“Feios”: quanto vale ser igual a todo mundo?

qua

futurologia e crítica à sociedade com ar moderninho

Imagine que nossa sociedade chegue ao tal colapso tantas vezes já previsto por obras de ficção. Nosso modo de consumo e de produção se esgota, nossas fontes de energia e sua escassez limam as condições básicas de existência e uma nova geração surge, extremamente regrada, com modelos e objetivos de vida bastante rígidos e restritos.  Tudo  isso, é claro, regido por uma instituição invisível.

Isso te lembra alguma coisa? Pois é. A trama básica de “Feios”, de Scott Westerfeld, não é o que se pode chamar de original, mas vem fazendo sucesso justamente por isso. O autor retoma uma concepção de futuro que  já entrou para o inconsciente coletivo com obras como “Admirável Mundo Novo” e “1984”, clássicos lançados respectivamente em 1932 e 1948 que se tornaram essenciais para quem gosta de futurologia.

A obra de Westerfeld traz novamente a ideia de coletividade que remete ao socialismo, mas a apresenta de uma terceira forma, mais contemporânea e embalada com o formato comercial que ajuda a evaporar os livros das prateleiras. Best-seller do “New York Times”, “Feios” é o primeiro de uma trilogia – que tem tudo para virar filme.

Em Vila Feia, cidade em que a história começa, todos os adolescentes passam por uma operação plástica completa ao fazerem 16 anos, de forma que passam de feios a perfeitos em poucos dias. Depois de mudar de vida, os jovens entram na fase adulta e passam a viver em outra cidade, Nova Perfeição, lugar de festa 24 horas por dia.

Cerca de dois meses antes de seu fatídico aniversário, Tally Youngblood conhece Shay, uma garota que parece saber um pouco mais que a maioria e que, curiosamente, não planeja ser transformada pelos médicos. A partir daí, a jovem mergulha num novo universo e passa a questionar a desejada operação que a deixaria bonita e desejável, mas igual a todos os outros.

Quando a personagem é obrigada por oficias da Circunstâncias Especiais a fugir de tudo que conhece para se tornar perfeita,  a história realmente começa e entramos numa jornada difícil e dolorosa de amadurecimento. A fuga de Tally mostra que nem tudo lhe foi ensinado na escola e abre seus olhos para a organização política de sua sociedade. Afinal, se existe uma polícia política e se todos os seus membros são cirurgicamente alterados para serem mais habilidosos  que um cidadão comum, algo não deve ser tão perfeito assim.

A trama engrena rapidamente na segunda parte, mas antes disso demora a capturar o leitor. Apesar do narrador da história ser onisciente, é como se ele também fosse deste outro tempo, de forma que ele não se apressa para explicar como tudo funciona com energia magnética e não se demora muito descrevendo carros voadores – como voam? porque voam? como são as pistas de rodagem no céu? Ainda quero descobrir.

Além da futurologia interessante para quem nunca leu algo do gênero, o livro traz a tese de que a aparência é uma das grandes razões para a desigualdade social.

No universo de “Feios”, o governo garante as necessidades básicas a todos os habitantes. Todos recebem as mesmas casas,  vão às mesmas escolas,  dormem nos mesmos alojamentos durante a preparação para a operação e, finalmente, recebem a mesma boa aparência.

Depois de sofrer uma bela lavagem cerebral por toda a vida, a população acredita que esta é a sociedade perfeita e que, obviamente, não se pode viver sem uma cirurgia que mude desde a estatura até o tamanho dos olhos, pois no passado a estética era determinante para que alguns conseguissem cargos melhores que outros.

Com uma protagonista absolutamente mais enérgica e ativa que Bella de “Crepúsculo” e contornos modernosos para falar de política e de auto-estima, a série “Feios” tem tudo para ser grande e alcançar um público variado.  A trilogia se completa com os livros “Perfeitos” e “Especiais”, sendo que o segundo já está a venda e o terceiro chega às lojas em março.

Por fim, digo que recomendo. Acabo de começar “Perfeitos” e e estou bem curiosa para saber como será a evolução da protagonista, já que o primeiro livro termina em clima de suspense, com a jovem propondo um desafio a si mesma.

