O happy hour de 10 anos do Youtube

qui

Quantas vezes você encontra Kéfera, Castanhari, Bruna Vieira, MariMoon, PC Siqueira, Tavião, Indiretas do Bem, Pathy dos Reis, Jacaré Banguela e tantos vários outros num mesmo recinto? Acho que raramente! Talvez só mesmo na aba do navegador. E foram justamente essas estrelas da internet que vi todas juntinhas, ao vivo e a cores, se divertindo do meu ladinho no happy hour de 10 anos do Youtube.

10anosYT

#FelizYoutube

A festa estava realmente lotada de gente bacana e o Youtube Space é um espaço e tanto. Além de eventos como este, o espaço sedia cursos livres para criadores de conteúdo e tem uma programação bem intensa. Quem tem canal e gostaria de participar, pode ficar de olho na agenda, se inscrever no site e torcer – os workshops são gratuitos e bem concorridos.

Quando fiquei sabendo do evento, fui rapidinho ver como eu poderia participar. Para mim, era importante estar presente não apenas para ver de perto estas pessoas, conversar com gente nova e rever amigos antigos, mas também para reforçar para mim mesma que, sim, agora eu invisto no Youtube de verdade.

ytspace1

Tá todo mundo disfarçado, mas juro que estão aí Bruna Vieira, Jéssica e Ariane do Indiretas e euzinha

e o quanto isso demorou…

Para quem não sabe, antes de abraçar a ideia de ter um canal, eu sofri durante anos. E quando eu digo durante anos, não é exagero. Meu endereço está aí há uma boa quantidade de tempo, embora muita coisa eu já simplesmente tenha tirado do ar porque já não faz mais sentido.

O canal antes era simplesmente uma “conta” em que eu ia postando coisas aleatórias, desde o gato correndo no corredor de casa até algum vídeo feito durante a faculdade. O tempo passou e a minha própria formação em Rádio e TV me fez colocar o pé no freio. Como eu, afinal, ia ser capaz de publicar um conteúdo que, em resumo, não fazia jus à minha própria graduação? Esse dilema me perseguiu muito.

Um bom vídeo custa caro. Simplesmente custa. Cote um equipamento profissional, chame um operador profissional, alugue iluminação e contrate um editor para saber do que estou falando. Peça um orçamento a uma produtora. É caro e ponto final. Porém, aparentemente a “Internet” não se importa com isso.

Enquanto eu coçava a cabeça com o diploma no bolso e fazendo vídeos profissionalmente em horário comercial, estrelas da telinha do computador foram pra televisão, gente da televisão viu que precisava ir para internet e aparentemente fazer vídeo do seu quarto, com a luz e a câmera que dá, não é nem de longe um impedimento para ser bem-sucedido e fazer coisas bacanas. Alguns chamam de espontaneidade. E quem não gosta disso?

Eu gosto. E foi assim que resolvi que ia deixar caladinho o diabinho dos dilemas para ser feliz abraçando a espontaneidade e falando de frente para uma câmera, minha verdadeira paixão. Um dia, quem sabe, terei a tal equipe e equipamento dos sonhos. Ou, sei lá, quem sabe eu mude completamente de ideia.Só sei que, enquanto isso, toda semana tem vídeo mesmo assim. :)

A photo posted by Fernanda Pineda (@loverox) on

ps: já fazendo a ~Furiosa~ e louca pra voltar e gravar qualquer coisa nos cenários animais deles! kkk

[Vídeo] O que eu curto na internet: respondendo a tag “Eu, leitora”

seg

Com a série de perguntas da TAG “Eu, Leitora”, hoje conto em vídeo um pouco do que eu gosto de ler e assistir na internet e também faço algumas críticas ao conteúdo que a gente tem visto online.

Quem me convidou para responder esta tag foi a Camys, do Pensando Magro, e aproveitei para convidar a Dani do Mais Magenta e a Pamela Rebelo! E, claro, se você curtiu, bora responder também. Depois do pulo estão todas as perguntas!

Para ver todos os vídeos primeiro, passa lá no canal para se inscrever! ;)

Continue lendo →

Três blogueiras dão uma celebridade?

seg

Capa de revista com blogueiras já não é novidade no Brasil: apesar do acesso fácil à informação de moda ter chegado bem atrasado por aqui, em julho de 2013 já tínhamos a primeira revista reconhecendo o poder da internet quando o assunto é estilo.

bloggers_br

Camila Coelho, Thássia Naves, Lalá Rudge, Camila Coutinho e Helena Bordon em ensaio da “Glamour”

A “Glamour” foi pioneira ao colocar cinco influenciadoras no lugar geralmente destinado a celebridades ou modelos internacionalmente famosas. Depois de Camila Coelho, Camila Coutinho, Thássia Naves, Helena Bordon e Lalá Rudge, muitas outras blogueiras brasileiras apareceram em capas e recheios, inclusive em outras publicações e para públicos diferentes, como a “Capricho”. Este mês, inclusive, a guru de maquiagem Camila Coelho é a estrela da “Women’s Health”. Curiosamente, a chamada pouco tem a ver com sua especialidade, mas sim com sua boa forma. O mesmo já tinha acontecido com Lalá Noleto.

