“O Futuro de Nós dois”: e se você pudesse ler pedacinhos do seu futuro daqui a 15 anos?

ter

booktrailer de “O Futuro de Nós Dois”

O ano é 1996, muitos estão comprando seu primeiro computador pessoal e a AOL é o provedor de internet mais popular dos Estados Unidos. Um CD deles na mão e pronto: você está conectado e pode criar a primeira conta de e-mail da sua vida. Emma e Josh são amigos de infância prestes a experimentar a web pela primeira vez, mas por algum motivo aleatório do universo, eles conseguem acessar o Facebook dali 15 anos. Ao lerem pedaços de suas vidas e das vidas de seus amigos postados em atualizações de status, os dois passam a mexer com o presente tentando melhorar a vida no futuro.

A premissa de “O Futuro de Nós Dois”* é assim um tanto fora da caixinha, mas a relação entre presente e futuro criada pelos autores, Carolyn Mackler e Jay Asher, é interessante e até verossímil. A partir do momento em que os dois personagens ficam vidrados com o que vai acontecer daqui uns anos, vão aos poucos se esquecendo do presente e preferem tomar atitudes para serem felizes só depois.

É claro que não fica explicado porque eles conseguem acessar o Facebook, o que é uma licença poética bem ok, mas não dá para entender como uma das personagens simplesmente desiste de investigar como ela consegue “ver” o futuro na internet. Emma resolve pesquisar o assunto, mas no maremoto de emoções causadas pelo “oráculo” online, acaba deixando pra lá. Não sei vocês, mas acho que isso me intrigaria mais do que o futuro, algo tão volátil. rs

Continue lendo →

3 tendências dos anos 90 que estão de volta

ter

Cara Delevingne aprova!

Os anos 90 são os novos 80: se você ainda não tinha sacado as menções honrosas que foram ganhando o meio musical, agora vai ficar difícil não reparar, porque lá vem a moda resgatar várias coisas de 20 anos atrás.

Depois de Hedi Slimane resgatar o grunge na Saint Laurent e até fazer campanha com ícones da época, as semanas de Moda de Nova York e de Londres confirmam de vez a década de 90 como musa inspiradora. Tem o retorno do grunge e de suas camisas de flanela, das camisetas cheias de logotipos gigantes e até mesmo da blusa amarrada na cintura; mania que foi da rua para o centro das atenções e que pode ser mesmo muito prática em dias corridos. Bom mesmo é que agora não vai mais ser desajeitado, vai ser cool!

3 tendências dos anos 90 que estão de volta (e todo mundo pode usar!):

– Logotipos em destaque


.

Não sei para vocês, mas para mim já estava bem claro aonde ia dar a overdose de moletons da Kenzo e as peças cheias de onomatopéias: no retorno dos logotipos, que também tem tudo a ver com pop art. Pense na polinho com um grande Ralph Lauren, nos moletons Hard Rock Café, Planet Hollywood, em muita coisa da GAP e Benetton e por aí vai.

Se antes era ligeiramente de mal gosto e às vezes sinônimo de falta de opção, agora os estilistas retomam a ideia com propostas mais enxutas e às vezes mais glamurosas: Alexander Wang brinca com transparência e “explicit content” na semana de moda de Nova York, a Ashish transforma o esportivo em glamour com muito paetê na semana de Londres e Marc Jacobs dá o logo sem dar o nome. Na última foto,  a modelo Sam Rollinson em editorial da revista i-D de maio.

.

– Camisas de flanela


.

Quem sair por aí ressucitando a barriguinha de fora, desenterrando a “camisolinha” chique do armário ou com a boa e velha regata de alcinha espaguete, vai de certo estar moderníssima. Estas são outras peças que vamos ver bastante daqui pra frente, mas é fato que não vamos conseguir fugir mesmo é da camisa que virou símbolo do grunge nos anos 90. O melhor de tudo: a peça é muito mais democrática que um top cropped (admita!) e provavelmente você já tem uma no armário.

As camisas xadrez já até ganharam o gosto do povo (especialmente dos brasileiros) há algumas temporadas, tanto que neste inverno a coisa deu até uma acalmadinha, já que de uniforme dos modernos a peça virou escolha padrão e desanimou um pouco a galera. Quem curte a peça independente de ser mainstream ou não, pode se preparar para o retorno triunfal da estampa agora em novo (ou velho?) tecido: flanela.

