10 Linhas para: “Pânico 4”

ter

10 Linhas Para: resenhas rápidas e rasteiras para tudo o que der na telha.

.
“PÂNICO 4”

O QUE É: filme de Wes Craven lançado em 2011 em cartaz nos cinemas
QUANTO CUSTA: o ingresso para entrar, ou de graça num torrent perto de você
PÚBLICO: fãs da série de filmes “Pânico”
ONDE VER MAIS? No IMDB.
.
.

EM 10 LINHAS: (não contem spoilers!)

Se Neve Campbell parece só fazer a vítima dos Pânico’s, imagine a coitada de sua personagem, Sidney, que parece não ter mais nada a dizer. Resignada, ela escreve um livro contando como superou tudo e vai a Woodsboro pra lançá-lo. Daí a surpresa: alguém veste a máscara de novo.

“Pânico 4” é um filme ruim, mas sabe quando o filme ser ruim não é ruim? É isso. Wes Craven já é um verdadeiro mestre e senhorzinho do terror e faz uma ode a todos os filmes do qual é fã mostrando também quanta gente é fã de sua própria série “Scream”.

É diversão gratuita com direito ao tradicional final do assassino explicando quais seus motivos para fazer tudo aquilo (motivo pelo qual eu sempre curti a série: ela é, de uma certa forma, real). O único problema é que o filme não sabe se ri de si mesmo ou se faz uma crítica nada original aos jovens de hoje. Eu teria preferido se ele só tivesse rido de si mesmo.


EM UMA LINHA:

Diversão e sustinhos garantidos, mas muito mais para os aficcionados por terror.

.

ps: Hayden Panettiere está no filme e finalmente perdeu a cara de líder de torcida burra com o novo visual! Por mim, ela usaria esse cabelo para sempre!
.

Não vá morrer por aí: a fotografia de Holger Pooten

ter

Depois de ver estas fotos de Holger Pooten, é bom ter cuidado…

O fotógrafo que já fez campanhas para a Nike, Adidas e clicou editoriais para a Vogue, tem chamado atenção com seus projetos pessoais. Original e criativo, ele gosta mesmo é de fotografar (ou manipular) o momento exato em que as coisas acontecem, desde um vaso quebrando até uma pessoa prestes a sofrer queimaduras de enésimo grau.

Como o clima é de dia das bruxas, separei fotos com uma beleza um tanto mórbida:

Continue lendo →