[Vídeo] A coleção de Kim Kardashian para a C&A e o que eu comprei

seg

A coleção especial de Dia dos Namorados de Kim Kardashian para a C&A gerou furor inenarrável com a passagem da mulher pelo Brasil. Kim ficou pouco mais de 24 horas em São Paulo e causou muito mais do que a quantidade de peças da kollection. Ao todo são 20 peças com preços bem amigos e estilo que você já conhece: justo, sensual, revelador e clean.

kimkardashianCA

Kim Kardashian na coletiva de imprensa em São Paulo

Depois de acompanhar esse bafáfá de perto, sentei com calma em casa e desbravei minha sacola de compras além de contar o que achei das peças no lugar mais imporante: no provador. E de frente (e de costas) para o espelho. Quer ver os vídeos antes? Inscreva-se no canal! ;)

Quer ver outros vídeos já publicados? Clica aqui!

C&A e Santa Lolla: lançamento e algumas das minhas peças favoritas

qua

Ana Claudia Michels em ação com a Santa Lolla + C&A

Depois de lançar coleções de roupas em parceria com grandes marcas e estilistas, agora a C&A se une à Santa Lolla para focar apenas em calçados, bolsas e acessórios femininos. Embora parcerias anteriores já trouxessem itens do gênero, esta é a primeira coleção que realmente não envolve vestuário. Ao todo, são 70 peças que fazem uma releitura dos maiores hits da Santa Lolla, mas agora com pegada fast-fashion e preço mais amigável também.

Estive no lançamento da coleção ontem à noite no Shopping Iguatemi e, mais uma vez, foi impossível não ficar chocada com o furdunço causado pelas peças. Todos os best-sellers e elementos da Santa estavam lá: pele, tachas, caveiras e brilhos e o acabamento não deixou a desejar, muito menos o preço. As sapatilhas saem a partir de R$39,90, nos modelos de plástico, e chegam a R$99,90 nas mais trabalhadas, caso do modelo com glitter. As peças com pele também tem preço acima da média geral, mas a qualidade vale realmente a pena.

Não consegui pegar todos os preços porque a loja estava uma insanidade – no nivel “vou provar esse sapato mas tenho que ficar de olho para não perder meu próprio sapato” hehe -, mas tudo o que eu vi valia bastante a pena. A única exceção é realmente uma bolsa preta com detalhes em onça, que sai por R$ 399,90 e é a peça mais cara da coleção.

De resto, a etiqueta de nenhum sapato assustou e é uma ótima oportunidade para comprar por menos esses calçados. O que mais tinha, aliás, era gente comemorando que ia pagar mais baratinho agora num sapato que já estava desejando! Por outro lado, eu realmente me apaixonei mais pelas bolsas, algo muito, muito raro de acontecer, mas o preço amigo e a qualidade contaram pontos. Outra coisa que gostei foram os cintos: são muitos modelos e se você estiver precisando dar uma atualizada nos seus, vale dar uma olhada.

Fotografei algumas das minhas peças favoritas:

esse salto é incrível de lindo e super usável no dia-a-dia! Só não rolou para mim porque não senti firmeza no vazado do calcanhar

bolsinha de festa ótima e com bom tamanho, assim como outras que também estão na coleção

os cintos variavam entre R$39,90 e R$59,90

bolsa que gostei por motivos de: é gigante, boa pra viajar & brilha muito! Também achei o preço ótimo, R$79,90, e talvez eu volte para buscá-la. rs

E, enfim, claro que eu não resisti. Acabei pegando um cinto (é aquele preto com retângulos/pontinhos dourados no meio) e esta bolsa aqui embaixo. Eu me apaixonei por ela e fiquei feliz com o achado: paguei R$159 numa peça super bem acabada e ainda dei sorte de ter levado a última da loja. Sucessão, hein? Será que vou encontrar muitas clones na rua? hahaha :P

A coleção chega às lojas selecionadas de todo o Brasil nesta quinta-feira (8). A relação completa das lojas você confere aqui.

A coleção de Andrea Marques para a C&A

qui

a entrada e alguns dos itens bombantes: blazer de estrelinhas por R$149,
saia de palmeiras por R$79,90 e camisa preta com caveirinhas por R$79,90

Depois de trabalhar por anos assinando as coleções da Maria Bonita Extra, Andrea Marques lançou a grife que leva seu nome em 2007 e agora leva também seu estilo super feminino para as araras da C&A numa coleção especial de 41 peças. O itens chegaram às lojas de todo o país nesta terça (23) e os preços baratinhos devem fazer as peças esgotarem bem rápido: tudo varia entre R$49,90 e R$149.

