Nasce o novo clipe de Lady Gaga

ter

pop com cruzinhas invertidas

Sem aviso, sem teaser e sem estardalhaço prévio, Lady Gaga lança o clipe de “Born This Way”. Mais um vídeo imenso para chamar de curta-metragem e ser o pesadelo de qualquer diretor de programa de videoclipes, que não consegue mais cronometrar as coisas na média.

Cheio de referências gaguianas que já vimos, “Born This Way” bate novamente na mesma tecla, mas com uma mensagem mais clara de renascimento, de nova raça, de titia monster vai dar a mão e te levar, fique bêbado e se jogue.

Quer dizer, enquanto ninguém confirma se Lady Gaga é o anticristo, ela nos engana bem como cantora pop e deve fazer quintuplicar a venda de qualquer coisa envolvendo triângulos e unicórnios rosa esta semana, além de encher mais o bolso com dinheiro do iTunes:

.

Gostei bem do clipe, só tenho umas perguntas:

1 – O que é esse raio de chinelinho/sapatinho/pintura no pé horroroso que ela usa para dançar de biquíni?;
2 – Por que não colocaram cenas mais longas dela e do outro caveira? Achei essas cenas bem mais interessantes que a dancinha com pouca roupa e muita esfregação;
3 – Falando nisso, a “genialidade” de Gaga também relembrou vocês de “Slave 4 U” da Britney e de “Dirrty” da Christina Aguilera, ou foi só eu?
.

mensagem subliminar que virou direta no peito

Para fechar, queria dizer que posso estar me contradizando com relação às críticas que fiz à música antes do vídeo, porque sou altamente influenciável pela indústria do pop. Agora com o clipe, por exemplo, começo a achar “Born This Way” infinitamente melhor.

Só não consigo deixar de criticar porque Lady Gaga quer ser tão, tão criativa que acaba sendo óbvia, mas viciante. Aliás, também não dou muito tempo para estar cantando e dançando junto, mesmo que semana passada eu tenha metido pau no novo hit.

Minhocas na cabeça à parte, também deixo aqui registrado que às vezes acho que quando comprei meu primeiro CD de pop fabricado inseriram um vírus de gravadora na minha cabeça, pronto a ser ativado com qualquer mensagem subliminar. O grito de guerra do momento é “monster” e é só a Lady Xuxa falar que os baixinhos vão atrás.
.

Será? 8)

.