Sem carão e sem salto: Michi Provensi fala da estreia do programa Móv3l na MTV

ter

É difícil aceitar e se re-apaixonar por algo quando ele muda da água para o vinho. A nossa MTV quentinha e cheia de paradas de clipes está mais do que morta e enterrada: é simplesmente parte de um passado que não faz mais sentido, com tanto à disposição online.

Aí veio a MTV na versão “canal pago”: mais gringa, bem enlatada, mas ainda cheia de planos. Depois de fazer versões nacionais de formatos gringos como o “Are You The One?” e comemorar o sucesso de originais como “Papito in Love” e o incrível derivado “Adotada”, no ar em sua segunda temporada, está na hora de esquentar um pouquinho a programação.

movelmtv_michi2

Luitha Miraglia, Michi Provensi e José Trassi, de “MÓV3L”

Para quebrar o gelo, a MTV quer sair do estúdio para circular num motorhome sensacional, procurando a única coisa que a internet não dá: experiências reais. O canal estreia nesta quarta, dia 5 de agosto, o programa “MÓV3L”, em que três jovens rodam por São Paulo em busca de novidades e, porque não, aventuras. Feirinhas gastronômicas, festivais de música e eventos de moda certamente vão aparecer por lá – e às vezes coisas que podem estar acontecendo do lado da sua casa e você não faz ideia. Quem nunca, não é mesmo? Passei por isso esse fim de semana, aliás.

No comando do programa estão os apresentadores José Trassi, Luitha Miraglia e a já figura carimbadíssima da moda e da noite, Michi Provensi. Depois de lançar o livro “Preciso Rodar o Mundo – Aventuras Surreais de uma modelo real”, Michi parece que foi descoberta por outros olheiros: os do entretenimento. Fez turnê por vários programas de TV falando de seu livro e ganhou um programa de música eletrônica com a Skol, o “Beats Show”. Agora, quer ainda mais abrangência: “a MTV vivia nos meus sonhos! Estou realizando um grande sonho de trabalhar com comunicação”.

Será que Michi é das nossas e também já pediu música no Disk? Aposto que sim! No dia do lançamento do programa para a imprensa, bati um papo com ela.

movelmtv_michi3

Michi: “Era meu sonho poder falar com todo mundo”

Tem alguma coisa da sua experiência como modelo que você leva para o programa? Algo que você aprendeu, por exemplo, convivendo com muita gente num espaço tão apertado quanto o de um motorhome?

MICHI: Ah, dos três aqui eu sou a mais acostumada a passar perrengue. Não tem banheiro no motorhome, por exemplo. Como modelo, tô acostumada com estruturas precárias. Você vai fotografar, sei lá, no deserto e não tem onde fazer xixi. Quem vem de televisão tá acostumado com mais regalias. A moda é roots, só tem glamour na foto.

Continue lendo →

Concorra a ingressos para o tributo ao Legião Urbana*

sex

UPDATE: A promoção está encerrada! Quem vai curtir o show no dia 29 é a Sarah Galantini e no dia 30 as sortudas são a Aline Penha Lima e a Anne Rego. Parabéns, meninas! A produção da Fiat vai entrar em contato com vocês pelo e-mail de cadastro! ;D

vamos? vai ser genial!

Nos dias 29 e 30 de maio, o Espaço das Américas, São Paulo e o Brasil inteiro vão reviver uma das fases mais frutíferas e encantadoras do nosso rock n’ roll.

Na bateria, Marcelo Bonfá. Nas guitarras, Dado Villa-Lobos. E nos vocais deste tributo à banda Legião Urbana, Wagner Moura, o ator mais prestigiado da nova geração. O show é promovido pela MTV e já está com ingressos à venda, mas você pode concorrer o seu aqui no blog!

O FAKE-DOLL em parceria com a FIAT, uma das patrocinadoras do evento, convida você para ser um CORRESPONDENTE FIAT. Para participar, demonstre porque você merece ser um correspondente Fiat no show respondendo à pergunta: por que a Banda Legião Urbana é tão importante para você? (fácil, hein!)

Os donos das três melhores respostas ganham um par de ingressos para curtir as apresentações dos dias 29 e 30/5, sendo que temos em jogo um par de ingressos para o dia 29 e dois para o dia 30! No show, os correspondentes irão registrar o tributo com fotos e twits usando a hashtag #correspondentefiat. O material produzido vai para a fanpage da FIAT, para mostrar para todo mundo como foi a emoção de estar nesse show tão especial!

PARTICIPE!