Boa ideia para as moças é atualizar as camisas de flanela misturando saltões e peças bem poderosas, como nos looks apresentados pela Rodarte na passarela. É pra poucas, mas esse top cropped com um belo camisão é quase irresistível – já podemos prever looks das famosas nos festivais ano que vem? Que tal o combo camisão, top cropped e uma bela disco pant? Previsão de madame Fernanda lançada!

Para inovar mesmo, vale a inspiração de Lady Gaga, que transformou a sua em vestido, e também a sobreposição de camisas que Taylor Tomasi Hill fez. Este look, se não me engano, é de fevereiro. Adiantada a moça, não?

.

– Blusa amarrada na cintura


.

Essa não é bem uma tendência, mas tem seu valor e já subiu para a passarela. Blusa amarrada na cintura não é nada mais que uma modinha prática, um “truque de styling” duvidoso que foi usado à exaustão nos 90’s e passou a ser condenado um grande pecado pela maioria das revistas naquelas sessões de certo ou errado. Pois bem: era um pecado imperdoável até semana passada. Agora a blusinha já circula livremente amarrada em cinturas fashionistas famosas e ai de quem disser que não é cool.

Não sei se é algo para aderir para todo o sempre, mas em viagens eu certamente não hesitarei em passar a blusa em volta do quadril para ficar livre por aí. Tem coisa mais prática?!

 

Aproveita agora para tirar aqueles bonés de time de basquete americano antigões do armário e recuperar também aquelas regatonas numeradas e esportivas. Confesso que adoro várias coisas da época e acho que essas peças largonas dos anos 90 vão realmente cair muito bem com a silhueta skinny dos 2000. O desafio é não se arrepender daqui a alguns anos – e isso inclui a blusa na cintura, hein? ;)

 

O filme de “Confissões de Adolescente”

qui

“Confissões de Adolescente”: as atrizes originais, ao alto, fazem participação no filme.
No sofá, as novas protagonistas: Sophia Abrahão, Malu Rodrigues, Isabella Camero e Clara Tiezzi

Nos anos 90 um seriado fez muito sucesso e mexeu com a cabeça dos jovens falando de assuntos atuais de um jeito descomplicado e direto – e não, não era “Malhação”. Em “Confissões de Adolescente”, série dirigida por Daniel Filho e adaptada do romance da também protagonista Maria Mariana, os dramas eram bem reais: ninguém tomava suco no gigabyte e drogas e gravidez indesejada apareciam com frequência ao longo dos episódios. E agora o programa vai virar filme, numa nova adaptação e novamente com o talento de Daniel Filho no comando.

Para quem não se lembra, na foto acima tem um refresco: as quatro garotas principais eram vividas, da esquerda para a direita, por Maria Mariana, Daniela Valente, Georgiana Góes e Deborah Secco. Os nomes das personagens vão mudar, mas logo abaixo estão as jovens atrizes correspondentes aos papeis da série antiga: Sophia Abrahão será Tina (antiga Diana), Malu Rodrigues será Alice (antiga Nathália), Isabella Camero será Bianca (antes Bárbara) e Clara Tiezzi será Carina (antes Carol, personagem que levou Deborah Secco para a TV). 

A história será obviamente adaptada para os dias atuais e de cara dá pra perceber que eles vão mostrar as redes sociais como os novos diários das adolescentes – a mais pura verdade! Nem tenho 16 anos e já tô ansiosa pra ver: o filme chega às telonas em dezembro deste ano!

Como não poderia deixar de ser, as atrizes das antigas vão sim dar pinta no novo filme, mas com participações pontuais, apenas para a alegria dos fãs. 
 

Daniela Valente, Deborah Secco, Maria Mariana e Georgiana Góes: o quarteto principal da série exibida nos anos 90

E relembrar é viver, né? Uma boa alma colocou no Youtube o primeiríssimo episódio da série, que explica todas as relações entre as meninas rapidinho e já parte para a primeira pauta, que até hoje aflige as adolescentes: o primeiro beijo. O bonitinho é que a Nathália (Daniela Valente), no auge do axé, fala que encontrou um menino lindo “numa festa de música baiana” e o pai (Luis Gustavo) reclama que o telefone tá sempre ocupado. Bons tempos do telefone fixo! rs

Separa um tempo e assiste!

