Estudio M, Shoestock e livros – Imagens da Semana

qui

Se às vezes tenho a impressão de que passei a semana inteira indo a restaurantes, desta vez tenho a impressão que fiz a farra do cartão de crédito com livros (!).

.
ESTÚDIO EMME + I LOVE POP

Sábado foi dia de se jogar loucamente no Estúdio Emme com a “I Love Pop”, festa carioca que veio pela primeira vez para São Paulo. Ao som de dona Katylene e companhia, dancei como nunca (juro!) e chorei de rir quando tocaram “O Canto da Cidade”. Sim, da musa baiana Daniela Mercury! Quer dizer, pode parecer horrível, mas foi tão genialmente engraçado – e inesperado – que depois dessa só posso dizer que, por favor, quando tiver outra I Love Pop em São Paulo, me chamem! rs

Quanto ao espaço Estúdio Emme, achei bem ousado e diferente, principalmente por ser uma iniciativa da Loja Emme, que é do mesmo grupo da Cori e da Luigi Bertolli (e tem roupas ótimas e super modernas, aliás). A única parte que não curti mesmo foi o menu de bebidas, muito curtinho. Precisam aprimorar e dar mais opções para os freqüentadores urgentemente. De resto, a casa é rústica, diferente e não cobra caro, portanto uma ótima pedida para ir sem ficar pensando se você tem mesmo nome na lista.

.

SHOESTOCK

Mais uma compra na Shoestock, e dessa vez no número certo. Muitas botas de lá estão em promoção e arrematei esta de camurça para mim, curtinha e com um saltinho tranquilo para bater perna no dia-a-dia. Estou usando a bendita neste exato minuto e recomendo! Esta foi minha terceira compra no site e o atendimento é ótimo.

.

LIVROS (sim, muitos!)

Foram muitas aquisições na semana, tudo para sanar a fúria que ando sentindo de devorar livros. Comprei “Feios”, série de ficção que promete muito e eu quero ver se cumpre, e “Diários de Carrie”, porque sim, sou fã de “Sex And The City”, mas não li os livros, portanto queria ter uma ideia de como é a escrita de Candace Bushnell sem ter de rever fatos que já vi na série.  Qual dos dois leio primeiro? Alguém aí já leu algum deles?
.

Moda, moda, moda: gosto do tema, e comprei “Moda do Século” para ter um belo livro de referências em casa. O fato é que a obra fala tanto de estilo de vida e cultura em torno da moda em si, que vou acabar lendo e relendo muitos capítulos. Só o prefácio já é apaixonante e te faz querer ficar horas mergulhada nesse mundo.

Já o “Entre Tramas, Rendas e Fuxicos”, recebi de presente da Globo e é uma verdadeira viagem pelos figurinos de todas as novelas da emissora. Depois de conhecer o Projac e sendo uma admiradora confessa de direções de arte bem feitas, pirei relembrando figurinos como o da Babalu e o da Hilda Furacão.
.

Para fechar, sim, comprei esse belo box com os dois Alice’s. Li “… No País das Maravilhas” emprestado da biblioteca e comprei “… Através do Espelho” num sebo, portanto já estava mais do que na hora de ter uma encadernação linda pra chamar de minha.

Sei que muita gente acha besteira hoje em dia, mas eu gosto mesmo é das coisas físicas. Não curto ler no computador, gosto de ter CDs na prateleira, livros lindos para tocar, grifar e anotar coisas enquanto leio. Fazer o que, né? ;)

.

SPFW – Fatos do dia 2 (featuring Paris Hilton)

sex

Então né, não vou falar sobre ontem porque já é quase uma da manhã e amanhã (hoje!) levanto cedo para um desfile fora da Bienal. Logo, sou filha de Deus e preciso descansar a mente e os meus queridos pés que me aguentaram o dia inteiro. Masss tá aí, algumas observações do dia pra quem queria:
.

Claudia Leitte grava cenas de “Ti Ti Ti” com Ingrid Guimarães: mini tumultinho porque Claudia move um pessoal. Ticiane Pinheiro estava perto na hora e acabou não recebendo tanta atenção.

Máquina do café consertada é motivo de fila na sala de imprensa, porque a maldita tava quebrada desde ontem e quem tá trampando o dia todo precisa de gás extra. Alô, cadê as meninas do energy drink da temporada passada?? Estamos com saudades, bjos!


@ SPFW Verão 2011

Entrei no desfile da Ellus e achei essa passarela exótica: meninos só desfilaram de um lado, meninas só de outro. Depois inverteram e essa tela ficou no meio da passarela o tempo todo. Achei lindo, mas também achei que prejudicou a visão do pessoal. Vi gente que entrou no lado “mais das meninas” querendo cobrir moda masculina. Ruim, né?

