Um dia especial…

seg

… Porque eu peguei a Radial Leste dirigindo pela primeira vez (e dirigi mais do que em toda minha vida);

… Porque eu me bronzeei;

… Porque eu começo aqui uma etapa muito especial;

… Porque comprovei que eu realmente sei muita coisa;

… Porque foi um domingo incrível de 12 horas de gravação do meu primeiro grande curta-metragem  totalmente elaborado, de fio a pavio.  Pouco me importa se isso é interessante para vocês, o fato é que hoje foi a minha primeira grande gravação e eu quero guardar isso pra sempre. E, bem, queridos: as primeiras 12 horas de claquete, gritaria e correria você nunca esquece. Principalmente se você acumular as funções de produtora executiva, diretora de elenco, contra-regra, diretora de cena e acabar dando pitacos na continuidade. Tudo-ao-mesmo-tempo.

Cena 12, take 5.

Cena 12, take 5. Ainda.

Vendo a continuidade e explicando a ação para os atores (e para nosso extra especial, Gravata).

Preocupada. Olha essa cara!

Alías, só suportei essa data ridícula nas fotos porque quero realmente guardar este dia. Além disso, mamãe quem pôs (típico, não?). Mamãe fotografou, ajudou e ainda deu pinta de figurante. Para quem não sabe, ela também é atriz, só que neste curta eu só tinha papéis masculinos, então ela apareceu apenas pra dar uma mãozinha no segundo plano… Muito obrigada, mãe!

O nome do curta? “Destino: sub.; masc.”, em breve no youtube: em teasers e em trailer, com participação especial do meu querido Gravataí Merengue . Aguarde.

ps: Exatamente semana que vem terei mais um dia especialíssimo na minha vida: estréio no teatro profissional, com direito à Guia da Folha e tudomais. Já falei que se sair naquela revista reaça semanal na Veja, eu vou me achar, vou recortar, escanear e mostrar por aí. Dá licença que eu to passando, tsá?! E divulgo tudo aqui, é lógico.

Top 10 2008

sex

… Porque é irresistível fazer resoluções de ano novo.

1 – Evoluir profissionalmente
Aproveitando a onda 2007 de crescimento contínuo, quero fazer o que realmente curto: apresentar/locutar pra valer. Vejamos…

2 – Montar um musical na formatura do teatro
Me formo atriz profissional em junho e tudo o que mais quero é finalmente montar um musical. Depois de 7 anos de canto lírico e 6 peças semi-profissionais no Macunaíma (sendo que na última eu fiz um homem bem feito e dos mais machos), acho que mereço finalmente ser uma DIVA à la Satine, do Moulin Rouge.

3 – Dirigir os trabalhos na faculdade
Já fiz alguns curtas, mas nunca fiquei na direção propriamente dita – em muitos casos eu simplesmente atuei, pois o tempo era curto e assim nos pouparíamos de um casting lento e demorado. Quero colocar meu último trabalho no youtube. Mas, enfim, vem um trabalho grande pela frente em que não há papel pra mim como atriz e será necessário uma boa direção de atores. Já que eu tenho toda essa expériência no teatro, acho que sou uma das mais indicadas para dirigir. :P

4 – Emagrecer/Academia
Essa tá na minha lista há eras (uns 6 anos – nunca acho que tô no peso ideal) e se tornará realidade pelo menos da metade do ano em frente, quando começarei a fazer aulas de dança, depois de me formar no teatro. Se possível, uma musculaçãozinha, mas sem se matar, pois estudando e trabalhando não sobra muito tempo, não. :P

5 – Sair mais com os amigos
Essa negligência vai ter fim, principalmente por estar solteira agora. Querendo ou não, quando estamos sozinhos curtimos mais as outras pessoas e é isso que eu mais quero. :) – essa é uma resolução fácil de cumprir agora!

6 – Voltar para as aulas de música
Tive de parar com o piano/violão/canto quando comecei a me preparar para o vestibular, mas agora já estou sentindo uma falta imensa. Pretendo voltar às aulas assim que terminar o teatro, junto com a dança. :) Muitas matrículas pela frente…

7 – Viajar para o exterior
Existe uma forte probabilidade de eu ir para os Estados Unidos de novo esse ano. Tomara! Tenho alguns planos (segredo! hihi) e um parente bem legal por lá pra me dar uma mãozinha.

8 – Fazer/cumprir minha lista de filmes
Sempre fico em dívida com os filmes. AAA! Não dá mais! Lista já, ver todos já. Sem mais atrasos.

9 – Realização pessoal? Me amar mais e me criticar menos.
Isso é sempre necessário e não se trata de narcisismo, o que às vezes é pura insegurança, mas sim de me permitir mais, confiar mais em mim. Quando se é perfeccionista (e chata, confesso), qualquer erro ou conquista não realizada se torna um problemão. Depois de muitos sucessos esse ano, tive sim algumas derrotas e perdas, e tenho de aprender que nem sempre tudo está ao nosso alcance a qualquer momento. Parece fácil, mas introduzir isso “na vida” é difícil, pelo menos pra mim, que nunca fui de me contentar com pouco…

10 – Atualizar mais isso aqui.
É auto-explicativo, né? É! :D