Receitas, Ping Pong e Café: Imagens da Semana

sex

Para ver todas as outras coisas que contei nesta tag, acesse aqui.

RECEITAS DA LANCHONETE DA CIDADE

Que eu sou fãzona da Lanchonete da Cidade, vocês já sabem – e inclusive já viram diversas fotos das comidinhas deliciosas da hamburgueria por aqui. Então, vou poupá-los da  comida (por enquanto) e mostrar a descoberta que fiz da última vez que estive por lá: as receitas do restaurante ganharam um livro!

Com prefácio divertido de Washington Olivetto,  o “20 Receitas – Lanchonete da Cidade” reúne o passo-a-passo de diversos sandubas gourmet da casa e revela também como fazer uma bela maionese caseira (e como fazer o molhinho de tomate do Bombom!). Claro que dificilmente vai ficar igual porque não temos pão francês para hamburguer em nossos humildes lares, mas ainda assim acho que vale a tentativa.

Logo na abertura do livro, vem também o beabá para fazer um hamburguer perfeito, que carnes misturar e como fritar ou grelhar corretamente. Quero comprar!

.

PING PONG DIM SUM

Comemoração de aniversário para mim começa na virada, até porque nasci num bendito feriado e isso favorece muito. Sendo assim, na noite do dia 11/10 fui com o Rafa conhecer o Ping Pong Dim Sum, restaurante parte de uma rede inglesa que serve diversos pratos “dim sum”, espécie de aperitivo, com inspiração oriental, especialmente tai e chinesa.

O namorado estava com um pé atrás (ele odeia coisas “orientais”) e só deixamos para ir agora porque a data era minha e eu pude escolher – e foi uma besteira, porque ambos adoramos e o lugar é lindo!

O cardápio traz uma infinidade de “pratinhos” fritos, grelhados, assados ou dumplings, bolinhos parecidos com guiozas, feitos no vapor com vários recheios e formatos diferentes. Pedimos, ao todo, sete pratinhos e a quantidade foi excelente para um jantar. Como a lista de drinks de lá é imensa, também vale ir no restaurante para fazer um aperitivo antes da balada. Cada “dim sum” custa uma média de R$13,00 e três servem bem uma pessoa que pretende fazer uma refeição e não só beliscar.

E esta foi a nossa sobremesa: “banana and chocolate spring roll”. Traduzindo e complementando – e explicando o sorvetinho ali ao lado -, “rolinhos de chocolate e banana servidos com um delicioso sorvete de chocolate com pimenta”. Absolutamente bom!

.

NESPRESSO

nespressinha

Sim, agora estou alimentando ainda mais minha mania de café. Graças ao meu namorado e seu presente absurdamente inesperado, agora tenho uma Nespresso automática em casa.

Ganhei vários blends para provar e já elegi alguns favoritos! O fuortissimo longo é ótimo para abrir o dia e tomar uma bela caneca pela manhã e o ristretto, curtinho,  vai bem depois de uma refeição. Vou “estudar mais” os grãos e aí conto por aqui. (e, bem, de presente da mamãe ganhei uma viagem em novembro. E contarei aqui quando estiver mais perto, já que vai render post! 8) )

.

… E MAIS SANRIO 50 ANOS

A exposição de  50 anos da Sanrio no Iguatemi já acabou (quem não foi perdeu!), mas a minha lembrancinha do evento chegou só agora: uma Hello Kitty peludinha feita exatamente para a ocasião. Encarei praticamente como presente de aniversário! hehe.

.

Comidinhas, workshop e show – Imagens da Semana

sex

Misturebinha gostosa de comida e cultura! E, olha, confesso que fiquei muito mais animada para essa tag depois de ver que este é o estilo de post que vocês mais gostam na pesquisa!

PIZZA BRÁS

Absolutamente famosa entre os amantes de comida italiana por ser uma representante quase fiel à pizza servida na terra nostra, a Pizzaria Brás tem carinha de restaurante antigo e um quê de boteco por suas entradas deliciosas (destaque para o pão de calabresa!) e pelo chopinho gelado.

Na sexta, fui lá jantar com o namorado (italianinho meio da fonte, pra quem não sabe) e aproveitamos o Festival Fora de Série, que nada mais é que um cardápio extra de pizzas preparadas unicamente com ingredientes trazidos da Itália.

Devoramos uma marguerita tradicional e eu saí de lá sorrindo de orelha a orelha, pois a massa é leve, o queijo derrete na boca e o molho de tomate é absolutamente de tomate, realmente italiano. Até para quem curte pizzas cheias de trololós, tipo portuguesa, patricinha, tudoquetemnageladeira e variações, vale a pena! Digo de boca cheia, porque também encaro umas trash pizzas nada tradicionais. hehe

.

