Sobre machismo e abuso: porque nossa roupa é problema nosso. Só nosso.

ter

Não falo sobre BBB e vou continuar não falando, mas os acontecimentos dos últimos dois dias no programa ganharam proporção maior que o reality show e vale uma conversa além do caso. 

.

Com poucas explicações oficiais, mas com muito alarde da imprensa especializada, Daniel foi expulso do “Big Brother Brasil” na tarde desta segunda-feira. Segundo declaração de Pedro Bial no programa ao vivo, a produção “analisou as imagens do ocorrido durante a festa” e “considerou seu comportamento inadequado, infringindo as normas do programa”. Fim de papo e o reality continua. Quem não tem pay per view ou não lê notícias online, não entendeu nada.

Após muita pressão dos internautas e de uma denúncia enviada ao Ministério Público, a polícia foi investigar pessoalmente o suposto caso de abuso dentro do confinamento. Após beber demais em uma festa, a participante Monique parece receber “carinhos” sem seu consentimento, apagada de tanto álcool.

Apesar da situação ter sido exibida ao vivo no PPV na madrugada de domingo, o assunto foi atenuado e novamente reduzido no comunicado oficial. Os motivos da falta de explicação para o caso podem ter sido vários, desde não perder anunciantes até não admitir que cometeram o erro grave de suprimir um suposto abuso ou mesmo estupro (caso seja comprovado). Pode ter sido também uma medida anti-linchamento antes da polícia dar seu veredicto, ou mesmo uma forma de preservar a garota de um rótulo. E, se os motivos forem estes dois últimos, acho louvável.

O caso é que em quase todas as vezes que a violência contra a mulher vem à tona, os comentários machistas (sempre eles!) surgem. Em sua lamentável escolha por ignorar o assunto primeiramente, o “Big Brother” deixou de tocar num tema importante, da real life inclusive.

Enquanto muitas mulheres fazem questão de dizer “se ela bebeu, ela estava pedindo” e outros rapazes de dizer “ela que provocou”, só as garotas que já beberam um pouco além da conta sabem o que é ser assediada numa festinha qualquer.

Aposto que toda mulher na casa dos 20 já passou por uma situação do gênero, ou conhece alguém que já. É a velha história da garota que passou do ponto na birita, se encostou no cantinho da festa e acordou com marmanjos tentando se aproveitar de alguma forma da situação. Eu já passei por isso. Minhas amigas já passaram por isso. Alguns casos vão muito além disso, mas infelizmente a maioria de nós não tem sua vida televisionada e fã clubes prontos para nos defender. Fica a sensação de impotência para a garota e muitas vezes nenhuma sombra de peso na consciência para o cara.

Vão levar alguns anos para as mulheres pararem de se auto-criticar e de ensinarem seus filhos e filhas de forma machista, mas é preciso repetir à exaustão que se a mulher está de vestidinho, ela não está provocando. Se ela dança sensualmente, ela não está querendo. E que se ela bebeu, não estava “pedindo”. Ela não estava esperando por nada, principalmente se ela não estava em condições de decidir.

Mulher anda com a roupa que quiser,bebe o quanto quiser – e se quiser – e cai onde quiser. Isso não dá direito de sua intimidade ser violada e muito menos de sua integridade ser questionada por ninguém. “Estar com tesão”, aliás, também não obriga mulher nenhuma a transar com ninguém, mesmo que a pessoa em questão seja alguém já conhecido, um ficante, um amigo ou mesmo o marido. O corpo de cada um é o templo de cada um.

Aproveitar-se da situação vulnerável de alguém para fazer o que quer que seja é no mínimo um abuso. Mesmo que não se tenha chegado às vias de fato, fazer qualquer coisa usando o corpo de alguém sem seu consentimento é contra as regras do jogo – de qualquer jogo.

(Para quem gosta de discutir o tema, recomendo a leitura deste post do “Escreva Lola Escreva”, que diz, entre outras coisas, que muitas vezes ser mulher significa ter de “ser legal com todo babaca, porque esse babaca qualquer pode ser aquele que vai te machucar”)

.

