A síndrome da roupa nova

seg

Não se sabe exatamente porque, mas há quem tenha aquele dia, aquela semana, aquele mês – ou dias, semanas e meses – em que tudo o que a pessoa precisa é de uma roupa nova por dia, uma produção inteira. É a síndrome da roupa nova.

O remédio não está em comprar tudo o que vê pela frente, então nem se preocupe em esconder o cartão de crédito para evitar uma crise compulsiva. Aliás, no pico da síndrome não é raro ir ao shopping munida de suas arma$$ e não encontrar nada que satisfaça. O remédio é invisível e está na cabeça.

A tal “roupa nova” é daquelas que só os inteligentes podem ver. É invisível, é mental, e nunca nada é tão incrível quanto nos nossos pensamentos. Pode tentar caprichar, pode revirar tudo o que você tem, mas a síndrome da roupa nova não se cura com roupa velha, e sim com novas ideias.

O único jeito? Esperar e não se cobrar. Você está realmente ótimo, a síndrome também é só você que pode ver. E que sua crise dure o suficiente pra você mudar e não apenas esquecer.

Comentários via Facebook

4 comentários

  1. Giovana

    Incansáveis as vezes em que fui para shopping pronta gastar até a alma e voltei para casa só cansada.

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      Giovana on 04/06/2012 at 10:19 am said:

      Incansáveis as vezes em que fui para shopping pronta gastar até a alma e voltei para casa só cansada.

      exatamente. Tem hora que a melhor compra é um bom chocolate em pó para fazer um belo chocolate quentinho em casa. E nada mais.

      Responder
  2. Mari

    verdade…até pq quase sempre a gente vai lá e compra uma coisa totalmente equivocada, que não tem nada a ver com o que realmente precisava. que bom que vc conseguiu colcoar em palavras esse sentimento que nos atormenta muuuuitas vezes! :)

    Responder
  3. Laís F.

    Sofro dessa síndrome também. Apesar de ruim, serve para aquietar minha ansiedade.

    Responder

Deixe seu comentário