Mixtape: músicas para correr – e para dançar, pular e se mexer!

sex

Toda vez que coloco os pés na academia me pergunto como eu seria capaz de treinar (e ter resultados) sem o meu celular: controlo a alimentação com o app My Fitness Pal, depois armazeno como foram as minhas corridas com o chip da Nike no tênis e o aplicativo Nike Plus e, é claro, sem a música eu não sou ninguém. Entro em desespero só de pensar que posso ter esquecido o fone em casa, porque sem uma coisa bombando no ouvido logo cedo, tenho certeza que rendo muito menos.

Por isso, finalmente chegou a hora de fazer uma mixtape com músicas para correre para se exercitar, de uma forma geral, é claro! Se você não corre ainda e tem vontade, não desanime: pouco a pouco você chega lá. Desde meu desabafo aqui, comecei a usar os apps, aumentei a disciplina e já atingi metade da minha meta. E o mais importante: sem neura, sem maluquice e sem passar fome. ;)


.

Como vocês vão sentir, essas músicas partem do aquecimento até um grande punch final e o desaquecimento. É realmente o que tenho ouvido agora na esteira de todo dia e tentei incluir músicas novas bacanudas para animar. O sprint é mesmo em “212” da Azealia Banks: já estou a todo vapor e antes de botar o coração pra fora, só foco em ficar com o corpo da negona gata! rs

Então, levante este traseiro gordo e dê o play: 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

1. Charli XCX – You (Ha Ha Ha)
2. Friendly Fires – Hawaiian Air
3. Kris Menace & Miss Kittin – Hide
4. Sam and The Womp – Bom Bom
5. Ke$ha – Warrior
6. The Young Professionals – D.I.S.C.O.
7. Kat Graham – Put Your Grafitti On Me
8. Icona Pop – I Love It
9. Kreayshawn – Go Hard
10. Azealia Banks – 212
11. Santigold – Disparate Youth

E um recado da pessoa mais descrente do planeta, até pouquíssimo tempo atrás: devagar e sempre já é melhor que não fazer. No fim das contas, você vai agradecer por ter tomado esta atitude por você!

se o Ryan Gosling tá pedindo, dê 5 minutos de atenção!

Veja o clipe de Will.I.Am e Britney Spears, “Scream & Shout”

qui

Tá aí mais um dance farofa provido por Will.I.Am pra gente dançar: “Scream and Shout”, em parceria com Britney Spears!

Britney botando o clubinho pra fritar

Os dois estão super lindinhos e glamurosos no clipe e Will deve ter encomendado com a cantora um registro um pouco mais maduro do que o que ela já costuma usar em suas músicas. Não sei vocês, mas eu não lembro de ter ouvido alguns desses graves saindo da boca da Brit. Pode até ter auto-tune, mas né? Mas me pareceu voz de mulherão e acho que ela deveria usar mais. #palpites

.

O clipe é simples, tem cenários futuristas e aposta na edição maluca para construir a história do clube pegando fogo, porque eles são muito hot dançando e tal. Diversão pura!

Planeta Terra 2012, a edição da mulherada: Imagens da Semana

qua

Entre um show e outro curti o camarote do Palco Indie graças à gentileza da Gol. Obrigada pelo convite! Para ver tudo o que já contei nesta tag, clique aqui.

.

a vista do camarote!

Já fui em Planeta Terra que poderia se chamar “Planeta Strokes”, em outro que poderia ganhar facilmente o prêmio de “lineup da vida” e fui neste, nesta edição 2012, que pode ser facilmente lembrada como “a edição da mulherada”. Não teve para ninguém: foi o girl power que garantiu a energia de shows como o do Garbage e o do Gossip

Beth Ditto chamou todas as atenções, Shirley Manson arrancou choros e suspiros e, entre amor & ódio, Azealia Banks mostrou para muita gente que veio pelo menos para incomodar. Fora tudo isso, ainda teve a fofurice de Little Boots, uma das primeiras artistas de eletropop que comecei a curtir láá atrás, junto com a Yelle. Faz tempo e tem história, mas ouvi o primeiro CD dela “Hands” de cabo a rabo no repeat por pelo menos um ano e foi uma delícia ver a gatinha bem de perto!

Little Boots: uma lady!

Dando uma volta pelo festival, vi trechinhos ainda do Maccabees, do The Drums e até mesmo do Garbage; só uma pena que perdi as músicas que curto pra valer do grupo, mas ainda assim valeu a pena.

Pouco depois, veio Azealia Banks. 10 minutos de DJ e show de meia horinha da moça já fizeram o povo querer arrancar as calcinhas. Vale o parênteses: Azelia tem apenas um EP lançado, clipes lindos e uma mixtape recheada de música boa, mas também de muita coisa conceitual que não cola em festival. Daí a escolha de esquentar o povo e entrar só pra arrebentar, algo que ela já fez lá fora e que funciona já que o tempo para causar é curto.

Azealia Banks: perucona e o top que brilha – e que não deu certo

Nos bastidores rolaram boatos de que a nova-iorquina deu uma de estrela, mas no palco sinceramente isso não veio à tona. Foi só música boa e um fôlego desgraçado para entregar as notas e o rap sem parar de mexer as pernocas um só segundo. Achei de tirar o chapéu. Só incomodou mesmo o probleminha que a gata teve com o figurino; algo deu errado com o top cheio de “luzinhas” e toda hora ela virava para o DJ para arrumar, fora que saiu do palco segurando o peitinho e com cara de ponto de interrogação depois que o áudio falhou por alguns segundos para a plateia. Bizarro! Vai se benzer, diria a minha avó. hehe

Só sei que depois dessa apresentação, dona Banks me ganhou mais ainda e já tô até com ciúmes do tanto que ela vai estourar. Digo e repito: Rihanna que se cuide.