Para concorrer aos ingressos do show tributo ao Legião Urbana, preencha o formulário abaixo com seus dados, siga a fanpage de Fiat e o Twitter @FiatBR!

O resultado será divulgado através de um update neste post nesta segunda-feira (28) a partir das 14h. Capriche na reposta e a gente se vê lá! :D 

*Todas as informações do concurso e o regulamento completo estão disponíveis clicando aqui.

*Este post é uma permuta.

A versão musical de “Crepúsculo” no Oscar

seg

James Franco e Anne Hathaway apresentando o Oscar 2011

Apesar de Anne Hathaway ser fofa e esforçada para divertir, James Franco estava mais parado que a estatueda do Oscar e sentimos falta de uma pessoa um pouquinho mais divertida para jogar com Anne. E olha que opções não faltavam, não é? Justin Timberlake, Jude Law, Robert Downey Jr. e  Jake Gylenhaal poderiam ter sido opções melhores, quem sabe.

Como a dupla certamente não foi memorável no quesito humor, creio que um dos momentos mais hilários do Oscar foi a transformação de vários filmes em musicais. A melhor versão? Certamente a musiquinha feita com “Eclipse”, da saga “Crepúsculo”:
.


.

Participação hilária para uma série que só ganha prêmios “pra valer” no MTV Movie Awards, né? 8)

.

“Skins” na MTV: será?

ter

duvido que essa festa vai ser tão boa quanto as de Bristol!

Antes era só um boato que ninguém confirmava direito – agora é uma realidade, com teaser e data de estreia. A série britânica e politicamente incorreta “Skins” (a única que acompanho fielmente!) terá uma versão na MTV norte-americana:
.


.

A primeira temporada será rodada em Baltimore e terá 10 capítulos. A previsão de estreia é janeiro de 2011 e,  apesar do trailer nos mostrar o que parece uma baita cópia piorada, o produtor da série Bryan Elsley já falou que não vai ser bem assim: “apenas o início de ‘Skins USA’ será similar e então a série se tornará bem diferente da britânica! Estamos com escritores americanos com histórias americanas. A maioria dos jovens aqui nunca ouviu falar de ‘Skins’”. Assim esperamos.

Para quem não conhece o programa, recomendo um play no teaser da festinha britânica. Aproveite também Nicholas Hoult como eye candy. ;)

MTV, “Encontro Explosivo”, D-Edge, Melograno, Applebee’s e overdose de chocolate – Imagens da Semana

qui

Posso ignorar a outra semana que não teve “Imagens…”? Posso, porque essa foi muito melhor! Vamos às fotos:

MTV

Sexta-feira passada dei entrevista para a querida Marina, repórter do “Scrap MTV” e apresentadora do “Fiz Na MTV” ao lado do também fofo Borbs. Foi super legal, falamos sobre blogueiras de moda que tiveram sua imagem roubada por grandes marcas de roupas e também sobre as grifes que souberam fazer trabalhos com meninas da web de um jeito bacana, vide Forever 21. A entrevista foi ao ar na terça-feira e estou aguardando ansiosamente a matéria entrar no ar, aí mostro aqui também!

.

“ENCONTRO EXPLOSIVO”

Segunda-feira fui à pré-estreia de “Encontro Explosivo”, com a dupla dinâmica Tom Cruise e Cameron Diaz. Depois da química dos dois no drama “Vanilla Sky”, foi fácil perceber que eles mandariam bem nessa comédia mistura com ação misturada com uma leve pitadinha de romance. O filme é bem divertido e vale para assistir sem pensar, comendo pipoca e rindo principalmente das cenas em que a personagem de Cameron resolve falar a verdade.  8)

.

D-EDGE

@d-edge

Sexta-feira, Rafa e eu fomos à D-Edge e nos jogamos ao som de Baris K, DJ turco que comandou a noite. Bom, a casa dispensa apresentações, né? Tem um dos melhores sons de São Paulo, o after hours é perfeito para quem curte eletrônico e o público só tem gente bonita, elegante e sincera. E aqui deixo um special thanks para o Vini que nos deu vips para a noite! Obrigadão, querido! :D

.

MELOGRANO

Sábado dei uma passadinha no Melograno e, mais uma vez, me deliciei com as 29389283 mil opções de cerveja. Pedi esse chopp da Bamberg e beberiquei nos copos da galera, tudo em prol de uma boa degustação.  Uma pena que não tinha o chopp Wälls, triplamente filtrado e também denominado por mim como a bebida dos deuses em cor dourada e com espuma. Para quem gosta de cerveja, é o paraíso.