Estive no evento de pré-venda da flagship store da marca no Shopping Iguatemi e conferi o salve-se quem puder de pertinho, com direito à correria no provador e a mulherada se trocando no corredor mesmo para garantir que tudo ia servir certinho!

detalhe das estrelinhas de pertinho

camisas de pertinho e o vestido de florezinhas que infelizmente eu não encontrei meu número! :/
.

as caveirinhas e os bolsões de perto

Entre os meus eleitos estão as camisas (excelentes!), os blazers (preto, branco e estampado com estrelinhas nas mesmas cores) e os vestidos, tudo com caimento caprichadinho – até mesmo porque vi o povo todo provando de perto! rs

E EU!

Acabei comprando uma camisa branca com bolsões, outra do mesmo modelo só que verde fluo e um cintinho dourado com fecho de metal. As camisas, super básicas e frescas, saíram por R$69,90 cada e fiquei desejando ter pegado ainda em outras cores, de tão delícia que é! Usei hoje e até postei no Instagram (me segue lá, @loverox! :D).

a camisa: soltinha e fresquinha!

Como esse inverno paulistano já era, aproveitei para dar as caras com a camisa coloridinha hoje, completando com jeans e mocassim de oncinha que não saiu na foto.  Ando meio ~cansada~ e estressada, então nada como uma roupa bem confortável para não ter que se preocupar com nada.

Na loja, muita gente ficou duvidando do caimento pelo bolso ficar próximo dos seios, mas eu realmente não tive do que reclamar. Gostei muito!

A coleção já está nas lojas de todo o Brasil e no blog da marca você encontra a relação das unidades que recebem as peças.

Cris Barros para Riachuelo

qua

post atendendo a pedidos das leitoras no twitter (@loverox)! ;)

Julia Restoin-Roitfeld: it gatora propaganda

A coleção de Cris Barros para Riachuelo foi lançada neste domingo e aparentemente levou multidões para portas das lojas de todo o país. Enquanto estávamos lá em Fortaleza no “Desencontro”, Lia e eu ficamos pensando em como estaria o furdunço e a Alê Ferreira logo encontrou o povo comentando no Twitter que as coisas estavam acabando mais rápido que garrafinha de água no deserto.

Depois da minha decepção com a coleção de Stella McCartney (e também com outras parcerias do gênero anteriores, como Osklen + Riachuelo e Espaço Fashion + C&A),  jurei que se eu só encontrasse restos ou coisas de má qualidade de dona Cris Barros nas lojas, nunca mais ia olhar esses catálogos para não passar vontade com algo que não é correspondido depois.

Armada de minha persistência e de meu cartão de crédito, fui hoje ao Shopping Central Plaza, um shopping tranquilo perto da minha casa onde imaginei que ia dar sorte, mas segundo a vendedora até lá houve confusão e corre-corre por quem pega o que primeiro. Em todo caso, o estoque foi bom e, uhu!, até que econtrei algumas coisinhas. Não achei peças que mexeram comigo, como a calça de couro, o vestido de renda e o cinto de placas de metal, mas fiz um estraguinho sim.

Comprei o casacão militar, uma skinny cargo, o short estampado de cobra, a saia com paetês e uma blusa soltinha com estampa de cobra também. Fiquei meio na dúvida com essa última peça e, ok, talvez seja a que eu menos use mesmo, mas como não tenho nada parecido, resolvi arriscar.

Atendendo a pedidos, vou mostrar as compras aqui. Resolvi fotografar as roupas no corpo, porque ninguém merece mais olhar roupa amarrotada em cima da cama por aqui. hehe
.

CASACO MILITAR

O casaco é lindo, pesadão, e com botões de qualidade que não abrem com qualquer movimento. Apesar de muita gente não usar capuz, eu tenho uma franja a zelar e cobrir a cabecinha é muito útil na umidade, logo assim que vesti o casacão procurei ver se os ombros iam ficar certinhos com e sem o gorro. Tudo ok! ;)

Aí já dá pra ver o comprimento do casaco e a barra de moletom, que fica ajustada no corpo quando os botões estão fechados. A camiseta é da Candy Shop Store, o sapato comprei na Coelho Show, a corrente de algemas é da Virgin Again e o short é também da Cris Barros para Riachuelo.

.
SHORT

O short mais de pertinho: a melhor coisa dele é o tecido, mais pesado e ajustado. A peça não marca tanto no bumbum e o dá pra aproveitar o bolso para levar alguma coisa na balada, por exemplo. Não é só enfeite frágil pra apoiar a mão na hora de tirar foto.

.

SKINNY CARGO

Adorei o tecido maciozinho, o caimento (que não engorda tanto quanto parece) e a barra com um tamanho razoável para pessoas com estatura média (tenho 1,68m). A camiseta florida e o oxford são da Zara.