Beth Ditto simpaticona e seu Gossip

E então, Beth Ditto e o Gossip. Nem ao menos considerei dar uma ouvida no Kings of Leon, porque perder esse espetáculo de voz e personalidade ia ser imperdoável. Beth entrou no palco já dando uma ~zoada~ para aquecer o público, brincou de falar “Oi Oi Oi” e apresentou o grupo como sendo o Kings, que tocava lá do outro lado. O povo já começou a rir e antes de outra piada, Beth mandou mil e um “deixxxculpa” por ter cancelado outras apresentações por aqui. E mandou ver na sequência.

Beth tomou goles e goles de caipirinhas e cervejas, arrotou duas vezes, cantou sem perder uma nota pulando pelo palco descalça e ainda achou espaço para homenagear outros artistas no meio de suas próprias músicas. Rolaram trechinhos de Nirvana, Michael Jackson, Ramones, Madonna e até Lady Gaga, de quem ela disse que é fã (só não saquei se foi ironia! hehe).

Foi extremamente divertido e fiquei pensando que, sei lá, uma cantora de timbre parecido como a Adele jamais seria capaz de fazer aquilo. Beber e soltar o gogó na sequência com tamanha precisão não é apenas difícil, é simplesmente arriscado e pode danificar a voz. Mas, ó,  a Beth #vidaloka não estava com medo algum e ainda se jogou pra plateia no fim do show: saiu dando selinho no povo.

Só amor pra ela! <3

.

E O LOOK!

E, rá!, mais uma vez uma roupa confortável para ir em festival. O dia estava chuvoso e a probabilidade de lama era alta, logo fui de bota, calça pra não sujar as pernas e joguei um casaquinho muito, muito leve por cima da blusa, só pra não tomar ~friagem˜. rs Os créditos das peças seguem depois das fotos e o coturninho é mais um achado da viagem! Yey! <3

Jaqueta e blusa: H&M; jeans: 7 For All Mankind; coturno: Necessary Clothing;
colar: Ebay (vendedor xiaojion)

. 

Loirinhas do Nervo se jogam na balada em novo clipe

qua

Liv Nervo toda lindinha no vídeo

Já falei sobre as Nervo sisters neste post e elas acabaram de lançar mais um vídeo para por no curriculum, “You’re Gonna Love Again”:

.

As irmãs gêmeas, lindas, bem vestidas, DJs, compositoras and cantoras fizeram uma produção em clima de balada para a música que parece uma mistura de David Guetta com Avicii, mas com uma letra fofucha para as meninas curtirem muito.

A fórmula do house chiclete vai fazer você dançar de cara, mas a parte ruim é que isso não parece em nada com a personalidade (ainda que pop) que as meninas mostraram em “We’re All No One”. Não por acaso, já tinha ouvido esta música nova na noite e no rádio e não tinha ligado as vozes às artistas.

Em todo caso, realmente curti essa música, mesmo não sendo original, só que pelo que ouvi das moçoilas em algumas colaborações e comparando com a música anterior, eu realmente esperava muito mais para um segundo single.

 E você, o que acha? Dá pra ouvir ainda ou já enjoou esse jeitão de fazer música?

.

Azealia Banks toda “mulherona” no clipe de “Liquorice”

qua

Azealia fucking Banks e seu “Liquorice”

É “novidade da semana passada”, mas como eu estava na correria de trabalho no SPFW, estou me atualizando agora e tenho que reproduzir aqui também o novo vídeo de Azealia Banks.

O novo clipe é de “Liquorice”, primeira música de trabalho oficial do CD da gata, o “1991”. Sim, é chocante, mas ela só tem 21 aninhos e bota esse tanto pra quebrar. O clipe tem todo um clima western, às vezes tosco, às vezes chique, mas na maior parte do tempo é realmente um cenário perfeito para ela mostrar a que veio e fazer uma produção orgânica, ao ar livre e com fotografia muito, mas muito caprichada:

.

Dica -> quem não tinha colocado fé na Azealia naquele ooooutro post, favor rever seus conceitos. Ela é uma das cantoras mais legais da atualidade!

No clima do fim de semana com o Bonde do Rolê

sex

sente o drama!

Já passa das 20h, então já é final de semana para muita gente. Logo, nada melhor que dar o play no novo clipe do Bonde do Rolê, “Kilo”. Confesso que curtia só algumas coisas da banda antes, mas depois desse clipe, me declaro oficialmente ansiosa pelos próximos lançamentos! rs

A música super divertida faz parte do novo álbum da banda, “Tropicalbanal”, que sai no dia 26 de junho. “Kilo” deve ganhar mil e um remixes junto com o single e é uma verdadeira mistura safadinha de funk com miami bass e country music proporcionada pelo trio super divertido e pelo DJ, produtor AND gatão Diplo:

.

Quem curtiu Diplo bancando o super pimp e jogando fruta na mulherada? o/ hahaha Esse álbum de tosqueira-bacanal-dançante promete!