Madonna: a rainha chegou!

sex

5 segundos de silêncio para eu pedir desculpas por isso aqui não ser um blog de cultura pop e celebridades.

Eu tinha apenas 5 anos quando este cometa passou por aqui pela primeira vez. Na época, ela tinha 35. Eu não sabia quem cargas d’água era essa mulher. Madonna tinha apenas 5 álbums lançados e nenhum filho. É para felicidade geral da nação que aviso, em êxtase, 15 anos depois:

MADONNA CHEGOU. Assim, em caixa alta. Já estou contando os minutos para o show do dia 20/12 (sábado), aqui em São Paulo no Morumbi, que eu irei, é claro. Apesar de não ter comprado PISTA nem PISTA VIP (porque eu gosto de Madonna, não de muvuca), vou ter que chegar lá meio “cedo” para garantir meu lugar ao sol na arquibancada.

Agora, vamos lá. Madonna já está no Rio de Janeiro para os shows do dia 14 e 15 de dezembro no Maracanã. Ela se hospedou no Copacabana Palace (é claro!) e vai pagar a bagatela de R$40 mil por dia numa suíte de 220m² de área, fora aquela tradicional sacada de onde todas as celebrities que se hospedam lá acenam. Mas, enfim, Madge nem precisa tensionar seu traseiro para se deslocar até lá: até os banheiros têm vista para o mar!

A cantora aterrisou por aqui praticamente de madrugada, às 5:40h, e conseguiu fugir dos fãs, chegando no hotel uma hora depois. Parte da equipe de produção da “Sticky and Sweet” já estavam no Rio desde segunda-feira, preparando tudo para a chegada de Madonna com seus três filhinhos.

Por lá, a cantora deve visitar a sede carioca da cabala e diversos pontos turísticos, assim como fez em Buenos Aires. Ela provavelmente também deve usar o jatinho para dar um pulo em Brasília no sábado e bater um papo com o presidente Lula. Uma visita à quadra da escola de samba da Beija-Flor também está sendo agendada. Quanto àquela história de Madonna ir visitar o apartamento novo de Bruno Gagliasso, tudo é balela não confirmada – se enxerga, né Bruno?! Tu é bonitim, mas pera lá. ¬¬’

Madge fica no Rio até quarta feira ao meio-dia, quando embarca para São Paulo. Só que nesse horário eu quero saber como é que ela vai fugir dos fãs quando chegar. Também quero saber qual será a lista de exigências dela no camarim – 500 toalhas brancas, 3.000L de água, 3 latinos, crianças da favela pra adotar, um par de havaiana de cada cor… Quem ficar sabendo primeiro, põe na roda, por favor.

Ok. Lia, no sábado: É NÓIS!

ps: alguém sabe em qual hotel ela se hospeda aqui em São Paulo?!
ps2: seria legal se ela encontrasse a Xuxa. Muito mais interessante que encontrar o Lula, vai? Fala sério! hehe 8)

Fonte: OGlobo

Trilha sonora dos anos 90

qui

Hoje eu vou mostrar uma descoberta incrível para todos os amantes de flashback. Mas, um flashback um pouquinho mais “recente”… Estou falando dos poperôs melosos dos anos 90, aqueles que grudaram na sua cabeça enquanto você usava um jeans saint-tropez e um tênis keds, ou passeava por aí de calça bailarina.

Navegando nessa web de deus, descobri um usuário do Youtube que mudou o meu dia. O /raridadesdance tem mais de 100, eu disse CEM!, vídeos com apresentações de bandas, grupos e cantores dance em programas de TV brasileiros. Ou seja? Só lá você pode rever a apresentação da Alexia cantando “Uh La La La” no Xuxa Park, ou o Haddaway cantando “What’s love” no Faustão. Quer mais? Pois tem mais! Eles também tem separadinho algumas entrevistas de artistas pop em programas brazucas (Christina Aguilera!) e apresentações de artistas dance recentes, tipo Dj Tiesto, Lasgo e o Kasino, que é brasileiro também.

Nessa época aí eu ja nem era fã da Xuxa, mas devo admitir que a produção dela fazia um excelente trabalho em trazer toda semana uma atração internacional. Tiro o chapéu mesmo, afinal, hoje em dia é praticamente impossível um artista estrangeiro vir pra cá só pra aparecer num programa. Então lógico, tive também que separar uma apresentação memorável pra deixar postada aqui, certo? Certo.

Nesses idos dos anos 90, eu não falava inglês, você também provavelmente não falava e sua mãezinha talvez também não soubesse o que você tentava cantarolar enquanto assistia o programa da Xuxa Meneghel. Eu fiquei chocacada quando “redescobri” essa música e me toquei do que eu tentava cantar aos 7 aninhos:

Não entendeu ainda o meu espanto? No refrão ela canta “Don’t want no short dick man” repetidas vezes e ainda faz questão de rir da cara do rapaz que não foi abençoado pela mãe natureza. Veja a letra e, se precisar, passa no altavista.com e traduz. O que um cursinho de inglês não faz….

PS: Destaque para os figurinos da Xuxa nos programas. É uma superação atrás da outra…