Maquiagem e auto-imagem: de que lado você fica?

qua

.

Este texto é um desabafo e já começo assumindo: eu sou viciada em maquiagem. Não sei viver sem, não saio sem, me sinto nua quando estou de rosto lavado e, pior, me sinto o último dos seres humanos quando não estou com nada no rosto. Parece que o único local permitido para esse tipo de “atrocidade visual” é a academia, já que faz é muito mal para a sua pele suar em cima de uma pele maquiada. Embora eu já tenha visto muito tutorial de “look para malhar”, garanto: já tive crises de acne terríveis depois de enfrentar uma temporada de gravações maquiadíssima no calor do Rio de Janeiro e só o dermato foi capaz de me salvar. Não vale a pena.

Só que o fato é simples: me sinto feia de rosto lavado. Assim, horrorosa. Eu me incomodo com a minha própria imagem de cara limpa e já nem lembro como era a vida antes de usar base diariamente. Mas, de verdade? Não sei nem se faço alguma questão de lembrar da época em que só um gloss resolvia. Não preciso de longos rituais de beleza diários (ufa! ainda bem), mas tenho que ter meus 10 minutos para me sentir apresentável. Mesmo assim, não é raro nos nos dias de pressa eu pensar: “como era bom quando só um gloss resolvia”Em outras palavras: ao mesmo tempo em que a maquiagem aumentou a minha confiança, diminuiu ainda mais minha auto-estima.

Maquiagem é realmente algo maravilhoso. Melhorou e muito minha auto-estima, descobri efeitos incríveis de valorizar o que tenho e esconder o que não gosto e ainda novas formas de expressar minha personalidade. Tenho a oportunidade de testar coisas mais hardcore em muitos níveis quando faço coisas especiais para gravações no trabalho e aperfeiçoei bastante minha habilidade. Virei “pro” em aplicar cílios postiços e faço uma pele como ninguém. Só que, como tudo que é relativamente bom, desaprendi a viver sem isso.

Uma vez viajei para o interior numa pequena viagem de fim de semana e entrei em pânico quando percebi que esqueci meus produtos em São Paulo. Fiquei horas matutando o que eu faria. Compraria um monte de produtos aleatórios na farmácia? Pediria para a dona da casa? Compraria só um pó e ficaria sem lavar o rosto – nem o cabelo, portanto? Quanto absurdo! No fim, comprei uma base e pedi o resto emprestado, com um pouquinho de vergonha. Vergonha que seria maior ainda se eu saísse de cara lavada para a “noite” na cidade.

É engraçado esse efeito dúbio da maquiagem. Me sinto extremamente bem produzida, mas tenho certeza que minha auto-imagem vai se tornando algo cada vez mais distorcido conforme aprendo novas técnicas e me torno mais habilidosa (e gasto mais dinheiro com produtos supostamente milagrosos). Não tenho nenhuma solução para isso, mas tenho certeza que se eu precisasse me descrever para alguém, o relato seria: 1 – muito fora da realidade por eu criticar muito o que vejo no espelho sem produção, ou 2 – muito fora da realidade por eu só conseguir admitir minha própria imagem maquiada.

Digo isso tudo porque vi um vídeo da famosa campanha de Beleza Real em que mulheres foram convidadas a contarem como é o rosto delas para um profissional especializado em retratos falados. O resultado? Surpreendente: todas tiveram visões negativas sobre elas mesmas e todas foram descritas de forma mais próxima da realidade por um estranho, alguém que nunca tinham visto antes.

Sinceramente? Aposto que isso aconteceria comigo também.

.

O motivo dessa distorção pode não ser necessariamente maquiagem, mas sim a  “indústria da moda e da beleza”, só que prefiro pensar que é “só” o uso de maquiagem. Prefiro acreditar que somos capazes de separar as coisas, de perceber que modelos e celebridades, por exemplo, vivem da própria imagem e não são nem devem ser objeto de comparação para quem tem uma rotina mais convencional.

Queria lançar uma discussão: como você acha que a maquiagem bagunça ou ajuda sua própria visão? Você se sente bem mesmo sem maquiagem? Você faz longos rituais de beleza diariamente para se sentir confiante?

 .

Comentários via Facebook

60 comentários

  1. Camila Santana

    Uso relativamente pouca maquiagem no dia a dia. Aprendi a me gostar assim, do jeito que sou.

    Adoro uma mega produção, mas me forço a mostrar um pouquinho de como eu sou realmente, escondendo falhas como olheiras.

    Mas no geral eu me sinto bem comigo. Mas me sinto muito melhor maquiada.

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Camila Santana on 17/04/2013 at 6:23 pm said:

      Uso relativamente pouca maquiagem no dia a dia. Aprendi a me gostar assim, do jeito que sou.

      Adoro uma mega produção, mas me forço a mostrar um pouquinho de como eu sou realmente, escondendo falhas como olheiras.

      Mas no geral eu me sinto bem comigo. Mas me sinto muito melhor maquiada.

      Acho que não tem jeito, né? Da mesma forma que a gente se sente lindona arrumada com roupa de festa. Mas é ótimo saber separar as coisas e viver bem consigo mesma, tá certíssima!

      Responder
  2. carla

    Eu vi esse vídeo ontem e meu achei incrível, fiquei pensando como eu me descreveria …provavelmente péssima tb hahaha

    eu acho q maquiagem ajuda E atrapalha…não consigo sair pra ir na padaria sem um rímel! isso é um saco…mas com o resto não me preocupo muito…por enquanto hahaha

    não me sinto horrível sem make, mas n me sinto bonita tb…
    ainda mais se chega uma menina arrumada perto rs

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      carla on 17/04/2013 at 6:50 pm said:

      Eu vi esse vídeo ontem e meu achei incrível, fiquei pensando como eu me descreveria …provavelmente péssima tb hahaha

      eu acho q maquiagem ajuda E atrapalha…não consigo sair pra ir na padaria sem um rímel! isso é um saco…mas com o resto não me preocupo muito…por enquanto hahaha

      não me sinto horrível sem make, mas n me sinto bonita tb…
      ainda mais se chega uma menina arrumada perto rs

      É duro de admitir, mas às vezes nossa insegurança só fica longe até aparecer uma gatona arrumada… E aí vc se arrepende na hora de ter ficado mais 10 minutinhos na cama! hehehe

      Responder
  3. rafa

    que texto maravilhoso !!!

    com toda certeza me sinto muito melhor com maquiagem… não saio de casa sem rimel e batom, mas os outros produtinhos consigo ficar bem sem… digamos que to começando a descobrir agora esse mundo das bases e pó, devido a internet e os blogs/tutoriais de maquiagem… então não sei até quando vou sobreviver sem eles.
    o meu problema msmo é com o cabelo, não saio de jeito nenhum sem uma escova/chapinha, me sinto horrivel com cabelo natural, praia pra mim é um terror, fico só no coque e não me sentindo bem.

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      rafa on 17/04/2013 at 7:28 pm said:

      que texto maravilhoso !!!

      com toda certeza me sinto muito melhor com maquiagem… não saio de casa sem rimel e batom, mas os outros produtinhos consigo ficar bem sem… digamos que to começando a descobrir agora esse mundo das bases e pó, devido a internet e os blogs/tutoriais de maquiagem… então não sei até quando vou sobreviver sem eles.
      o meu problema msmo é com o cabelo, não saio de jeito nenhum sem uma escova/chapinha, me sinto horrivel com cabelo natural, praia pra mim é um terror, fico só no coque e não me sentindo bem.

