“Perigatos”: quem são? Por onde andam?

qui

rodeado.

Tá na moda falar de periguetismo, tá na moda as periguetes saírem do armário, tá na moda homem dizer que ama periguete e tá ainda mais na moda as meninas adotarem o termo como adjetivo e, às vezes, como objetivo. Adorei o poder que a novela teve de fazer mil e uma mulheres se assumirem e, espero eu, pararem de sentir culpa por seus hábitos tidos como ousados e cheios de vontade própria.

Se é de bom gosto ou de mau gosto, não vem ao caso: tem periguete estilosa e periguete que saiu produzida em série. A questão é o que todas elas têm em comum: o fato de estarem prontas para seduzir, para atirar para matar ou, como dizem, “para causar”. Pecado agora é apenas furar olho; piriguetismo de atitude tá mais é que liberado. E aí me pergunto, mas e o contrário? Com tanta atitude nas moçoilas, o que faz um rapaz quando quer de fato ser notado?

Existem “perigatos”? Eles estão realmente à procura? Que roupa vestem para cair matando? Mirariam suas garras nas fêmeas de sua espécie ou não, ficando assim provado que os opostos se atraem?

Mulheres reclamam da postura masculina, mas a verdade é que é tão simples e prático impressioná-los que fica difícil até mesmo dar a dica para um rapaz que queira ser alvo de olhares femininos. Para impressionar, uma mulher simplesmente poderia aparecer pelada.

Então pergunto a você, caro homem que passa por aqui: o que você faz para ser sedutor? Como você se sente matador? Troca o sapato, arruma o cabelo, muda o perfume? Ou anda mais confiante, fala diferente e age sem dar espaço para sua linda presa parar pra pensar? Ou tudo isso junto?

São tantos humores femininos para agradar ao longo do mês que imagino que devam ser poucos os perigatos machos bem-sucedidos. Acho até, enfim, provável que estes raros seres prefiram ficar eternamente na condição de caçadores para garantir a continuidade da espécie.

Enquanto isso, num outro ambiente, as leoas caçam despretensiosamente com sorrisos e jogadas de cabelo e convencem os leões de que eles realmente escolheram o que iam comer no jantar.

.

Comentários via Facebook

2 comentários

  1. Helo Inoue

    <3 !!!!!!

    Responder
  2. Bruno Portella

    Que texto, hein!

    Acho bacana como a novela ainda mostra força no comportamento das pessoas, você mesmo disse que com o advento dela uma galera saiu do armário do periguetismo, digamos assim.

    Não tenho segredos de sedução (haha), mas confesso que me sinto mais confiante quando tiro a pouca barba que tenho, por que me dá a impressão que deixa o olho mais evidente.

    Responder

Deixe seu comentário