PPPPAAAARIS

A PARIS É DIVA. Se existe uma pessoa exemplo de reconhecimento pelo que faz, é a Paris. Afinal, ela não faz nada e tem muito reconhecimento. Imagine se a danada atuasse bem, que loucura?  De qualquer forma, ela tem um belo rostinho de boneca e um corpo hot.

Flash mobs na televisão – Modos de Usar

seg

Flash mob é o termo utilizado para denominar as tais mobilizações relâmpago organizadas secretamente (ou não!) pela internet. Depois de fazer sucesso na gringa com gente dançando no metrô ou indo de cueca para o trabalho, os flash mobs foram parar na televisão – o que, para mim, significa perder a espontaneidade e portanto, todo o sentido.

Afinal de contas, uma coisa é cobrir um flash mob, outra é produzir tudo do começo ao fim e espalhar câmeras por todos os lados. 8)
.

BLACK EYED PEAS NA OPRAH

Recentemente, Will.I.Am bancou o professor de dança e ensinou uma verdadeira multidão a dançar a coreografia de “I got a Feeling” e causou no programa da Oprah – e no Youtube também, porque o vídeo bateu recordes de acesso. De espontâneo aí, só a reação da apresentadora, que não sabia de nada. Mas ok, o cara realmente mandou bem.

.

DIDI WAGNER COM O “MOB BRASIL”

É, o Multishow lançou um programa inteiro só para fazer flash mobs organizados pela produção. Faz sucesso e a galera se joga, principalmente porque eventualmente alguns participantes “ilustres” comparecem, como nesse aqui com o Lucas do Fresno.

Não assisti nenhum episódio na tv pra valer, mas confesso que me deu um pouco de preguiça! Mobilização de pijama na Av. Paulista de tarde? Ah vá! Pessoal da faculdade brincou disso no primeiro ano:

.

CLAUDIA LEITTE NO “CALDEIRÃO DO HUCK”

Assim como boa parte das coisas que eu mostro nessa tag “modos de usar”, nada se cria e tudo se copia mesmo. Eis que dona Claudinha Leitte quis aí lançar uma música nova no “Caldeirão do Huck” no sábado e ensinou uma dancinha pra plateia. Pena que o Luciano estragou a surpresa. Sim, juro.

.

E aí, quem mais paga esse mico? 8)

Dica da Priscila, aqui do UOL!

(Quase todos) Os cinco melhores de 2008

ter

Como eu não resisto a fazer listas, fiz um montão de top 5’s com um pouco do que eu vi, ouvi e vivi neste ano que chega ao fim depois de amanhã.

5 Filmes no cinema:
1. Um beijo roubado
2. Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet
3. Irina Palm
4. Vicky Cristina Barcelona
5. Rebobine, por favor (que merecia um mega post, mas vou deixar passar. Assistam! É o que importa.)

5 Bandas/cantores novos:
1. MGMT (não é exatamente novo, mas eu viciei total recentemente). Ouça “Time to Pretend” e “Eletric Feel”.
2. Lady Gaga – ouça “Pokerface” e “Paparazzi”.
3. Katy Perry – além de “I Kissed a girl”, ouça a versão dela para “Use your Love”, do The Outfield.
4. The Ting Tings – ouça “That’s not my name” e “Keep your head”.
5. Duffy – ouça “Mercy” e “Delayed Devotion”.
(faltou vocal masculino nas minhas playlists esse ano, definitivamente.)

5 livros lidos:
1. Ele simplesmente não está afim de você – Greg Behrendt e Liz Tuccillo (esse é pra vida toda!)
2. Can you keep a secret? – Sophie Kinsella
3. Crepúsculo/Lua Nova – Stephenie Meyer (<3 porque eu durmo e acordo pensando em Edward e Bella. Jura mesmo que eles não existem num universo paralelo?)
4. Adultérios – Woody Allen
5. Alice Através do Espelho – Lewis Carroll

5 melhores – TV:
1. SKINS (!!!), seriado  que eu só assisti esse ano e morri. É a melhor série ever, nunca fiquei tão presa num produto pra tv. Sei lá, é o tipo de coisa que eu atuaria, produziria, dirigiria…
2. Gossip girl (que eu parei de ver, mas sei que tá incrível!)
3. CQC – eu e todo mundo. hehe
4. 15 minutos – Marcelo Adnet = sex symbol.
5. Lavanderia MTV – é toscon, mas eu rio muito. Gosto da Penélope, ainda mais porque a conheço pessoalmente e ela é daquele jeitinho mesmo.

