Presidente DJ: a mixtape política de Obama no Spotify

dom

put your hands up for… Obama

A campanha eleitoral começa a pegar fogo nos Estados Unidos e Barack Obama, mais uma vez, usa a internet estrategicamente para chamar a atenção do eleitorado e se reafirmar como um presidente, ahn, moderninho. Obama e seus marketeiros abriram uma conta no Spotify para lançar uma mixtape especial para a campanha de 2012 e chamaram a atenção pelas escolhas não só politicamente corretas, mas também diferentes.

As 28 músicas escolhidas mostram um pouco do gosto do presidente e deixam bem claro os eleitores que ele pretende conquistar para a reeleição. O apelo jovem é muito forte, já que a lista traz Florence and The Machine, No Doubt, Noah And The Whale, Arcade Fire e, tcharam!, Ricky Martin, este último numa clara tentativa de agradar também o público latino e o público gay numa tacada só.

Você pode ouvir a mixtape direto no Spotify se tiver uma conta, se não tiver, dá uma olhada aqui na  playlist completa do Obama:

1. No Doubt – “Different People”
2. Earth Wind & Fire – “Got to Get You Into My Life (Live version!)”
3. Booker T. & The MG’s – “Green Onions (Single/LP Version)”
4. Wilco – “I Got You”
5. The Impressions – “Keep on Pushing” (Single version)
6.  Jennifer Hudson (Dreamgirls) – “Love You I Do”
7. AgesandAges – “No Nostalgia”
8. Ledisi – “Raise Up”
9. Sugarland – “Stand Up”
10. Darius Rucker – “This”
11. Arcade Fire – “We Used To Wait”
12. Florence + The Machine – “You’ve Got The Love”
13. James Taylor – “Your Smiling Face”
14. REO Speedwagon – “Roll With The Changes”
15. Raphael Saadiq – “Keep Marchin'”
16. Noah and the Whale – “Tonight’s The Kind of Night”
17. Zac Brown Band – “Keep Me In Mind”
18. Aretha Franklin – “The Weight”
19. U2 – “Even Better Than The Real Thing”
20. Dierks Bentley – “Home”
21. Sugarland – “Everyday America”
22. Darius Rucker – “Learn To Live”
23. Al Green – “Let’s Stay Together”
24. Electric Light Orchestra – “Mr. Blue Sky”
25. Montgomery Gentry – “My Town”
26. Ricky Martin – “The Best Thing About Me Is You”
27. Ray LaMontagne – “You Are The Best Thing”
28. Bruce Springsteen – “We Take Care of Our Own”

.

E como relembrar é viver, não custa nada dar uma olhadinha no clipe da música do Ricky Martin escolhida para a seleção. Alguém vai acreditar mesmo que Obama que escolheu alguma coisa nisso tudo? Mas, enfim, acho que isso é o de menos, né? hehe

.

Sobre porque o MP3 influencia pessoas

ter

Sou uma pessoa altamente influenciável. Não pelos maus hábitos dos outros, mas por seus estados de espírito. Sabendo disso, escolho muito bem com quem pretendo me relacionar. Também sou influenciada pela energia/clima do lugar. Se sinto a famosa “energia pesada”, pode crer, não fico no local nem mais um minuto. Não me chame para um velório. E nem sei o que eu farei quando morrer: acho que devemos curtir alguém enquanto a pessoa tá viva, afinal.

Mas o assunto não é esse. Bom, também me influencio pela trilha sonora. Eu, que não sou chegada a axé/pagode e cia. limitada, cheguei até a dançar MÓITO em Porto Seguro. O clima faz a ocasião, junto com as pessoas, muito bem escolhidas, claro. Mas e quando está só você, com seu MP3? É você e a música que escolheu.

