepara novidades com a River Island

seg

a causa da discórdia: camiseta com a cara da RiRi

Enquanto colhe os frutos de sua coleção para a fast-fashion inglesa River Island e prepara mais uma leva de novidades, Rihanna levou para a justiça uma questão bem chata com a concorrência. Acontece que a também fast-fashion inglesa Topshop tem vendido camisetas com a imagem da cantora indiscriminadamente, sem pedir autorização para a equipe dela ou quem quer que seja. Basicamente a rede comprou a fotografia e tem lucrado com t-shirts desde então.

Depois de tentar negociar e não obter retorno, RiRi resolveu partir para os finalmentes e está processando a empresa em 5 milhões de dólares. É claro que a situação para a Topshop fica pior ainda com o fato da imagem da cantora estar obviamente ligada  à River Island por conta das parcerias. E  tem camiseta com a cara da cantora vindo na próxima coleção.

Enquanto o caso não se resolve, vamos vendo o que esperar da próxima coleção da Rihanna, esta sim com camisetas ~legalizadas~:

.

.

 

 

Mimos e aquisições: Imagens da Semana

qua

Sim, este é o post em que a gente fala sobre a Topshop em São Paulo! Para ver tudo o que já contei nesta tag, clique aqui.

. TOPSHOP

Os deuses das compras estão ouvindo nossos chamados e temos mais uma fast-fashion das boas agora entre nós: a Topshop. Estive na loja no dia da inauguração, peguei fila gigante no provador, fila gigante no caixa, vi peça esgotando na arara e apareci no facebook brazuca deles.

Como dá pra ver por esta foto que tiraram, saí catando tudo em que eu tivesse o mínimo interesse para poder provar depois, já que as coisas estavam acabando mais rápido que água no deserto. Acabei levando três camisetas, um colete, um brinco, uma legging e um óculos de sol (ufa!), mas vou mostrar as peças mais bacanas e fotografáveis aqui, as outras (quem sabe!) podem aparecer em eventuais looks.

.

Esse colete branco de couro fake foi amor à primeira vista, paguei R$190 e peguei um dos últimos da loja – os outros dois últimos ficaram com outras clientes que estavam na fila para provar e pediram para a vendedora um igual ao meu! rs O tecido é incrível e o caimento mais ainda. Tenho usado bastante desde que comprei, especialmente porque nestes dias friozinhos mas com sol, não dá para se encher de casacos, mas ficar sem proteger as costas no frio é arriscar pegar uma gripe, como já diria sua avó.

.

.

E claro que eu ia mostrar também as camisetas. Sou fanática por elas e a Topshop atende muito bem esse tipo de vício. Se formos comparar com  preços de peças mais sofisticadas da loja, elas são bastante caras, só vale a pena mesmo se você se apaixonar pela estampa, o que foi o meu caso. Paguei cerca de R$90 em cada uma destas e já usei a de caveira vááárias vezes. A regatona de cruz coloquei com uma legging e fui para uma balada moderninha, gostei bastante e a malha é deliciosa de confortável.

Já vi muitas considerações sobre o preço geral da loja, mas queria deixar meu parecer. Achei os preços da Topshop bem parecidos com os da Zara, apenas ligeiramente mais caros. Os acessórios, no entanto, vieram com um preço bem competitivo (paguei R$65 num óculos de sol lindão). O que me chamou a atenção é que, pra mim, parece valer mais a pena comprar na loja aqui no Brasil do que na loja que visitei, em Barcelona.

Não estive na Topshop de Nova York e nem nas de Londres, mas em Barcelona era um pouco surpreendente eles cobrarem 40 euros por uma camiseta sendo que na loja do lado a H&M tinha coisas legais por um quarto do preço. Como aqui é tudo mais caro, a diferença grita menos e dá mais vontade de comprar, fora que aqui na terrinha sempre tem a opção do parcelamento. rs Agora só vou tirar a prova real mesmo quando visitar outras lojas da rede – e se tudo der certo, ainda esse ano nas férias! ;)

,

O LIVRO DOS INTROVERTIDOS .

