Resultado do sorteio: Pure Zone de L’Oréal Paris

seg

A-ha! Sem mais demora, adivinhe quem vai levar o kit completo com todos os produtos de Pure Zone?


.

Parabéns, Bruna Costenaro! Você receberá uma caixinha recheada na sua casa em breve! L’oréal Paris e eu agradecemos a todos e todas que fizeram figuinhas e participaram da promoção! Se você não ganhou, ainda tem jeito de levar alguns mimos da marca pra casa:
.


.

Na fanpage de Pure Zone você pode se divertir jogando, eliminar todos os cravos e concorrer a um dia de beleza ou a um iPhone! Como eu já tinha dito antes: bem fácil! Tem que participar! ;)

Casamento 2.0

qua

Casamos! Tá, essa não engana mais ninguém, mas agora dá para você simular seu casamento com um twiteiro (a) ou facebookeiro (a) e passar adiante. No novo site do Motorola I1 da Nextel, você loga com o twitter ou facebook e escolhe com quem quer juntar os trapinhos.

Veja só, é a chance de nós mortais casarmos com Ashton Kutcher, Reynaldo Gianecchini, Justin Timberlake, Leonardo Di Caprio… E quem fizer sua cerimônia pode até sair com a Lia pra fofocar. Veja como no blog dela!

Este post é um publieditorial.

Club Social: encontre sua cara metade – ou o seu recheio!

qua


.

O Club Social, bolachinha delícia que todo mundo conhece, lança sua terceira versão recheada, agora com Provolone. Para comemorar, a marca lançou um jogo da memória especial pra você brincar de ser recheio das pessoas e, quem sabe, conhecer alguém interessante!

Depois de criar o seu login, você joga o tradicional jogo da memória e envia pacotes de Club personalizados para os amigos e, claro, para a pessoa que virou a sua cara metade, que tem uma foto bacana, um perfil legal… Enfim, que tem tudo para ser o seu recheio!

O jogo estreia dia 26/03 no “Quero Ser Recheio”, mas por enquanto já dá pra ver a carinha do site e se cadastrar para para ser avisado e não perder o dia do lançamento – e, portanto, primeiro dia de paquera! 8)
.

Este post é um publieditorial.

.
ps:
agora, propaganda à parte, realmente curto o Club e tô bem curiosa com esse sabor! Já sou fã do de cebola com queijo, imagino que esse seja ainda melhor! 8)

Aquela encheção de saco desnecessária.

sex

favor não ligar a serra antes das 10h.

Nunca escrevi críticas “ferrenhas” a trabalho, e quando não tenho nada construtivo para dizer, me abstenho. Mas imagino o quão pau no cu e bad vibe deve ser  abundar-se numa cadeira com a plena certeza de levantar-se só dali duas horas, depois de perder o happy hour e de dissecar por a+ b porque tal filme, peça de teatro ou game é um lixo, uma bosta das grandes, simplesmente porque aquilo é sua obrigação: opinar. Ou dar a opinião que esperam de você.

Alguns se divertem com isso, metem o pau e xuxam tudo e todos em qualquer situação. Isso porque, ahn, porque se acostumaram, ou porque encontraram público cativo para as suas linhas ou porque simplesmente não é com eles. Nem com a mãe, com o pai, com irmã ou namorado.

Daí que realmente ninguém tem o direito de sair falando o que bem entende. Profissão alguma dá direito a isso e a posição de espectador menos ainda. Obras artísticas estão aí para serem assistidas, vistas,  recomendadas, divulgadas e assim, talvez criticadas. Faz parte. O trabalho pode ser alvo de críticas. Ele pode ser bem feito, mal feito, não feito – o autor, não.

Pessoas, não.  Seres humanos podem ter uma atitude condenável (e olhe lá) pela opinião pública vez ou outra, tipo voltar com o namorado depois de tomar dois olhos roxos, ou sair sem calcinha pela quinquagésima vez e oops, beber demais. Se bem que, ainda assim, quem somos nós para falar uma patavina sequer? Só outros seres humanos.

Deixemos ser feliz. Deixemos ser feliz também as pessoas que estão aí vivendo, artistas que estão aí vivendo, cantores que estão aí cantando, críticos que estão afofando a cadeira antes de criticar. Estas pessoas não estão na pista para levarem bucha sem sair de casa simplesmente porque tem o cabelo xis,  o peito caído, o bigode grisalho, a voz grave ou  gostam de amarelo com bolinhas roxas. Cada um é cada um.

E, olha, se 50% das pessoas entendessem – e respeitassem – essa máxima, não exisitira aquela encheção de saco desnecessária.

.

ps: “texto” semanal voltando, e o Imagens volta quando voltar. Tô meio na preguiça. Quem gosta da tag,  pode brigar comigo. :P