Baseadas em algumas MP3 atualmente no meu aparelhinho bosta:
– quando estou feliz, quero pop meloso e animado: Public Affair da Jessica Simpson, Like a Virgin da Madonna e etc (tenho muitos pops melosos, acredite);
– quando estou triste, música melancólica: qualquer coisa do Depeche Mode, Good Morning Joan dos Cardigans, All Good Things da Nelly Furtado, ou Blower’s Daughter do Damien Rice (provavelmente uma das músicas mais melancólicas do mundo);
– se estou energética: Smile da Lily Allen, The World is Mine do David Guetta, Wind it Up da Gwen e Say it Right, da Nelly Furtado;
– se quero ser uma sex machine (é, acontece): Sexyback do Justin (amo profundamente), Toxic da Britney, Love Hurts da Joan Jett, Sweet Dreams do Eurythmics, I touch myself do The Divinyls ou Like a Boy da Ciara (melhor música dela até agora, na letra e no ritmo, ao meu ver);
– pra pensar na vida, atualmente a preferida é Rebellion do Arcade Fire.

Recomendo todas as músicas que eu citei, não preciso nem dizer. Mas a questão é quando você não está “in the mood” para aquela música e seu mp3 insiste em jogar músicas tristes com você feliz, ou pops melosos quando você está sexy, ou músicas-sem-classificação quando você está a fim de pensar. Afinal, não tem como não andar em clima de passarela na rua quando está tocando Sexyback no seu ouvido e você está com vontade de dominar o mundo (acontece às vezes também).

Acho que os mp3s deviam ter um botão seletivo de músicas por emoção, facilitaria muito os meus problemas (de ser influenciada pelo “clima energético” das situações). Detesto ouvir música triste quando estou feliz e detesto ter que ficar apertando botõezinhos do MP3, dentro da bolsa, enquanto estou de pé no busão lotado. Acho que vou patentear essa idéia e enviar pra Apple. E ficar milionária, claro.

Dia mundial do Rock

sex

Não vou fazer um post só falando de música, mas achei que daria um bom título, já que eu nunca assisti “Sexta-feira 13” e não tenho medo da data – nem de gatos pretos, nem de passar por baixo de escada. ;)

Mas, tudo bem, acho importante deixar registrado que, apesar de eu ser uma pop-fan inveterada, tenho minhas bandas de rock favoritas SIM. Guns ‘n Roses, Kiss, Aerosmith, U2, David Bowie, Depeche Mode, Cindy Lauper, Joan Jett and the Blackhearts, No doubt (meio ska, mas tá valendo), White Stripes, Cardigans, Van Halen e Fraz Ferdinand. E agora tô viciada em “Rebellion”, do Arcade Fire e em várias musiquinhas do Artic Monkeys.

– fim do curso de locução
É, acabou ontem à noite. Foi ótimo, fiz amizades, já estou com saudades e me sinto pronta para fazer podcasts super-legais pra vocês na nova seção do blog. Estou enrolando tanto com isso, mas juro, vai ser bem legal. E o curso me tomou um tempo preciso para colocar isso no ar, mas agora faltam poucos dias para a revolução. RÁ!

– encontro do Mix Virtual:
Eu vou e quero conhecer gente bonita, interessante e descontraída, num super clima de azaração. BRINCADEIRA! Mas quem chegar por último é a mulher do sapo! E quem não for É um sapo(a). hehe Enfim, vão e tenham o prazer de tirar fotos com pessoas maravilindas e que vão ser postadas em todos os blogs do mundo logo no domingo. :D

– Spice Girls no Brasil!
É o que dizem alguns tablóides britânicos: os empresários das moças se mobilizaram com a petição dos fãs e resolveram correr atrás dos prejuízos. Há rumores de que as gatinhas passem pelo Rio de Janeiro em fevereiro. Bom, estou aguardando o anúncio oficial e TORÇO para que o show role em São Paulo, afinal, ninguém merece ter que assistir às apimentadas na areia da praia (dizem que foi infernal os shows por lá). Leiam MAIS lá no blog da Capricho! (eu que escrevi).

Aliás, quando eu tinha 10 anos eu era cover da Posh Spice no grupinho do colégio… Bons tempos! Eu tinha 10 anos e sonhava em ser como ela, agora, eu só sonho com o marido dela, porque ela virou a Alien Spice, fala sério. ¬¬’

Eu, agora
Humor fome de comida japonesa!
Pensando vou encontrar o Rô jajá!
Comendonada.
Ouvindo/Assistindo barulhos do pessoal digitando aqui na Capricho.
MSNLia
NavegandoMix Virtual!