Guia de Viagem: 10 dicas para Buenos Aires

sáb

Depois de ter mochilado pela Europa e ter feito um guia resumido de como se programar para ir para lá, resolvi que o post sobre Buenos Aires teria o mesmo formato e aí já conto um pouco da minha experiência também. Vamos viajar? ;)

Entre os dias 13 e 19 de novembro de 2010 estive em Buenos Aires e encontrei um clima ameno, um trânsito intenso, mas tranquilo, e uma população que adora Lula e, por consequência, Dilma. Nossa política é tão importante para eles que foi tema de papo com muitos taxistas e atendentes de hotel, assim como pauta de muitos jornais que peguei na mão por lá.

Neste post, pretendo resumir um pouco da minha experiência na cidade e passar algumas dicas básicas para quem pretende viajar.

O relato não vai ser super detalhado, pois minha viagem foi, atenção!, bastante calma. Viajei em companhia da minha mãe e também não pude fazer  o “passeiozão” pelo delta do Rio Tigre porque fui assaltada. Mas, vamos lá que eu vou explicar um pouco dessa história por partes…

.

1. COMO MONTAR SEU ROTEIRO PARA CONHECER BUENOS AIRES?

DSC06376

cartão postal

Buenos Aires se tornou um destino bastante visado por brasileiros não só pelo charme e proximidade da cidade, mas principalmente por ser barato ir para lá. Com isso, uma infinidade de pessoas tem postado dicas “incríveis” por aí, mas eu já começo pedindo para ter cuidado.

Ultimamente, muitos turistas tem se preocupado mais em viajar para lá e não parecer turista do que realmente conhecer o lugar e esse é um erro absurdo! Não preciso nem dizer que, obviamente, todo mundo saberá que você é turista, fora que as dicas ótimas dos outros podem não ser ótimas para você e isso você só vai descobrir chegando lá. Portanto, antes de querer conhecer os points de “insider”, é preciso fazer um bom city tour, ver o tradicional show de tango e por aí vai.

Como as pessoas tem viajado bastante para a capital portenha por conta própria, acho interessante ver guias sérios de viagem. Não é preciso descartar as diquinhas legais dos outros, mas ter algo sério em que se basear é uma ótima ideia.

Eu, que já havia viajado para lá antes, programei mais ou menos o que queria fazer usando o “Guia Quatro Rodas – Buenos Aires” e foquei em conhecer coisas novas da cidade. Decidi que queria um estilo de viagem leve e fiz o procedimento padrão: abri os mapas e fui escolhendo que bairro conhecer em cada dia.

Para montar a sequência, é legal ver as datas que eventos especiais acontecem em cada bairro, como por exemplo a feirinha de San Telmo, somente realizada aos domingos.

Ao todo, passei 6 dias completos na cidade e creio que seja um excelente tempo para conhecer tudo, mas como é pertinho para nós brasileiros (e barato!), é um bom destino para feriados prolongados também!

Continue lendo →

Restaurantes, golfe e curling – Imagens da Semana

qui

Como vocês acham que eu saio demais pra comer, vou começar esse combo com o melhor das últimas duas semanas falando de esporte, tá? Aí quem não quiser dica de comida boa, pode fechar depois. heheh

.
CURLING

Claudinha Stocco, Alê Ferreira, eu, Dani Koetz e Lia

Há longas duas semanas, quando São Paulo ainda tinha inverno e não tinha o mesmo índice de umidade que o deserto do Saara, joguei tentei jogar curling no evento promovido pela Neutrogena.  A marca está trazendo para o Brasil o Norwegian Formula, um creme super hidratante feito a partir de uma receita caseira norueguesa, portanto nada mais natural que botar a galera para ficar no gelo e provar que o creme manda bem até em mãozinhas judiadas pelo frio.

Eu e outras lindas fomos até o Shopping Eldorado e nos aventuramos no gelo tentando ser atletas das olímpiadas de inverno. A pista de curling (infelizmente) não está mais lá, pois o evento foi só até o dia 22 e a anta aqui esqueceu a data, mas o que vale é a intenção: a organização foi ótima e trouxe a equipe canadense de curling  para dar instruções, além de termos papeado com a Lynn, capitã da seleção de curling norueguesa.

E, bem, eu cheguei lá achando que ia ser o maior bolinho porque tinha visto o episódio de Simpsons em que até o Homer consegue jogar, masss não foi bem o que aconteceu. Vejam só, comecei a carreira no curling rindo com a galera  e terminei assim.  Bem, para ver todas as fotos da inauguração e conhecer as regras do esporte, cliquem aqui e aqui.

.

