Receitinha para fazer música pop – Modos de Usar

qua

Ooops…! Pop did it again.

Quando dona Ke$ha estourou no comecinho do ano, de cara achei sua “Tik Tok” muito parecida com “The Party”, parceria da Uffie com o Justice, fato que rendeu post por aqui. Pois bem, pouco depois começaram rumores de que ela teria realmente plagiado a outra, mas como toda boa acusaçãoo de plágio termina com discurso de “liberdade de expressão”, não deu em nada.

Capítulo dois: em julho, verão nos EUA, dona Katy Perry me lança “California Girls”, hit chiclete feito especialmente para a época, com toda uma pegadinha ligada ao verão, o que me faz pensar que o pop de lá é o “Rebolation” daqui: feito às pressas, com o único objetivo de fazer sucesso por dois meses e ser descartado em seguida. E, vejam bem, não estou pondo em cheque o trabalho da Katy, simplesmente tenho essa opinião com relação a determinados hits, e este foi um deles.

Um belo dia, comentei sobre isso com o Rafael no carro e logo em seguida ouvimos a música da Ke$ha. Ele, ouvindo com atenção, me disse: “fê, essas músicas são iguais”.  Parei para ouvir com atenção  também e comecei a cantar o refrão de uma em cima da outra e, tcharam, bem semelhantes.

Capítulo três: hoje estava lendo o Papel Pop e vejo num post que alguém descobriu a semelhança de Ke$ha com Katy Perry e ainda enfiou Miley Cyrus na história, com “Permanent December”.

Ouvi tudo e agora acho os caras do Justice ainda mais geniais. Eles ganhariam um bom dinheiro se resolvessem se aventurar produzindo meia dúzia de artistas pop, pois tudo não passa de variações em cima do tema que criaram para a Uffie em “The Party”. Duvidam? Ouçam com atenção:

.

Comparação entre “The Party”, de Justice e Uffie, com “Tik Tok”, da Ke$ha

.

Comparação entre “California Girls” da Katy Perry com “Tik Tok” da Ke$ha

.

Comparação entre músicas de Katy Perry, Ke$ha e “Permanent December” da Miley Cyrus:

.

Adoro música pop e de uma certa forma, com exceção de Miley Cyrus que não me agrada, cantarolo todas estas. A diferença é que algumas coisas são genuinamente boas, enquanto outras são simplesmente, hmm, feitas para serem consumidas à exaustão. Só precisamos é saber disso e ampliar nosso gosto musical antes de dizer que algo é  a “salvação da música” ou muito ruim.

Gostar de uma coisa não impede de entender da outra, e a graça está aí, apesar da falta de novidades ser um pouco desanimadora. A própria Lady Gaga, estouradaça, é apenas uma reinvenção de mil e um elementos que já vimos, mas faz isto muito bem. Gostando ou não do trabalho dela, é insquestionável a forma como ela consegue levar sua carreira. Por fim, pergunto: será que ainda veremos surgir um novo ícone pop que seja de fato capaz de criar? Aguardarei ansiosa.

.

Ke$ha: Modos de Usar

sex

Eu gosto da música da Ke$ha. Acho ela divertida e tal, toda essa montação drunk, (uma coisa meio Lady Gaga encontra Amy Winehouse), e só nunca falei dela aqui porque…  Bem, porque eu sempre vejo nela uma bela cópia da Uffie, que tá aí faz tempo e já fez inclusive parceria com o Justice em “The Party”.

Vida que segue, porque é a dona Ke$ha que está estourada, bombada e outros ada’s e por isso ela mesma se tornou alvo de cópias, versões  e paródias na web.

KE$HA – “TIK TOK”
.

O clipe original já é meio engraçadinho…

.

PARÓDIA DO BARELY POLITICAL
.

… E essa versão é mais ainda, simplesmente porque a adaptação da música ficou hilária, a menina mandou muito bem no lugar da Ke$ha e a família falando “ouohouohhh” vale o play! 8)

Via Papelpop