Comentários via Facebook

42 comentários

  1. Jullie

    Parabéns pelo post, Fê! Vamos quebrar esse silêncio!

    Um abraço.

    Responder
  2. Carol

    Li muito na interwebs sobre esse lance da roupa dela, que “ela pediu”. Tava achando um absurdo também. Sensacional o texto, mandou bem.

    Responder
  3. Ju

    Concordo plenamente !!! passei por uma situação tao complicada quanto essa, so soube que fui violentada apos cinco anos e fui ameaçada com um video no qual nunca vi, imagino a cabeça dessa garota la dentro sem saber de nada apenas suposiçoes já vivo a 3 anos tentando lembrar do que aconteceu comigo, cada dia fico mais maluca. A delegacia nao tomou quase providencias quando registrado o BO. Eu nao lembro quem fez e quem ameçou diz que apagou o video e fugiu da policia a unica diferenca e que fui drogada!!!! e vivo com o medo desse video aparecer minha vida ser exposta sem meu consentimento , minha integridade ter sido violada.
    A dor ao ver o que aconteceu é mto grande é como se todo o filme que aconteceu comigo se passasse, eu sei que a globo vai tentar de tudo para ela dize que consentiu eu sei que nao vai dar em nada ;( Parabéns pelo post

    Responder
  4. Mary

    Ótimo texto e ponto de vista. Eu concordo plenamente.
    Tive que ouvir da minha própria mãe uma opinião machista: “ela que foi com ele pra debaixo do edredom, ela queria.” É um absurdo esse pensamento pois a menina não tinha discernimento para saber o que queria naquele momento. Ou dizer: Ha ela bebeu demais, a culpa é dela. Nada a ver. Cada um bebe o que quiser isso não significa que alguém pode se aproveitar da situação e abusar do outro. Precisamos ter consciência desses acontecimentos cada vez mais comuns hoje em dia e educar as crianças, só assim isso poderá acabar um dia.

    Responder
  5. Giovana

    Ótimo texto!
    Acho lamentável que todas as vezes que algo do gênero surge venha à tona o machismo e o sexismo alheio.

    Responder
  6. Ana Pozzani

    Arrasou, como sempre Fê!
    Ela podia ter provocado o QUANTO quisesse durante a festa, isso não obriga ninguém a chegar as vias de fato.

    O

    Responder
  7. Ana Pozzani

    Arrasou, como sempre Fê!
    Ela podia ter provocado o QUANTO quisesse durante a festa, isso não obriga ninguém a chegar as vias de fato.

    O que faltou da parte foi respeito, por ela e por todas mulheres.

    Responder
  8. Michelli

    falou tudo

    Responder
  9. Lana

    Muito bom ver textos como esse pela blogosfera! Parabéns!

    Responder
  10. Caroline®

    Vale acrescentar apenas que, desde 2010, qualquer tipo de contato sexual não consentido é estupro. Não é apenas o sexo propriamente dito. Se ele “passou a mão” , como ele mesmo disse, com a moça desacordada, sem a permissão dela, já é estupro.

    Responder
  11. Emily

    A gente vê as meninas falando besteira, mas só qdo ficam com o c* na mão, como diaria o ditado, é que acordam pro que rola… Aquela cena clássica da gata na micareta (normal aqui na região), urrando pra se livrar dum sujeito que insiste em segura-la pelo braço, implorando beijos… Quem nunca?
    Textos como esse, como o do PdH que eu disse ontem devem ser repassados incansavelmente… que bom que vc escreveu de forma tão clara! ;)
    Educar os homens e as mulheres tmb!
    ^^

    Responder
  12. Nicole

    Muito bom! Precisamos nos unir para mudar essa cultura machista na qual vivemos :)

    Responder
  13. Emily

    Opa, voltei… A discussão não acaba…
    Achei outro texto bacana, escrito por homem, compartilhado por uma amiga: http://www.revistaforum.com.br/blog/2012/01/16/daniel-do-bbb-boninho-e-a-forca-das-mulheres-nas-redes/

    Responder
  14. Larissa

    Assim como compartilhei no facebook, tenho vontade de compartilhar esse post para todo mundo que eu escuto falando no assunto.
    Não só por concordar com tudo o que você disse, mas com esse post eu me lembrei porque eu comecei a gostar de blogs, você não vê algo assim, tão isento de pressões e políticas, na mídia tradicional. Parabéns.