GOLFE

Logo depois de testar o curling, testei o golfe. Fui na seletiva do Trident Golf Connections e, apesar de não ter passado, me diverti muito. Eles selecionaram três pessoas que competirão em equipes numa espécie de golfe na cidade, sendo que a vencedora ganha uma viagem! Como não fui escolhida, estou torcendo – muito! – para a equipe que pode ir para a Bali, representada pela Galantini! Go, go, go, girl! 8)

Durante as competições estes sortudos vão andar por São Paulo no Fiat 500. Dá só uma olhada nesse painel xuxu:

Foi amor à primeira sentada. Adorei o carro. Pequeno, chique, fofinho, tem sky window e câmbio automático. Será que a Trident me manda um de prêmio de consolação? hehehe

.

PARIS 6

Um belo almojantar foi a melhor forma de conhecer o Paris 6 para mim! Eu e o Rafa chegamos no bistrô 24h no finzinho da tarde e fizemos refeição completíssima, com tudo o que tem direito. Abrimos com pastéizinhos de queijo brie (!), seguimos para os pratos e eu encerrei com uma das melhores sobremesas que já comi: um tradicional e delicioso crepe suzette.

Foi tão, tão bom que não vejo a hora de voltar no restaurante. Inclusive, se eu fosse francesa, eu teria mordido essa sobremesa e me lembrado do doce sabor da infância nos campos verdinhos do sul do país… <3 Resumindo: puro amor! Provem e deliciem-se: tem muita opção para todos os horários do dia, já que o restaurante nunca fecha! ;)

.

WAKAI

Perdão pela foto horrorosa, mas… Estávamos à luz de velas, na área externa do restaurante! Fui no Wakai Sushi com o Rafa e adorei o rodízio, especialmente porque tudo é bem honesto, considerando o preço. Apesar da fachada não ser muito convidativa, o Wakai fica ali no olhinho do furacão, pertinho da agitação da Augusta e é uma ótima pedida para comer e imendar uma balada ou um bar mais agitado, como o Sonique ou o Volt. Com relação ao rodízio, meu destaque vai para o temaki e para o rolinho primavera (foto).

.

GENERAL PRIME BURGER

Eu adoro o General Prime Burger, mas até hoje só tinha ido na unidade do shopping Market Place. Finalmente conheci a matriz da rede, no Itaim, e adorei sentar no andar de cima, só para ficar olhando a cozinha. Enquanto esperávamos os deliciosos sandubas, eu e o Rafa ficamos brincando de adivinhar os pedidos que iam ficando prontos. E para fechar, uma boa notícia: mais uma lanchonete da rede será aberta na Rua Oscar Freire!

.

Mori Sushi, noite no Alley, General Prime Burger, compras no Ebay, Cherryculture e presentes – Imagens da Semana

qui

Bastante coisa essa semana! Meu destaque vai para os restaurantes, já que ambos estão na minha lista de favoritos! <3

.
MORI SUSHI

O Mori Sushi é um dos meus restaurantes japoneses favoritos em São Paulo e na foto estão os sushis on fire servidos durante o rodízio. Jantei lá com o Rafa na semana passada e comemos horrores! A comida é deliciosa e a mistura entre cozinha japonesa tradicional e elementos contemporâneos é perfeita. As entradas quentes merecem destaque  e, apesar de não ser tão oriental assim, não deixe de experimentar o queijo coalho na brasa com mel. Sim, mel! Imperdível.

.

ALLEY CLUB

@alley club

mais fotos no flickr

Minha noite de sábado começou no Alley Club – e, portanto, começou bem. Não sou de ir sempre nos mesmos lugares e apesar de vocês acharem que não, saio pouco para a noite. Em todo caso, se eu pudesse eleger minha casa favorita da cidade, seria a Alley.  Lá é moderninho, rústico, tem um preço ok, galera sossegada e  dá o gostinho bom de ouvir só o que você gosta do começo ao fim.

No sábado, calhou de ter uma galera esquisita por lá, do tipo que arranja discussão porque caiu uma gota de uísque no chão (borrrring). Ao invés de se instalar uma confusão, eis que os seguranças resolveram tudo rapidinho e tomaram uma atitude bastante original: perguntaram se os envolvidos não gostariam de conversar. Achei digno!

.

GENERAL PRIME BURGER

Almoço do domingo foi também num dos meus restaurantes favoritos! Eu e o Rafa comemos no General Prime Burger e apesar de ser só a segunda vez que fomos lá, posso considerá-la uma das melhores hamburguerias que já fui. É simplesmente tão bom que não é preciso ir tantas vezes para ter essa opinião. E, olha, eu nem experimentei o milk shake de nutella ainda… Dizem que é o paraíso no canudo! Fica para a próxima visita.

.