.

ps: quem mais leu? Contem suas impressões – só cuidado com spoilers! ;)

“My Milk Toof” vai virar livro

dom

o livro dos dentinhos de leite mais fofos da internet

Se tem um site fofo e esquenta coração que eu visito há um bom tempo, este é o My Milk Toof. Sim, o nome quer dizer “meus dentinhos de leite” e conta pequenas histórias de dois dentes pequeninos, Icke e Lardee, que vivem aprontando pela casa ou pelo jardim.

Se você não conhece o blog dos dois danadinhos, está na hora, principalmente porque eles vão ganhar um livro em março deste ano, com tirinhas e fotografias inéditas ; Fora o fato dos contos serem uma gracinha, as fotos prometem ser ainda mais lindas e trabalhadas, algo que já é característico do blog.

Só para dar uma ideia do que vamos encontrar nas páginas, olha como os dentinhos passaram o Halloween e o Natal:

Fofo é pouco! ^^

10 presentes de Natal de última hora

ter

Deixou para a última hora? Não teve tempo de correr ao shopping ou esqueceu do mimo de alguém? Essa listinha é pra você: 10 sugestões de presentes de Natal interessantes e rápidos de serem adquiridos, tudo para não deixar passar esta data em branco!

.

O que é? livro “Bilionários por Acaso”, de Ben Mezrich. Conta a história do nascimento do “Facebook” e inspirou o premiado filme “A Rede Social”
Onde? Submarino, Americanas, FNAC ou outra livraria online ou offline mais próxima de você
Presente perfeito para: aficcionados por internet que vão querer saber mais sobre o nascimento do “Facebook” e sobre business online. Vale para o seu amigo íntimo ou para o amigo secreto da firma que você só sabe que é viciado em internet.
Quanto? Ente R$15,50 e 29,90, segundo o Buscapé.

O que é? dock da Hello Kitty para iPod e iPhone
Onde? no site ou na loja física da Imaginarium
Presente perfeito para: amigas ou namoradas de até 30 anos que gostem de ouvir música e que tenham um dos gadgets citados (claro!)
Quanto? R$479,00

O que é? estojo de maquiagem Natura Una, com um quarteto de sombras, um blush e dois batons
Onde? com uma consultora Natura ou na loja online da marca
Presente perfeito para: mulheres que gostem de maquiagem e para uma amiga secreta que você não conheça tão bem. Poucas mulheres não iriam gostar de receber este estojo (tenho e recomendo!)
Quanto? R$105,00

O que é? kit contendo um perfume eau de toilette Calvin Klein CKIN2U e um desodorante stick da mesma fragrância
Onde? na Sacks
Presente perfeito para: pais moderninhos e namorados
Quanto? R$199,90

O que é? batedeiras de silicone divertidas
Onde? loja online Segredo do Vitório
Presente perfeito para: aspirantes a chef: amigos, tios, primos, mães ou pais que gostem de cozinhar. Certifique-se disso antes de dar o presente: nada mais deselegante do que dar algo “para a casa” quando a pessoa não se liga nisso
Quanto?
R$79,90

O que é? bolsa de tecido e couro
Onde?
no site ou na loja física Shoestock
Presente perfeito para:
mães – especialmente para as que carregam muita coisa!
Quanto?
R$299,90

O que é? camisetas divertidas para meninos e meninas
Onde? na loja física ou no site da Banca de Camisetas
Presente perfeito para:
crianças que adoram ganhar brinquedo – mas vão achar usa ruma camiseta divertida (e mais barata para o seu bolso) como esta
Quanto?
R$35,00

O que é? box com a trilogia “Toy Story” em DVD
Onde?
no Submarino ou qualquer outra loja de CDs e DVDs de dua preferência
Presente perfeito para: fãs de animação e “crianças-grandes” que cresceram ao longo dos três filmes (leia-se turminha dos 20 e poucos anos)
Quanto? R$54,90

O que é? coleção com as 10 temporadas de “Friends” em um só box
Onde?
no Submarino ou em qualquer loja de CDs e DVDs de sua preferência
Presente perfeito para:
fãs maníacos do seriado (e não são poucos!)
Quanto?
R$249,90

O que é? um dos jogos que mais tem causado bafafá para o Kinect no XBox 260, o game “Dance Central”
Onde?
em qualquer loja de games e eletrônicos
Presente perfeito para:
gamers que já possuam o sensor Kinect. Não corra o risco de dar presente pela metade, hein?
Quanto?
entre R$134,10 e R$165,96, segundo o Buscapé

.