A questão acaba de ganhar nível internacional com as primeiras três blogueiras a conseguirem uma capa de moda nos Estados Unidos. A edição de fevereiro da “Lucky” traz a italiana Chiara Ferragni, que já figurou em outras capas no seu país, e mais duas australianas mundialmente famosas, Nicole Warne (“Gary Pepper Girl”) e Zanita.

bloggers_lucky

Chiara, Zanita e Nicole: italiana e australianas nas bancas norte-americanas

Não é novidade ver blogueiras em páginas internas, mas num universo editorial extremamente competitivo como o americano, vê-las na capa demonstra uma mudança e tanto do mercado. Encontrar mulheres ligeiramente mais próximas da realidade numa revista que você pode comprar pode significar muita coisa, desde uma crise até o empoderamento absoluto destas self-made women. Por aqui, vamos ficar com a segunda hipótese.

Com milhões de seguidores no mundo todo, essas três com certeza inspiram muito mais o público do que uma modelo qualquer dando declarações sobre como beber 2L de água e usar protetor solar faz bem. Ah, e também há outro diferencial nesse caso: nenhuma delas é uma girl next door qualquer. Além da boa presença online, todas tem aparência acima da média. Pode ter sido só uma coincidência, mas a “Lucky” também optou por mais de uma garota por vez – seria uma alternativa de se destacar no mar de retratos das bancas ou um jeito de dar “peso” à capa, unindo a força digital de cada uma das garotas? Fico, novamente, com a segunda hipótese, embora a própria “Glamour” vá desafiar a fórmula colocando Thássia sozinha na revista de fevereiro.

Vai ser interessante observar os próximos capítulos desse fenômeno do avesso: a mídia se virando para entender um novo tipo de celebridade e a nova celebridade, por sua vez, escolhendo cuidadosamente todas as suas fotos, como uma Beyoncé. E, pasme!, passando a usar grifes tão absurdamente caras que a realidade pode até ir embora pelo ralo. Ficarão as leitoras órfãs de suas bff ou ainda mais aficcionadas por acompanharem suas vidas, agora incríveis? Ao estilo Criolo, convoco Chiara Ferragni: ajude-nos a entender.

Se até pouco tempo era inimaginável uma estrela “B” de reality show estampar a capa da “Vogue”, agora podemos dizer que Kim Kardashian abriu as portas para outras superpoderosas das redes sociais entrarem, independentemente de onde esse “reality” foi exibido. Doa a quem doer.

paris

Retrospectiva: o melhor do blog em 2014

ter

Hora de sentar e fazer aquele flashback gostoso – e também algumas previsões para o ano que vem! Estes são alguns dos posts mais legais e acessados do Fake-Doll. Se você perdeu algum, boa leitura. Se não perdeu, me conta: qual foi seu favoritão? ;)

a novidade do ano

Não teve para ninguém: a abertura da Forever 21 causou filas e estardalhaços. Nas primeiras semanas, até lanchinhos eram distribuídos para o público (!). O post que todo mundo queria? Fotos e preços da primeira unidade do país. Sim, eu estava lá!

Fotos e preços da Forever 21 em São Paulo

+ Novidades aqui

a melhor resenha

O bar Cateto, na Mooca, abriga queijos e cervejas brasileiros que fazem muita gente atravessar a cidade para conhecer o lugar. Com sorte, é pertinho de casa e a resenha das delícias de lá fizeram muita gente salivar! Se você ainda não foi, não sabe o que está perdendo…

Cateto: queijos e cervejas artesanais na Mooca

+ Resenhas aqui

a melhor reflexão

Este foi certamente um dos melhores textos que já publiquei aqui, em oito anos de blog. Quando releio, sinto aquela pontinha de orgulho ao reafirmar mentalmente cada uma das sentenças, sem querer editar mais nada. Esquecendo um pouco o lado “autora”, tenho este assunto em alta conta e me senti reconfortada ao ver a quantidade de compartilhamentos no Facebook. Quem desmereceu o assunto, deveria pensar de novo ou então se considerar um  verdadeiro ganhador da loteria.

Fazer amigos na vida adulta: é possível?

+ Textos aqui

Continue lendo →

Conta mais: o blog quer te conhecer!

qua

senta aí, me conta essa fofoca!

Há longas primaveras fiz uma pesquisa para conhecer melhor quem acessa, comenta e acompanha o conteúdo do Fake-Doll! Chegou a hora de repetir a dose: que tal me contar um pouco sobre você e sobre o que você acha do site? Talvez você tenha chegado agora, mas já são mais de 8 anos no ar, logo nada mais justo que ver quem está por aqui, não é?

Quem puder separar cinco minutinhos para participar da pesquisa vai certamente fazer a blogueira aqui feliz! Obrigada! ^^

.

O melhor do blog em 2013

dom

Como já é tradicional, chegou a hora de rever alguns dos posts mais bacanas postados este ano. Ao invés de relembrar os mais acessados, desta vez elegemos o melhor de cada categoria mais atualizada por aqui. Enjoy – e feliz Ano Novo! ;)

 .

A NOVIDADE DO ANO

+ Novidades aqui

.

A MELHOR RESENHA


+ Resenhas aqui

.

A MELHOR REFLEXÃO

+ Textos aqui

Continue lendo →