Beyoncé, te dedico!

ter

Beyoncé mandou simplesmente bem demais nesse vídeo para não falar nada por aqui!
.

“Why Don’t You Love Me” – Beyoncé from Beyoncé on Vimeo
,

Confesso que mesmo com todo hype de “Single Ladies” não achei pessoalmente o clipe tão bacana. Quer dizer, na minha humilde opinião, ele funcionou bem como viral, pois tinha uma coreografia simples e  fácil de ser passada adiante, mas como produto audiovisual, digamos que este clipe aqui ganha bonito.

“Why Don’t You Love Me” é perfeito e dá aula de clipe pop para Christina Aguilera, que quis usar tantas referências em seu último vídeo, “Not Myself Tonight”, que acabou se perdendo, não refletiu sobre elas e ainda acabou desagradando quem viu suas releituras como meras “cópias”. No clipe de Beyoncé, fotografia, composições, figurinos e até a atuação da cantora estão impecáveis, fora que a música é ótima.

Para quem não sabe/ não lembra, “Why Don’t You Love Me” estava na versão deluxe do álbum “I am… Sasha Fierce”.

Justin Timberlake está VIVO!

sáb

Lindo, cantando, dançando, de terno, chapéuzinho e com batida envolvente. Ao lado do brother Timbaland, eis aí o novo clipe (e nova música) do Justin Timberlake: “Carry Out”.


.

No começo do clipe, eu não estava gostando muito, não… Mas até o final, me apaixonei e já quero dançar isso hoje à noite, tá? Que a fórmula timbalizada de fazer música funciona, isso a gente já sabia. Só não achei que ia funcionar de novo. E rolou também o estilo arrumadinho do Justin – de novo… Tem como não gostar disso?
.

ps: não me animo na-da para escrever em seguida de um post com zero comentários, tá? Só tô postando mesmo porque é… o Justin e eu bem tava com saudade de coisas novas dele.

Bye bye, Michael.

qui

Todo mundo sabe o quanto ele afundou nos últimos tempos. Sabemos dos deslizes de sua vida pessoal. Sabemos de tudo isso (e vimos inclusive pela tv), mas ele definitivamente vai ser lembrado mesmo é como rei do pop. E, sim, o grande responsável pela consolidação do videoclipe com seu Thriller, de 1982.

Michael Jackson is gone and it feels like I just haven’t had enough.

.
Como um senhor disse na CNN“ele fez pela música o que Tiger Woods faz pelo esporte, o que Martin Luther King fez pela política e o que Oprah Winfrey faz pelas mulheres”.
.

TMZ deu o furo jornalístico da morte do Michael e muita gente duvidou por ser um site de fofocas. Eu acreditei, afinal o sensacionalismo tem limite. Seria a morte deles (inclusive com processos do próprio Michael, se sobrevivesse) se divulgassem uma notícia falsa deste nível. Os outros veículos se mantiveram em alerta apenas para não confiarem piamente numa única fonte, ainda mais quando se trata de um “site de fofocas” mal visto. Isso é ética, e foi ética tanto da parte dos outros veículos de aguardarem, quanto do TMZ, que teve coragem de falar a “verdade dolorosa” e acabou surpreendendo por isso.

… E o pessoal de San Francisco lá do Twitter ainda não se deu conta do quão importante se tornou. Primeiro, esta semana, quiseram fazer uma manutenção num momento crítico para a situação política do Irã. Hoje, o sistema não agüentou a overdose de posts diante da morte de um astro pop. Está  mais que na hora de dar um UP nos servidores, não?  Talvez, no meio de tanta futilidade (e eu me incluo nisso), o twitter tenha virado mesmo uma utilidade pública.