Testei: esmaltes Bioemotion da Polishop

ter

Pode inventar nail bar, esmalteria, máquina de pintar a unha, o que for: acho que dificilmente algum serviço vai conseguir me conquistar a ponto de eu sair de casa só para cuidar das unhas. Dito isso, eu me resolvo em casa e estou sempre atrás de produtos que facilitem o fato de eu só ter uma mão direita para a tarefa.

cat

eu tenho duas patas e também faço – ok!

Nessas, já passei a usar secantes em spray, base que fortalece a unha sem criar uma camada tão grossa que me atrapalhe com o esmalte e por aí vai. O problema, no fim das contas, é com o esmalte em si, que muitas vezes é pegajoso demais ou exige muitas camadas para dar um bom resultado, e aí deixar a finalização perfeita fica bem trabalhoso.

esmalte1

unhas pintadinhas com o Bioemotion preto, da Polishop

Por isso, fiquei bem surpresa quando recebi esmaltes da Polishop (!) para testar. Eles fazem de tudo, mas eu realmente não conhecia a linha de beleza, a Bioemotion. Ao todo, são 17 tons de esmalte e o produto tem uma textura bastante digna: no máximo duas passadas resolvem sua vida, e olhe lá.

Meu favorito foi o preto, que mostro aqui nas fotos. Já usei algumas vezes e, além de ter pintado as unhas super rápido, o pincel fininho dá mais precisão e facilita demais o trabalho. A quantidade de produto vem controlada e aí é menos lambança para limpar com palito e algodão.

esmalte2

durante o processo: dá para perceber como o pincel é fininho? 

Gostei muito da experiência da aplicação e agora quero me entender com ele para fazer durar mais e deixar o brilho mais bonitão! hehe Alguém tem alguma dica para me dar nestes quesitos? Tenho problemas gravíssimos com a durabilidade de todo e qualquer esmalte (até por isso não curto investir em manicure: não dura!), então não posso servir de base neste quesito, mas realmente curti bastante. Acho que é o esmalte escurão mais fácil que já apliquei!

Para conhecer os produtos, dá para ir direto no site da Polishop. É mais caro que as marcas de farmácia, mas a facilidade de passar pode valer a pena pra você também. ;)

Os adesivos para unhas da série “Girls”

sáb

Nesta sexta-feira recebi um kit cheio de coisinhas personalizadas do seriado “Girls”. O presente foi enviado pela HBO (obrigada!) e de cara causou furor feminino quando postei a foto no instagram. Pois eis que os itens protagonistas do kit são cartelas de adesivos para unhas inspirados pelas personagens do seriado (!).

Os adesivos para unhas das “Girls”: Marnie tem um listrado discreto com um quê da estampa tradicional da Burberry, Shoshanna e lacinhos bem “virginais”, Hannah e unhas de madeira (?) e Jessa com uma estampa marmorizada em fundo azul

Não sou uma super garota-esmalte, vivo com a unha por fazer (hehe!), mas calhou que o adesivinho da Jessa combinava bem com o esmalte azul que passei no Carnaval. Como a manicure já não está mais naquela perfeição, não tive como negar a oportunidade de reviver o esmalte aproveitando os adesivinhos. E lá fui me aventurar!

acertei de primeira!

Criados pela Incoco para divulgar a segunda temporada da série, os adesivos tem estampas baseadas no universo de cada uma das personagens e podem ser usados tanto para fazer a unha completa quanto uma francesinha diferente. Cada embalagem traz 16 adesivos com vários tamanhos e o resultado é incrível, parece mesmo um esmalte normal, só que com a vantagem de não precisar esperar secar. Basta colar na unha e lixar o adesivo excedente; para retirar, basta usar removedor de esmaltes normalmente.

