5 Dicas para economizar com produtos de beleza

ter

Uma base de R$150 aqui, um perfume de R$200 acolá, um creminho barato da farmácia que custa R$50 (barato mesmo, JURA?)… Mesmo as consumidoras mais comedidas e conscientes já devem ter tomado um susto com a quantidade de dinheiro que gastam com produtos de beleza, cosméticos ou maquiagem. Mas acredite: há sim formas de economizar sem precisar ficar sem o seu queridinho na pia do banheiro!

.

.

5. Pesquise os preços primeiro, no exterior e no Brasil

Parece óbvio falar em pesquisar preços, mas algumas lojas que vendem produtos exclusivos, como a Sephora, não costumam ter variações de uma unidade para a outra. Resultado: você entra, compra e fim de história. Porém, temos a maravilhosa, grande e completa internet para funcionar a nosso favor. Talvez aqui no Brasil você só encontre um único preço abusado, mas mesmo assim vale pesquisar em outras lojas, principalmente as de meninas que trazem do exterior para vender aqui.

Agora, antes de arrematar qualquer produto em uma loja nacional, considere dar uma olhada nos preços do mesmo produto em sites estrangeiros como Ebay, Strawberry Net, Cosme De, Nonpareil Boutique, Sweet CareCherry Culture. Já comprei em todos e nunca tive problemas! Às vezes a espera pelo produto não custa nada perto da economia que você vai fazer. Só lembre-se de dar aquela lida nas reviews do seller no Ebay, ok? ;)

 

4. Amostras primeiro! 

A política de amostras ainda está começando a engrenar por aqui, mas acredite: a melhor coisa que você pode fazer antes de comprar um produto full size é experimentar e observar como a amostra se adapta às suas necessidades. E isso não vale só pra coisa cara não, tá? Algumas marcas de produtos para pele e cabelo que vendem em farmácias de todo o país já distribuem amostras de tempos em tempos para quem pede gratuitamente pelo site.

Outro jeito de conhecer produtos novos e receber amostras é através daquelas caixinhas secretas de beleza. Se você for uma maníaca por beleza que tenha o dinheiro para gastar todo mês com isso, vale a pena. Pra mim, não valeu: conheci coisas legais, mas acabei ficando com muita coisa aleatória entulhada.

3. Peça para o amigo que vai viajar

Já pesquisou  e quer comprar o produto de fora? Tem aqueeeele amigo indo pra gringa? Ué, amizade serve para que, se não for para trazer nossas encomendas? rsrs Mas seja elegante, por favor: ao invés de dar uma lista e um bolo de dinheiro na mão da pessoa e solicitar que ela vá até um shopping comprar, faça o favor de encomendar online e mandar entregar no hotel. Bem mais prático, seguro e menos trabalhoso para o amiguinho.

Amazon e Sephora.com fazem o trabalho lindamente! Apenas certifique-se de que o hotel não cobra taxas pela entrega de correio no quarto; alguns hoteis, infelizmente, fazem isso. E, se cobrar, é óbvio que você vai reembolsar seu amigão.

 

2. Reveze com produtos mais baratos no seu dia-a-dia

Comprou o shampoozão caríssimo e agora quer usar ele todo santo dia, para ficar com cabelos de Gisele até para ficar sentada no escritório babando em frente ao computador? Ooops, que tal maneirar? O que eu tenho a dizer é: reveze o produto “fodão” com produtos “fodinha”.

Um dia você usa seu produto ma-ra-vi-lho-so profissional, no outro você banca a humilde e usa um bom shampoo neutro (Johnson’s Baby! <3) e uma máscara de hidratação – que também não precisa ser cara, viu? Alô potões da farmácia! O revezamento faz bem para os fios e faz melhor ainda para o seu bolso. O mesmo vale para qualquer outro produto: reveze, desenterre aqueles potes acumulados no fundo do armário e seja feliz. Só não vai usar coisa vencida, faz favor!

1. E se pergunte: você precisa mesmo desse produto?

Somos bombardeadas por informações de moda e beleza diariamente, vemos fotos de novidades no instagram toda hora e lemos umas trezentas resenhas de produtos por dia. Ou seja: é muito fácil cair na tentação e sair comprando tudo. Quantas vezes você não chegou em casa com uma coisa que não precisava? Ou com um produto comprado errado? Ou com uma base de cor estranha só porque não testou direito na loja?

Se for comprar online, encha o carrinho três vezes e esvazie três vezes antes de pegar o cartão. Funciona. E se você já decorou o número do seu cartão, o caso é grave: quebre e peça outro, mas não faça isso com o seu bolso! rs Quando for viajar, vale também fazer uma lista do que você precisa comprar, do que você gostaria de comprar e do que você, definitivamente, não precisa (alô hidratantes cheirosos de todos os lugares do mundo que você nunca conseguiu terminar!).

O que eu quero dizer com esse post é: seja consciente ao fazer uma compra. Reflita. Seja *mão de vaca*. A maior armadilha desse mercado está dentro de você e se chama baixa auto-estima. Precisamos entender que não é um produto xis que fará a gente se sentir melhor. A verdadeira beleza vem de dentro – o resto é perfumaria.

.

Katy aprova!

 

Comentários via Facebook

8 comentários

  1. Tati Lopatiuk

    Ameeeeeeeeei esse post! <3

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Helo Inoue on 03/06/2014 at 5:46 pm said:

      Fernanda sendo linda e consciente!!!!!!
      <3

      Tati Lopatiuk on 03/06/2014 at 1:57 pm said:

      Ameeeeeeeeei esse post! <3

      AFFF <3 <3

      Responder
  2. Helo Inoue

    Fernanda sendo linda e consciente!!!!!!
    <3

    Responder
  3. Tany

    Meu maior problema com produto de beleza é a quantidade de coisas e o preço no Brasil.. Eu não sou daquelas que coleciona, geralmente tenho uma organização: uso aquilo que gosto e sei que dá certo comigo, revezando com algum que experimento e com outro que é mais baratinho. Acabo não gastando tanto assim e ao mesmo tempo vou descobrindo coisas novas.

    Lembro também de comprar na Sephora dos Estados Unidos online pra basicamente comprar um rímel e o delineador que uso, com o rímel veio a opção de amostra e peguei outro. Não é que a amostra me satisfez mais do que o rímel que me fez começar uma compra? Na próxima já vou pedir um tamanho maior. :)

    Responder
  4. - O melhor do blog em 2014

Deixe seu comentário