.


Look do dia: o tal do short saia

ter

Você não leu errado: este é um post de look do dia! E falo mais lá no final! ;)

A gente passou a infância usando essa mistura de short/saia nos anos 90 e eis que com esse revival da década, a Zara conseguiu emplacar um belo hit relançando a proposta. A peça tem um quêzinho de engana-mamãe e de  engana-garotos, já que dá aquela impressão de ser uma sainha super vaporosa, mas com o conforto de um short por trás (com o perdão do trocadilho! hehe).

Apesar de ter achado o comprimento um pouco curto para o meu gosto, mesmo para um short, rola sim de usar em dias de calor ou então para sair à noite, com um visual mais *perigoso*. rs Como estamos nessa época de chegada do inverno, resolvi estrear o meu short com um suéter mais quentinho e usei o look para ir almoçar com a família no domingão. Tem quem não goste de preto de dia, mas eu adoro preto a qualquer momento – especialmente quando o almoço é num japonês e a pessoa sempre faz besteira com o shoyu! rs

.

suéter “Wanted”: Freak Of Nature para Asos; short/saia: Zara; bota: Zara; bolsa: presente da mamãe; óculos e brincos: Topshop (São Paulo)

.

_o/

Espero que vocês gostem da novidade! Eu já tinha ficado em dúvida várias vezes sobre fazer ou não look do dia e cheguei à conclusão de que de vez em quando pode ser legal, sim. Como não vou ter alguém para me ajudar com isso todos os dias, o assunto com certeza não vai virar uma overdose enjoativa por aqui e ao mesmo tempo consigo mostrar com mais frequência o que estou usando (coisa que algumas leitoras já me pediram também!). 

Agora, diz aí: o que você acha desse retorno de coisas dos anos 90? Eu adoro demais, queria era ser um pouquinho mais jovem pra poder abusar das coisas mais ~esportivas~! rs

Cara Delevingne na campanha da Saint Laurent

qui

Depois de Courtney Love e cia., chegou a vez de Cara Delevingne ser a estrela da campanha grunge da Saint Laurent. A modelo mais hypada (e polêmica) do momento parece ter sido a melhor representante que Slimane encontrou para sua coleção até agora.

Desde que surgiu nas passarelas e campanhas, Cara sempre foi uma das maiores adeptas da moda anos 90 e, só de ver as fotos, temos mesmo a impressão de que ela tem tudo isso no guarda-roupa. Fora a afinidade, sempre tenho aquela impressão de que quando os jovens de uma geração completam seus 20 aninhos, começaremos a ver a nostalgia do ano de nascimento deles aparecer. E Cara nasceu em 1992 – bingo!

.

Continue lendo →

Os novos rostos da Saint Laurent: Courtney Love e Marilyn Manson

qui

Manson e Love posam para série de retratos da Saint Laurent

O grunge de Hedi Slimane para a temporada de inverno/2013 da Saint Laurent deu o que falar: enquanto muitos criticaram a reprodução óbvia do que rolou de fato nos anos 90, outros aplaudiram a presença de espírito e a coragem dos looks fieis na passarela. Digamos que a maior parte das pessoas ficou no primeiro grupo, mas uma das que aplaudiu foi, claro, a musa dessa era, Courtney Love.

.

Courtney Love

Kim Gordon

Ariel Pink

O caso é que a viúva Cobain agora é uma das estrelas do rock a dar as caras na nova série de retratos da grife, clicada pelo próprio Slimane. Elogio bem pago ou pura coincidência? Bem, outros que também modelam para a campanha são o cantor Marilyn Manson, a Kim Gordon do Sonic Youth e  o músico Ariel Pink.

.

looks grunge do desfile inverno/2013 da Saint Laurent

Se vai vender ou vai encalhar, não sabemos. Embora o grande foco das grandes marcas seja inspirar desejo em quem não p$de e mexer no bolso de quem p$ode, a aposta parece arriscada demais para o público classudo da marca. Tô no time que enxerga muita roupa velha nesses looks de passarela, mas que os anos 90 são os anos 80, são mesmo.

Pode esperar e abastecer o guarda-roupa – ou morrer de medo.

.