      Poxa, Rafa, sei que muita gente é contra, mas já pensou em fazer um tratamento de tempos em tempos? Uma progressiva sem formol, uma escova de carbocisteína, sei lá? Pode não ser uma solução super duradoura, mas vai te ajudar a perder menos tempo com isso (enche o saco, eu tenho o mesmo problema!) e deixa o cabelo mais domado, mesmo quando vc quiser usar natural!

      Responder
  4. Marília

    Eu já tive várias fases… A primeira foi aquela que você passou, de achar que só um gloss resolvia… Aí eu me dei conta de que com maquiagem podia esconder os defeitos e acabava escondendo tudo, rs… Nessa fase saía com cara de reboco na rua, usava corretivo mais claro que minha pele e meu blush parecia uma chinelada, haha… Mas essa fase me ajudou porque, insatisfeita com uma foto maquiada em que saí horrorosa, fui atrás de me conhecer melhor e ver bem meus defeitos… E então percebi que não preciso de corretivo, uma boa base dá conta da minha olheira, e camada fina… Aí fui desapegando bem e hoje uso tudo suave. Me sinto estranha sem maquiagem no trabalho ou à noite, mas para ir ao shopping, à casa da sogra ou festas de família uso bem pouco ou mesmo nada. Não me sinto “escrava” pq gasto menos de 5 minutos me maquiando pro dia a dia. E caso não tenha 5 minutos, saio sem mesmo. O que invisto sem dó é um bom dermato e tratamentos, justamente pra cuidar da saúde e melhorar a auto-imagem.

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Marília on 17/04/2013 at 8:44 pm said:

      Eu já tive várias fases… A primeira foi aquela que você passou, de achar que só um gloss resolvia… Aí eu me dei conta de que com maquiagem podia esconder os defeitos e acabava escondendo tudo, rs… Nessa fase saía com cara de reboco na rua, usava corretivo mais claro que minha pele e meu blush parecia uma chinelada, haha… Mas essa fase me ajudou porque, insatisfeita com uma foto maquiada em que saí horrorosa, fui atrás de me conhecer melhor e ver bem meus defeitos… E então percebi que não preciso de corretivo, uma boa base dá conta da minha olheira, e camada fina… Aí fui desapegando bem e hoje uso tudo suave. Me sinto estranha sem maquiagem no trabalho ou à noite, mas para ir ao shopping, à casa da sogra ou festas de família uso bem pouco ou mesmo nada. Não me sinto “escrava” pq gasto menos de 5 minutos me maquiando pro dia a dia. E caso não tenha 5 minutos, saio sem mesmo. O que invisto sem dó é um bom dermato e tratamentos, justamente pra cuidar da saúde e melhorar a auto-imagem.

      Eu tb sou bem rápida, Má! Mas não tem jeito, afeta diretamente a confiança do dia… hahaha Eu fico tolerante até encontrar aquela pessoa que vc não vê há anos na rua, sabe? kkkk

      Responder
      1. Flavia

        Adoraria poder passad apenas um rimel e um batom, mas, infelizmente, minhas manchas d melasma nao deixam. Sinto-me horrorosa sem make, ainda mais sem base. Pra evitar maiores danos e perder muito tempo p me “produzir”, uso um protetor solar (nao posso ficar sem, d jeito nenhum) c base; isso facilita a minha vida. Pra piorar, tenho cicatrizes d espinhas e estou tentando resolve-las c aplocaçao d acido hialuronico. Mas o tratamento e muito caro, alem disso precisa ser feito mais d uma vez. E nem as sobrancelhas se salvaram, sao ralas e falhas, e tenho q preenche-las p ter algum sinal d expressao. Triste, ne? Como posso deixar q alguem me veja sem make? :(

  5. Vy

    Eu só fui parare usar maquiagem sempre loucamente porque tive uma alergia a um gel de rost que ne o ar podia encostar em mim sem arder. Mas foi duro. Claro que depois voltei a usar todo o dia, mas acho que tem que ser uma escolha intima o que fazer disso. Tô tentando diminuir o uso. Verdade que não apareço em video nm falo com cliente externo, mas realmente quem vê de fora não acha que somos o horror que pensamos ser. A gente se conecta demais aos nossos detalhes, acho que por isso acabamos sendo duros com nós mesmos…

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Vy on 17/04/2013 at 11:17 pm said:

      Eu só fui parare usar maquiagem sempre loucamente porque tive uma alergia a um gel de rost que ne o ar podia encostar em mim sem arder. Mas foi duro. Claro que depois voltei a usar todo o dia, mas acho que tem que ser uma escolha intima o que fazer disso. Tô tentando diminuir o uso. Verdade que não apareço em video nm falo com cliente externo, mas realmente quem vê de fora não acha que somos o horror que pensamos ser. A gente se conecta demais aos nossos detalhes, acho que por isso acabamos sendo duros com nós mesmos…

      com certeza! Vemos detalhes que só a gente vê (pro bem e pro mal!)

      Responder
  6. Anônima

    Vou contar uma coisa que vai parecer estranha, sou mulher, não sei me maquiar, saio somente com batom ou rímel. Comprei maquiagem, pincéis e tudo mais pois penso em fazer um curso de auto maquiagem. Me acho feia e me sinto mal em ver a mulherada na rua elegante e eu de cara lavada mas me acho feia porque vejo as mulheres todas maquiadas e eu não. Não me acho tão feia assim mas como todas vivem lindas com maquiagem eu resolvi me render. Até quando vejo fotos de amigas elas estão sempre maquiadas e eu nunca ! Gostei do texto, achei corajoso !

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Anônima on 18/04/2013 at 10:20 am said:

      Vou contar uma coisa que vai parecer estranha, sou mulher, não sei me maquiar, saio somente com batom ou rímel. Comprei maquiagem, pincéis e tudo mais pois penso em fazer um curso de auto maquiagem. Me acho feia e me sinto mal em ver a mulherada na rua elegante e eu de cara lavada mas me acho feia porque vejo as mulheres todas maquiadas e eu não. Não me acho tão feia assim mas como todas vivem lindas com maquiagem eu resolvi me render. Até quando vejo fotos de amigas elas estão sempre maquiadas e eu nunca ! Gostei do texto, achei corajoso !

      Como disse lá em cima: nossa insegurança é completamente proporcional à “competição”. É duro admitir isso, mas é real.

      Responder
  7. Emily

    Fe, sou do time que não leva jeito nem pra passar rímel. rs Sou baixinha e ainda tenho uma cara de mais nova, então eu tento mesmo passar um rímel e um lápis pra ir trabalhar e ficar com cara de “adulta”…mas geralmente tô de roupa básica e não exploro muita make. Acho que nunca passei nem base na pele rsrs, mas vamos lá, comprei um batom vermelho pra fazer a Mallu Magalhães de vez em quando…rs!
    Sobre o vídeo: choradeira. rsrs A gente precisa mesmo se amar mais!

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Emily on 18/04/2013 at 10:29 am said:

      Fe, sou do time que não leva jeito nem pra passar rímel. rs Sou baixinha e ainda tenho uma cara de mais nova, então eu tento mesmo passar um rímel e um lápis pra ir trabalhar e ficar com cara de “adulta”…mas geralmente tô de roupa básica e não exploro muita make. Acho que nunca passei nem base na pele rsrs, mas vamos lá, comprei um batom vermelho pra fazer a Mallu Magalhães de vez em quando…rs!
      Sobre o vídeo: choradeira. rsrs A gente precisa mesmo se amar mais!