Como consegui um resultado bacana logo de primeira, resolvi fotografar o passo-a-passo para mostrar. Nunca tinha usado adesivos para unhas e fiquei muito feliz de perceber que até uma pessoa com duas mãos esquerdas é capaz de aplicar! (Ai, esse seriado fantástico me fazendo viver experiências novas! kkk)

1. separe o adesivo que mais se assemelhe à largura de sua unha; 2. retire o adesivo transparente protetor; 3. aplique imediatamente na unha; 4. lixe o excesso

o mesmo efeito nas duas mãos

Fiz uma unha inteira e uma francesinha para testar e adorei – quer dizer, se não podemos ser supercools como a Jessa, pelo menos podemos ter as unhas dela! hehe Agora a próxima cartela que vou querer usar é da Marnie, nude, com listrinhas bem certinhas. Vai ficar bacana para o dia-a-dia e é a estampa mais suave para aplicar nas duas mãos.

.

Infelizmente o site da Incoco não entrega no Brasil, mas já vi que é fácil de encontrar num Ebay próximo de você!

.

O novo “nude” da Chanel

qui

o esmalte nude: agora sim, do jeito que você veio ao mundo

Parece mentira, mas ao invés de levar para a passarela uma cor que muita mulher sairia correndo pra descobrir qual é, a Chanel resolveu decretar o fim da moda do esmalte. Ou pelo menos é isso que parece.

No desfile da coleção balneário para 2012 realizado nesta segunda-feira, as modelos atravessaram a passarela usando única e simplesmente suas unhas como vieram ao mundo.

Eu, que não tenho coordenação motora suficiente pra fazer as unhas em casa – e não tenho unhas boas o suficiente pra segurar o trabalho da manicure por uma semana -, confesso que achei ótimo. Aposto que muitas outras mortais vão agradecer o tempo poupado e o dinheiro não gasto, além de poderem justificar o suposto “desleixo” como sendo última tendência. :B

Será que Lagerfeld quis acabar com a mania que lançou ainda no auge? Será o fim da mania do esmalte? Vamos aguardar os próximos capítulos!

.

Mori Sushi, noite no Alley, General Prime Burger, compras no Ebay, Cherryculture e presentes – Imagens da Semana

qui

Bastante coisa essa semana! Meu destaque vai para os restaurantes, já que ambos estão na minha lista de favoritos! <3

.
MORI SUSHI

O Mori Sushi é um dos meus restaurantes japoneses favoritos em São Paulo e na foto estão os sushis on fire servidos durante o rodízio. Jantei lá com o Rafa na semana passada e comemos horrores! A comida é deliciosa e a mistura entre cozinha japonesa tradicional e elementos contemporâneos é perfeita. As entradas quentes merecem destaque  e, apesar de não ser tão oriental assim, não deixe de experimentar o queijo coalho na brasa com mel. Sim, mel! Imperdível.

.

ALLEY CLUB

@alley club

mais fotos no flickr

Minha noite de sábado começou no Alley Club – e, portanto, começou bem. Não sou de ir sempre nos mesmos lugares e apesar de vocês acharem que não, saio pouco para a noite. Em todo caso, se eu pudesse eleger minha casa favorita da cidade, seria a Alley.  Lá é moderninho, rústico, tem um preço ok, galera sossegada e  dá o gostinho bom de ouvir só o que você gosta do começo ao fim.

No sábado, calhou de ter uma galera esquisita por lá, do tipo que arranja discussão porque caiu uma gota de uísque no chão (borrrring). Ao invés de se instalar uma confusão, eis que os seguranças resolveram tudo rapidinho e tomaram uma atitude bastante original: perguntaram se os envolvidos não gostariam de conversar. Achei digno!

.

GENERAL PRIME BURGER

Almoço do domingo foi também num dos meus restaurantes favoritos! Eu e o Rafa comemos no General Prime Burger e apesar de ser só a segunda vez que fomos lá, posso considerá-la uma das melhores hamburguerias que já fui. É simplesmente tão bom que não é preciso ir tantas vezes para ter essa opinião. E, olha, eu nem experimentei o milk shake de nutella ainda… Dizem que é o paraíso no canudo! Fica para a próxima visita.

.

EBAY

Comprei no Ebay este estojão de pincéis de maquiagem com o já famoso “velhinho chinês”, que costuma dar descontos para as leitoras do 2 Beauty! Fiquei um pouco apreensiva de não chegar, mas confiei nas mil e uma avaliações positivas dele e mandei ver. Depois de quinze dias, o meu pacote chegou, lindo, são e salvo, com produtos de altíssima qualidade, melhores até do que eu estava esperando. Também recebi dois lápis de olho de brinde! Recomendadíssimo.