.

Fiquei conhecendo “O Poder Dos Quietos” através de entrevistas dadas pela autora, Susan Cain, e depois li um trecho do livro publicado online na Folha e decidi comprar. Estou lá pela página 100 e a autora faz um verdadeiro tratado para explicar os ideais de extroversão da nossa sociedade, a forma como isso é usado pelas empresas e o quão negativo pode chegar a ser a liderança “nata” de alguns.

Eu sempre soube que era introvertida pela minha grande necessidade de ficar “na minha”, e me vejo representada em várias situações descritas no livro, desde as de trabalho até as que falam sobre comportamento online (!). A obra é recheada de exemplos legais e interessantes, vale a pena dar uma olhada se você for daqueles que sempre ouve 0 mantra “desenvolva seu marketing pessoal”. Será que é preciso mesmo? Estou chegando à conclusão que nem sempre – mas ainda estou chegando nesta parte do livro.

.

ITENS NOVOS DA NYX

.

Gosto de bastante coisa da NYX e resolvi ampliar a coleção aproveitando uma das mil e uma liquidações do Cherry Culture esses dias. Como sempre, as compras chegaram super rápido e sem serem taxadas, o que faz do site um paraíso pra quem curte a marca. Desta vez, minhas escolhas foram o HD Studio Primer, o lápis preto Skinny Black Liner (bem fininho mesmo!), um pincel chanfrado e sombrinhas mate, uma azulona e outra vinho.

Estou bem afim de testar estas sombras enquanto ainda está meio frio porque se deixar passar, sei lá, sinto que nunca mais vou tirá-las da gaveta! hehe Em todo caso, já posso dizer que o lápis é ótimo e o fato de ser finíssimo diminui a meleca feita ao passar rente aos cílios superiores. O primer eu já usei no dia-a-dia e achei respeitoso – só não digo que é incrível porque preciso testar numa situação mais desafiadora!

.

BRONZER DA BENEFIT

.

Assisti um vídeo ensinando como criar contrastes com maquiagem para valorizar os traços do rosto e fiquei curiosa para experimentar o blush de efeito bronzeado Hoola, da Benefit. Esse pincel tem um formato super bacana para aplicar em algumas partes do rosto e era exatamente o que a “guru” usava no vídeo.

Perdi o link do vídeo pra vocês verem (errr), mas preciso dizer que gostei muito da cor do produto. Ele tem um tom meio de canela e é menos amarronzado que o pó que uso da MAC para este tipo de efeito. Dá até para criar uma mistura entre as duas cores e, enfim, no verão esse também pode ser usado de outras formas. Comprei o meu no Cosme-De e chegou em quinze dias, sem ser taxado. Paguei US$38 (aproximadamente R$80) contra R$124 na Sacks/Sephora.

.

CAMISETA #WHISKY DO HERCHCOVITCH

.

Para fechar, queria mostrar uma presente legal que recebi. O Alexandre Herchcovitch se uniu a Diageo, fabricante de várias bebidas, inclusive de Johnnie Walker, e lançou uma regata misturando os dois universos e usando os quadriculados que vimos na coleção de Verão 2013, que tem Boy George como inspiração. Na etiqueta da blusa vem até uma receita de drink para fazer usando o whisky, achei bem interessante! ;)

.

Imagens do dia – Barcelona #5

qui

As “imagens do dia” já estão quase acabando, então os posts sobre a viagem em si vão sair daqui uns dias! Quem quiser me ajudar nesta tarefa, comenta aqui ou no Facebook contando o que você quer saber sobre a viagem! Todas as sugestões são bem vindas! ;)

.

.

1. galera tomando sol num dos decks de Port Vell; 2. sanduíche de jamón ibérico do Viena, eleito um dos melhores do mundo pelo New York Times (crocante e fresquinho!); 3. entrada da Topshop, a tal loja dos sonhos que nos decepcionou muito (só comprei calcinhas lá! fueins); 4. uma das muitas vielas estreitas perto do porto; 5. registro do trem novinho da Renfe que nos levou até Madrid!