      Ahhhh mas é bom saber uns truques, viu? Nem que seja pra poder se virar quando pinta um casamento em outra cidade.. rs

      Responder
  8. Daiana Alexandre

    Eu até meus 16 anos saia na rua, escola e etc, sem maquiagem na boa, porém comecei a ter problemas com acne e comecei a sofrer bullying por não ter a pele de outras garotas. Então, tratamentos para acne foram necessários, mas enquanto não vinha o resultado mergulhei no mundo das maquiagens.
    E hoje com 19, e completamente apaixonada por rímel, base, corretivos e afins.. não saio de casa sem. E acho que por eu ter sofrido com a exclusão, o bullying, eu não consigo me sentir bem de cara lavada. Penso logo “vão ver meus defeitos”. Sei que é um pouco de exagero, mas não consigo. Maquiagem é minha aliada no dia-a-dia, e não sei me sentir confiante sem.

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Daiana Alexandre on 18/04/2013 at 11:00 am said:

      Eu até meus 16 anos saia na rua, escola e etc, sem maquiagem na boa, porém comecei a ter problemas com acne e comecei a sofrer bullying por não ter a pele de outras garotas. Então, tratamentos para acne foram necessários, mas enquanto não vinha o resultado mergulhei no mundo das maquiagens.
      E hoje com 19, e completamente apaixonada por rímel, base, corretivos e afins.. não saio de casa sem. E acho que por eu ter sofrido com a exclusão, o bullying, eu não consigo me sentir bem de cara lavada. Penso logo “vão ver meus defeitos”. Sei que é um pouco de exagero, mas não consigo. Maquiagem é minha aliada no dia-a-dia, e não sei me sentir confiante sem.

      Estamos juntas! Mas você fez certo em ir atrás de tratamento. Muitas esperam demais e ganham marcas irreversíveis :/

      Responder
  9. Mary

    O vídeo é muito legal e com certeza todo mundo tem um idéia distorcida de si mesmo. Esse lance de se olhar todo dia no espelho faz a gente reparar em detalhes que outras pessoas nem enxergam.
    Não sei se culpo a maquiagem por isso. Acho que é uma coisa natural do ser humano essa coisa de auto crítica. Tenho uma amiga linda, loira, com corpo perfeito. Aquela tipo gata mesmo. A gente se conhece desde de pequena. E cara, nem ela se acha perfeita. Tá sempre apontando coisas que eu nem percebo nela. Mas ela vê. Tá lá todo dia se analisando e achando o defeitinho a corrigir. Já fez lipo, já botou silicone! Enfim, não tá satisfeita, sabe?!
    Mas voltando ao tema Maquiagem, ela trouxe mais felicidade pra minha vida. Até os 20 e poucos eu só usava rímel, lápis preto e batom pra sair a noite. Nem tinha base em casa. Depois dos vinte comecei a ter altas crises de rinite alérgica e sinusite, ai minhas olheiras começaram a gritar. A pele de tanto tomar sol sem proteção (coisa q não faço hoje de jeito nenhum, uso protetor todo dia!) também sofreu e a base e o corretivo me devolveram aquela imagem saudável, sabe? É aquela história, você se arruma toda e não passa base ou corretivo a pessoa te pergunta na rua: noooossa vc ta doente?? Tá tudo bem? Ai é punk né?
    Tenho noção da minha beleza mas o tempo (o sol, a rinite…) é cruel gente! To chegando nos 30 e me sinto bonita (nem sempre vai), mas sem maquiagem fico com cara de doente. É um fato! Comecei um tratamento com vacinas e tal pra ver se minha alergia me dá uma folga, mas com certeza não vou abandonar minha base e meu corretivo.
    É claro que a idéia é sempre usar de forma natural, sem pesar. Base nenhuma fica bonita se te deixar com aquele efeito reboco! Mas um visual mais pro natural, mais levinho, acho que é bem bacana! Afinal pq não deixar qq coisa mais bonita, né?
    Vejo a maquiagem como uma ferramenta que te ajuda a melhorar o que você já tem. E sempre lembrando que qualquer coisa em excesso prejudica né!

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Mary on 18/04/2013 at 11:02 am said:

      O vídeo é muito legal e com certeza todo mundo tem um idéia distorcida de si mesmo. Esse lance de se olhar todo dia no espelho faz a gente reparar em detalhes que outras pessoas nem enxergam.
      Não sei se culpo a maquiagem por isso. Acho que é uma coisa natural do ser humano essa coisa de auto crítica. Tenho uma amiga linda, loira, com corpo perfeito. Aquela tipo gata mesmo. A gente se conhece desde de pequena. E cara, nem ela se acha perfeita. Tá sempre apontando coisas que eu nem percebo nela. Mas ela vê. Tá lá todo dia se analisando e achando o defeitinho a corrigir. Já fez lipo, já botou silicone! Enfim, não tá satisfeita, sabe?!
      Mas voltando ao tema Maquiagem, ela trouxe mais felicidade pra minha vida. Até os 20 e poucos eu só usava rímel, lápis preto e batom pra sair a noite. Nem tinha base em casa. Depois dos vinte comecei a ter altas crises de rinite alérgica e sinusite, ai minhas olheiras começaram a gritar. A pele de tanto tomar sol sem proteção (coisa q não faço hoje de jeito nenhum, uso protetor todo dia!) também sofreu e a base e o corretivo me devolveram aquela imagem saudável, sabe? É aquela história, você se arruma toda e não passa base ou corretivo a pessoa te pergunta na rua: noooossa vc ta doente?? Tá tudo bem? Ai é punk né?
      Tenho noção da minha beleza mas o tempo (o sol, a rinite…) é cruel gente! To chegando nos 30 e me sinto bonita (nem sempre vai), mas sem maquiagem fico com cara de doente. É um fato! Comecei um tratamento com vacinas e tal pra ver se minha alergia me dá uma folga, mas com certeza não vou abandonar minha base e meu corretivo.
      É claro que a idéia é sempre usar de forma natural, sem pesar. Base nenhuma fica bonita se te deixar com aquele efeito reboco! Mas um visual mais pro natural, mais levinho, acho que é bem bacana! Afinal pq não deixar qq coisa mais bonita, né?
      Vejo a maquiagem como uma ferramenta que te ajuda a melhorar o que você já tem. E sempre lembrando que qualquer coisa em excesso prejudica né!

      Mary, no caso da sua amiga (impossível não comentar!), pode até rolar uma distorção: é um vício em ser bonita, em achar que você só é aceita socialmente pela sua beleza. Talvez não seja nem um erro, afinal muita mulher saber usar isso a seu favor e consegue subir alguns degraus assim. Só não pode se tornar obsessão – como você mesma disse: qualquer coisa em excesso prejudica!