LANCHONETE DA CIDADE

Vocês já sabem que esta é uma das minhas três hamburguerias favoritas, né? Pois é. Pena que nem sempre tem uma Lanchonete da Cidade perto de mim, porque senão eu ficaria gorda, feliz e falida de tanto comer por lá. O combo aí da foto é um belo Tropicália (também conhecido como meu sanduíche favorito da casa) e um milk shake de gianduia, absolutamente delicioso e inédito pra mim, que nunca havia tomado. Mais uma surpresa boa do cardápio, Lanchonete! Continue assim.

.

BRIGADERIA

Não sou a maior fã de brigadeiros, principalmente porque geralmente comemos uns bem vagabundinhos em festas infantis, porém essa nova onda de “doces antigos atualizados” fez bem a esta classe de guloseima. Confeitarias como o Brigaderia e o Maria Brigadeiro estão super bombadas e consegui provar duas delícias da primeira no final de semana.

Foi uma dificuldade imensa decidir quais eu provaria, no meio deste mundo de opções e confeitos! hehe Fiquei com um de chocolate meio amargo e outro de nutella. Ambos absurdamente incríveis e caem muito bem na hora do café. O de chocolate meio amargo não é tão amargo quanto eu esperava, mas tem aquele gosto de chocolate profundo que toda mulher adora. O de nutella… Bem, nem preciso dizer, né? Aliás, na “Gloss” deste mês a dona do Brigaderia conta como fazer o brigadeiro de nutella em casa. Quero tentar!

.

WORKSHOP

workshop com Terry Border @Galeria 600

@fabiorex na ponta esquerda, @castrezana em seguida,  @danikoetz do meu lado esquerdo,
eu (de rosa), @kittykills ali em cima, @lilianeferrari do outro lado! (mais fotos no flickr)

Na terça, Fabio Rex e eu nos jogamos loucamente com massinha de modelar, arames, cartolina, papel e tesoura no workshop de arte de Terry Border trazido pela Nextel. Montamos uma belezinha de peça com o casal Nextel + Motorola e rimos muito fazendo brainstorm – e pensando em acessórios para a “motorolinha”, assassinada tragicamente na pista de patinação, de óculos escuros e polainas.

.

SHOW

Só para fechar – e dar mais ansiedade – chegaram meus convites para o Planeta Terra! 8)

.

ps: infelizmente vou ter de maneirar nos títulos imensos dessa tag, porque senão ferra este layout novo tão lindinho. hehe 8)

A Chapa, Urban Outfitters, Nico Pasta & Basta e #FestaVivoOn – Imagens da Semana

qui

Antes de começar, preciso falar: vocês me mataram de amor com os comentários no post passado! Estou mais feliz ainda agora! Só para compensar a euforia, esse “imagens…” vai ser meio rabugento, mas com razão.

.
A CHAPA

Depois de algumas idas à A Chapa, coloquei esta lanchonete no mesmo patamar que o Burdog no meu ranking mental de bons lugares para se comer sanduíche. Assim como o Burdog, a “Chapa” tem sanduíches deliciosos e preços justíssimos para você passar lá  a qualquer hora. Existem opções mais incrementadas de lanches, mas o menu não se baseia nisso. Por exemplo, General Prime Burger ou Lanchonete da Cidade já são muito mais “gourmet”, por assim dizer. Aqui não! Estamos falando de um lugar ótimo para se resolver passar para comer rapidinho ou mesmo depois da balada. Na foto, o Danger Max Dog, que inclui as batatinhas, custa o mesmo que um sanduba do MC Donald’s e é muuito mais gostoso.

.

URBAN OUTFITTERS

Assim que li a notícia de que o Urban Outfitters estava entregando no Brasil, corri para o site. Adoro as coisas da loja e foi uma surpresa elevada ao quadrado quando vi que a super promoção deles já havia começado. Feliz da vida, comprei um tênis, um livro e uma camiseta e tentei não ficar ansiosa, já que tinha pedido o frete normal, e costuma demora em torno de três semanas para encomendas internacionais chegarem aqui. Bom, para minha surpresa, eis que tudo chegou lindamente bem embalado em singelos oito dias (!) e dentro do prometido, de 5 a 10 dias úteis. Não sei qual é o segredo do site, só sei que agora minha fatura do cartão de crédito vai estampar o nome da loja muitas e muitas vezes. Aprovadíssimo!

.

