Uma camiseta por dia…

dom

… E uma camiseta pra dormir. Acho que eu nunca disse que sou absolutamente louca por camisetas aqui, né? Tenho comprado muitas e sou especialmente fã das que trazem mensagens. Não precisa ser necessariamente só texto, pelo contrário. Gosto de camisetas que traduzam meu estado de espírito no dia-a-dia. Bom, até por isso algumas ficam mais tempo na gaveta do que outras, apesar de serem geniais. Aí estão as minhas 7 camisetas favoritas com mensagens e uma camisetona fofa pra dormir, porque nem a camisola mais lindinha vence a boa e velha camisetona de algodão.

Won’t anyone hug me?

Gosto de usar essa quando quero bancar a fofa-moderninha ou, enfim, quando simplesmente quero abraços. Até hoje todas as vezes que saí com ela, ganhei pelo menos um abração de urso. Não há quem não se sinta tocado por esse toy-art-porco-espinho-fofo.  Comprei na Zara.

<3 Breaker

Fofinha e ácida, o que mais me chama atenção nessa camiseta é o contraste do rosa bebê com a mensagem e esse coração rabiscado ao extremo. Usei apenas uma vez, mas essa é mais “livre” pra usar, não exige muito do meu estado de espírito. Também da Zara.

Kiss me

Essa é pra quando eu quero atrair olhares, já que até o maior Zé da Feira sabe o que significa “Kiss Me”. Essa no ônibus já causou uma certa comoção, de gente virando pra olhar. Nem é pra tanto, vai? Mas, enfim, na rua também ouvi uns “smacks”. :P Uma pena é que eu comprei essa pelo mercado livre e fui surpreendida com uma malha não tão boa, apesar da camiseta ser da Aeropostale. Acontece.

Life, liberty and the porsuit of boys

Trazida diretamente da sede gigante da Old Navy em San Francisco (que tem roupas muito boas, mas lá não é considerada grande coisa), eu quase deixei essa camiseta pra trás. Ela estava numa pilha de “message tees” a caminho do caixa e eu só a vi na segunda vez que fui à loja. Achei a mensagem absurdamente infame e ótima, mas exatamente por isso só usei duas vezes desde que a comprei, em maio. A primeira vez foi no dia dos namorados, a segunda, no Juca. Bem propício.

I (lick) NY

… Por que a camiseta tradicional todo mundo tem. Essa eu paguei apenas $10 numa lojinha qualquer de Nova York e achei bem nice. Sei lá por que, mas gosto de usar com minha pashmina de oncinha. Não reparem na mão. Odeio ela, profundamente (juro). Acho que ninguém nutre um desgosto maior pelas próprias mãos do que eu. hehe Pelo menos, pra compensar, eu tenho o pulso fino. Enfim, próxima camiseta…

The first to love you, the first do leave you

Mais uma camiseta pra dias ácidos. O modelinho romântico, que tem os cordõezinhos pra amarrar dos dois lados, dá uma cara de vestidinho pra blusa que, pra mim, também contrasta com a mensagem. Boa pra usar com skinny/legging, sapatilha/all star. Também é da Zara.

The world needs more hugs

Camiseta no formato tradicional de “message tee”, mas com letras absurdamente brilhantes. Gosto de usar a noite, já que ela ofusca de dia e ainda fica justinha. Essa é de uma marca genérica “xis”. hehe Trouxe de Nova York também.

E pra dormir…

I <3 Wall – E. Ganhei do meu chefe que ganhou da assessoria da Disney enquanto eu ainda trabalhava na Play TV. A camiseta é tamanho GGGGG e bem confortável. Logo, nada melhor que usar pra fazer naninha! Eu sou bem fã de dormir de camiseta, já que me mexo tanto dormindo, que muitas vezes as alças da camisola ou do baby doll acabam incomodando no pescoço, porque saem do lugar. Nesse caso, camisetas compridas resolvem o problema.

PS: a luz das fotos está bem diferente, né? Pois é. Minha câmera enlouqueceu. É uma Nikon Coolpix 7900 de 7.1 MP, com pouco menos de 3 anos de uso. Não sei se ela está velha ou não para os padrões de eletrônicos, mas pra mim a resolução é mais que suficiente, senão compraria uma profissional. O problema é que ela está tirando fotos com luz e foco absurdamente esquisitos e aleatórios.  Vi uma câmera da Samsung por menos de 300 que tem até abturador mecânico e resolução total de 8.1, ou então uma semi-profissional Kodak Easy Share de 7.1 MP mesmo, mas com zoom óptico maior e recursos preciosos de estabilização de imagem. Alguém tem alguma outra dica de modelo pra me dar? Quanto tempo durou/dura a câmera de vocês? Sei lá, apesar dos eletrônicos estragarem fácil, eu fico com pena de já aposentar essa câmera, mas sei que não valerá a pena consertar…

Enquanto isso…

ter
Agora sim o ano começou de vez.

Pessoas legais do meu lado, algumas oportunidades e o 3º ano da faculdade que promete – minhas matérias legais: interpretação para TV, apresentação e locução, direção de arte, fotografia, edição de rádio e edição de tv).
Enquanto isso, minha última peça no teatro está sendo escolhida e eu estou me divertindo lendo comédias do Woody Allen (recomendo!).

Uma webcam nova (resolução e captação de luz excelentes por um bom preço, fora os efeitinhos em conjunto com o MSN!), meu pen drive que sumiu e meu mp3 está dando bem pro gasto.
Enquanto isso, meu computador foda em casa e eu babando pra ter um photoshop no trabalho, pra poder adiantar minhas coisinhas, tipo, lay novo e trabalho de direção de arte. :P

Uma pessoa especial e outras, não.
Enquanto isso, eu me dedico a pessoa especial e penso em como me livrar das outras pessoas. Porque acho melhor assim, porque não estou afim de conhecer pessoas novas agora, porque quero conhecer melhor uma pessoa só. Isso foi comprometedor, ok. Próximo tema.

Meu blog de lay velho e eu fazendo um design novo.
Enquanto isso, fico me perguntando se eu não tinha que mudar de vez o tema desse blog, porque não estou mais com tanta vontade de ficar falando a meu respeito. Mas sinto que talvez eu sinta uma vontadinha esporádica. Mas também fico achando que muita gente poderia escrever sobre cultura/celebrities melhor que eu. Daí não. Aí pensei em um blog de ficção, mas nesse dominio aqui não combina. E agora? :P