Veja o segundo trailer de “50 Tons de Cinza”!

sex

Não sei se você aí tá preparado para ler isso, mas atenção: em menos de três meses finalmente vamos ver na tela grande a passione de Anastasia Steele e Christian Grey! O filme estreia no Brasil dia 12 de fevereiro de 2015 e mais um trailer foi divulgado nesta sexta-feira!

No novo vídeo oficial, revemos algumas cenas já divulgadas no primeiro trailer e conseguimos observar novos detalhes, como o encontro da dupla na loja em que Anastasia (Dakota Johnson) trabalha, os machucados no corpitcho de Mr. Grey (Jamie Dornan), o contrato entre dominador e submissa e um frame de Rita Ora no papel de cunhadinha, sentada à mesa de jantar.

A canção que embala o casal é mais uma vez de Beyoncé: desta vez, trata-se da incrível, absurda e maravilhosa “Haunted”. Para quem não se lembra, o primeiro trailer tinha uma versão especialíssima do hit “Crazy in Love”. E aí me pergunto se não ouviremos mais músicas de Queen B no longa… Só fico aqui pensando se eles não estão guardando “Partition” para as cenas mais picantes. Já imaginou?! Eu já estou imaginando.

ps: Jamie Dornan atualizou as definições de muso com sucesso.

Guia de viagem: três imperdíveis em NY (que eu vou perder)

sáb

Finalmente, as férias! E como o título do post deixa claro, estou indo rumo à Nova York desta vez. Vou ficar mais de 15 dias, fazer coisas diferentes e testar pela primeira vez a experiência de não ficar num hotel ou hostel – e sim, desta vez vou trazer tudo com mais detalhes para cá, com tudo o que esse destino incrível e procuradíssimo merece!

Para começar a conversa da Big Apple, deixo três coisas imperdíveis para se fazer na cidade e, veja bem, as três eu vou perder! Por isso mesmo, esse post é para você que já está na cidade, que está a caminho ou que vai chegar logo depois!

antes de chegar: Jeff Koons no Whitney Museum

Quase 150 obras de Jeff Koons estão expostas no Whitney Museum até o dia 20 de outubro, segunda-feira. A exposição faz um retrospecto do trabalho do artista desde 1978 e encerra com chave de ouro o museu em seu local atual. Depois da exposição o Whitney fecha as portas e faz sua mudança para o Meatpacking District (bairro hypado do Highline Park e cia.). Reabre apenas em 2015.

durante a viagem: o book tour de Lena Dunham

“A voz da geração” Lena Dunham está quase encerrando sua turnê de lançamento do livro “Not That Kind of Girl”. Na série de eventos programados, os looks de Lenda são inclusive comandados pela #girlboss Sofia Amoruso e sua Nasty Gal. Além de ver os figurinos de perto, os fãs podem ouvir a autora e também conversar com convidados especiais.

No Brooklyn, no dia 21, por exemplo, quem está com a atriz e escritora é a colega de elenco de “Girls”, Jemima Kirke (!). Seria fantástico de ir se: 1- não fosse o dia que eu estou pondo os pés na cidade e 2- se já não estivesse tudo esgotado. Pelo menos vou passar na Barnes & Noble mais próxima para comprar tanto o livro da Lena quanto o da Amoruso!

pós-viagem: Alexander Wang para H&M

Esta semana NY já assistiu ao lançamento de uma das coleções mais badaladas de fast fashion de todos os tempos: Alexander Wang para H&M. O grande motivo para tanta expectativa? Conseguir por preços razoáveis o estilo sporty e moderno do estilista, que não parece sair de moda nunca.

As cores absolutamente sóbrias e os tecidos estruturados também são ótimos atrativos e a cidade parou para um desfile estrelado, com direito até a show de Missy Elliott. A coleção chega às lojas no dia 6/11 e dá para imaginar a farra que vai ser na porta da loja conceito da rede, na 5ª Avenida. O lookbook completo com preços aqui. Sim, estou bem chateada de perder isso aqui só por um dia! rs

Trailer oficial do filme “50 Tons de Cinza”

qui

O filme baseado na trilogia best-sellerCinquenta Tons de Cinza” estreia no dia 14 de fevereiro de 2015 (Valentine’s Day na gringa) e finalmente ganhou seu primeiro trailer oficial. Podemos ver Anastasia Steele (Dakota Johnson) e Christian Grey (Jamie Dornan) em algumas cenas emblemáticas do livro e ainda ganhamos alguns segundos para matar a curiosidade do que seria o *quarto vermelho da dor*. Como se não bastasse, tem a música-surpresa de Beyoncé: uma versão especial de “Crazy In Love” (!).