    Responder
  15. Osmar gatinha

    Acho que o Daniel deveria ter tido bom senso e não fazer aquilo, mas a verdade mesmo é que a mulher que bebe muito e usa roupa sensual quer mesmo é levar rola. Ela ainda falou no confessionário que tava com a “mao naquilo, aquilo na mão” enquanto ela tava bem consciente. É uma vadia que caiu na mão de um aproveitador, nenhum dos dois presta ali.

    Responder
    1. Fernanda

      Osmar gatinha on 17/01/2012 at 11:43 am said:

      Acho que o Daniel deveria ter tido bom senso e não fazer aquilo, mas a verdade mesmo é que a mulher que bebe muito e usa roupa sensual quer mesmo é levar rola. Ela ainda falou no confessionário que tava com a “mao naquilo, aquilo na mão” enquanto ela tava bem consciente. É uma vadia que caiu na mão de um aproveitador, nenhum dos dois presta ali.

      Ela sendo “vadia” ou não, isso não dá direito algum pro cara, mesmo que eles já estivessem ficando. É esse o ponto.

      Responder
  16. Luiza

    Ótimo texto, Fernanda. Concordo plenamente com o comentário da Fernanda, “tenho vontade de compartilhar esse post para todo mundo”. Parabéns.

    Responder
  17. Luiza

    Quis dizer que concordo plenamente com o comentário da Larissa.

    Responder
  18. Charline Messa

    Triste é ver que alguns usam um ato tão grave como o que esse Daniel fez para levantar a bandeira do racismo. Então quer dizer que um negro pode fazer isso com a garota mas não pode ser punido só por ser negro? Crime não tem cor!

    Responder
  19. Pedro Américo

    Eu sinceramente acho que a declaração da Monique deveria contar, uma vez que foi ela a envolvida.

    Ela disse que deitou com o cara, que beijou o cara, que eles se agarraram, e se amassaram e passaram a mão.

    Desculpa, mas acho que foi feita uma tempestade em copo d

    Responder
  20. Pedro Américo

    Eu sinceramente acho que a declaração da Monique deveria contar, uma vez que foi ela a envolvida. Ela disse que deitou com o cara, que beijou o cara, que eles se agarraram, e se amassaram e passaram a mão.

    Vale lembrar também que estando os dois bêbados (muito bêbados, inclusive), não se pode culpar o cara assim. O cara pode ser o maior babaca do mundo, mas por que estava dando amassos com uma garota e todo mundo jurou que foi estupro (porque todo mundo viu realmente o que aconteceu) não merece ser rotulado de Estuprador.

    É muito fácil falar e apontar o vilão.

    Desculpa, mas acho que foi feita uma tempestade em copo d’agua e tá todo mundo querendo a cabeça do “acusado”.

    Tomara que de toda esse “movimento” as pessoas discutam mais sobre o assunto, que é de fato relevante.

    Responder
  21. Livia Andrade

    Agente se acostumou a fazer coisas erradas e colocar a culpa nos outros. Se embriagar ao ponto de cair inconsciente, é invergonhar nosso proprio corpo. Eu bebo, mas sei a hora de parar! se as mulheres se valorizassem mais esse tipo de coisa nao aconteceria.

    “AS MULHERES QUEREM ENCONTRAR SEUS PRINCIPES, MAS ESQUECEM DE SE COMPORTAR COMO PRINCESAS”

    Responder
    1. Fernanda

      Livia Andrade on 17/01/2012 at 12:42 pm said:

      Agente se acostumou a fazer coisas erradas e colocar a culpa nos outros. Se embriagar ao ponto de cair inconsciente, é invergonhar nosso proprio corpo. Eu bebo, mas sei a hora de parar! se as mulheres se valorizassem mais esse tipo de coisa nao aconteceria.