      Responder
  10. Jana

    Nunca tive essa nóia. Sou do tipo que sai sem maquiagem todo dia e só uso em ocasiões mais “especiais” (sair à noite, eventos sociais, etc). E ainda assim uso pouco. Agora ando numa vontade de aprender a fazer mais, para poder ter mais habilidades e saber fazer um look lindo em casa.
    Mas, odeio ver essas caras que eu considero “de mentira” no dia-a-dia. Camadas e camadas e camadas de base, pó, iluminador, blush e tudo acabam com toda e qualquer imperfeição do rosto. E sinceramente? Eu gosto das manchinhas. Claro que não muitas, mas algumas são ok, sabe?! Sou de boa. Melhor mostrar que eu sou humana do que sou boneca (e as pessoas sabem que vc está emplastada de produtos). Aí fica a pergunta: vc está bonita pq é bonita ou pq está de maquiagem?
    Minha resposta: comecei a receber muito MAIS elogios quando passei a ir 100% natural ou com maquiagem semi-natural. Só uso as super produções para eventos mais especiais e adoro, mas apenas nessas ocasiões, que nem são frequentes.
    Deixa de nóia, sério. Saia de cara lavada e veja as reações. Faz tão bem. E as pessoas passam a te achar maravilhosa quando está toda produzida.

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Jana on 18/04/2013 at 12:53 pm said:

      Nunca tive essa nóia. Sou do tipo que sai sem maquiagem todo dia e só uso em ocasiões mais “especiais” (sair à noite, eventos sociais, etc). E ainda assim uso pouco. Agora ando numa vontade de aprender a fazer mais, para poder ter mais habilidades e saber fazer um look lindo em casa.
      Mas, odeio ver essas caras que eu considero “de mentira” no dia-a-dia. Camadas e camadas e camadas de base, pó, iluminador, blush e tudo acabam com toda e qualquer imperfeição do rosto. E sinceramente? Eu gosto das manchinhas. Claro que não muitas, mas algumas são ok, sabe?! Sou de boa. Melhor mostrar que eu sou humana do que sou boneca (e as pessoas sabem que vc está emplastada de produtos). Aí fica a pergunta: vc está bonita pq é bonita ou pq está de maquiagem?
      Minha resposta: comecei a receber muito MAIS elogios quando passei a ir 100% natural ou com maquiagem semi-natural. Só uso as super produções para eventos mais especiais e adoro, mas apenas nessas ocasiões, que nem são frequentes.
      Deixa de nóia, sério. Saia de cara lavada e veja as reações. Faz tão bem. E as pessoas passam a te achar maravilhosa quando está toda produzida.

      Apesar de me montar toda quando vou entrar no ar, acabo indo trabalhar de cara lavada. Fazer maquiagem muitas horas antes acaba com qualquer look perfeito para o HD. Nessas, sempre fico tensa, mas outro dia fui elogiada. É claro que faz bem, mas ainda prefiro meu look de 5 minutos, que nem de longe é superprodução, só correção. rs O lance é ter um bom dermato e pra poder usar menos maquiagem no futuro tb.

      Responder
  11. Re Vitrola

    Fernanda, eu não sou um exemplo mega consumista ainda (ainda caço maquiagens por um bom preço e compro só o que uso de verdade). Mas, digo o mesmo que vc: Eu NÃO vivo sem maquiagem. Faz parte da minha rotina, acordar, fazer meus hábitos normais de higiene e logo em seguida partir pra frente da minha penteadeira. Em compensação, penso diversas vezes se nao deveria investir mais em tratamentos do que quero esconder… bem, posso fazer um post sobre isso e linkar o seu? Adorei o questionamento! Um beijo, Re.

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Re Vitrola on 18/04/2013 at 1:26 pm said:

      Fernanda, eu não sou um exemplo mega consumista ainda (ainda caço maquiagens por um bom preço e compro só o que uso de verdade). Mas, digo o mesmo que vc: Eu NÃO vivo sem maquiagem. Faz parte da minha rotina, acordar, fazer meus hábitos normais de higiene e logo em seguida partir pra frente da minha penteadeira. Em compensação, penso diversas vezes se nao deveria investir mais em tratamentos do que quero esconder… bem, posso fazer um post sobre isso e linkar o seu? Adorei o questionamento! Um beijo, Re.

      Oi Re! pode sim, claro. É um questionamento universal! E eu fico nessa também: se economizasse com meus repentes de consumismo, já poderia ter testado o laser que ajuda a corrigir a rosácea que eu tenho. Tem gente que eu conheço que fez e disse que não funcionou tanto, outros adoraram, aí tenho que pagar pra ver e nunca arranjo coragem…

      Responder
  12. Aline Trigholli

    Confesso que já fui mais obcecada por maquiagem, teve tempos em que eu acordava e tinha que ir direto pro banheiro passar lápis nos olhos e um pó para esconder a oleosidade da pele. Atualmente, continuo adorando maquiagem, porém com menos intensidade, durante toda semana a única coisa que faço na pele é passar protetor solar e um lápis para corrigir as sobrancelhas. Eu me sentia horrível sem lápis nos olhos, talvez por eles serem verdes, hoje eu me acho até mais bonita sem. Já curtir muito maquiagem pesada, hoje em dia uma boa pele um rímel poderoso e um batom vermelho, já é digno de Oscar.

    Responder
  13. Kelly Vieira

    Concordo totalmente com voce e me identifico muito!
    Senti que EU que tivesse escrito esse texto, pois destento meu rosto sem maquiagem!
    Tenho meu ritual de beleza todas a manhas e se a maquiagem nao dura o dia inteiro, eu piro.
    Gasto horrores em bases e outros makes milagrosos para minha pele nao derreter(pois é, pra piorar minha neurose, minha pele é mista!).
    Acho que vou levar essa loucura de nunca gostar da cara lavada pro resto da vida. Só espero que a maquiagem nunca fique em baixa.

    abraços

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Kelly Vieira on 18/04/2013 at 4:51 pm said:

      Concordo totalmente com voce e me identifico muito!
      Senti que EU que tivesse escrito esse texto, pois destento meu rosto sem maquiagem!
      Tenho meu ritual de beleza todas a manhas e se a maquiagem nao dura o dia inteiro, eu piro.
      Gasto horrores em bases e outros makes milagrosos para minha pele nao derreter(pois é, pra piorar minha neurose, minha pele é mista!).
      Acho que vou levar essa loucura de nunca gostar da cara lavada pro resto da vida. Só espero que a maquiagem nunca fique em baixa.

      abraços

      Quanto a isso, podemos ficar tranquila: acho que ninguém nunca vai dizer que “maquiagem já era”. A indústria nem permitiria… rs :P

      Responder
  14. Natália

    Adorei seu texto! Ele diz algo que eu sempre pensei… A maquiagem pode ajudar, mas pode atrapalhar muito também. Se antes eu me sentia bonitinha de vez em quando sem maquiagem, hoje em dia é impossível. Aliás, a maioria dos dias eu me sinto feia mesmo maquiada e penso “é, agora não tem mais jeito… não tem mais o que fazer para melhorar” e essa sensação é horróvel. eu não uso tanta coisa assim, minha pele é OK, então eu uso rímel, blush, corretivo…
    Mas me olhar no espelho sem rímel é pedir para chorar. É muito horrível se sentir assim, mas é uma batalha que eu tenho comigo mesma desde sempre.
    Vou assistir o vídeo, todos estão comentando. Quem sabe não tem uma lição de vida que me ajude a encontrar o que eu procuro há 25 anos.