Tá bom, agora dá o play nisso porque JURO que está muito melhor do que a catástrofe que a gente imaginava! Quer dizer, esses minutinhos aí já são melhores que os livros todos. hehe

.

Tá de bom gosto? Sim. Tem fotografia legal? Sim. Vai ter pele? Opa, parece que sim. Vai ter Beyoncé? MUITO! E um Jamie Dornan cheio de olhares enigmáticos…

 

“O Castelo de Vidro”: quando memórias ruins rendem boas histórias

qui

Se houvesse apenas uma palavra para definir a história contada por Jeanette Walls em “O Castelo de Vidro”, essa palavra seria determinação. Quando pesquisei sobre o livro que me foi enviado pela editora, apenas boas referências: milhares de cópias vendidas, centenas (!) de semanas na lista do New York Times, um filme a caminho.

.

Jeanette Walls, jornalista, autora de “O Castelo de Vidro” e “A Estrela de Prata”

Mas a obra conta a jornada de Jeanette e, digamos, eu não sou uma senhorita apaixonada por biografias, devo confessar. Também me incomodei quando li na orelha do livro: “Jeanette Walls escreveu o livro que gostaria de ler, sobre pessoas passando por dificuldades”, ou algo do tipo. Também não sou apaixonada por dramalhões. Só que ok, isso me exclui a leitura de boa parte das boas obras que estão por aí e digamos que não tenho sido a melhor leitora do mundo em 2014. Comecei a ler, sem a menor pressa. E me apaixonei. Com todas as nuances da paixão, o que inclui amor e ódio.

A história da família Walls me comoveu – e como! Mais do que seu próprio conto de infância, neste livro Jeanette narra a história de uma família decadente bem diferente do convencional: um pai bêbado e uma mãe artista inteligentes o bastante para criar filhos supertalentosos e sem pena de si mesmos, porém negligentes o suficiente para deixar os filhos sem comida na mesa, revirando o lixo da escola em busca de restos da merenda alheia.

Sem almoço, sem banho e sem energia elétrica, a família se alimenta de sonhos impossíveis de serem realizados e de aventuras capazes de deixar qualquer pai ou mãe (ou filho!) de cabelo em pé, como dar comida a um animal selvagem, acampar com um bebê por dias num carro ou caçar um estuprador no meio da noite.

Sempre negando caridade e trabalhando duro, Jeanette e seus irmãos deram seu jeito de nadar contra a corrente para ganhar a vida. As atitudes deles são importantes para o grande final, porém a forma como esses passos são dados e o jeito como tudo é contado é que tornam a leitura tão especial.

Você vai se apaixonar pelo pai sonhador e odiá-lo pela irresponsabilidade. Amar a mãe que dá liberdade aos filhos e odiá-la por deixá-los passar fome. Mas, acima de tudo, vai colocar a sua própria história em perspectiva quando perceber que as situações mais traumáticas serão aquelas narradas com um distanciamento ainda mais maduro.

Se a palavra para a Jeanette-personagem é determinação, a palavra para a Jeanette-escritora é transformação.

 

O FILME

Depois de sua mãe se apaixonar por “O Castelo de Vidro”, a atriz Jennifer Lawrence resolveu ler e não hesitou em adquiriu os direitos da obra. O filme deve marcar a estreia da atriz como produtora e também vai trazê-la no papel de Jeanette. O longa será dirigido por Destin Cretton (“Short Term 12”)  e ainda não há data para início das filmagens ou lançamento. Só uma coisa é certa: é bem provável que J Law fique ruiva para o papel e encare muita, mas muita, sujeira pela frente…

.