5 Blogs que conheci:
1. Diário de Solteiro (não só porque eu escrevo lá também, mas porque a gente é foda, ok?)
2. Meu melhor amigo gay
3. Lan House do purgatório
4. Controle Remoto
5. Coma com os olhos

5 momentos inesquecíveis:
1. A ida ao Projac com um monte de blogueiros! <3 (veja as fotos)
2. O primeiro dia dos namorados solteira em anos – e, ainda assim, o melhor de todos!
3. Madonna no morumbi.
4. JUCA solteira, com direito a beber e esquecer, passar frio na barraca, chavecar e ser chavecada e não, não pegar ninguém. E sem maiores descrições. 8)
5. Me ver no jornal da globo. (Pô, isso é memorável, não? hehe)

5 evoluções pessoais:
(porque eu ainda não entrei na academia, mas consegui outras coisas.)

1. Eu definitivamente não sou mais uma maníaca controladora….
2. …Agora eu posso até ser um homem. Ou quase. Quer dizer, nesse quesito “deixar pra lá”.
3. Acionamento do botão foda-se (nunca apertei tantas vezes na vida).
4. O auto-controle financeiro. Isso definitivamente não tem preço!
5. Dirigir, finalmente. Demorou pra essa carta sair, demorou pra eu tirar o carro da garagem, mas o milagre das 4 rodas finalmente aconteceu! Só que eu ainda preciso de estacionamentos com manobrista. O milagre da baliza fica pra 2009. hehe

5 melhores posts:
(porque eu soltei muita pérola esse ano e vocês merecem relê-las – ou não.)

1. Um ano solteira
2. Sobre amor e copos meio vazios
3. Rolê Internacional (relato da minha viagem para San Francisco e Nova York em maio)
4. “Eu não gosto de teatro”
5. Oi, me empresta seu marido?
(e um extra: O fatídico Jornal da Globo – porque eu ainda tenho recebido muitos e-mails perguntando sobre grana e etc.)

5 homens inesquecíveis:
De fato, houveram alguns. Mas seria muito mais divertido se eu fizesse a lista contrária: “top 5 fiascos” ou, sei lá, “top 5 malucos” – se bem que esta última ia virar um top 10. Enfim, acho melhor não. Né?! hehe

Voltarei com as minhas tradicionais resoluções de ano novo. Eu não resisto, okay? :whistle:

Enfartarei no Morumbi sábado.

sex

(edit) Queridos, li no Madonnaonline, conforme indicação da Paula, e rola sim levar câmera fotográfica, mas é bom dar uma camuflada, colocar num bolsinho escondido e tal. A revista é mais rigorosa para quem está na pista vip (por motivos óbvios), então quem fica nesse setor deve tomar mais cuidado. Já arquibancada e pista normal, apenas dêem uma escondidinha e não levem câmeras profissionais, porque se pegarem, você não encontra nunca mais! hehe

Pode anotar: eu vou enfartar no Morumbi sábado e por um motivo muito mais nobre que torcer pelo São Paulo.

Vocês tem noção que eu arrepiei só de ouvir Madonna dizendo “alright, São Paulooo!” na abertura de Beat goes on e via caixinha de som do computador?

matéria: G1

Eu ainda não estou acreditanto que estou a menos de 48 horas de distância dela e já pré-afirmo que devo chorar feito criança no show.

Deixando o sentimentalismo pra lá, nessas horas eu agradeço e muito por ter priorizado a câmera fotográfica na compra do meu celular novo. Ela tem 5 MP, tem flash e já dá pra fazer alguns videozinhos e fotinhos meia boca pra guardar no coração, uma vez que Lia e mamãe estarão comigo e que os seguranças estão sim barrando máquinas fotográficas.

Agora, só pra aumentar a ansiedade, eu vou postar aqui a setlist do show, que vocês já devem ter visto por aí, claro, mas… Não custa nada refrescar a memória, néam? 8)

1. “Candy Shop” (Hard Candy, 2008)
2. “Beat Goes on” (Hard Candy, 2008)
3. “Human Nature” (Bedtime Stories, 1994)
4. “Vogue” (I’m Breathless, 1990 e Immaculate Collection, 1990)
5. “Die Another Day (Remix)” (American Life, 2002)
6. “Into the Groove” (Desperatly seeking Susan soundtrack, 1985)
7. “Heartbeat” (Hard Candy, 2008)
8. “Borderline” (Madonna, 1984)
9. “She’s Not Me” (Hard Candy, 2008)
10.”Music” (Music, 2000) – esse foi o primeiro cd da Madonna que eu comprei, com 11 aninhos. E viva a mtv!
11.”Rain” – remix (Erotica, 1992)
12.”Devil Wouldn’t Recognize You” (Hard Candy, 2008)
13.”Spanish Lesson” (Hard Candy, 2008)
14.”Miles Away” (Hard Candy, 2008)
15.”La Isla Bonita” (True Blue, 1987)
16.”You Must Love Me” (Evita soundtrack, 1996)
17. “Get Stupid Remix” (Interlude)
18. “4 Minutes” (Hard Candy, 2008)
19. “Like a Prayer” (Like a Prayer, 1989)
20. “Ray of Light” (Ray of light, 1998)
21.”Hung Up” (Confessions on a dancefloor,
22.”Give It 2 Me” (Hard Candy, 2008)