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Natália on 18/04/2013 at 11:06 pm said:

      Adorei seu texto! Ele diz algo que eu sempre pensei… A maquiagem pode ajudar, mas pode atrapalhar muito também. Se antes eu me sentia bonitinha de vez em quando sem maquiagem, hoje em dia é impossível. Aliás, a maioria dos dias eu me sinto feia mesmo maquiada e penso “é, agora não tem mais jeito… não tem mais o que fazer para melhorar” e essa sensação é horróvel. eu não uso tanta coisa assim, minha pele é OK, então eu uso rímel, blush, corretivo…
      Mas me olhar no espelho sem rímel é pedir para chorar. É muito horrível se sentir assim, mas é uma batalha que eu tenho comigo mesma desde sempre.
      Vou assistir o vídeo, todos estão comentando. Quem sabe não tem uma lição de vida que me ajude a encontrar o que eu procuro há 25 anos.

      Nat, isso é FODA! Levamos para o nosso rosto, nosso cartão de visitas, as insatisfações que temos com coisas que nem tem a ver com isso, na maioria das vezes. Especialmente nesse caso, quando você já não enxerga nada positivo MESMO de maquiagem. O jeito é parar pra pensar, às vezes o problema tá vindo de outro lugar (exemplo: estar descuidando do corpo, insatisfeita e desanimada com trabalho/grana… É bizarro, mas tem tudo a ver). Fazer exercício foi a melhor forma que encontrei para elevar a auto-estima!!

      Responder
  15. luana

    tambem sou louca por uma maquiagem.mais de vez em quanto nada melhor que uma pele limpa..tem gente que e muito neurotica por uma make..se eu colocar um rimel e o lapis ta otimo..sou basica antes eu era mais ligada por maquiagem hoje sou ainda mais agora nada melhor que rosto limpo..a beleza e linda ao natural..

    Responder
  16. Mayra

    Não sou louca por maquiagem, uso de vez em quando completa, rímel quase todo dia, mas acho que na verdade o que me impede de ser é a preguiça. Tenho a maior preguiça de passar todos os dias, minha memória também não me ajuda: esqueço de tirar tudo e acabo com a minha pele, mesmo usando só de vez em quando. E me sinto ok sem maquiagem. Claro, tem dias que não dá, tem dias que sinto aquela vontade de ficar montada, mesmo sem motivo especial, mas são raros. Mas já tive a auto-estima zuada e pra mim fo o contrário – não sei se porque eu não tinha a menor experiência, eu me achava pior de maquiagem. Passava no máximo um lápis no olho e tava bom pra mim. Acho que por isso, acabei trabalhando nela de outras formas, ficando assim livre dessa “mania” de maquiagem. Só que às vezes, fico pensando se eu não devia usar mais, aprender mais, pra usar a meu favor mesmo – mas dai vem a preguiça de novo e dá uma coceirinha no olho e já era, esqueço outra vez.

    Responder
  17. Sheila

    Passei 10 anos gastando 30 minutos para me maquiar,tinha uma necessaire lotada, pois, devido à auto-estima baixa na época, me achava feia e me deixava levar por comentários de pessoas ao meu redor. Um dia, depois que passei a seguir Deus, me olhei sem maquiagem e vi que não era feia e que não precisava daquele monte de coisas para me sentir bem e bonita, eu era bonita naturalmente. Hoje, saio de cara lavada e , às vezes, dependendo da ocasião, uso um pó e um gloss incolor. Hoje sou feliz de verdade e me sinto muito bonita. Pensem: Vocês relamente precisam de tantos produtos para se sentirem bem/bonitas?

    Responder
  18. Priscila

    Interessante como a maioria não se sente tão bonita sem maquiagem… Eu também não. Tenho uma necessaire pequena pro dia a dia e aprendi a me maquiar no carro pela correria. Posso passar sem rímel, blush, batom, mas base e pó são fundamentais! Seja pra esconder aqueles cravinhos ou olheiras, e até mesmo as abas do nariz avermelhadas. Simplesmente me acho com cara de doente de cara lavada, mesmo que já ouvi várias vezes que não (e tendo passado muito bem com o “look cara lavada”).
    E cabelo, sou refém de escova. Meu cabelo é liso, mas, sabe como é… Ficava sem saber o que fazer quando precisava viajar e a voltagem da cidade era 110. Até comprei outro secador. A primeira coisa que faço de manhã é modelar as camadas do meu cabelo, ou então prendo. Sou daquelas ~ meu cabelo, minha vida ~ Todas as mulheres da minha família andam com aquele cabelão ultra escovado, e desde que me lembro escovavam meu chanelzinho quando criança, e me ensinaram a ser assim. Então, não acredito que conseguiria viver sem.

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Priscila on 19/04/2013 at 9:05 pm said:

      Interessante como a maioria não se sente tão bonita sem maquiagem… Eu também não. Tenho uma necessaire pequena pro dia a dia e aprendi a me maquiar no carro pela correria. Posso passar sem rímel, blush, batom, mas base e pó são fundamentais! Seja pra esconder aqueles cravinhos ou olheiras, e até mesmo as abas do nariz avermelhadas. Simplesmente me acho com cara de doente de cara lavada, mesmo que já ouvi várias vezes que não (e tendo passado muito bem com o “look cara lavada”).
      E cabelo, sou refém de escova. Meu cabelo é liso, mas, sabe como é… Ficava sem saber o que fazer quando precisava viajar e a voltagem da cidade era 110. Até comprei outro secador. A primeira coisa que faço de manhã é modelar as camadas do meu cabelo, ou então prendo. Sou daquelas ~ meu cabelo, minha vida ~ Todas as mulheres da minha família andam com aquele cabelão ultra escovado, e desde que me lembro escovavam meu chanelzinho quando criança, e me ensinaram a ser assim. Então, não acredito que conseguiria viver sem.

      Tenho o mesmo problema, mas ao contrário: o que fazer quando a cidade é 220v? hahahah Aí todo secador bivolt de viagem é fraquíssimo, haja saco! hahahah Mas eu sou igual: precios desse mínimo, me maqueio no carro entre os faróis e não dá pra ficar sem base. Tenho rosácea e veias aparentes, então a pele nunca tem uma aparência saudável. :(

      Responder
  19. Carol

    Fe, eu me senti nesse post!
    Meu rosto anda um colapso de tanta acne acho que pelo fato de muita maquiagem associado ao calor da cidade maravilhosa. Loucura. E ainda por cima depois que terminei um namoro tive uma baixa de hormonios tenebrosa.
    Resultado: um trilhão de marcas pelo rosto todo. Daí esse ano depois de anos e anos fui procurar uma dermato e meu mundo caiu: pelo menos três meses sem usar maquiagem. NADA. Nem sombra. só batom e no máximo um rímel lavável. Ou seja: comecei a me sentir um lixo. Tinha que me arrumar pra sair e me olhava no espelho só de batom e quase desistia. Aí eu comecei um pouco de egoncentrismo: vc é linda, vc não precisa disso, é provisório, é pra vc ficar ainda mais linda daqui a algum tempo (e blábláblá). Aliei todo esse mantra do ego inflado a doses cavalares de batom vermelho (coisa que eu odiava) pra começar a mascarar o problema e o resultado tem sido MUITO positivo. As pessoas tem dito que eu ando mais bonita, mais natural, até de francesa me chamaram outro dia!
    Ando pensando até em adotar isso pra posteridade. Make moderamente. Mais amor pela minha pele e por mim!

