As balelas que as celebridades contam

seg

Os supostos “segredos de beleza” das celebridades são pautas de ouro nesta época do ano. Corra até uma banca de jornal e encontre uma super retrospectiva de assuntos da última década inteira sendo estampados como se fossem a descoberta da cura do câncer ou algo assim.

As dicas vão desde “como emagrecer cinco kilos em dois dias” até “como pegar a cor do verão em um único dia sem torrar” e é claro que as famosas sabem endossar um conto da carochinha como ninguém, levando uma série de pessoas doidas para seguir seus conselhos de olhos fechados sem nem pensar no absurdo que são algumas coisas.
.

Ashley Greene, Joe Jonas e seus pulsos enganados pela tal “power balance”

Citei dois exemplos quase suaves, mas a organização norte-americana Sense About Science (SAS) faz uma lista anual de abusos contra a ciência e, na edição de 2010,  vários absurdos que as celebridades andaram vendendo como dica valiosa.

No pronunciamento, o grupo desmentiu que aquela pulseirinha power balance faça algum tipo de efeito, questionou a eficácia da dieta maluca de Naomi Campbell, Ashton Kutcher e Demi Moore à base de maple syrup, limão e pimenta (???), e também foi contra o consumo de carvão vegetal junto aos alimentos, como já fez Sarah Harding, do Girls Aloud (!!!).

Por fim, o “segredo de beleza” mais bizarro (e o que eu achei mais absurdo do povo acreditar) desmentido pelo SAS foi do lutador de vale-tudo Alex Reid, que acreditava que seu sêmen valia por um “bifinho”.

O cara costumava dizer que era bom fazer sexo perto das lutas, desde que ele não ejaculasse, para não perder a nutrição equivalente a “bife, ovos, limões e laranjas”. Para rebater os argumentos deste *super reprodutor*, o SAS relembrou o que (muitos de) nós sabemos: o esperma morre depois de alguns dias e seu valor nutricional é muito pequeno.

Para fechar, o relatório era concluído com uma dose suave de realidade para quem acredita em qualquer balela. Não existe fórmula mágica, o corpo não precisa se desintoxicar (ele é inteligente e cuida disso sozinho) e, para emagrecer, basta usar aquele velho método conhecido: exercícios físicos e boa alimentação.

Entendidos? Então vamos todos fechar bem nossas carteiras diante de revistas que prometem uma nova dieta da sopa! hehe

Fonte: Folha de S. Paulo

Loucos por twitter!

qui

Se até aqui no Brasil o twitter está caminhando passo-a-passo para o mainstream, lá na terrinha de Obama, isso é brincadeira de criança. Além de bombar absurdamente entre gente comum, tipo eu e você, lá as celebridades realmente aderiram ao mini-blogging.

Eu sigo a Britney, que encarregou sua assessoria de postar para ela, Ashton Kutcher, Demi Moore, Lily Allen e Katy Petty e fico sabendo de tudo em primeira mão. Aliás, adoro quando eles postam imagens no twitpic!  Afinal, de que outra forma eu teria visto Lily Allen vestida de patinho ou comendo costelinhas de porco no hotel, não é mesmo? 8)

Falando em saber de tudo em primeira mão, a Mischa Barton recentemente fez questão de dar um “furo jornalístico” sobre si mesma e publicou lá no seu twitter que tinha terminado com o namorado. Seria o twitter o fim das fofocas infundadas? Uma forma de artistas se aproximarem dos fãs? Ou dos fãs se aproximarem dos artistas?

Isso a gente só vai saber com o tempo. Mas, por enquanto, vamos falar do que a gente já sabe: twitter vicia e causa dependência! Por essas e outras, o SuperNews!, programa de comédia norte-americano, resolveu falar sobre esse tal de twitter.

O SuperNews! é um programa semanal do Current TV, canal da tv paga americana, e exibe sempre um curta-metragem em desenho satirizando temas da atualidade, como política e cultura pop. A próxima temporada do show começa com este episódio que você assiste aqui embaixo e que conta a história de um pobre homem que não conhecia o twitter e acaba sendo levado por seu colega de trabalho para o incrível mundo da “twitosfera”.

Genial, não? Eu adorei o twitt-bird do mal e a fail whale assassina!
Sem contar o desespero das pessoas quando tudo baleia. Isso soa familiar pra vocês? hehe Recomendo ainda assistir duas vezes! Na segunda vez, leia todas as twittadas que passam ao fundo. Pelo visto, o happy hour é comemorado no mundo inteirinho. E as futilidades também. 8)