A fantástica máquina de cupcakes 24h em Beverly Hills

qui

olha o cupcake saindo no capricho!

Grávidas costumam ter aqueles desejos malucos de comer guloseimas bem no meio da noite e a maioria acaba passando vontade com tudo fechado na alta madrugada!  É claro que todo esse desejo não é privilégio exclusivo das grávidas, mas foi durante a gravidez que uma dona de loja resolveu dar um jeitinho para todo mundo poder comer cupcake 24h por dia!

Depois de passar um aperto de vontade quando estava prestes a ter seu segundo filho, a dona da confeitaria Sprinkles de Beverly Hills decidiu acabar com a falta de bolinhos no meio da madrugada e inventou uma vending machine para que ninguém passasse vontade – nem mesmo ela, dona da loja!

.

A máquina de cupcakes é abastecida o dia todo e recebe sua última fornada pouco antes que a confeitaria feche. O preço é um pouquinho mais caro que o normal e é claro que o bolinho não vai estar hiper fresco o tempo todo, mas ainda assim é melhor que passar vontade, né?

A maquininha de cupcake 24h fica “esmagadinha” entre a confeitaria e a sorveteria Sprinkles, na South Santa Monica Blvd., endereço fácil de ser encontrado pelos turistas de passagem. Se alguém comer cupcake da máquina, me conta por favor! hahaha ;)

O plágio mora ao lado.

qui

Achou que ninguém ia te pegar, né??

Sempre ao sair de casa para o trabalho, tenho duas opções a seguir pelo bairro antes de pegar a avenida principal. Na verdade, tenho três, mas a terceira só vale aos finais de semana, porque costuma render mais trânsito.

Quando escolho a opção 1, sempre paro num farol para cruzar a tal avenida e encontro um rapaz que vende balas, doces, chocolates, guloseimas e, enfim, outro dia até cupcakes (!) o danado tinha. Ele ficou famoso aqui no bairro porque sempre dava (e dá) oi para todo mundo, no maior swing simpatia.

No primeiro dia que ele apareceu ali, todo mundo deve ter estranhado. No maior estilão garoto-propaganda C&A, vinha com um óculos gigante, terno completo ou calça social, camisa e colete, com um chapéuzinho coco e o tabuleiro de produtos pendurado no pescoço, te dar oi na janela do carro.

Até a história da gripe suína, era tranqs. Eu abria o vidro, cumprimentava e ele sempre fazia uma piada do tipo “puxa, vai passar o final de semana no Brasil ou em Hollywood?” e etc. e tal. Daí veio a gripe suína e eu fiquei com um pouco de “preguiça” de abaixar o vidro pra ele. Ah, sei lá, prevenção, né? São muitos oi’s por dia.

Confesso que na época do auge da gripe, várias vezes andei devagarzinho pra não ficar parada no cruzamento. Ou seja, a típica pessoa que não sabe dizer não pra gente simpática, fazer o que… Mas, isso não importa, o que importa é que ele inovou no farol, vende mais, virou lenda na região e alguns universitários do bairro até fizeram um documentário sobre ele.

Um dia ele inclusive disse para a minha mãe: “este é um trabalho como outro qualquer. Eu poderia estar vendendo um carro com essa roupa na loja ali em frente, mas eu estou aqui vendendo meus produtos para vocês” – e, obviamente, ele estava certo.

Eu admiro esse cara, sou fã, de verdade. Mas daí, eis que ontem eu fiz a opção 2 para ir ao trabalho. Eu tenho feito esta opção até mais do que a primeira, mas ontem, eis que me surge no farol algo familiar.

Um rapaz de óculos gigante, tabuleiro pendurado, calça social e camisa azul brilhante ao sol dá a mão para os dois motoristas da frente, faz piadinhas e tenta vender. OPA! Acho que já vi isso antes. Só de raiva, continuei curtindo meu ar condicionado e não abri o vidro para ele quando chegou na minha janela. Apenas agradeci.

Pois não é muita cara de pau copiar o colega dali a dois quarteirões? E talvez agora eu compre muito mais  tridents do garoto propaganda da C&A, já que talvez ser original signifique criar com a certeza de ser copiado – até mesmo no farol.

.

ps: prometo escrever mais posts assim, já que a galera lá na comunidade diz que gosta. Se você gosta – ou não gosta – me conta lá também! ;)

Vamos no Mistura Fina?

sex

Amanhã rola na Vila Madelena, aqui em São Paulo, o “Mistura Fina“, evento que une gastronomia, arte urbana, música e moda no Bardot, um salão de beleza puro luxo que cedeu espaço para a Mayra e para a Dani realizarem o evento!

fotos do Lookbook da Joulik, uma das marcas que vai estar no Mistura Fina

A Dani é amiga do Rafa e já nos encontramos em vários rolês por aí. Além de organizar o “Mistura”, ela é estilista da Lola Pimenta, que também vai estar expondo com preços especiais  por lá amanhã e ainda deve lançar sua nova coleção.

A lista de marcas você confere no flyer aqui em baixo (clique para ver maior), mas eu estou super ansiosa para ver as batinhas que a própria Dani usa (ela sabe fazer marketing!), as camisetas mega trendy da Joulik e os camisões xadrez da Santa Zi. E, claro, vai ter expositores para os meninos também! Dá pra comprar presentes de Natal para todo mundo.

E, enfim, além de todas as lojas que estarão no bazar, também vão rolar shows de música, grafite, temakis e cupcakes. Quer dizer, ou eu saio de lá pobre por comprar tudo – ou por comer tudo!

Vamos? A entrada é franca e, como o lugar é lindo, vou tirar muuuita foto! Até amanhã! 8)

.


SERVIÇO:

“Mistura Fina”
Sábado, 5 de dezembro, das 14h às 22h
Espaço Bardot: R. Girassol, 481 – São Paulo, SP – Vila Madalena
Entrada franca, pagamento nas lojas em dinheiro ou cheque.

Para maiores informações, acesse o blog do evento clicando aqui.

.
.
.
.
.
.