E é isso. Faltam tão poucas horas que eu mal acredito. Para quem também já contou por aqui que vai sábado, vamos tentar nos encontrar. Quem sabe, não?! E vamos todas iniciar uma forte corrente de oração para não chover!, mas levem capas de chuva, amygas. A previsão do tempo não está bacana.

ps: dou início ao bolão pela música que vai me fazer chorar primeiro. Tô em dúvida entre Vogue e Rain. hehe :whistle:

O fatídico Jornal da Globo

qua

Eu tinha outras coisas para falar, mas vamos lá! Estou devendo alguns comentários aqui.

Sim, eu apareci e assisti. Não, eu não sou blogueira profissional. 8)

Acho importante começar assim, já que uma matéria de poucos minutos jamais daria conta de falar realmente o que é a blogosfera, como é um blog ou muito menos como raios tem gente que ganha dinheiro com isso.

Na matéria, a globo “maquiou” algumas coisas. Além do fake-doll ter virado um blog de “cultura pop e celebridades” (e eu espero que vocês vejam que não é bem isso!), a matéria também pisou na bola com alguns valores que eu falei e aumentou a coisa toda.

Não vou negar que eu ganhe dinheiro aqui, mas afirmar que eu recebo seguramente de R$300 a mil por mês é uma mentira. Só que, mais uma vez, numa matéria de dois minutinhos não dá para explicar que às vezes existem contratos, que num mês não se ganha nada e que no outro se ganha razoavelmente e por aí vai.

Como eu já falei para algumas pessoas, vou repetir aqui: acho uma estupidez largar empregos/faculdades ou qualquer coisa mais sólida por causa de um blog. É claro que, por exemplo, o Ney deve ganhar muito mais do que de R$ 300 a 1000 por mês, e se ele avaliou que era melhor adotar a vida online profissionalmente, certamente tomou a decisão certa.

Marina Araújo, a repórter da matéria, conversou comigo por quase uma hora e uma das perguntas dela foi: “Você é ou quer ser blogueira profissional?”

Eu disse que não. Primeira coisa que “blogueiro”, para mim, não é profissão. Segunda, que o blog é um hobbie para mim, sempre foi. Tanto que nunca me vi obrigada a escrever diariamente e isso aqui começou falando essencialmente de mim e do meu dia-a-dia, “linha editorial” que eu abandonei, aleluia.

O blog é hoje um espelho do que penso, do que gosto e um grito de liberdade, pois aqui eu falo do que eu quiser. O fato é que, se eu puder ganhar um dinheirinho por isso e ainda divertir e informar as pessoas na medida do possível, poxa, eu ficarei muito feliz! Para mim é bem óbvio que um dinheirinho extra não faz mal a ninguém! É como eu disse na matéria: é independência financeira para eu fazer as minhas compras, as minhas baladas e todo o resto, sem depender de ninguém.

O que me assusta um pouco são pessoas jovens demais abandonando carreiras para fazerem apenas isso. Este ano, o meu blog deu um super boom e eu nem sei ao certo explicar porquê. Desconfio de algumas razões, mas não vou discorrê-las aqui – talvez a mudança da linha editorial há um ano, mais ou menos, tenha surtido efeito. Estou citando isso simplesmente porque do mesmo jeito que o sucesso vem, ele pode ir embora, principalmente hoje em dia, em que modinhas e tendências são construídas e abandonadas com um piscar de olhos.

Agora, a vida continua! Tem muita gente falando negativamente sobre o assunto, mas quer saber? É impossível agradar a gregos e troianos e até se um big documentário fosse feito sobre o assunto ainda teríamos uma meia dúzia de descontentes.

Eu adorei ter recebido visitantes novos – aliás, sejam bem vindos, afinal! E espero que tenham gostado daqui. Aproveito também para agradecer a repercussão positiva no orkut. Aliás, as cantadas também foram divertidas… Fazer uma mulher rir é o primeiro passo, não? 8)