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Carol on 21/04/2013 at 6:17 pm said:

      Fe, eu me senti nesse post!
      Meu rosto anda um colapso de tanta acne acho que pelo fato de muita maquiagem associado ao calor da cidade maravilhosa. Loucura. E ainda por cima depois que terminei um namoro tive uma baixa de hormonios tenebrosa.
      Resultado: um trilhão de marcas pelo rosto todo. Daí esse ano depois de anos e anos fui procurar uma dermato e meu mundo caiu: pelo menos três meses sem usar maquiagem. NADA. Nem sombra. só batom e no máximo um rímel lavável. Ou seja: comecei a me sentir um lixo. Tinha que me arrumar pra sair e me olhava no espelho só de batom e quase desistia. Aí eu comecei um pouco de egoncentrismo: vc é linda, vc não precisa disso, é provisório, é pra vc ficar ainda mais linda daqui a algum tempo (e blábláblá). Aliei todo esse mantra do ego inflado a doses cavalares de batom vermelho (coisa que eu odiava) pra começar a mascarar o problema e o resultado tem sido MUITO positivo. As pessoas tem dito que eu ando mais bonita, mais natural, até de francesa me chamaram outro dia!
      Ando pensando até em adotar isso pra posteridade. Make moderamente. Mais amor pela minha pele e por mim!

      imagino o sacrifício, Carol! Mas você tá de parabéns. Muitas mulheres simplesmente não sairiam “para a balada” nessa situação, você sabe, né? É foda, mas vai valer a pena! Eu to pra voltar no meu dermato pra tentar resolver meus problemas com rosácea e pans. Meu sofrimento é saber que muitas vezes nem laser resolve.

      Responder
  20. Natália

    Natália, xará (ainda por cima temos o mesmo nome!) eu me sinto tão igual a você que chega a doer. Sei EXATAMENTE como é essa sensação de se olhar no espelho no auge da produção e se sentir horrível. Sofro com a minha auto-imagem há muito tempo e, apesar de também ter me tornado uma escrava da maquiagem (para vocês terem noção, eu não vou sem rímel nem para os treinos/jogos de rugby, esporte que pratico), eu ainda prefiro ter em mãos esse recurso, que ao menos serve para me deixar um pouco menos neurótica com a minha aparência. Eu realmente gostaria de saber qual a sensação de ser bonita naturalmente, de acordar ao lado do namorado/peguete com o rosto lavado e não se sentir horrorosa e outras coisas que, para mim, são o inferno. Mas nada disso parece ser possível, menos ainda perto de acontecer. =[

    Responder
  21. Thamiris Souza

    O meu caso é totalmente ao contrário, comecei a ter acne aos 13 anos e sempre “socava” muito pó no rosto pra tentar esconder a vermelhidão e as espinhas, o que de fato não resolvia.
    Hoje com 23 anos, 10 anos de acne depois haha eu comecei um tratamento que enfim deu certo, com o Roacutan.
    Adoro ter a pele bonitinha de novo, por isso uso maquiagem só a noite e olhe lá.
    Ainda não consegui largar o pó, mas uso beeeeeeeeeeem menos agora. ;D

    Responder
  22. Gabriela

    Nossa, super me identifiquei!! Eu comecei a usar maquiagem faz uns 3 anos, mas no começo era apenas lápis de olho e gloss…O problema foi quando eu descobri o poder do corretivo rs.
    Eu tenho uma pele ok, digamos. Uma espinha aqui e acolá, um pouquinho de vermelhidão na aba do nariz, mas no geral uma pele “uniforme”‘. Quer dizer, se não fossem as olheiras horrorosas. Eu as detesto! E o pior é que as benditas são hereditárias; minha mãe tem, minha tia tem, minha vó tbm…Então não tem muito o que fazer, é a genética cruel.
    E dai, eu lidava bem em sair sem nada, até ver a maravilha que o corretivo promovia no meu rosto. É incrível a diferença da Gabi sem corretivo-com cara de doente-zumbi-cansada e a Gabi com corretivo-alegre e saudável. E isso me mata, de vdd. Porque eu amaria sair por aí de cara limpa, mas sem corretivo não dá. Tenho a impressão que todos vão me perguntar se eu tô doente, se dormi bem..Inclusive, uma “amiga”já me disse que eu fico com uma aparência doentia horrível ,então já viu.
    Mas vou continuar tentando desapegar da maquiagem aos poucos…Ir na padaria do seu Zé um dia de cara lavada (aposto que ele nao vai me julgar rs), no outro no mercadinho, e quem sabe eu consiga aceitar meu rosto como ele é, com imperfeições, olheiras e tudo mais.

    Responder
  23. Mary

    Eu até usava bastante maquiagem antes, Fê… Na época do “boom” dos blogs, queria comprar tudo, achava que PRECISAVA de tudo inclusive (aquela coisa de “você pre-ci-sa ter isso” funcionou comigo, embora eu achasse que era vacinada contra esse tipo de fala). Aí um dia eu comecei a ver que sim, eu fico muito bonita de base+corretivo+etcs, mas… Eu me sinto mais confortável sem (!), por incrível que pareça. Nesse ponto a minha preguicite foi o que ajudou, porque juntou o fato de eu não ter saco de me maquiar todo dia com essa sensação de estar confortável e eu comecei a enxergar que sim, existe vida por trás da base! No meu caso não foi tão drástica a mudança, até porque não tenho olheiras fundas ou nada que alguém possa reclamar muito, mas eu acho que consigo entender seu ponto de vista pelo menos de vez em quando… Afinal de contas, até a mais despreocupada das mulheres tem seus dias de se achar feia, né?

    Beijo! (ah, @maryxispe aqui, hehehehe)

    Responder
  24. Há pouco tempo tive que ficar sem maquiagem por causa de uma alergia no olho. Foi horrível pq coçava muito, mas foi ótimo pq tinha que sair na rua sem nada mesmo (até sem protetor) e tive que me acostumar. Sabe, sobrevivi e ng se importou com isso, nem no trabalho.
    Hj já está tudo bem, mas me libertei da obrigatoriedade e se estou atrasada, vou de cara lavada mesmo.

    Responder
  25. Marggah

    Minha mãe sempre foi uma mulher muito bonita. Desde pequena eu a via arrumada, maquilada e linda. Só quando mocinha que a vi sem maquilagem e fiquei estarrecida: ela tinha a pele toda manchada, cheia de imperfeições. Minha reação foi tão forte que não consegui nunca mais me livrar dela: achei que ela estava passando uma imagem falsa do que ela era, e que eu nunca faria isso. Resultado: passo um delineador. Só. Mesmo sabendo que preciso de outros produtos para uniformizar e deixar o rosto mais bonito. Mas não quero enganar ninguém. Então todos sabem que eu sou assim, como me vêem. Gostaria de mudar essa percepção… Bjs

    Responder
  26. Paulete

    Tenho 40 anos e saio tranquilamente sem maquiagem. Gosto do meu rosto. Uso maquiagem apenas em eventos. Adoro maquiagem, mas não sou sua escrava.

    Responder
  27. Gabriela Couth

    Amei esse post, e adorei a sua reflexão. Adorei, mesmo, muito. E nunca tinha parado para pensar em como a maquiagem e a auto-estima estão postas nesse estado meio inversamente proporcional.