      “AS MULHERES QUEREM ENCONTRAR SEUS PRINCIPES, MAS ESQUECEM DE SE COMPORTAR COMO PRINCESAS”

      Nenhuma mulher é obrigada a ter comportamento algum. Em compensação, todos os seres humanos deveriam respeitar o próximo.

      Responder
  22. Isabelle Ferreira

    Excelente texto, Fê!!

    Responder
  23. É bom isso mesmo é o conceito de que as mulheres não gostam “No geral” de abuso esta corretíssimo e já é uma discussão antiquíssima mas aparentemente ainda volta a baila quando babacas fazem esse tipo de merda idiotice que esse cara fez.
    O problema é que sim existem fetiches em que as mulher PEDEM textualmente por abuso, com todas as letras “Me abusa…” mas é uma outra coisa em um outro conceito e contexto, mas na verdade eu vou subir hoje o texto sobre Sexo Consensual X Sexo Não Consensual para explicar isso, mas realmente um moça NÃO pede abuso por estar usando uma roupa x ou y ou por dançar sensualmente ou por estar de qualquer maneira, mas existem sim meninas que pedem para ser abusadas em outro conceito, daqui a pouco ou vou publicar no Drive-in a explicação e a diferença…

    Responder
    1. Fernanda

      O Motorista Fetichista on 17/01/2012 at 1:46 pm said:

      É bom isso mesmo é o conceito de que as mulheres não gostam “No geral” de abuso esta corretíssimo e já é uma discussão antiquíssima mas aparentemente ainda volta a baila quando babacas fazem esse tipo de merda idiotice que esse cara fez.
      O problema é que sim existem fetiches em que as mulher PEDEM textualmente por abuso, com todas as letras “Me abusa…” mas é uma outra coisa em um outro conceito e contexto, mas na verdade eu vou subir hoje o texto sobre Sexo Consensual X Sexo Não Consensual para explicar isso, mas realmente um moça NÃO pede abuso por estar usando uma roupa x ou y ou por dançar sensualmente ou por estar de qualquer maneira, mas existem sim meninas que pedem para ser abusadas em outro conceito, daqui a pouco ou vou publicar no Drive-in a explicação e a diferença…

      É claro, porque é um fetiche. Não é o caso. E, aliás, não é porque uma garota gosta disso que ela vai querer isso o tempo inteiro ou de qualquer cara. Espero que você toque nesse ponto.

      Responder
  24. Fabio

    Exageros feministas tbm não são nada bom!!!

    A mulher não foi santa, vai!!

    Agora qualquer coisa é machismo?

    Na hora de carregar um saco de batatas de 60 kilos no Ceasa, não vejo mulher nenhuma fazendo isso. Cadê o espaço da mulher ali? Quero ver voce ali tbm.

    Essa palavra “machista” que umas feministas usam está tão vazia.

    Em tempoe com bom senso: Ela foi safada e ele tbm não passou de um tarado. Culpa dos dois. Sem mais!!

    Responder
    1. Fernanda

      Fabio on 17/01/2012 at 1:55 pm said:

      Exageros feministas tbm não são nada bom!!!

      A mulher não foi santa, vai!!

      Agora qualquer coisa é machismo?

      Na hora de carregar um saco de batatas de 60 kilos no Ceasa, não vejo mulher nenhuma fazendo isso. Cadê o espaço da mulher ali? Quero ver voce ali tbm.

      Essa palavra “machista” que umas feministas usam está tão vazia.

      Em tempoe com bom senso: Ela foi safada e ele tbm não passou de um tarado. Culpa dos dois. Sem mais!!

      Não estamos falando de nenhum dos outros assuntos que você citou e isso não é exagero. Pergunte a suas amigas se elas já se sentiram ofendidas alguma vez. Tenho certeza que a maioria vai dizer que sim ou conhece alguém que sim. Uma mulher se insinuar não dá direito para outro aproveitar. Fim.

