Avril Lavigne e o não-Enem

ter

mas Pitágoras é fácil, hein? x² = 3²+4²

Escrevo este post para mostrar toda a minha compaixão aos vestibulandos que perderam seu final de semana fazendo um exame que foi cancelado. Passei pelo vestibular neurótica, no melhor estilo de quem teria chorado na porta se não entrasse (tipo a menina que apareceu em todos os jornais), porém consegui dar um jeito de valorizar o momento para não fritar meu cérebro em óleo quente.

No final do meu segundo ano, resolvi não fazer o n-Enem (ainda fazem essa piada?). Eu estava me apresentando no teatro e arrisquei todas as fichas deixando para fazer só no último ano, coisa que vários dos meus colegas nerds psicóticos consideraram maluquice. Não dei ouvidos. Eu já estudava o suficiente para ter confiança que daria tudo certo.

No ano seguinte, era agora ou nunca. Mas eis que dona Avril Lavigne resolveu passar pelo Brasil e se apresentar no Pacaembu naquele fatídico domingo. O que fazer? Pois o que parecia super okay: ir para o exame e seguir de lá para o show com os amigos da escola, ué.

Confesso que fui criticada – de novo -, especialmente pelos invejosos que não tiveram a mesma coragem em nenhum momento, mas fiz a prova com a cabeça no show e me mandei para o estádio.

Se eu fui bem? Fui, mas poderia ter ido melhor, sim. Só que tenho a certeza de não ter perdido nada  da diversão naquele fim de colégio tão sofrido. Hoje não sou mais fã da cantora, mas quem vai até o estádio para ficar no meio da galera pulando sabe bem que a farra é o que conta.

Portanto, deixo aqui o meu conselho: se remarcarem este exame fajuto, que tem tudo para sumir do mapa, não hesite em viver o momento. Prova todo ano tem, e ao chegar na tão sonhada faculdade, você percebe que poderia tranquilamente ter esperado um pouco mais. Vai por mim.

.

O novo Enem e o novo Guia do Estudante!

seg

Este post é um publieditorial. Útil para os estudantes de plantão que vão prestar vestibular (que eu sei que são muitos por aqui!) e para quem vai prestar vestibular de novo (que também são muitos por aqui!).

Ai, vestibular! Parece que foi ontem que eu estava nessa correria louca comprando Guias do Estudante e fazendo mil e um simulados. Eu, que estudei num colégio super puxado, prestei USP de treineira, passei entre os 10 primeiros colocados, fiz Enem duas vezes (e a segunda vez no mesmo dia do show da Avril Lavigne! hehe), quase passei na USP quando foi pra valer e acabei entrando tão bem na Cásper que nem quis considerar passar um ano sofrendo em cursinho. E este primeiro parágrafo foi só pra falar que eu sei bem como é esse sofrimento de vestibulando porque passei por isso, e passei bem acompanhada com meus Guias do Estudante da Abril.

Quando fui convidada a escrever este post, topei no ato. Principalmente porque esses Guias são ótimos e práticos,  excelentes para quem estuda em colégios que não são tão focados em vestibular e  sente falta de ter uma didática de estudo rápida e específica para uma prova ou outra. Eu tinha tudo isso no colegial e ainda aulinhas extras matadoras à tarde (leia-se: três vezes por semana eu tinha aula em período integral), mas como era nerd (oi?), comprei todos os Guias do mundo e eles super me ajudaram! Tenho até hoje guardados em alguma caixa por aí. 8)


.

Este ano, o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) mudou bastante de formato e aumentou ainda mais seu peso no vestibular de faculdades importantes. Por isso, ele acaba de ganhar um Guia do Estudante inteirinho dedicado a ele. Lá você encontra simulados, todas as informações sobre o novo formato do exame e várias dicas para se dar bem na hora da prova!

Portanto, se você não quer perder essa mamata de garantir nota extra numa USP da vida e em boas faculdades particulares, como Cásper e PUC, com certeza você vai prestar o Enem e o guia é uma ótima pedida de ajuda extra, principalmente se este lançamento for tão bom quanto os outros guias que já existiam na minha “época”!

Para os vestibulandos twitteiros, também dá pra pegar informações de graça no twitter deles, o @guiadoenem. E boa sorte a todos!