E lembre-se: se for comprar em alguma loja online, certifique-se que o produto chegará na sua casa até sexta-feira antes de efetuar a compra! ;)

Promoção de Natal: livro da Prada

sex

Promoção encerrada. A vencedora é a Lívia Cunha! Parabéns, o prêmio será enviado para o seu endereço.

que tal um livro grifado de Natal?

Lançado em 2009 e embalado no famoso couro exclusivo da maison italiana, o livro “Prada” conta a história da grife desde sua criação em 1913 e traz mais de 3.800 fotos importantes para ilustrar todos esses anos de luxo e glamour.

A convite do Bolsas de Valor, primeiro site brasileiro de acessórios e bolsas exclusivamente masculinos,  o blog irá presentar um sortudo com esta verdadeira jóia que irá reluzir na prateleira de quem curte moda – e de quem curte uma boa história ilustrada!

Para participar, basta preencher os campos abaixo corretamente com os seus dados, seguir o meu twitter (@loverox) e curtir a página do Bolsas de Valor no Facebook! A promoção é válida até às 23h59 do dia 15 de dezembro e o vencedor será divulgado neste post no dia 16 de dezembro a partir das 14h.

Atenção: se no momento do sorteio o vencedor não estiver me seguindo no twitter ou não estiver curtindo a página do Bolsas de Valor, seu nome será desclassificado e outro sorteio será realizado. Todos os sorteios são realizados via random.org.

Boa sorte! 8)

Cult de boutique

seg

criadora e criaturinhas

De longe, enganam, de perto  – e no tapete vermelho -, encantam.  As clutchs que imitam livros criadas por Olympia Le-Tan tem tudo para virar artigo de desejo entre as famosas que queiram melhorar sua cara de conteúdo, e muitas já até desfilam as suas:
.

Clémence Poésy e Natalie Portman

Feitas à mão por esta francesa que reside em Paris, as bolsas tomam três dias de trabalho para ficarem prontas e reproduzem capas de obras que entraram para a história, ou que simplesmente estão na seção de favoritos da artista. O precinho? É de it bag: na faixa de $1400 na Browns Fashion.

.

Lindas, mas… Será que vale o investimento?

Todo mundo pode ser um escritor?

ter

arte pela arte

É esta uma das questões que põe na mesa o projeto “National Novel Writting Month” (algo como “mês nacional para escrever um romance”).

Qualquer ser humano que saiba ler e escrever de qualquer lugar do mundo pode se inscrever no site e compartilhar suas experiências de escrita com outros usuários do projeto. A ideia é que os participantes consigam assinar um romance com mais ou menos 175 páginas (mais de 50 mil caracteres) até o final de novembro.

A iniciativa tem o objetivo claro de conseguir quantidade e não qualidade, fato que eles inclusive expõem na explicação do “NaNoWriMo”, apelido carinhoso da iniciativa. Quem conseguir atingir o tal número de caracteres entre 1º e 30 de novembro recebe um prêmio simbólico, entra para o setor de vencedores deles e ganha badges virtuais para espalhar por aí.

No ano passado, mais de 165 mil se aventuraram a escrever e, apesar de parecer o tipo de coisa que você larga no segundo dia, mais de 30 mil pessoas conseguiram escrever centenas de páginas.

Quer dizer, não é a sua chance de publicar um best-seller, até porque o site não oferece prestígio nenhum fora uma experiência diferente, mas certamente é uma oportunidade e tanto para se forçar a criar sem amarras e conversar com outros na mesma situação.

Como o próprio site diz, o fato de você estar escrevendo muito e, provavelmente um monte de lixo, te força a abaixar suas expectativas com relação ao resultado final. Preocupação esta que muitas vezes é o que impede (ou atrasa) a conclusão de obras literárias.

E aí, quem topa o desafio? Eu fiquei bem curiosa com esse processo criativo e já me cadastrei, vamos ver no que dá!