    Quando eu era mais nova, com uns 14, 15 anos, me achava horrorosa, e então só saía por aí muito bem produzida. Eu sem corretivo, nunca! Mas era uma produção pouca, só na base, rímel, blush e corretivo (e gloss, sempre gloss). Hoje tenho 23. Ainda sou nova, mas me sinto muito mais bonita, o que acaba com que eu saia sem maquiagem. SAIR SEM MAQUIAGEM! Para jantar! Com o namorado! Você concebe uma coisa dessas?

    Pois é, eu também não. Na verdade, o pulo do gato foi quando comprei um óculos de grau bonito (enorme), e parei de usar lentes de contato. E como o óculos é enorme, ele disfarça… E assim, eu, que amo maquiagem, tenho saído sem. Pois é, conclusão: não sei.

    Mas tenho certeza que me descreveria mais feia, também.
    E ah, minha mãe só veio usar maquiagem comigo, porque até então ela usava só batom. E olhe lá! E é porque ela é toda moderninha.

    Responder
  28. Larissa Cabral

    Sinceramente, eu não uso maquiagem no dia a dia. Não é por falta de produto nem de habilidade. Tenho uma rotina de faculdade muuuuito corrida (coisa de 35-40h de aula por semana) e nem penso em maquiagem de manhã. Só naqueles dias que vc tem tempo e ta querendo ficar mais bonita ou quando a olheira tá d+, quando vc vira a noite estudando pra uma prova. Mesmo assim, base, corretivo, lápis de olho e rímel (e eu moro em salvador e não uso pó e minha cara não fica oleosa, nem a base escorre). E devo dizer que as vezes não passo base no rosto todo por conta da pressa. Maaaaas se eu for sair, uso sim, e tudo “certinho”. Acho que em ambiente de trabalho também não tem como não usar.
    Não tenho vergonha do meu rosto. Já tive monocelha, aparelho, óculos e acne tudo ao mesmo tempo. Hoje, só continuo com o óculos e me acho linda, mesmo sem uma gota de base. Tenho certeza que as outras meninas também são. Maquiagem é pra dar uma ajudinha. Se vc não se sente bonita sem, pare, olhe no espelho de cara limpa e veja as partes bonitas do seu rosto, as que vc gosta. Foque nelas. Tente achar sempre mais. Autoestima! Nenhuma das pessoas da tv e etc aparece de cara limpa, não acredito que elas sejam muito diferentes de mim ou de vc.

    Responder
  29. Jéssica Andrade

    Eu adoro maquiagem e não sei se é um problema mas, não consigo enxergar mal algum em só se sentir confiante (o que pra mim significa estar MAIS bonita) com maquiagem. Pra mim que tenho umas manchas de espinhas e uma pele oleosa (que não são muito gritantes) não vejo problema em ir na padaria sem. Mas pra ir na casa de alguém, ao shopping, faculdade, trabalho acho legal usar. E não diria que me senti bonita quando fui à padaria, mas, pra que estar bonita toda hora? Não uso minhas melhores roupas pra ficar em casa assim como não uso vestido de festa pra ir pro trabalho. Acho mesmo é que o problema está no narcisismo. Achar que estar bonita o tempo inteiro é uma obrigação. Aí existe uma linha tênue: Tudo tem que ser algo prazeroso. A partir do momento em que se é prisioneira de produtos, roupas, ou de si mesma é que a pessoa precisa de ajuda.

    Responder
  30. Bee

    Pot muito interessnte!
    Eu ando basicamente todo dia sem maquiagem, só com protetor solar mesmo pra faculdade e as vezes quando to afim passo um rimel pra trabalhar… maquiagem completa só pra sair.
    ME sinto bem sem,me acho linda! kkk tenho minhas sardinhas, olhos grandes e aprendi a me gostar… mas tem muitas meninas q não saem sem, as sete da manha estao com o rosto massa corrida…acho extremamente desnecessário…
    As campanhas da Dove são ótimas sempre. Aprenda a se ver e se gostar como você é! Linda!
    beijoos

    Responder
  31. Grazielle Soares

    Não é certo o que eu faço, já vi vários programas da discovery mulher que pede que você tenha pelo menos cinco minutos por dia para passar uma maquiagem, mas o fato é que eu não curto passar maquiagem todo dia, ir trabalhar maquiada, pra mim um batom basta. Tenho medo de usar a maquiagem como muleta para confiança e vacilar na auto estima. Mas isso não quer dizer que eu não gosto de maquiagem, amo, mas só para sair… Gostei muito do texto.
    ;*

    Responder
  32. Ana Júlia QM

    Bah Fernanda, sensacional o teu post.
    Logo que li eu concordei contigo, mas agora, pensando mais sobre o assunto, eu meio que discordo, explico: eu sempre me achei meio feia, desde pequena. Na adolescência eu tive uma fase horrível (aparelho e tal), não sabia me arrumar, usava só o moletom do uniforme do colégio e por aí vai. Lá pelos 16~17 anos, eu descobri que podia ficar bonitinha sim, quando eu ia pra balada, eu me achava bonitinha, mas durante o dia eu continuava o patinho feio da turma. Logo quando eu entrei na faculdade eu resolvi que iria mudar o jeito como as pessoas me viam, e também como eu me via. Dai começei a passar um rimelzinho pra ir pra aula, logo depois descobri as maravilhas do blush, e quando começei a usar corretivo (tenho olheiras genéticas, aquelas que nem laser tira) me senti a pessoa que eu sou. Linda, mas com alguns defeitinhos.
    Hoje eu não imagino sair sem uma maquiagem leve, e me sinto mal quando não passo nada, mas percebi que mesmo quando estou sem nada eu me sinto bonita. Maquiagem mudou minha auto-imagem. Claro, me tornou meio escrava dela, mas minha auto-estima aumentou horrores!!
    Beijão, adorei muito mesmo o teu post.

    Responder
  33. Gabrielle Ery

    Uma vez eu vi uma entrevista, de um ator japonês, adorado pela meninada, que me marcou até hoje. Ao ser perguntado sobre o tipo de garota que gostava, ele chegou a dizer que prefere uma menina que está sempre de cara lavada e surpreender-se ao vê-la produzida, do que uma menina que está sempre maquiada e surpreender-se ao vê-la sem maquiagem.

    É uma frase a se pensar…

    Responder
  34. Tany

    Por ter preguiça, eu não uso muita maquiagem… Eu uso base e corretivo nos olhos por ter olheira que herdei de família, além de não conhecer muitos produtos e usar os que sempre deram certo pra mim. Mesmo assim, eu me identifiquei muito com esse texto. Eu uso base e corretivo todos os dias pra ir pro trabalho, casa de amigos e até o supermercado. Eu me sinto mal se não usar, mas uso ao ponto de que se eu ficar sem, eu seja mais feinha, mas a diferença não seja imensa. Já pra noite, aí que eu uso mesmo, uso sempre que saio mesmo que seja um cineminha daí uso blush, rímel, mas não uso sombra.

    A realidade é que eu ainda consegui melhorar um pouco com elogios constantes da minha namorada de que eu não preciso, que sou bonita e etc. Isso foi algo que eu tive sorte porque passei a vida inteira me sentindo mal com a aparência. E honestamente, ainda me sinto muito.
    É bom saber que não estou sozinha. É triste saber que a maioria das pessoas está no mesmo barco que eu.