      Responder
  25. Então lamento dizer que existem casos 24/7 (24 horas por 7 dias da semana) casos de meninas que vão a cine porno do centro e pedem para amigo apenas organizar a fila de homens e alias eu já fui esse amigo, mas são os casos extremos, aqui estamos falando do NO GERAL.
    Eu sei que hoje em dia a caça as bruxas esta tão exagerada que eu tenho medo de me envolver com uma moça que goste disso e depois ela dar queixa com uma Maria da Penha em mim, mas como disse estamos falando do NO GERAL, e o no geral é bem simples e estou agindo assim, e recomendo as pessoas, só faça algo assim se a pessoa pedir textualmente “ME abusa, …… deste jeito” por que senão pode dar merda, no caso do BBB o erro foi da produção em primeiro lugar que que meteu bebida (que já altera a conseqüência da galera na história), os DOIS não estavam bem, mas sim o cara cometei um deslize grave, agora a menina disse que antes de apagar PEGOU NELE, MEXEU, NELE, COMEÇOU A COISA E APAGOU E não disse TEXTUALMENTE NÃO, NESTE caso eu vi algo errado mas não um estupro, eu diria que foi uma falha de conduta gravíssima do cara incentivada pela conduta da menina, e não estamos falando de uma moça que é atacada por que esta de vestido curto na rua, a moça começou algo e apagou, e o cara sim se aproveitou. Mas são casos bem diferentes. Não deveria ter acontecido e foi errado mas NESTE caso foi errado, mas grande parte da culpa é da globo que liberou birita e deixou rolar.

    Responder
  26. Camila Vargas

    Fê, obrigada, preciso compartilhar isso.

    Responder
  27. Camila

    Só acho q tem que ter meio termo né… Também não dá pra falar que a menina podia ter provocado o quanto quisesse, se esfregado o quanto quisesse que não era obrigada a fazer nada com ele… ao fazer isso, ela estava começando algo que não queria terminar, o que não é justo com o cara tmabém… Mas falar que roupas curtas+encher a cara é pedir, desculpa, mas não é… o problema é que infelizmente não podemos nos sentir livres para fazer isso sem sofrer consequências (o que tá errado, pô!!!!) porque o mundo está povoado de gente babaca… Maaaas, se não quisermos sofrer as consequências, temos q aprender a dançar conforme a música… E assim vamos vivendo, e esperando que algum dia esse pensamento mude.

    Responder
  28. Luciano Oliveira

    De fato, as mulheres podem provocar o quanto quiserem e não podem ser obrigadas a fazerem algo mais. É direito delas provocar e defraudarquem quiser. Se o cara ficou com tesão, oproblema é dele, certo?

    Já aprendi isto a muito tempo, por isso que faço da mesma forma: Provoco, paquero, mando flores, chocolates e depois dispenso. Não sou obrigado a fazer algo mais e levar o relacionamento a sério. É meu direito provocar a paixão e defraudar quem eu quiser. Se a minna ficou apaixonada, o problema é dela, certo?

    Este raciocínio feminino é EXCELENTE, pois tirou das minhas costas a culpa pelas consequências dos meus atos.

    Luciano

    Responder
  29. Vy

    Perfeito o post! Se alguém é da época, deve lembrar do filme Kids. O fim é basicamente um estupro, a menina estava apagadissima de droga no sofá e um amigo babaca foi lá se aproveitar. Só que se fudeu, porque não sabia que ela tinha acabado de ser diagnosticada hiv positivo. Queria eu (mesmo, não sou legal) que todo babaca que acha que é ok abusar de uma menina, sóbria ou não, pegasse aids. Ou perdesse seu simobolo máximo de masculinidade (ou babaquice, tem cara que acha que só porque tem a merda de um penis é melhor que qualquer outro ser humano). Porque tem babaquice no mundo que não tem cura e merece mesmo ser varrida do universo.

    Responder
  30. Andréia

    Graças a Deus o mundo está mudando. Mulheres, continuem refletindo e não aceitando os velhos pré-conceitos!!!!!!