NICO PASTA & BASTA

Domingo fui almoçar no Nico Pasta & Basta, aqui perto de casa, no Ipiranga. Já tinha lido sobre o restaurante no Guia da Folha e aparentemente ele foi indicado por trocentos guias “comer & beber” da cidade e também por Amaury Jr., segundo o clipping  deles. Bom, como a casa fica aqui perto e parecia tão boa, Rafa e eu fomos felizes esperando ter uma excelente opção nas redondezas. Lá chegando, constatamos o ambiente incrível e super novo, com um belo pé direito e teto central com iluminação natural, enfim, todo um projeto arquitetônico.

No couvert, comemos uma focaccia um pouco mole demais (e de focaccia o sr. Rafael entende), o que já o deixou meio cabreiro. Na sequência, pedimos nossos pratos, ele um talharim ao ragú de calabresa, e eu, este aí da foto. Cara de apetitoso e fama de carro chefe da casa, mas a crosta de amendôa nas costeletas era tão forte e concentrada e as ervas do macarrão tão amargas, que simplesmente o salgado da carne não alivou em nada. Imaginei que fosse meu paladar, questão de gosto pessoal, e comi porque já estava lá mesmo, mais pela carne do que qualquer outra coisa. Enquanto isso, o Rafael engoliu o almoço dele e também não achou nada demais.

Descontentes, pedimos a sobremesa: tiramissú, para não ter erro. Realmente estava excelente, porém por módicos R$18,00 eu preferia ter ido em outro restaurante. Para coroar a má experiência, o garçom esquece de trazer meu café e saímos do lugar bastante insatisfeitos. Afinal, um restaurante em que a média de gasto é acima de R$80,00 por pessoa simplesmente alguns erros básicos não podem ser cometidos. O mais importante não pode ser a decoração.

Talvez eu volte para levar minha mãe para conhecer. Espero ver uma situação diferente e pedirei um outro prato também. Em todo caso, realmente não agradou. Já fomos em outros infinitamente melhores, e absolutamente mais baratos – caso do Aldina, na Vl. Madalena.

.

FESTA VIVO ON

@FESTAVIVOON - exquisito

Segunda-feira, Rafa e eu fomos na #VivoOn, festa de lançamento do novo serviço de internet da operadora Vivo, que aconteceu simultaneamente em três casas de São Paulo: Sonique, Kabul e Exquisito, restaurante mexicano que foi devidamente adaptado para receber a balada também.  A ideia era super legal no papel: grandes atrações em todas as casas e a possibilidade de circular a pé de uma para a outra usando apenas uma pulseirinha de identificação.

Chegando lá, no entanto, tivemos a impressão de que era gente demais para balada de menos. Com dificuldade conseguimos entrar nas três casas, mas no fim das coisas não conseguimos voltar para o Sonique, onde aparentemente o pessoal se concentrou mais (e onde estavam nossos amigos! rs). A música estava boa, os drinks excelentes e nem no vallet tive problemas, a única pena foi que não aproveitei a festa por conta da própria logística dela, uma vez que um monte de gente se concentrou num só lugar e acabamos travados na rua à uma da manhã.

Resultado? Viemos para casa horas antes do esperado e sem nenhum dos brindes prometidos pela Vivo, já que era preciso entrar em uma das casas para poder pegar. Uma pena!

Campos do Jordão, Lanchonete da Cidade, “Eclipse”, Zara e TPM – Imagens da Semana

qui

Tô indo tanto em hamburgueria que eu deveria fazer um post só sobre isso. hehe

CAMPOS DO JORDÃO


.

Sábado eu e o Rafa saímos cedinho de São Paulo rumo a Campos do Jordão, só para passar o final de semana curtindo um friozinho. Ficamos hospedados na casa de um amigo dele, fizemos um “churrasquinho” no sábado à tarde, saímos pra tomar chocolate quente à noite, ganhei uma beeela jaqueta de couro de dia dos namorados e no domingo passeamos mais um pouco e comemos um fonduezinho enquanto assistíamos México x Argentina.
.

Como foi uma viagem super rápida, não tenho muitas dicas para dar, maaas se forem para Campos do Jordão eu definitivamente recomendo o chocolate quente cremoso da Montanhês Chocolaterie, uma cerveja + qualquer comida (porque tudo lá é bom!) no Baden Baden e uma passadinha na loja da Inverness, grife de meias do sul. As meias deles são tão lindas e estilosonas que nem o Rafael resistiu comprar! 8)

.