    Responder
  35. Helô

    Então, eu tenho uma relação muito engraçada com maquiagem. Eu tenho um hemangioma. http://em365dias.files.wordpress.com/2013/03/untitled-3.jpg
    Essa sou eu com 3 meses. Cresci com esse sinal no rosto e as pessoas dizendo que eu ia aprender a usar maquiagem logo, pra esconder (imagina a quatidade de base/pó que eu ia gastar?).
    Acontece que meu hemangioma foi diminuindo e, mesmo quando eu não tinha tirado ele por completo – ou quase por completo – eu não tinha interesse em usar maquiagem (só tirei o hemangioma por causa das minhas espinhas). Só comecei a usar maquiagem por causa do trabalho. E hoje uso de vez em nunca. Por ter a pele muito irregular – especialmente por causa do hemangioma – acabo tendo que recorrer a pó/base pra deixar tudo um pouco mais discreto. Ou devia… Por que eu quase não uso. Meu medo é exatamente esse do seu. Eu não tenho uma auto estima boa – aliás, muito pelo contrário – e tenho medo de esconder muita coisa e ficar sem ser ‘eu’ ou sei lá. Isso aconteceu ao ponto de parar o tratamento do hemangioma antes dele sumir completamente (apesar de todo mundo dizer que não vê nada).
    Acho que, na verdade, a maquiagem é apenas mais um passo pra alguma coisa. Só por que um vestido fica bem e faz com que a gente se sinta linda, não significa que só temos que usa-lo ou que ele será a única coisa que fará com que a gente se sinta dessa maneira :)

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Helô on 26/04/2013 at 10:14 am said:

      Então, eu tenho uma relação muito engraçada com maquiagem. Eu tenho um hemangioma. http://em365dias.files.wordpress.com/2013/03/untitled-3.jpg
      Essa sou eu com 3 meses. Cresci com esse sinal no rosto e as pessoas dizendo que eu ia aprender a usar maquiagem logo, pra esconder (imagina a quatidade de base/pó que eu ia gastar?).
      Acontece que meu hemangioma foi diminuindo e, mesmo quando eu não tinha tirado ele por completo – ou quase por completo – eu não tinha interesse em usar maquiagem (só tirei o hemangioma por causa das minhas espinhas). Só comecei a usar maquiagem por causa do trabalho. E hoje uso de vez em nunca. Por ter a pele muito irregular – especialmente por causa do hemangioma – acabo tendo que recorrer a pó/base pra deixar tudo um pouco mais discreto. Ou devia… Por que eu quase não uso. Meu medo é exatamente esse do seu. Eu não tenho uma auto estima boa – aliás, muito pelo contrário – e tenho medo de esconder muita coisa e ficar sem ser ‘eu’ ou sei lá. Isso aconteceu ao ponto de parar o tratamento do hemangioma antes dele sumir completamente (apesar de todo mundo dizer que não vê nada).
      Acho que, na verdade, a maquiagem é apenas mais um passo pra alguma coisa. Só por que um vestido fica bem e faz com que a gente se sinta linda, não significa que só temos que usa-lo ou que ele será a única coisa que fará com que a gente se sinta dessa maneira :)

      Helô! Temos exatamente o mesmo poblema! :O
      Eu tenho rosácea hoje e nasci com um hemangioma no centro da testa (!). A mancha é menor que a sua, mas vai da sobrancelha até a raíz do cabelo, mais para o lado esquerdo. Eu cresci e tudo foi sumindo praticamente sozinho. Quando eu era criança mesmo, já não tinha mais, só ficou aquela “irregularidade” da pele, fora outros avermelhados. Quero ver se agora, que já tô bem grandinha, posso fazer um laser ou algo assim. Que tratamento você fez? Fico feliz de você se sentir bem e assumir quem você é, faz parte da nossa história mesmo.

      Responder
  36. Helô

    Eu fiz com laser! Foram 5 sessões, é caro, doloroso, mas não me arrependo de ter feito. O que acontecia comigo era que, quando as espinhas nasciam, mas não conseguiam sair, batiam nas veias, tudo estourava. Um terror.
    Isso sou eu pouco antes de fazer o tratamento
    http://sp9.fotolog.com/photo/41/1/96/40boysin40nights/1198492586_f.jpg

    E essa é sem sinal. Diferente, né?
    https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn1/44580_10200119012359703_1941141534_n.jpg

    Responder
  37. Fernanda Fusco

    Maquiagem só uso em alguma ocasião especial mesmo (uma festa, uma baladinha, enfim). Cotidianamente, só uso um batonzinho ou rímel transparente. Teve uma época em que ia quase todos os dias maquiada para a escola (sombra, blush, base, batonzão, lápis, enfim, o pacote completo), mas dei uma brecada ao notar que muitas das minhas alunas (de 8 anos) passaram a me imitar. Daí todo aquele discurso do “você é linda de qualquer jeito” ia por água abaixo…

    Responder
  38. tamily

    eu não vou a escola sem maquigem…po ;lápis,batom cor de boca pq acho que minha boca fica feia com batons de cores fortes,e um blush para parecer saudável….

    Responder
  39. Mara Jesus

    Olá Fernanda Pineda, estava aqui lendo o seu “desabafo” e eu não diria melhor…

    Ultimamente tenho pensado muito neste assunto, pois eu gostaria de não usar tanta maquilhagem, aliás gostaria mesmo era de não usar nada. Não que eu use assim tanta mas não consigo sair de casa sem rímel, eyeliner e blush. E eu me sinto mesmo feia, horrível sem maquilhagem… Já tentei ir para a escola sem ela e sentia que todo o mundo estava olhando para mim como se fosse horrível, mal entrei na escola foi logo me maquilhar, como me maquilho habitualmente… Até na praia eu uso e tento não molhar a cara para que esta não saía (eu sei é completamente ridículo) e da vez que não usei tive o dia todo para que ninguém pudesse ver os meus olhos. Eu detesto que meu namorado me veja sem maquilhagem e se for outras pessoas, sem ser as que convivo lá em casa, ainda detesto mais… Sinto-me feia, sem ela, sinto que tenho os olhos pequenos, que não tenho pestanas nenhumas que nada na minha cara sobressai a não ser os aspectos negativos! Não sei o que fazer já tentei diminuir o uso por exemplo: uma vez levei só rímel e quando perguntava aos meus amigos se ficava feia eles diziam que ficava diferente, eu dizia que ficava feia e eles diziam que não que ficava diferente, mas nunca disseram que bonita… Por isso uso sempre maquilhagem, sem ela sinto-me feia como se todos reparassem que sem ela sou horrível, e nem pareço a mesma pessoa… Sei que pode até parecer fútil da minha parte… Mas eu como refúgio da minha baixa auto-estima, encontrei a maquilhagem para que me sentisse mais bonita, logo mais confiante ( tal como enuncia) para enfrentar o dia-a-dia e agora tudo o que quero é deixar de usá-la e não consigo, quero deixar de usar porque sinto que isto é uma máscara que tenho, que não é realmente quem eu sou fisicamente e não quero passar a imagem de “falsa” as pessoas. Até quando me dizem que sou bonita, gira ou até linda eu digo interiormente: “se me visses sem maquilhagem não dirias o mesmo…” Se tiver confiança até chego mesmo a dizer as pessoas, e elas por simpatia dizem que sou linda com ou sem e eu finjo que acredito, e tento acreditar, mas não acredito nem um pouco, sinto-me feia todos os dias quando acordo e todos os dias quando me deito…

    Mara Jesus

    Responder

Deixe seu comentário