Deixe o mundo mais pink!

qui

“Deixe o  mundo mais pink” é a nova campanha da Capricho para as meninas tomarem uma atitude mais positiva diante da vida, mais alegre, mais leve, muito mais pink! Junto com a campanha, a revista acaba de mudar seu design, com novas fontes, mais cores e o fim daquelas frutinhas pentelhas na capa. Aliás, as frutas apareceram a primeira vez enquanto eu ainda trabalhava por lá. Eu saí em novembro do ano passado e elas persistiram até a edição passada, bem chato! Mas, enfim, não é disso exatamente que eu vou falar, e quem quiser saber mais sobre a campanha e o novo design da revista, pode ler no blog da Lia.

O que eu vou falar mesmo… Bom, eu vou falar mesmo é sobre os vídeos incríveis das celebridades que estão no site da campanha! Eu vou ter que falar porque, tipo assim… Quem dublou as celebridades é muito foda. De boa, paguei um pau. Que voz, que interpretação, que timing! 8)

Tá, pessoas! Eu confesso! :D
Este foi o meu primeiro job como dubladora e quem entrar no site vai ver Fernanda Pineda dublando Britney Spears, Madonna, Pink, Alessandra Ambrósio e Ashley Tisdale! E, claro, ainda vai dar boas risadas com os textos hilários escritos pelo meu querido ex-chefe, Phelipe Cruz, que foi no programa da Marimoon e teve a audácia linda de dizer que Felipe Solari é amigão da família SandyJrLima. Paguei um pau.

Aliás, quando forem assistir, comecem pelo da Britney. É sensacional. Juro. E, bom, lá vocês também ouvirão Lari Menon, minha bff, dublando Paris Hilton, Avril Lavigne e Beyoncé!

Tá, chega de blablabla. Vão lá conferir nosso trabalho e depois me contem o que acharam! 8)

Descobertas musicais

seg

Vida indo de vento e popa, por isso fiquei sem postar. :D Quando as novidades vierem chegando, eu conto. (L) Enquanto isso, o TOP 5 com tudo de melhor que descobri a-ver-com-música nos últimos dias. Catch your headphones and enjoy ;)

Bleeding Love, por Leona Lewis

A reinvenção da música romântica: excelente voz, mas sem gritaria. Boa letra, nada de refrões repetidos à exaustão. Um bom clipe e uma cantora que provavelmente reconhece que não atuaria bem algo tão dramático e deixa a tarefa para quem é competente no assunto. Senão me engano, ela era do American Idol. You go, girl!

Relax, take it easy, por Mika

Eu já devia ter conhecido esse cara há tempos. Me recomendaram mas eu não dei ouvidos. Ok, agora eu dou o braço a torcer. Ele é MUITO bom. Lembra todos os caras de voz estridente que você já ouviu, só que é melhor e muito mais feliz. E eu tô super numa fase de música feliz, então , me deixa. :D

Comercial da Apple + Nike + Cansei de ser Sexy

Eu baixei o cd delas faz tempo, mas acabei sempre ouvindo as mesmas músicas e nunca dei muita atenção para “Music is my hot hot sex”. E estou me sentindo extremamente culpada: acho que a música é uma das melhores do cd. Quem se animar com a propaganda, vale a pena dar um search no youtube e ver o clipe da música.

Hot, por Avril Lavigne

Ok, não é novidade e muito menos uma descoberta, mas acho que é a música mais madura do cd dela. Me lembra algum roquinho besta dos anos 90, mas não sei exatamente. Ah, gostei da direção de arte do clipe e do corpetinho verde. Detestei a franja loira.

Adultério, por Mr Catra


(desconsiderem o vídeo, ok? )

É funk, a letra é pornográfica, a voz do cara é horrível, a batida é viciante e com certeza você vai dançar essa música bêbado com os seus amigos. Dancei na última balada e foi divertidíssimo. É só ficar de calcinha que tudo certo. Tá, agora falando sério, tinha que ter algum lixo viciante na minha lista. Essa bosta²³²³² vicia tanto quanto o “para pa pa pa para pa pa pa pa ca ti bum” do Tropa de Elite (Rap das Armas).

Se você está achando que esse subproduto da indústria cultural não vai te atingir, espere até chegar o fim da sua festinha de reveillon, a baladinha na praia, e, digo mais, o carnaval. “O bagulho tá sério… Vai rolar um adultério… “