.

SAIA

A saia é curtinha, mas quentinha e puro amor. Como eu sou meio encanada com comprimento e ela é meio esvoaçante, já sei que vou me limitar a usá-la com meia fina, mas não me importo, porque gostei demais dela – e mais ainda depois de ver na foto!

 

O brilho discreto mais de longe. A camiseta é da Candy Shop Store, a jaqueta é da OMK Couro, a meia-fina é H&M e o oxford é da Shoestock.

.
BLUSA

Então, essa foi minha compra por impulso. Não tenho nenhuma peça desse tecido e resolvi arriscar. Gostei de como fica no corpo, mas por ser meio transparente, talvez eu só use à noite ou quando estiver mais frio mesmo, para poder por algo embaixo e não passar calor, já que o material da camisa é sintético deve esquentar um pouco com uma regata em baixo.

.(Os preços de todas as peças estão disponíveis no site da Riachuelo.)
.

Alguns reais e três parcelinhas no cartão depois, quero só reclamar um pouquinho, tá? Por que as fast fashion não disponibilizam um estoque decente destas peças de coleções especiais? Sei que é ótimo para a marca criar expectativas no público porque valoriza (às vezes até demais) a coleção, mas já tem gente pegando bode antecipado de ter que disputar na unha produtos de uma loja, querendo ou não, de departamentos.

Sei que é assim que acontece no exterior quando a H&M lança uma coleção especial, por exemplo, mas ainda acho que são situações que não se comparam, especialmente com as mega grifes mundialmente famosas que topam estas parcerias lá fora.

Por fim, quero dar parabéns não só à Riachuelo pelo acabamento bom das peças, mas também à  filial que fui, que parece estar cuidando bem das mercadorias.

No shopping em que estive tudo estava em perfeito estado, ao contrário do que houve com a C&A do Shopping Morumbi, que cobrava os R$400,00 por um blazer Stella McCartney sujo e prestes a fazer bolinhas de tanta gente passar a mão.

Alguém aí comprou alguma coisa destas coleções? Contem! ;)

.

NaturaNós, Marakuthai e C&A: Imagens da Semana

sex

Para ver todas as outras coisas que contei nesta tag, acesse aqui.

NATURA NÓS

@naturanós

mais fotos do Natura Nós no flickr

Sábado passado, dia 16, rolou o festival Natura Nós na Chácara do Jóquei em São Paulo. Diversas atrações se revesaram entre os palcos Ar e Água da tarde até a noite. Ansiosos para ver Air, Jamiroquai e Bajofondo, Rafa e eu deixamos para ir à noite e, apesar de termos curtido os dois últimos, acabamos perdendo o Air.

O trânsito na região estava in-su-por-tá-vel e infelizmente só ouvi “Playground Love” de dentro do carro no estacionamento. O único consolo foi não termos pegado a chuva que bagunçou a programação no final da tarde. :(

@naturanós

look de guerra pra show

Quando finalmente adentramos o recinto do festival, começava a rolar o show do Móveis Coloniais de Acaju. Também estávamos curiosos para vê-los, mas sei lá o que raios aconteceu, que a banda resolveu queimar seu maior hit já na abertura da apresentação e o buraco entre a pista VIP, que ficou meio vazia, e a pista normal acabou matando a animação.

Ouvimos algumas músicas e resolvemos ir conhecer o resto da festa, como a praça de alimentação, que estava super organizada, as lojinhas, o banheiro com hidratante natura (!) e o bar, obviamente.

@naturanós

Bajofondo Tango Club

Daí sim veio o melhor: Bajofondo. Ficamos coladinhos na grade da pista normal e vimos os argentinos e uruguaios da banda botarem fogo no palco. Creio que foi o show mais *feliz* que já vi. Sério. A banda estava absolutamente empolgada em estar ali e isso passou de uma forma absurda para o público. Ao final, parte da galera subiu no palco para pular com o grupo e o rapaz do acordeon deu até selinho numa fã! 8)

Para fechar a noite, Jamiroquai, atração mais esperada. Aí sim ficamos bem longe do palco e sem a menor possibilidade de chegar pertinho. Foi um pouco triste, porque a animação da pista VIP deixou a desejar e hits bem legais parecem não ter ecoado até a turma do fundão, principalmente porque o som não estava tão bom quanto poderia. Uma pena.

Valeu mesmo por Bajofondo Tango Club. Fiquei apaixonada pela banda e quando eles fizerem outro show por aqui, irei com certeza.

.