LANCHONETE DA CIDADE

Terça-feira tive uma noite do tipo que posso dizer “perfeita”, porque saí do trabalho, encontrei o Rafa e fomos assistir “Eclipse”. O filme é muito melhor que os outros dois primeiros da saga “Crepúsculo”, o que ainda não significa ser excelente no mundo cinematográfico (e nas minhas humildes listas de favoritos), mas já é um longa que garantiria uma bela diversão na sessão da tarde. Fora que tem Robert Pattinson, claro – e vou comentar sobre o filme com calma também depois.

Antes do cinema, jantamos na Lanchonete da Cidade e eu finalmente experimentei o Bombom, o lanche ‘carro chefe’ da casa que, sei lá porque, eu nunca tinha experimentado. Tenho mania de pedir sempre as mesmas coisas em restaurantes e finalmente consegui quebrar este padrão para comer um belo bombom com queijo e maionese à parte. Delicioso sanduíche e, bem, acho que ir na Lanchonete da Cidade é sempre bom.
.

ZARA

Ainda na terça, para reforçar o aspecto legal da noite, fomos na Zara antes da Lanchonete da Cidade e do cinema. Encontei algumas coisas legais e também esta camiseta total “Balmain inspired” na cor e modelagem. A diferença é que enquanto a camiseta da marca custa absurdos $1700, eu paguei cem vezes menos por essa aí: um preço de dois dígitos tão rídiculo que é  impublicável. hehe Para quem quiser ir atrás, foi na Zara do Cidade Jardim.
.

TPM

Acho que nunca falei de chocolate duas vezes no mesmo post – e acho que mal falo de chocolate aqui -; mas para tudo há uma primeira vez. Fui comprar um secador de cabelos no submarino e me deparei com a seguinte promoção: secador + caixinha de Lindt por apenas 10 dinheiros a mais que só o secador. Claro que peguei com chocolate, né? Estou de TPM e me fiz um favor devorando estes bombons hoje.

Enfim, se você nunca comeu do Lindor, COMA. É a dica do dia de uma mulher que está numa tpm praticamente inflamável. :evil:

“Despertar da Primavera”, Sapatonline, Natação, Neu club, Lanchonete da Cidade – imagens da semana

qua

“Imagens…” de uma semana até que bem agitada… 8)
.

“DESPERTAR DA PRIMAVERA”

Sexta-feira fui com o Rafa conferir a estreia em São Paulo do musical “Despertar da Primavera” , campeão de indicações ao prêmio Shell do ano passado por sua temporada no Rio de Janeiro. Baseada na obra de Frank Widekind, a peça é mais uma produção Broadway-Brasil com adaptação de Charles Möeller e Cláudio Botelho, dupla que se especializou em produzir e adaptar musicais por aqui, e é responsável por boooa parte dos espetáculos do gênero que entram em cartaz no país, como “Sweet Charity”, “O Fantasma da Ópera”, “Noviça Rebelde”, “Avenida Q”, “My Fair Lady”, “O Rei e Eu”, “Les Miserables” e etc.

Como era de se esperar, portanto, é mais uma adaptação de qualidade, com elenco bem escolhido  (Pierre Baitelli, Letícia Collin e Malu Rodrigues) e excelente direção musical. Na história, um jovem casal tenta lutar para ficar juntos enquanto  descobrem o sexo e enfrentam todos os desafios da adolescência na Alemanha do início do século.

Recomendo, especialmente para adolescentes que gostem de musicais! Apesar de ser polêmico e ter cenas memoráveis (imagine ver uma masturbação no meio de um musical!), eu pessoalmente prefiro dramas como  “Fantasma da Ópera” (e espero ver “Cats” no Teatro Abril em breve).

Para maiores detalhes da peça, acessem o site, onde dá até para baixar as músicas do espetáculo!

.

LANCHONETE DA CIDADE

Jantei na Lanchonete da Cidade com o Rafa no sábado à noite e reconfirmei meu amor pela dupla batata rústica + sanduíche Tropicália, como vocês podem ver nesse vídeo que o namorado fez de mim.

Para quem não sabe o que vai neste lanche, dá uma olhada no cardápio e dê uma mordida antes de dizer que meu gosto é exótico, tá? 8) Até hoje não experimentei o Bombom por lá porque não consigo abandonar meu Tropi, que para mim é uma das melhores coisas que já provei numa hamburgueria.

.

NEU CLUB

voltando da Neu.
Voltando pra casa, de headband e make acabada.

Nunca tinha ido na Neu e adorei o clima inferninho + bar aberto, bem despretencioso. Lá você pode tanto sentar numa mesa ou num bancão e ficar tomando cerveja e papeando, quanto ir pra pista se jogar. A casa é simples e fica na região da Barra Funda. Vá para se divertir e gastar pouco vendo gente elegante. E um lembrete: eles não aceitam cartões!

.
Continue lendo →