Além de “O Castelo de Vidro”, Jeanette Walls também se voltou a sua história familiar para escrever “Cavalos Partidos”, sobre sua avó materna. Seu mais recente livro é a ficção “A Estrela de Prata”

 

“O Futuro de Nós dois”: e se você pudesse ler pedacinhos do seu futuro daqui a 15 anos?

ter

booktrailer de “O Futuro de Nós Dois”

O ano é 1996, muitos estão comprando seu primeiro computador pessoal e a AOL é o provedor de internet mais popular dos Estados Unidos. Um CD deles na mão e pronto: você está conectado e pode criar a primeira conta de e-mail da sua vida. Emma e Josh são amigos de infância prestes a experimentar a web pela primeira vez, mas por algum motivo aleatório do universo, eles conseguem acessar o Facebook dali 15 anos. Ao lerem pedaços de suas vidas e das vidas de seus amigos postados em atualizações de status, os dois passam a mexer com o presente tentando melhorar a vida no futuro.

A premissa de “O Futuro de Nós Dois”* é assim um tanto fora da caixinha, mas a relação entre presente e futuro criada pelos autores, Carolyn Mackler e Jay Asher, é interessante e até verossímil. A partir do momento em que os dois personagens ficam vidrados com o que vai acontecer daqui uns anos, vão aos poucos se esquecendo do presente e preferem tomar atitudes para serem felizes só depois.

É claro que não fica explicado porque eles conseguem acessar o Facebook, o que é uma licença poética bem ok, mas não dá para entender como uma das personagens simplesmente desiste de investigar como ela consegue “ver” o futuro na internet. Emma resolve pesquisar o assunto, mas no maremoto de emoções causadas pelo “oráculo” online, acaba deixando pra lá. Não sei vocês, mas acho que isso me intrigaria mais do que o futuro, algo tão volátil. rs

Continue lendo →

Sophia Amoruso: a CEO mais sexy do mundo e os achados que valem 100 milhões de dólares

qui

você nem sabe, mas já adora o trabalho dela

Esta moça bonita da foto é Sophia Amoruso. Aos 29 anos, Sophia foi eleita a CEO mais sexy do mundo pelo portal “Business Insider” em 2013. Tudo começou revendendo roupa usada na Internet, com direito a garimpos até mesmo do Exército da Salvação. E o negócio de Sophia hoje movimenta US$100 milhões por ano.

Você com certeza já ouviu falar do business dela, a loja online Nasty Gal. Se nunca ouviu falar da loja multimarcas com curadoria das boas, agora vai ouvir com certeza: a dona da parada está lançando um livro para contar como fez isso tudo dar certo (mas eu recomendo também uma visitinha virtual à loja, porque é realmente legal!).

O livro “#GirlBoss” chega às prateleiras (e aos kindles) no dia 6 de maio e tem o pretensioso subtítulo de How To Write Your Own Rules While Turning Heads And Turning Profits – algo como: “Como escrever suas próprias regras enquanto chama atenção e lucro”. Patroa de 350 funcionários, Sophia promete contar no livro um pouco do seu jeito “diferente” de liderar. Para ela, por exemplo, é ótimo quando os funcionários discordam, pois isso agrega novos pontos de vista ao negócio.

Já tem até um book trailer bem humorado de #Girlboss:

.

.

Pelo tom divertido e até meio juvenil da divulgação, pode ser que o livro seja uma espécie de “diarinho da chefe”, mas a verdade é que é no mínimo curioso uma obra que promete contar como uma pessoa que saiu de casa aos 17 anos, pulou a faculdade e aos 22 anos começou a vender roupa velha no Ebay, hoje tem um pequeno império de estilo e emprega 350 funcionários.

Em entrevista ao Refinery 29, Sophia contou como era cara de pau na época em que garimpava para pagar as contas. Ela não tinha medo de pedir descontos em suéteres com pequenos furinhos no Exército da Salvação e era capaz de passar horas no bazar procurando preciosidades. Ela menciona que chegou a comprar blazers Chanel por US$8 e vendeu por US$500 ou US$1.000. Parece uma boa margem de lucro, não? rs

.

Sophia e seu #Girlboss

O livro já está em pré-venda na Amazon e não vai ter nenhum conselho sobre como garimpar em bazar. Diz Sophia que quis escapar de um livro sobre estilo para fazer um livro sobre negócios. Bom, se as coisas já iam de vento em popa, agora devem nadar de braçada: a Nasty Gal está prestes a ganhar sua primeira loja física em Los Angeles. Suce$$o!