    Responder
  31. Juuhh

    Fe!
    Concordo 100% com seu post! Infelizmente a sociedade machista faz esses comentários infelizes. E infelizmente até mulheres são assim… lembro um dia que estava na balada com minha colega, e eu estava vendo um cara tentando dançar com varias meninas, ele estava segurando um copo de whisky e coloca a perna no meio das pernas e ficava roçando nas meninas… um otario…
    Quando ele veio falar comigo subiu aquele baaaafo de whisky, eu nem dei atenção, ele ficou insistindo eu pedi pra ele sair .. já meio estressada…. ai ele insistiu de novo eu sai andando… quando eu voltei pra pista, ouço minha amiga comentando com meu colega que eu me achava muito, era muito mala e que o menino so queria dançar comigo, e que eu nao deveria ser tao metida….¬¬

    Um absurdo nao?

    Responder
  32. Carol

    “De fato, as mulheres podem provocar o quanto quiserem e não podem ser obrigadas a fazerem algo mais. É direito delas provocar e defraudarquem quiser. Se o cara ficou com tesão, oproblema é dele, certo?
    Já aprendi isto a muito tempo, por isso que faço da mesma forma: Provoco, paquero, mando flores, chocolates e depois dispenso. Não sou obrigado a fazer algo mais e levar o relacionamento a sério. É meu direito provocar a paixão e defraudar quem eu quiser. Se a minna ficou apaixonada, o problema é dela, certo?
    Este raciocínio feminino é EXCELENTE, pois tirou das minhas costas a culpa pelas consequências dos meus atos.
    Luciano”

    Vc realmente está equiparando alguém frustrar o seu desejo sexual momentâneo, uma mera reação instintiva, com ferir deliberadamente os sentimentos de alguém, só porque vc tá com vontade??????
    Cara, tu é um BABACA da pior espécie.

    Responder
    1. Fernanda

      Carol on 17/01/2012 at 9:10 pm said:

      “De fato, as mulheres podem provocar o quanto quiserem e não podem ser obrigadas a fazerem algo mais. É direito delas provocar e defraudarquem quiser. Se o cara ficou com tesão, oproblema é dele, certo?
      Já aprendi isto a muito tempo, por isso que faço da mesma forma: Provoco, paquero, mando flores, chocolates e depois dispenso. Não sou obrigado a fazer algo mais e levar o relacionamento a sério. É meu direito provocar a paixão e defraudar quem eu quiser. Se a minna ficou apaixonada, o problema é dela, certo?
      Este raciocínio feminino é EXCELENTE, pois tirou das minhas costas a culpa pelas consequências dos meus atos.
      Luciano”

      Vc realmente está equiparando alguém frustrar o seu desejo sexual momentâneo, uma mera reação instintiva, com ferir deliberadamente os sentimentos de alguém, só porque vc tá com vontade??????
      Cara, tu é um BABACA da pior espécie.

      Pra você ver o tipo do comentário e do cara. É como se fôssemos sempre obrigadas a dar algum tipo de atenção simplesmente pelo fato da pessoa ter um pênis.

      Responder
  33. Luciano Oliveira

    Moças,

    Se vocês não querem que os homens as sacaneiem, desenvolvendo em vocês sentimentos (paixão, por exemplo) que depois eles não satisfazem, não façam o mesmo. Não sacaneiem: Não desenvolvam nos homens sentimentos (tesão) que depois vocês não satisfaçam.

    Isto se chama “sacanagem”!
    Ou será que os direitos não são iguais?
    Será que só as mulheres podem deixar os caras na mão?

    O correto é que cada um compreenda o limite do sexo oposto e que ninguém provoque no outro além do que possa aguentar com as consequências.

    Se a roupa é provocante, esta roupa não está provocante para um poste ou para outra mulher. Ela está provocante é para o homem, óbvio! Ou não seria provocante.

    Não quer provocar? Não provoque! Simples.
    Provocou o cachorro? Melhor correr do pitbull que ele pega e morde. Simples assim.

