NaturaNós, Marakuthai e C&A: Imagens da Semana

sex

Para ver todas as outras coisas que contei nesta tag, acesse aqui.

NATURA NÓS

@naturanós

mais fotos do Natura Nós no flickr

Sábado passado, dia 16, rolou o festival Natura Nós na Chácara do Jóquei em São Paulo. Diversas atrações se revesaram entre os palcos Ar e Água da tarde até a noite. Ansiosos para ver Air, Jamiroquai e Bajofondo, Rafa e eu deixamos para ir à noite e, apesar de termos curtido os dois últimos, acabamos perdendo o Air.

O trânsito na região estava in-su-por-tá-vel e infelizmente só ouvi “Playground Love” de dentro do carro no estacionamento. O único consolo foi não termos pegado a chuva que bagunçou a programação no final da tarde. :(

@naturanós

look de guerra pra show

Quando finalmente adentramos o recinto do festival, começava a rolar o show do Móveis Coloniais de Acaju. Também estávamos curiosos para vê-los, mas sei lá o que raios aconteceu, que a banda resolveu queimar seu maior hit já na abertura da apresentação e o buraco entre a pista VIP, que ficou meio vazia, e a pista normal acabou matando a animação.

Ouvimos algumas músicas e resolvemos ir conhecer o resto da festa, como a praça de alimentação, que estava super organizada, as lojinhas, o banheiro com hidratante natura (!) e o bar, obviamente.

@naturanós

Bajofondo Tango Club

Daí sim veio o melhor: Bajofondo. Ficamos coladinhos na grade da pista normal e vimos os argentinos e uruguaios da banda botarem fogo no palco. Creio que foi o show mais *feliz* que já vi. Sério. A banda estava absolutamente empolgada em estar ali e isso passou de uma forma absurda para o público. Ao final, parte da galera subiu no palco para pular com o grupo e o rapaz do acordeon deu até selinho numa fã! 8)

Para fechar a noite, Jamiroquai, atração mais esperada. Aí sim ficamos bem longe do palco e sem a menor possibilidade de chegar pertinho. Foi um pouco triste, porque a animação da pista VIP deixou a desejar e hits bem legais parecem não ter ecoado até a turma do fundão, principalmente porque o som não estava tão bom quanto poderia. Uma pena.

Valeu mesmo por Bajofondo Tango Club. Fiquei apaixonada pela banda e quando eles fizerem outro show por aqui, irei com certeza.

.

MARAKUTHAI

Eis que fiz um ano de namoro com o Rafa! <3 Como caiu em uma bendita segunda-feira, acabamos saindo para um jantar delicioso e não nos prolongamos muito. O lugar escolhido? O Marakuthai, que já falei por aqui.

Tomei um delicioso suco de tomate, ele pediu água de coco aromatizada (muito boa!) e mandamos ver em cumbucas thai, que você pode ver na foto. O namorado pediu de filé mignon, eu de camarão e lula. Ambas são absolutamente deliciosas e exóticas, dependem apenas do seu paladar. Só digo que estou para comer camarões melhores do que os deles, viu? Hmmm!

.

C&A FLAGSHIP STORE

Então fui conhecer a tal da Flagship Store da C&A no Shopping Iguatemi. Trata-se da loja conceito da rede, super bonita e organizada, com mini estações temáticas. Todas as coleções assinadas por estilistas serão encontradas por lá, assim como as novidades mais bacanas da estação.

Das mil e uma araras da linha Maria Bonita Extra, acabei comprando só um vestido, que é molenga e não ficou bom fotografado (quem sabe um dia visto e tiro foto? hehe). Também trouxe para casa uma pulseira, um escapulário e uma saia com volume no quadril, que incrivelmente é a primeira peça com este tipo de caimento que ficou bem em mim. Uma incrível contradição àquela velha história que ronda a C&A: tudo é  bonito no cabide, nada no corpo.

Como estava muito curiosa e fui para lá direto do trabalho, só estava com o celular para tirar fotos e desisti, mas o pessoal do Bazar Pop fotografou e explicou tudo direitinho. Vale a visita, especialmente se a C&A mais próxima de você nunca traz essas coleções especiais. Eu adorei e com certeza vou voltar: é a melhor loja da rede!

.

Cabelo, restaurantes e mimos – Imagens da Semana

sáb

Antes tarde do que nunca, o “Imagens…” desta semana! Para ver todas as outras dicas e coisas que contei nesta tag, acesse aqui.