MARAKUTHAI

Eis que fiz um ano de namoro com o Rafa! <3 Como caiu em uma bendita segunda-feira, acabamos saindo para um jantar delicioso e não nos prolongamos muito. O lugar escolhido? O Marakuthai, que já falei por aqui.

Tomei um delicioso suco de tomate, ele pediu água de coco aromatizada (muito boa!) e mandamos ver em cumbucas thai, que você pode ver na foto. O namorado pediu de filé mignon, eu de camarão e lula. Ambas são absolutamente deliciosas e exóticas, dependem apenas do seu paladar. Só digo que estou para comer camarões melhores do que os deles, viu? Hmmm!

.

C&A FLAGSHIP STORE

Então fui conhecer a tal da Flagship Store da C&A no Shopping Iguatemi. Trata-se da loja conceito da rede, super bonita e organizada, com mini estações temáticas. Todas as coleções assinadas por estilistas serão encontradas por lá, assim como as novidades mais bacanas da estação.

Das mil e uma araras da linha Maria Bonita Extra, acabei comprando só um vestido, que é molenga e não ficou bom fotografado (quem sabe um dia visto e tiro foto? hehe). Também trouxe para casa uma pulseira, um escapulário e uma saia com volume no quadril, que incrivelmente é a primeira peça com este tipo de caimento que ficou bem em mim. Uma incrível contradição àquela velha história que ronda a C&A: tudo é  bonito no cabide, nada no corpo.

Como estava muito curiosa e fui para lá direto do trabalho, só estava com o celular para tirar fotos e desisti, mas o pessoal do Bazar Pop fotografou e explicou tudo direitinho. Vale a visita, especialmente se a C&A mais próxima de você nunca traz essas coleções especiais. Eu adorei e com certeza vou voltar: é a melhor loja da rede!

.

O plágio mora ao lado.

qui

Achou que ninguém ia te pegar, né??

Sempre ao sair de casa para o trabalho, tenho duas opções a seguir pelo bairro antes de pegar a avenida principal. Na verdade, tenho três, mas a terceira só vale aos finais de semana, porque costuma render mais trânsito.

Quando escolho a opção 1, sempre paro num farol para cruzar a tal avenida e encontro um rapaz que vende balas, doces, chocolates, guloseimas e, enfim, outro dia até cupcakes (!) o danado tinha. Ele ficou famoso aqui no bairro porque sempre dava (e dá) oi para todo mundo, no maior swing simpatia.

No primeiro dia que ele apareceu ali, todo mundo deve ter estranhado. No maior estilão garoto-propaganda C&A, vinha com um óculos gigante, terno completo ou calça social, camisa e colete, com um chapéuzinho coco e o tabuleiro de produtos pendurado no pescoço, te dar oi na janela do carro.

Até a história da gripe suína, era tranqs. Eu abria o vidro, cumprimentava e ele sempre fazia uma piada do tipo “puxa, vai passar o final de semana no Brasil ou em Hollywood?” e etc. e tal. Daí veio a gripe suína e eu fiquei com um pouco de “preguiça” de abaixar o vidro pra ele. Ah, sei lá, prevenção, né? São muitos oi’s por dia.

Confesso que na época do auge da gripe, várias vezes andei devagarzinho pra não ficar parada no cruzamento. Ou seja, a típica pessoa que não sabe dizer não pra gente simpática, fazer o que… Mas, isso não importa, o que importa é que ele inovou no farol, vende mais, virou lenda na região e alguns universitários do bairro até fizeram um documentário sobre ele.

Um dia ele inclusive disse para a minha mãe: “este é um trabalho como outro qualquer. Eu poderia estar vendendo um carro com essa roupa na loja ali em frente, mas eu estou aqui vendendo meus produtos para vocês” – e, obviamente, ele estava certo.

Eu admiro esse cara, sou fã, de verdade. Mas daí, eis que ontem eu fiz a opção 2 para ir ao trabalho. Eu tenho feito esta opção até mais do que a primeira, mas ontem, eis que me surge no farol algo familiar.

Um rapaz de óculos gigante, tabuleiro pendurado, calça social e camisa azul brilhante ao sol dá a mão para os dois motoristas da frente, faz piadinhas e tenta vender. OPA! Acho que já vi isso antes. Só de raiva, continuei curtindo meu ar condicionado e não abri o vidro para ele quando chegou na minha janela. Apenas agradeci.

Pois não é muita cara de pau copiar o colega dali a dois quarteirões? E talvez agora eu compre muito mais  tridents do garoto propaganda da C&A, já que talvez ser original signifique criar com a certeza de ser copiado – até mesmo no farol.

.

ps: prometo escrever mais posts assim, já que a galera lá na comunidade diz que gosta. Se você gosta – ou não gosta – me conta lá também! ;)