.

APPLEBEE’S

Na terça, um jantarzinho no Applebee’s do Shopping Eldorado fechou a noite. Depois destes maravilhosos smoothies (que é uma das grandes “graças” de lá em relação ao Outback), comemos absolutamente bem e, enfim, saímos rolando. Para ser original, optei por mostrar as bebidinhas e os copinhos decorados. rs

.

LACTA DELICE: OVERDOSE!

Ontem à noite, cheguei em caixa e encontrei uma bela caixa com seis barras do novo Lacta Delice. Já tinha provado o chocolate na casa do Rafa por acaso e, olha, é simplesmente de-mais. Tá pau a pau com chocolates importados e tem um recheio cremoso que parece mousse. Se você curte chocolate com avelã, não hesite: vá direto pelo de avelã! É incrível!

E o girl power? Será que eu sou louca?

sex

Justin Bieber.

Vamos pensar nessas manias teen. Justin Bieber, Restart, Cine, Luan Santana, Fiuk, colíros da Capricho e sabe-se lá quem vem na próxima semana. Na minha época tinha Backstreet Boys, ‘N Sync e 5ive e a  gente estava contente. Também teve o Twister, que no fim foi uma leve brisa, mas nem coceguinha fez. Bom, nunca fui maníaca por nenhum, então não conseguia gritar ou soltar a franga quando um mero clipe passava na televisão.

Tive amigas dessas que choravam pra comemorar o Nick loirinho no primeiro lugar do Disk e eu achava uma grande babaquice já naquela época. Quer dizer, por que raios dar bola pro Nick se o importante mesmo era saber se Spice Girls iam terminar mesmo? Poxa, isso sim ia mudar o mundo! Seria o fim do girl power – e, pelo visto, foi o fim do girl power.

Outras bandas adolescentes lideraradas por meninas surgiram, Lady Gaga vem provando toda sua força, mas nada que atinja de fato a mente de pequenas pimpolhas saindo das fraldas e entrando nos absorventes.

a família Restart que não desiste nunca encontra seus ídolos

Conheci os meninos do Restart e o Luan Santana por conta do trabalho e juro que não entendo. Restart tem a questão da música não ser aquelas coisas, mas vou te dizer que ao menos eles são muito, muito simpáticos. São honestos, estão ali tentando pra valer. Já Luan Santana, não. Para bem atendê-lo, creio que seria preciso de duas salas grandes, uma para ele, outra para seu ego, já que com apenas dois anos de carreira ele se refere a si mesmo em terceira pessoa.

E o Justin Bieber, então? O bebezinho é fofo, mas tenho um pouco de dó das garotas vendo tanto potencial sexual no astro que canta “Baby, baby” num clipe em que se esforça para protagonizar cenas de sedução com uma garotinha – sem sucesso. Aliás, com tão pouca idade, será que o Justinzinho estava afim de toda essa atenção voltada para sua masculinidade? E, enfim, será que ele também estava afim de ser questionado sobre ela em entrevistas com a mamãe do lado?

Esse certamente não é o caso dos meninos-colírios. Federico Devito, Dudu Surita e Caíque Nogueira viraram sensação sem prometerem ser talentosos, sem vender a imagem de artistas – e se agora eles se tornarem, pouco importa. Tornou-se uma demanda do público que os levou ao topo.

Vejo tudo isso e ainda estou para entender qual é a desse público, dessas meninas que se dedicam a votar nesses clipes, que choram quando a banda aparece na televisão, que vibram com cada twitada do seu ídolo, que adotam o sobrenome do líder da banda como se fosse seu. Quer dizer, hoje dá pra ver tudo no Youtube eternamente, será que elas se emocionam a cada vez que dão o play? Será que elas reúnem as amigas em frente ao computador para cantarem juntas de olhos marejados? …

Por que, hein? Me respondam. Quanto ao Fiuk, até entendo um pouquinho o porquê do hype. Este sim faz mais o tipo homem de verdade, sedutor, músico, o cara mais bonito da banda da escola, carinha de cafajeste e etc., tudo isso embalado com um papel de presente que já embrulhou muitas gerações, a “Malhação”.

Só que ainda prefiro o girl power. Sou muito mais a identificação positiva, de mulher para mulher Marisa, do que essa paixão platônica que serve unicamente para as meninas criarem príncipes encantados mentais que não estão por aí na banda da escola. E, bom, o Fiuk nem é tudo isso, vai? Ou é? … Sou louca?