    Antes de provocar um cachorro, tenha certeza que ele está amarrado ou que você está do outro lado da cerca.

    Sim, homens são como cachorros. Cheios de instintos.

    Sim, mulheres são como cadelas, cheias de instintos também.
    Não adianta tapar o sol com a peneira.

    Responder
  34. André Americo

    Estupro, de qualquer forma, moral e físico, é inaceitável. Todo mundo tem direito de beber o quanto quiser, de usar a roupa que quiser sem ser incomodado. Ok.
    Mas tenho uma dúvida (é uma dúvida legítima, não é uma provocação, realmente quero entender). Conheço pouco de moda, mas o que sei é que quando nos vestimos, estamos, na verdade, enviando mensagens sobre como somos, como estamos nos sentindo e etc. A moda é uma arte e toda arte é, na verdade, uma linguagem (vide movimento punk, hippie e afins.
    O mais interessante é que o cérebro entende essa mensagem de forma quase inconsciente. É semiótica.
    A pergunta é, será que as mulheres que usam roupas ousadas demais não estão enviando a mensagem errada?
    Todas as decisões que tomamos (sejamos homens, ou mulheres), pressupõem consequencias. Se a imagem que vc quer passar para o mundo é de uma pessoa sensual (vale pra homem ou mullher, sem sexismo), tem que estar preparado para as formas como as pessoas irão receber isso.

    Ps: lembrando que nada justifica qualquer tipo de abuso, ninguém, homem ou mulher, deve ser forçado a fazer nada que não queira

    Responder
  35. Eduardo

    Eu concordo plenamente que não importa como uma mulher se comporte ou se vista, seu direito a sua integridade corporal é inquestionável. Mas um cuidado deve ser tomado aqui para definir o que é consentimento. Desse jeito uma moça pode iniciar uma atividade sexual e na hora de ser penetrada alegar estupro?
    O post apesar de estar baseado em fatos corretos esta impregnado até o topo de misandria passional. Pra quem não sabe o que é misandria é ódio ao sexo masculino, e dando uma rápida passada por outros posts deste site eu deixo a dica para a autora. Peço cuidado ao descontar frustrações pessoais neste espaço porque por mais que sirva como terapia à quem escreve promove um tipo de preconceito meio fora de moda mas ainda assim punível pela lei que é a discriminação pelo sexo. Sobretudo porque a escrita é inteligente e em linha com o que a mulher moderna brasileira quer ler: Culto ao ódio masculino pretensamente camuflado de feminismo liberal.

    Responder
  36. Juh

    Gente Eu Acho Que Muitas Vezes Os Homens Magoam As Mulheres Por Varias Formas Uma Delas é Introduzir Seu Pênis Em Vc Já Fui Abusada Uma Vez Horrivel Mas Eu Só Tinha 5 Anos não Entendia Oque Fasia Não Tiramos a Roupa Mas Eles Me Beijou Eu Acho Muito Triste Ter Que Passar Na Rua e Ter Cuidado Pra Que Isso Não Aconteça Denovo Fico Muito Triste Quando Um Homem Fala Que Mulher Só Serve Pra Ficar Em Fugão Acho Isso RACISTA e As Mulheres Tem Seus Direitos e Não e Só Isso Uma Mulher Pode Ficar Triste Tambem Quando é Agredida Ameaçada e Etc Em 1 e 1 Minuto Uma Mulher é Estrupada Ou Agredida As Vezes Penso Nossa Os Homens Não Tem Tpm Não Mestruam Não Sentem a Dor Na Hora Do Parto As Vezes Queria Que o Homem Vesse Esse Lado.

    Responder
  37. Isa

    Engraçado Quem Cuida Dos Filhos Somos Nós e Muitas Vezes Quem Sustenta a Família é a Mãe Cadê a Parte Dos Homens ? Já Sei é Vc Deitar Na Cama Anoite c Sua Esposa Exausta e Começar a Tranzar Isso é Ajuda Nossa Imagine Se Não Fosse .

    Responder

Deixe seu comentário