.

CHERRYCULTURE

… E minha encomenda na Cherryculture também chegou! Esmaltes coloridos para ver se embarco na onda (leia-se, para ver se aprendo de vez a pintar as unhas), uma paleta de sombras smokey da NYX, uma de tons nude da LA Colors, sombras em pó da NYX e um curvex, também da NYX.

.

PRESENTE!

Para fechar, só queria o mostrar o kit fofo que a Johnson’s me enviou, com Carefree, SempreLivre, O.B.,  hidratante, massageador e uma bolsinha térmica rosa (que está aí embaixo de tudo!). Recebi o mimo como parte de divulgação da promoção “Todo Dia é Dia de Cuidar de Você”, que está sorteando R$ 2 mil em compras todos os dias, um carro todo mês e outras cositas más. :D

Eu não sou uma garota-esmalte.

sex

tá, não exagera.
;

Existem as garotas-esmalte que sentam uma vez por semana na manicure para cuidar de si mesmas. Podem me dizer que manicure só cuida das mãos, mas há quem sente ali por hábito, por vaidade ou até por pura terapia, isso para as que fazem da mulher a sua segunda maior confidente.

Tem também as garotas-esmalte que fazem a mão em casa. Seguem as dicas dos blogs (tem-um-monte), ficam de olho na prateleira da perfumaria do bairro e mandam ver comprando mil vidros por mês, tudo para tentar misturar e conseguir aquela cor linda do último desfile da Chanel.

E ambos os grupos perdem uma horinha do seu tempo (ou menos, para as rápidas), cuidando das unhas. Cuidando de si. Ou alguém mais se importa com o seu esmalte neon ou com sua unha artística de zebra?

Na maior parte dos casos, isso é única, exclusivamente e simplesmente feito para você – ou para as outras fêmeas da comunidade olharem e perguntarem: “que cor é essa?”, principalmente porque os rapazes geralmente não são fãs dessas inventividades à la unha arco-íris e degradê. Apesar de que prefiro a versão egoísta da situação.

Não estou dizendo que não cuido das unhas, ou que isso não é importante. É claro que é – e é até questão de higiene, assim como manter os cabelos limpos. Quer dizer, eles não precisam ser os mais brilhantes e sedosos da estratosfera, mas o básico é esperado (inclusive para os homens).

Talvez eu não entenda essa moda porque nunca tive unhas, que se diga, puxa, que boas! Na época em que minhas amigas davam seus primeiros passos como manicures, eu já dizia que esmalte não ficava no meu dedo. E continua não ficando.

Já fui na manicure da mãe, da vó, da tia e das amigas: nenhuma prestou. Como jogar dinheiro fora ainda está longe das minhas metas de vida, prefiro eu mesma fazer, a não ser quando há algum evento especial.

No dia a dia, eu mesma faço, e sempre que invento de passar alguma corzinha além da base reflito “por que Deus não me dá duas mãos direita agora?”. Porque é lógico que boa parte da habilidade da manicure reside no fato de que ela pode usar a mão direita sempre.

E ó, exibo meu esmalte com bolinha e com orgulho – e quando exibo, porque só lembro das minhas unhas geralmente ao colocar as mãos no volante e pensar “puta merda, esqueci”, fora que refazer 10 dedos a cada três dias é um saco desgraçado. Logo, não tenho a menor ganância por, ou habilidade para ser a trendsetter de esmalte da turma. E, bem, o namorado prefirir minhas unhas só com base também não é o maior estímulo para colecionar vidrinhos em casa.

Em todo caso, talvez até me contrariando, fica aqui registrada a minha admiração pelas garotas esmalte: elas gastam tempo com elas mesmas e podem ser até taxadas de fúteis, mas pouca gente se ama tanto a ponto de fazer mimos para si mesma religiosamente. Afinal, até a depilação não é feita unicamente pra você (e ainda bem, suvaco cabeludo não é modo de vida!).