CABELO NOVO


Podem culpar minha fisioterapia e a manhã no cabeleireiro pelo atraso do post! hehe A fisioterapia já está chegando ao final, mas como vocês poderão ver na próxima foto, meu cabelo não só já estava gigante quanto pesado, e eu implorando por uma mudança finalmente fui no salão mudar. Faz muito tempo que uso franja longa ou curtinha, então quando finalmente consegui deixá-la crescer, hesitei muiiito em cortar de novo. Pois ontem cortei e valeu a pena!

A responsável pela mudança foi a Gisa, ótima cabeleireira do Studio W do Shopping Anália Franco. Já tinha tosado outras vezes com ela e dessa vez deixei ela definir o corte, sem influenciar muito. Ficou super legal e já estou apaixonada pela franja (de novo! hehe). Em breve posto mais fotos que mostrem melhor, porque tirei essa correndo no carro e não dá pra ver as mil e uma camadas do cabelo.

.

STELLAS, STELLAS, STELLAS


Terça-feira fui com os brothers Rex e Mark num evento da Stella Artois aprender a tirar chopp! E, ó, só digo uma coisa: se eu não tive talento para o curling ou para o golfe, descobri que tenho talento SIM pra tirar chopp. Olha só esse colarinho perfeito (e o Mark disfarçando para não sair na foto atrás)! 8)

O evento foi para mostrar para a galera como trabalha um chopeiro e também divulgar a 14ª edição da “copa do mundo” do chopp, a World Draught Meister, que será realizada em Londres dia 28 de outubro e levará um representante dos 30 bares brasileiros que fornecem Stella tirada na hora para competir. Quem quiser provar o chopp da Stella, super leve e saboroso, pode ir em estabelecimentos como o “Bar Anhangüera”, o “MyNy Bar”, o “Bar Astor” e os pubs “All Black” e “Blue”.

.

MARAKUTHAI

No sábado, depois de assistir o belo espetáculo “Ensina-me a Viver”, em cartaz pela terceira vez em São Paulo, Rafa e eu emendamos um delicioso jantar no Marakuthai. Como o próprio nome do restaurante denota, os pratos misturam elementos da gastronomia tailandesa e brasileira e o resultado é indescritível e simplesmente imperdível, fora o fato da chef Renata Vanzeto ser super jovem e mandar muito bem na empreitada.

Na foto, as entradinhas que pedi: um “shot”, espécie de mini sopinha de caldo de camarão, e o “satun”, mariscos e lula no caldo de leite de coco. Para quem se interessou, deixo o recado: barato não é, mas vale cada centavo.

O ambiente tem cara de despretensioso, mas é absolutamente lindo e tão contemporâneo quanto o menu. É uma ótima pedida para levar alguém especial e impressionar com o jantar à luz de velas, mas também é gostoso para ir em mais gente, sentar numa super mesa e tomar drinks enquanto come pratos leves. Recomendadíssimo.

.

BURDOG

Depois de um restaurante phyno, nada como fechar o final de semana no Burdog, né? hehe Donos de uma das melhores maioneses de São Paulo, a lanchonete expandiu ainda mais e inaugurou uma loja mais perto de mim, na região do Ipiranga.

Fãs dos sandubas burdoguenses, Rafa e eu fomos até lá conferir se o padrão das outras unidades estava sendo mantido e, enfim, não só está tudo ótimo, quanto estão caprichando ainda mais para conquistar a clientela local. A loja fica aberta até duas da manhã, então dependendo do seu programa, dá pra dar uma passadinha depois de sair. Espero que ela vire quase 24h como a da Dr. Arnaldo, que vive lotadona até de manhã.

.

#VCEM3D

Para fechar, um mimo incrível que recebi esta semana: o “1001 Filmes para ver antes de morrer”. Na realidade, recebi uma edição especial da obra super limitada. Parte da ação #VCEM3D, o livro virou “1002” e incluiu a produção da Circus Filmes, da qual eu e mais outros interneteiros faremos parte. Por enquanto, sabemos muito pouco, e a curiosidade está nos matando. Taí um arg que ainda vai dar o que falar!

Para entender mais e ajudar a gente a descobrir tudo sobre essa produção cinematográfica maluca, acesse o site e o twitter do diretor, Dado Di Ducchesi.

.