EBAY

Comprei no Ebay este estojão de pincéis de maquiagem com o já famoso “velhinho chinês”, que costuma dar descontos para as leitoras do 2 Beauty! Fiquei um pouco apreensiva de não chegar, mas confiei nas mil e uma avaliações positivas dele e mandei ver. Depois de quinze dias, o meu pacote chegou, lindo, são e salvo, com produtos de altíssima qualidade, melhores até do que eu estava esperando. Também recebi dois lápis de olho de brinde! Recomendadíssimo.

.

CHERRYCULTURE

… E minha encomenda na Cherryculture também chegou! Esmaltes coloridos para ver se embarco na onda (leia-se, para ver se aprendo de vez a pintar as unhas), uma paleta de sombras smokey da NYX, uma de tons nude da LA Colors, sombras em pó da NYX e um curvex, também da NYX.

.

PRESENTE!

Para fechar, só queria o mostrar o kit fofo que a Johnson’s me enviou, com Carefree, SempreLivre, O.B.,  hidratante, massageador e uma bolsinha térmica rosa (que está aí embaixo de tudo!). Recebi o mimo como parte de divulgação da promoção “Todo Dia é Dia de Cuidar de Você”, que está sorteando R$ 2 mil em compras todos os dias, um carro todo mês e outras cositas más. :D

Em busca dos domingos chuvosos

sex

Scarlett Johansson, “Lost In Translation”

Domingos, sábados ou feriados, mas para ficar perfeito, eles tem de ser chuvosos. Eu não gosto de chuva, pra falar bem a verdade, odeio. Uma chuva é capaz de destruir meu dia, mesmo que eu não me ensope nela. Só que é fato que se eu ganhar um beijo embaixo dela até molhar as meias, vou ganhar o dia. Vai entender.

Dias chuvosos são aqueles dias de filme, em que você se imagina com um short de algodão, uma blusa de malha folgada, bonita e confortável. Trança no cabelo e um chá quentinho na caneca. Um bom livro, uma rede, uma poltrona, um sofá e pensar na vida. Ou então uma folha de canson A3, um ipod recheado e muitos lápis para desenhar, porque em domingos chuvosos todo mundo desenha bem.

Também é dia de comer bolinhos de chuva, de comer pipoca em baixo do edredom, de ficar acordada, acompanhada, sem sair da cama e estar muito feliz por isso. É dia de dar uma olhada em fotos antigas, naquela caixa do guarda-roupa e quem sabe aproveitar pra fazer uma faxina rápida nas gavetas.

Dá pra pegar uma reprise do programa favorito, ver uma pancada de DVDs, assar um bolo que demore horas para ficar pronto, fazer uma sopa deliciosa e nada light ou pedir sushi pelo telefone, porque está chovendo, é claro. É um bom dia pra cuidar da sua hortinha caseira, ou de começar uma. Ou de plantar um pézinho de feijão com o seu melhor amigo menor de dez anos.

Os dias sagrados e chuvosos são quase como feriados, mas que infelizmente terminam em segunda-feira, porque tudo que é bom dura pouco, e o que é muito bom, menos ainda.

Domingos chuvosos, na verdade, podem cair até em dias úteis. Só sei que preciso encontrar os domingos chuvosos nos dias ensolarados mais vezes. Quero essa calmaria de ficar quieta fazendo tudo ou nada, esse primetime. Essa paz.  Tô querendo.

(E se aqui fosse frio o suficiente e só chovesse congelado, eu também faria anjinhos na neve.)

Fantasiar não faz mal.

seg

.

Ele é corinthiano. E como todo bom corinthiano, adora, sofre e chora futebol.
Ela resolveu voltar a torcer. Assim, só de vez em quando – e para o São Paulo, é claro.

Ela adora moda e compra tudo o que vê pela frente quando o dinheiro sobra.
Ele até que sabe se vestir, mas agora resolveu aceitar um cachecol.

Ele é ciumento e sabe mais do passado da cozinha do que deveria.
Ela já foi, aprendeu a não ser mais, mas acha bonito o cíume dele.

Ela coleciona DVDs.
Ele também.

Ele não gosta de ser fotografado.
Ela é insistente.

Ela diminuiu 2cm do salto pra não ficar da mesma altura.
Ele não vê problema nenhum em desfilar o orgulhinho um pouco mais alto.

Ele prefere o cabelo dela ondulado.
Ela não vê graça em tanto frizz.

Ela gosta de cabelo compridinho.
Ele tem mania de cortar.

Ele sempre esteve ali, ela não viu.
Ela sempre esteve ali, ele não viu.

Ela gosta de PC.
Ele odeia mac.

Ele gosta de café.
Ela ama.

Ela adora sushi.
Ele topou tentar esse lance de peixe cru.

Ele só toma coca-cola.
Ela, só da zero.

Ela adora pizza de calabreza.
Ele também, mas sem cebola.

Eles adoram halls preto.


Não estou apaixonada, mas isso não me impede de fingir que estou por alguém que não existe. Ainda.