Smart garfo: inventaram um gadget para controlar como você come

sex

Eu acho fantástico poder usar a tecnologia a favor da saúde. Não tô falando de avanços da medicina nem de nada absurdo, estou falando do cotidiano mesmo, de poder usar um aplicativo ou outro para checar minha alimentação, meus exercícios, se estou dormindo razoavelmente bem ou se bebo água o suficiente.

Usar alguns destes programinhas, com parcimônia, me faz bem e me dá aquela sensação gostosa de ~estou vivendo no futuro~. Afinal, há bem pouco tempo, nada disso estava disponível para nos ajudar no corre-corre cotidiano. Agora quem diria que a próxima ferramenta anti-correria viria justamente na forma de um garfo bluetooth?

HAPI: garfo intrometido ou bem-vindo?

Há diversos malefícios em se comer rápido demais, sem mastigar bem os alimentos. Um deles é, tcharam!, o ganho de peso. Com esse apelo no bolso, surgiu o HAPI, garfinho wireless gigante e colorido que observa quanto tempo você demora na sua refeição, quanto leva entre uma garfada e outra e te dá broncas quando você come rápido demais. Sim, o garfo vibra. Imagine você em público sendo impedido de juntar a fome com a vontade de comer? É ou não é a tortura do novo milênio?

.

no anúncio, pessoas magras comem delicadamente com um garfo gigante que vibra (!)

Num (longo) relato publicado no site da NY Mag, a jornalista conta que um amigo apelidou o utensílio do mal de “garfo anoréxico”, o que é uma definição simplesmente perfeita para uma geringonça que ninguém precisa e, assim espero, ninguém sonha em ter. O slogan do bicho é: “eat slowly; lose weight; feel great” (coma devagar, perca peso, sinta-se bem).

O mais impressionante é que a divulgação não deixa muito claro o som que ele faz ao te avisar para *pegar leve* no meio do PF. Segundo a reportagem, a coisa chega a ser vergonhosa. Aí fica a pergunta: é a tecnologia se intrometendo onde não é chamada? Com certeza. Precisamos de um instrumento que nos ajude a sentir culpa pela nossa alimentação com uma desculpa saudável por trás? É claro que não. Quem realmente quer levar uma vida saudável vai arranjar tempo para comer melhor e com calma? Definitivamente.

.

ps: ainda prefiro o método da vovó: conte 20 mastigações de cada lado e relaxe.

Comentários via Facebook

3 comentários

  1. Julia

    Sou uma devoradora, termino o meu prato em poucos minutos. O que me leva a servir mais… Nos últimos tempos tenho me policiado graças a um problema que tenho na ATM, como devagarinho pra não sentir tanta dor depois. Sim, tá errado. Preciso aprender a lidar com a minha ansiedade.

    Beijo.

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Julia on 05/09/2014 at 10:29 am said:

      Sou uma devoradora, termino o meu prato em poucos minutos. O que me leva a servir mais… Nos últimos tempos tenho me policiado graças a um problema que tenho na ATM, como devagarinho pra não sentir tanta dor depois. Sim, tá errado. Preciso aprender a lidar com a minha ansiedade.

      Beijo.

      Oi Julia! Tá errado mesmo, mas concorda que não é um garfo que vai te ajudar a mudar isso? Acho muito complicado vender muletas para problemas reais que nascem na cabeça, e não na sua “mão”. Talvez seja uma boa procurar um terapeuta para entender melhor a questão e conseguir ter uma alimentação mais saudável. Dizem que é ruim comer “fazendo” outra coisa e que se come além, mas quando se é muito ansioso, ler um livro durante a refeição ajuda muito a esparçar as garfadas. É minha atividade favorita quando preciso comer sozinha. :)

      Responder
  2. Julia

    Você deu o nome perfeito para esse acessório: Muleta. Realmente, pode ajudar temporariamente, mas o ideal mesmo é que se trate a raiz do problema. Beijo. :)

    Responder

Deixe seu comentário