Jantar no Ramona: Imagens da Semana

sex

Para ver tudo o que já contei nesta tag, clique aqui.

.

o letreiro do Ramona visto de dentro do restaurante e a Av. São Luís

Com nome de travesti, ambiente de hotel chique dos anos 1970 e horário da cozinha extendido, o restaurante Ramona fica no centro de São Paulo e mostra rapidinho a que veio: é uma nova opção com preços amigáveis para comer comida boa sem frescura.

A casa é dos mesmos donos da balada Alberta #3 (os dois estabelecimentos são vizinhos) e vi o movimento de pertinho quando jantei lá no último sábado – chegamos quase meia-noite. O salão estava cheio e bem animado; o público se dividia entre os quatro ambientes da casa e enquanto alguns comiam, outros estavam ali apenas tomando cerveja e papeando, o que provou que lá também não tem carão se você não quiser uma refeição.

meu bloody e o mojito do Rafa

Enquanto aguardávamos uma mesa, pedimos nossos drinks no bar. Eu fui de bloody Mary, o Rafa de mojito e já fomos observando o cardápio para o jantarzinho logo mais. Ali no balcão ainda acabamos tomando mais uns golinhos de lambuja do que o barman estava preparando e deu uma provinha pra gente – o apple martini também deve ser uma delícia! Uma curiosidade é que o bloody Mary tem uma versão com bacon (!!), mas eu preferi ficar com a cenourinha tradicional. Achei meio bizarro e nem o barman me encorajou a pedir a mistura. rs

Saímos do bar no “subsolo” do restaurante e fomos subindo até o último andar, no salão maior, com mesas grandonas e poltronas confortáveis. As paredes todas de vidro deixam você ver a rua e o ambiente acaba ficando ainda mais modernete. Sentamos exatamente atrás do luminoso do restaurante, como vocês podem ver na primeira foto.

massa com cogumelos e steak tartare

Mas vamos falar de coisa boa: a comida! Eu estava morrendo de vontade de um belo steak tartare e me deliciei com o temperinho e as fritas. Lá no Ramona esse prato é na verdade uma entrada, mas apesar da porção reduzida, fiquei satisfeita sem exageros e sobrou espaço para provar o prato do namorado! hehe O Rafa pediu um fusili com molho de 7 cogumelos, servido generosamente e sem enganação: era quase mais cogumelo que massa! Quando voltarmos lá, vou pedir um pra mim.

o último andar do Ramona, onde sentamos

As comidinhas, bebidinhas, o ambiente e até a trilha sonora (só rock e indie goxxxtoso no estilo do próprio Alberta #3) nos agradaram muito. Os pratos principais tem preços variando entre R$30 e R$50 e a minha entrada, que se saiu um belo prato para fome moderada, custa R$24. Você pode ver as opções e valores na página deles no Facebook.

Taí uma dica boa pra quem quiser fazer o roteiro completo de jantar e balada: o restaurante também é do lado do famoso Club Royal. Só que olha, vou ter que dizer: é ele a maior estrela do quarteirão no momento. Gostei!

.

Comentários via Facebook

5 comentários

  1. Marília

    Ebaaaa!!! A jantinha! Hoje já tenho programa (vou no Benedeta, em Moema) mas vou guardar essa dica, parece ótima e o ambiente bem gostoso tb. Adoro rock e indie.

    Responder
  2. Au Sonsin

    Ai que delícia de lugar!
    Só não sei como vc gosta de Bloody :X
    Não sei se o que eu tomei (da única vez em que eu tomei) que era uma exceção mas parecia que tinham torcido uma pizza cheia de orégano dentro de um copo! Eca. Hauhauhau

    Responder
  3. Jaddy Rodrigues

    Por que será que eu só leio posts sobre comida na hora do almoço? Hahaha.. adorei a dica, pena que estou longe (RJ) e não dá pra conferir, por enquanto…

    Beijos!

    Responder
  4. Vanessa

    Lindo o lugar, e super descolado. A comidinha parece ser gostosa também. Se eu morasse por ái, com certeza iria conferir (:

    Responder
  5. Vivz

    Olhaaa, que legal, nem sabia que tinha lugar legal pra comer ali! Essas fotos me deixaram beeeeeeeem curiosa, acho que vou passar pra testar viu, adorey :)

    Responder

Deixe seu comentário